Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
23Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
APRENDIZAGEM NA INTERNET UTILIZANDO PROJETOS CONSTRUÍDOS NA METODOLOGIA WEBQUEST

APRENDIZAGEM NA INTERNET UTILIZANDO PROJETOS CONSTRUÍDOS NA METODOLOGIA WEBQUEST

Ratings: (0)|Views: 6,401 |Likes:
Published by joanirse
Fonte: http://www.portalwebquest.net/pdfs/aprendprojet.pdf
Fonte: http://www.portalwebquest.net/pdfs/aprendprojet.pdf

More info:

Published by: joanirse on Oct 06, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/10/2012

pdf

text

original

 
 1
 APRENDIZAGEM NA INTERNET UTILIZANDO PROJETOS CONSTRUÍDOS NAMETODOLOGIA WEBQUESTLuís Paulo Leopoldo Mercado
Universidade Federal de Alagoas – BrasilMaceió – Alagoas – Brasillpm@fapeal.br  
Maria Aparecida Pereira Viana
 Universidade Federal de AlagoasMaceió – Alagoas – Brasilviana@marista-mcz.com.br  
Resumo
Este estudo investiga o uso da internet na formação de professores utilizando uma investigaçãoorientada–o Webquest, buscando analisar como uma fonte de pesquisa poderá tornar aaprendizagem significativa e levar o educando a construção do conhecimento. Neste estudo, sãoanalisados os novos desafios com os quais se defronta o trabalho do professor com a utilizaçãoda Internet; investigando novas estratégias na utilização dos recursos oferecidos pela web nosmeios educacional; propõe modalidades de intervenção a partir da criação de espaço deaprendizagem colaborativa entre os alunos e os educadores, permitindo aos educadores eeducandos tornarem-se aprendizes ativos, solucionadores de problemas, pesquisadores e projetistas. Apresenta o processo de construção de projetos Webquest no Colégio Marista deMaceió pelos professores e trabalhado com os alunos utilizando a Internet.
1 - INTRODUÇÃO
Integrar a utilização da Internet no currículo de um modo significativo e incorporá-laàs atuais práticas de sala de aula bem sucedidas, como a educação baseada numa aprendizagemcooperativa é um desafio na formação de professores (Mercado, 1999).A Internet apresenta um potencial importante na ajuda aos alunos no sentido deresponsabilidade pessoal com seu próprio aprendizado, expandindo seus horizontes, aprendendoa comunicar-se, a colaborar e, de fato, aprender.A utilização efetiva da Internet na educação exige padrões e resultados para oaprendizado do aluno. Sem expectativas de aprendizagem especificas para atividades baseadasna Internet, os alunos perderão a direção, o foco e ficarão sobrecarregados com a súbitaquantidade de informações disponíveis para eles. Os resultados da aprendizagem definem oscritérios pelos quais se avaliam o progresso do aluno e a eficácia do professor na utilização daInternet como ferramenta.Integrar a utilização da Internet no currículo de um modo significativo e incorporá-laàs atuais práticas de sala de aula bem-sucedidas, numa aprendizagem colaborativa, poderáfornecer um contexto autêntico em que os alunos desenvolvem conhecimento, habilidades evalores. Neste contexto, o trabalho com projetos permite, aos alunos, analisar os problemas, assituações e os conhecimentos dentro de um contexto e em sua totalidade, utilizando, para isso,os conhecimentos presentes nas disciplinas e na sua experiência socio-cultural.Em um mundo que muda rapidamente, o professor deve estar preparado para auxiliar seus alunos a analisarem a situação complexas e inesperadas, a desenvolverem sua criatividade,a utilizarem outros tipos de “racionalidades”: a imaginação criadora, a sensibilidade táctil,visual e auditiva, entre outras. O respeito às diferenças e o sentido de responsabilidade sãooutros aspectos básicos que o professor deve estar preparado para trabalhar com seus alunos.
 
