Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
14Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
fisica-fgv-2005

fisica-fgv-2005

Ratings: (0)|Views: 690 |Likes:
Published by euahn

More info:

Published by: euahn on Oct 07, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/11/2012

pdf

text

original

 
fgv  04/12/2005 
CPV 
o cursinho que mais aprova na fGV 
+28 

fgv051f1ddezeco
 28 
FÍSICA
91.Procurando um parâmetro para assimilar o significado dainformação impressa na embalagem de um pão de forma —valor energético de duas fatias (50 g) = 100 kcal —, umrapaz calcula o tempo que uma lâmpada de 60 Wpermaneceria acesa utilizando essa energia, concluindo queesse tempo seria, aproximadamente,
Dado: 1 cal = 4,2 J
a)100 minutos.b)110 minutos.c)120 minutos.d)140 minutos.e)180 minutos.
Resolução:
E = 100 kcal = 420000 JP
OT
=Et
8
 
60 =420000t
8
 
 
t = 7000 s
t
116 minutosAlternativa C
92.Freqüentemente, quando estamos por passar sob umviaduto, observamos uma placa orientando o motorista paraque comunique à polícia qualquer atitude suspeita em cimado viaduto. O alerta serve para deixar o motorista atento aum tipo de assalto que tem se tornado comum e que segueum procedimento bastante elaborado. Contando que omotorista passe em determinado trecho da estrada comvelocidade constante, um assaltante, sobre o viaduto,aguarda a passagem do párabrisa do carro por umareferência previamente marcada na estrada. Nesse momento,abandona em queda livre uma pedra que cai enquanto ocarro se move para debaixo do viaduto. A pedra atinge ovidro do carro quebrando-o e forçando o motorista a pararno acostamento mais à frente, onde outro assaltanteaguarda para realizar o furto.
 
CPV 
o cursinho que mais aprova na fGV 
 
.gv  04/12/2005 
+28 

fgv051f1ddezeco
 29
Suponha que, em um desses assaltos, a pedra caia por 7,2m antes de atingir o pára-brisa de um carro. Nessascondições, desprezando-se a resistência do ar econsiderando a aceleração da gravidade 10 m/s
2
, a distância
d
da marca de referência, relativamente à trajetória verticalque a pedra realizará em sua queda, para um trecho deestrada onde os carros se movem com velocidade constantede 120 km/h, está aa)22 m.b)36 m.c)40 m.d)64 m.e)80 m.
Resolução:Queda da pedra
S = S
0
+ V
0
t +
2
at27,2 =
2
10t2 
t = 1,2 s
Carro
V =St
88
 
 120S3,61,2
=
8
 
 
S = 40 mAlternativa C
93.Usado para missões suborbitais de exploração do espaço,o VS–30, foguete de sondagem brasileiro, possui massatotal de decolagem de, aproximadamente, 1 500 kg e seupropulsor lhe imprime uma força de 95
x
10
3
N. Supondoque um desses foguetes seja lançado verticalmente em umlocal onde a aceleração da gravidade tem valor 10 m/s
2
,desconsiderando a gradual perda de massa devido acombustão, a aceleração imprimida ao conjunto nosinstantes iniciais de sua ascensão, relativamente ao solo,é, aproximadamente,a)15 m/s
2
.b)24 m/s
2
.c)36 m/s
2
.d)42 m/s
2
.e)53 m/s
2
.
Resolução:
F – P = m
.
a95 000 – 1 500
.
10 = 1 500 a
80 000 = 1 500 a
 
a = 53,3 m/s
2
Alternativa E
F
P
d
F
  ( 
60°
94.Em plena feira, enfurecida com a
cantada
que havia recebido,a mocinha, armada com um tomate de 120 g, lança-o emdireção ao atrevido feirante, atingindo-lhe a cabeça comvelocidade de 6 m/s. Se o choque do tomate foiperfeitamente inelástico e a interação trocada pelo tomatee a cabeça do rapaz demorou 0,01 s, a intensidade da forçamédia associada a interação foi dea)20 N.b)36 N.c)48 N.d)72 N.e)94 N.
Resolução:
Aceleração do tomate durante a colisão:a =Vt
88
 
a =60,01 
a = 600 m/s
2
Força aplicada pelo rapaz sobre o tomate:F = m
.
a
F = 0,120
.
600
 
F = 72NAlternativa D
95.Mantendo uma inclinação de 60º com o plano da lixa, umapessoa arrasta sobre esta a cabeça de um palito de fósforos,deslocando-o com velocidade constante por uma distânciade 5 cm, e ao final desse deslocamento, a pólvora se põeem chamas.Se a intensidade da força, constante, aplicada sobre o palitoé 2 N, a energia empregada no acendimento deste,desconsiderando-se eventuais perdas, é
Dados: sen 60º =32; cos 60° =12
a)53 
x
10
–2
J.b)5
x
10
–2
J.c)23
x
10
–2
J.d)2
x
10
–2
J.e)3 
x
10
–2
J.
Resolução:
F
 
