Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
19Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
consulta-enfermagem-ginecologica

consulta-enfermagem-ginecologica

Ratings: (0)|Views: 3,354 |Likes:
Published by lamedy
ATUAÇÃO DE PROFISSIONAIS ENFERMEIROS
DURANTE O PROCESSO DE ASSISTÊNCIA
CLÍNICO-GINECOLÓGICA À MULHER EM
UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE
ATUAÇÃO DE PROFISSIONAIS ENFERMEIROS
DURANTE O PROCESSO DE ASSISTÊNCIA
CLÍNICO-GINECOLÓGICA À MULHER EM
UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE

More info:

Categories:Business/Law, Finance
Published by: lamedy on Oct 06, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/16/2013

pdf

text

original

 
7
VI Semana de Enfermagem
ATUAÇÃO DE PROFISSIONAIS ENFERMEIROSDURANTE O PROCESSO DE ASSISTÊNCIACLÍNICO-GINECOLÓGICA À MULHER EMUNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE
Marília Daniella M. AraújoLidiani RegianiMaria Lúcia Raimondo No contexto mundial, o câncer de colo de útero é o segundo maiscomum entre mulheres, a realização do exame citopatológico doPapanicolaou tem modificado efetivamente as taxas de incidência emortalidade por este tipo de câncer, associado ao tratamento de seusestágios iniciais. As ações de controle do câncer colo do útero e de mamaé um dos pilares básicos da consulta de enfermagem à mulher, sendoesta uma das ações realizadas pela enfermeira nas unidades básicasde saúde. A abordagem no atendimento à mulher, através da detecção precoce do câncer ginecológico, embora tenha permitido melhorar oacesso aos serviços de saúde, têm limitado os problemas de saúde aosórgãos reprodutivos. No ano de 1984, o Ministério da Saúde elaborouo Programa de Atenção Integral à Saúde da Mulher (PAISM) que temcomo proposta de integralidade identificar necessidades de mudançasna abordagem da mulher como sujeito integral pelos serviços de saúde.A consulta ginecológica deve abranger não só a realização do examede Papanicolaou, mas também assistência integral, na qual, todo equalquer contato que a mulher venha a ter com os serviços de saúdeseja utilizado em prol da promoção, proteção e recuperação da suasaúde. O objetivo dessa pesquisa foi levantar a atuação de enfermeirosdurante o processo de assistência clínico-ginecológica em unidades básicas de saúde. Tratou-se de uma pesquisa de campo exploratória,do tipo quantitativa, com observação sistemática do atendimentoe dos procedimentos efetuados pelo enfermeiro, seguida de umaentrevista. Os dados para a pesquisa foram coletados utilizando-se doismomentos. No primeiro momento foi efetuada a observação da rotina,do processo e das práticas da equipe de saúde que atende a mulher desde sua chegada na unidade até o término do atendimento a fimde captar os fatores da qualidade da assistência clínico-ginecológica
 
8
VI Semana de Enfermagem
à mulher. Em seguida realizou-se uma entrevista contendo perguntasfechadas sobre a forma de assistência prestada. Respeitaram-se osaspectos éticos mediante aprovação do Comitê de Ética. Fizeram parte do estudo 07 profissionais enfermeiros que atuavam nos CentrosIntegrados de Atendimento (CIAs), sendo 100% do sexo feminino, amaioria casada, com tempo de graduação variando de 04 a 20 anos.Todas as unidades que fizeram parte da pesquisa tinham um consultóriodestinado para o atendimento ginecológico, sendo este espaço utilizadotanto pela enfermeira quanto pelo médico. Estavam presentes todos osequipamentos e materiais preconizados, havendo falha apenas na roupaa ser utilizada pela mulher no ato da coleta. O tipo de agendamentoem 05 (71%) dos CIAs é feito por livre demanda e em 02 (29%)deles é feito por agendamento prévio. A assistência é realizada todosos dias por 02 (29%) das entrevistadas, 01 (14%) realiza quatro diasna semana, 01 (14%) três dias na semana e 03 (43%) delas realizamum dia na semana. Quanto à duração do atendimento, 04 (57%) dasenfermeiras disseram não ter horário exclusivo, 02 (29%) dedicam 3a 4 horas/dia para o atendimento à mulher e 01 (14%) dedica de 1a 2 horas/dia. Em 05 (71%) das unidades tanto a enfermeira quantoo médico são responsáveis pela assistência ginecológica à mulher. Eem 02 (29%) delas, as enfermeiras assumem esta responsabilidade. Amaioria das enfermeiras relatou que realizam programas ou estratégiasde educação em saúde. Quanto a ações de captação das mulheres, 03(43%) desenvolvem e 04 (57%) não desenvolvem essas ações. No queconcerne ao processo de atendimento à mulher pela enfermeira, emnenhum dos casos ocorreu a consulta de enfermagem sistematizadacompleta. Constatou-se que a construção do histórico completo damulher não era realizado por nenhuma das entrevistadas, restringindo-se apenas ao preenchimento da requisição de exame citopatológico,onde a mulher era questionada apenas sobre os dados necessários para tal preenchimento, perdendo, assim, a oportunidade de agir  precocemente na prevenção de possíveis agravos. Na maioria dos casos,as anotações eram efetuadas no prontuário da paciente, não havendoqualquer instrumento que caracterizasse o atendimento sistematizadode enfermagem. Os procedimentos que seriam realizados foraminformados à paciente em 71% dos casos, ainda durante a pré-consulta. Não foi fornecido esclarecimento da importância dos procedimentosem nenhuma das unidades. Verificou-se que 100% das enfermeirasrealizavam unicamente o exame especular, não cumprindo assim todas

Activity (19)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
SergioFBrandao liked this
amschacal liked this
Ana Karine liked this
tratores liked this
Felipe Justem liked this
Daynara Vieira added this note
BOM
Taís Jinkings liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->