 2
Hoje, uma outra tarefa fundamental na vida do professor é a pesquisa, reinventada acada dia, aceitando os desafios e imprevisibilidade da época para melhorar cada vez mais. Cabeao professor o exame crítico de si mesmo, procurando orientar seus procedimentos de acordocom seus interesses e anseios de aperfeiçoamento e melhoria de desempenho.Formar para as novas tecnologias é formar o julgamento, o senso crítico, o pensamento hipotético e dedutivo, as faculdades de observação e de pesquisa, a imaginação, acapacidade de memorizar e classificar, a leitura e a análise de textos e de imagens, arepresentação de redes, de procedimentos e estratégias de comunicação.Um quadro pedagógico para as novas tecnologias, na qual se destaca a mudança de paradigmas que elas demandam e, ao mesmo tempo, oportunizam é proposto. Trata-se de passar de uma escola centrada no ensino (suas finalidades, seus conteúdos, sua avaliação, seu planejamento, sua operacionalização sob forma de aulas e de exercícios) a uma escola centradanão no aluno, mas nas aprendizagens. O ofício de professor redefine-se: mais do que ensinar,trata-se de fazer aprender. As novas tecnologias podem reforçar a contribuição dos trabalhos pedagógicos e didáticos contemporâneos, pois permitem que sejam criadas situações deaprendizagem ricas, complexas, diversificadas, por meio de uma divisão de trabalho que não fazmais com que todo o investimento repouse sobre o professor, uma vez que tanto a informaçãoquanto a dimensão interativa são assumidas pelos produtores dos instrumentos.Vários questionamento tem sido feitos pelos educadores ao entender que ao usar aInternet há uma necessidade de buscar cada vez mais através do processo de avaliação, técnicasutilizadas nos ambientes informatizados, nos planejamentos, nos registros das ocorrência, nadiscussão sobre o processo da aprendizagem.A aprendizagem a partir de atividades educativas envolvendo investigação orientada,em ambientes virtuais de aprendizagem permite a construção do conhecimento? Qual o papel do professor no desenvolvimento destas atividades?. O Webquest
1
 é uma alternativa pedagógica,na utilização da Internet, e poderá revolucionar a construção do saber? A interação professor aluno com as diversas formas de comunicação e informação acrescentará a construção doconhecimento de forma clara, objetiva e mais prazerosa? Os ambientes virtuais deaprendizagem na Internet podem mudar o modo do professor dar sua aula?. A aprendizagem a partir de atividades educativas, envolvendo investigação orientada, em ambientes virtuais deaprendizagem permite a construção do conhecimento? Qual o papel do professor nodesenvolvimento destas atividades?.Essas e outras questões estão norteando os objetivos desteestudo é investigar o uso da internet na formação de professores utilizando uma investigaçãoorientada – O Webquest, buscando analisar como uma fonte de pesquisa poderá tornar aaprendizagem significativa e levar o educador e o educando a construção do conhecimento.O uso do Webquest constitui uma investigação orientada, por apresentar uma performance organizacional de atividades envolvendo novas tecnologias, que pode ser desenvolvida em qualquer área ou nível de ensino.O webquest pode ser uma alternativas pedagógica, na utilização da Internet poderárevolucionar a construção do saber e os ambientes virtuais de aprendizagem na Internet podemmudar o modo do professor trabalhar o momento aula.
2 - I
NTERNET NA
E
DUCAÇÃO
 
Milhares de criança, em dezenas de países ao redor do mundo, estão vivendo a realidadede aldeia global de maneira interativa, prática e pessoais. Por intermédio da Internet, essesalunos estão, pela primeira vez, aprendendo a pensar neles próprios como cidadãos globais,vendo o mundo e seu lugar no mundo de forma muito diferente que seus pais (Dodge, 2002).
1
Em 1995, Bernard Dogdge, da San Diego State University, propunha a criação de um conceito – 
WebQuest 
– que auxiliasse naclarificação de um determinado tipo de atividades que estavam sendo colocadas em prática no âmbito de um proje educacionalenvolvendo o uso da Internet na educação. O autor definiu
WebQuest 
(uma demanda na Web) como: "
uma atividade orientada paraa pesquisa em que alguma, ou toda, a informação com que os alunos interagem provém de recursos na Internet”.(Heide & Stilborn,2000)
 No site http:edweb.sdsu.edu/webquest encontramos mais informações sobre o autor citado e sobre a metodologia doWebquest.
 