Força aplicada sobre o palitod
 
Deslocamento do palito
τ
= F
.
d
.
cos
θ
τ
= 2
.
0,05
.
cos 60°
τ
= 0,05
τττττ
= 5
x
10
–2
J
 
Alternativa B
 
fgv  04/12/2005 
CPV 
o cursinho que mais aprova na fGV 
+28 

fgv051f1ddezeco
 30
L
 (        
θθθθθ
F
1
 ( 
θθθθθ
bF1LF
2
F
1
P
2L5
ponto dearticulação
96.Para colocar sob um piano de 270 kg o carrinho que auxiliarasua movimentação, dois homens utilizam, cada um, umacinta de couro que laça os pés do piano e da a volta portrás de seus pescoços. Devido aos seus corpos e à posiçãomantida pelas cintas, estas permanecem sob umângulo
θ
= 25° relativamente a lateral do instrumento.A forma irregular damoldura de ferro ondesão esticadas ascordas, no interior dopiano, faz com que aprojeção do centro demassa do instrumento sobre sua base, esteja localizada a2/5 de sua extensão, à esquerda do centro da base quandoo piano é olhado frontalmente.Ao manter suspenso horizontalmente e, em repouso, opiano, o carregador que executará o maior esforço exerceráuma força de módulo igual a
Dados: sen 25° = 0,4; cos 25° = 0,9aceleração da gravidade = 10 m/s
2
a)1 080 N.b)1 200 N.c)1 420 N.d)1 600 N.e)1 800 N.
Resolução:
cos
θ
=
F1
bL0,9 =
F1
bL
F1
b
= 0,9 L
FF12
MM
+
+ M
P
= 0– F
1
 
.
 
F1
b
+ P
.
b
P
= 0F
1
 
.
 
F1
b= P
.
b
P
F
1
 
.
0,9L = 2700
.
 2L5
F
1
= 1200 N
F
1
 
.
cos
θ
+ F
2
 
.
cos
θ
= P1200
.
0,9 + F
2
 
.
0,9 = 27001080 + 0,9 F
2
= 2700
F
2
= 1800 NAlternativa E
97. Na Coréia do Sul, a caça submarina é uma profissão femininapor tradição. As Haenyeos são
mulheres-peixe
que ganhamdinheiro mergulhando atrás de frutos do mar e crustáceos.O trabalho é realizado com equipamentos precários o quenão impede a enorme resistência dessas senhoras queconseguem submergir por dois minutos e descer até 20metros abaixo da superfície.
(
 Revista dos Curiosos
, 2003)
Supondo que o ar contido nos pulmões de uma dessasmergulhadoras não sofresse variação significativa detemperatura e se comportasse como um gás ideal, e levandoem conta que a pressão exercida por uma coluna de águade 10 m de altura equivale aproximadamente a 1 atm, a relaçãoentre o volume do ar contido nos pulmões, durante umdesses mergulhos de 20 m de profundidade, e o volumeque esse ar ocuparia ao nível do mar, se a estrutura óssea emuscular do tórax não oferecesse resistência,corresponderia, aproximadamente, a
Dado: pressão na superfície da água = 1 atm
a)0,3.b)0,5.c)0,6.d)1,0.e)1,5.
Resolução:
000
PVPVTT
=
 
3V = 1V
0
0
V1V3
=
 
 
0
VV
=
0,3
 
Alternativa A
98.Os trajes de neoprene, um tecido emborrachado e isolantetérmico, são utilizados por mergulhadores para que certaquantidade de água seja mantida próxima ao corpo,aprisionada nos espaços vazios no momento em que omergulhador entra na água. Essa porção de água em contatocom o corpo é por ele aquecida, mantendo assim umatemperatura constante e agradável ao mergulhador.Suponha que, ao entrar na água, um traje retenha 2,5 L deágua inicialmente a 21ºC. A energia envolvida no processode aquecimento dessa água até 35ºC é
Dados: densidade da água = 1 kg/Lcalor específico da água = 1 cal/(g.ºC)
a)25,5 kcal.b)35,0 kcal.c)40,0 kcal.d)50,5 kcal.e)70,0 kcal.
Resolução:
Q = m
.
c
.
 
∆θ
Q = 2500
.
1
.
14Q = 35000 cal
Q = 35,0 kcalAlternativa B

Activity (14)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Roberto Ronaldo liked this
Romério Alves liked this
Michelle Mizraim liked this
Jéssica Bianchi liked this
ivanfisica liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->