 3
A enorme quantidade de informação e as oportunidades de compartilhá-las ecomunicar-se com as pessoas de todo o mundo, faz com que as escolas venha a se preocupar com a introdução da internet em sala de aula. Razão pela qual considerar-se a internet umaferramenta importante para os educadores e mostra como as novas tecnologias tem potencial para transformar as maneiras de ensinar e aprender.Cada ferramenta da internet possui uma função específica, e a maioria dos professoresque a explora vai querer familiarizar-se com todas elas. Para os professores, tais ferramentas podem ser utilizadas para fornecer aos alunos oportunidades animadoras para acessar einterpretar o mundo ao redor deles.A internet é um ambiente ideal para incentivar os alunos a assumirem aresponsabilidade pelo seu próprio aprendizado.Tendo a oportunidade de acessar recursos deaprendizagem na internet, os alunos tornam-se participantes ativos na sua busca peloconhecimento. Incorporar a internet ao aprendizado em sala de aula dá aos alunos muito maisoportunidades para estruturarem seu próprio aprendizado do que aquelas disponíveis em salasde aula tradicionais.Um dos eixos das mudanças na educação passa por sua transformação em um processode comunicação autêntica e aberta entre os professores e alunos, primordialmente, mas tambémincluindo administradores e a comunidade, principalmente os pais. Para Moran (1997). muitasforma de dar aula hoje não se justificam mais. Perdemos tempo de mais, aprendemos muito pouco, nos desmotivamos continuamente. Tanto professores quanto alunos temos a clarasensação de que em muitas aulas convencionais perdemos muito tempo.O professor precisa estar atento, porque a tendência na internet é para a dispersão fácil.O intercâmbio constante de resultados, a supervisão do professor podem ajudar a obter melhoresresultados. O papel do professor é de acompanhar cada aluno, incentivá-lo, resolver suasdúvidas, divulgar as melhores descobertas. As aulas na internet se alternam com as aulashabituais, nas quais acrescentamos textos escritos e vídeos para aprofundar os temas pesquisados inicialmente na internet. Posteriormente, cada aluno desenvolve um tema específicode pesquisa, que ele escolhe, conciliando o seu interesse pessoal e o da matéria.Ensinar utilizando a internet exige muita atenção do professor. Diante de tantas possibilidades de busca, a própria navegação torna-se mais sedutora do que o necessário do queo trabalho de interpretação. A internet é uma tecnologia que facilita a motivação dos alunos, pela novidade e palas possibilidades inesgotáveis de pesquisa que oferece. Essa motivaçãoaumenta se o professor a faz em um clima de confiança, de abertura, de cordialidade com osalunos.O aluno desenvolve a aprendizagem cooperativa, a pesquisa em grupo, a troca deresultados. A interação bem sucedida aumenta a aprendizagem. Em alguns casos há umacompetição excessiva, monopólio de determinados alunos sobre o grupo. Mas, no conjunto, acooperação prevalece. A internet permite a pesquisa individual, em que cada aluno tem seu próprio ritmo, e a pesquisa em grupo, em que se desenvolve a aprendizagem colaborativa.A internet permite a pesquisa individual, em que cada aluno tem seu próprio ritmo, e a pesquisa individual, em que a pesquisa em grupo, em que se desenvolve a aprendizagemcolaborativa.
3 - P
ROJETOS EM
I
NTERNET
:
O
W
EBQUEST COMO
P
ESQUISA
O
RIENTADA
 
A cultura do projeto que pode ser entendida pelo educador, a atividade de fazer projetosé simbólica, intencional e natural do ser humano, buscando solução de problemas e desenvolveum processo de construção de conhecimento (Fagundes, Sato & Maçada, 1999).Quando falamos de aprendizagem por projetos estamos necessariamente nos referindo àformulação de questões pelo autor do projeto, pelo sujeito que vai construir conhecimento.Partimos do princípio de que o aluno já pensava antes.E é a partir de seu conhecimento prévio, que o aprendiz vai se movimentar, interagir com o desconhecido, ou com novas situações, para se apropriar do conhecimento específico emquaquer área.

Activity (23)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Silvana Arsénio liked this
Fernando Batista liked this
janainaluna liked this
Marilza Peixoto liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->