Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
18Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Glossário erros frequentes Português

Glossário erros frequentes Português

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 5,053|Likes:
Published by Eva Jacinto
Erros frequentes na língua portuguesa. Retirado de "Ciberdúvidas da Língua Portuguesa".
Erros frequentes na língua portuguesa. Retirado de "Ciberdúvidas da Língua Portuguesa".

More info:

Published by: Eva Jacinto on Oct 14, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See More
See less

06/05/2013

pdf

 
1/ 15
Retirado de “Ciberdúvidas da Língua Portuguesa”http://ciberduvidas.sapo.pt/
Glossário deErros mais frequentes em Português 
ACERCA
...e não \"àcerca\".
 ACERVO
Diferente de espólio (que se refere aos bens pós-morte).
AÇORIANO
...e não \"açoreano\". [Outras palavras com o i normalmente trocadopelo e: ameixial, artífice, cabo-verdiano, camoniano, definido, lampião,oficina, suficiente.]
ADERÊNCIA
Diferente de adesão.
ADN
...de ácido desoxirribonucleico, e não DNA (que é à inglesa).
AERO
Prefixo que nunca se emprega com hífen [aeroporto, aeroplano,aerotransportado]. 
AFIM
Diferente de a fim. 
ALCOOLEMIA
... e não "alcoolémia", tal como dizemos LEUCEMIA e não "leucémia". 
ALÉM/ AQUÉM-
Prefixos acentuados, sujeitos sempre ao emprego do hífen. [além-fronteiras, aquém-Pirenéus].
ANTEPOR
...e não \"antepôr\".
APARTE
Sem acento. Diferente de
à parte 
. 
APELAR
Apelar para e não "apelar a ". Mas: fazer apelo a.
ÁRCTICO EANTÁRCTICO
... e não "Artico" nem "Antártico".
ARGELINO
...e não "algerino", nem "algeriano". 
ASSESSOR
...e não "acessor"; diferente de acesso.
AUTO-
Prefixo sujeito ao emprego do hífen, quando o segundo elementopossui vida própria e começa por vogal, h, r ou s. [auto-estrada, auto-hemoterapia, auto-retrato, auto-sugestão - mas: autonomeado,autocrítica]. 
AZAGAIA
O mesmo que zagaia.
AZERBAIJANÊS
E não Azeri (embora o Dicionário Houaiss já ateste o barbarismo,preferindo azerbaidjano).
 
2/ 15
BAINHA
...e não "baínha".
BANCARROTA
...e não "banca-rota".
BARBARISMOS
Erros de expressão e de grafia (mal) entrados no Português.
BATE-PAPO
...e não batepapo.
BÁTEGA
Aguaceiro, chuvada. A expressão "bátega de água" é pleonástica.
BÊ-Á-BÁ
...e não "b-a-ba".
BEBÉ
...e não "bébé".
BEGE
...e não "beige" nem "beje".
BEM-VINDO
...e não Benvindo (nome próprio).
BÊNÇÃO
...e não "benção".
BENEFICÊNCIA
... e não "beneficiência".
BI
Prefixo que dispensa o emprego do hífen [bianual, bimotor, bissecular,bissexual].
BILIÃO
O mesmo que bilhão: um milhão de milhões, e não um "milhar demilhões" como é usado noutros países, como nos EUA e no Brasil.
BIOPSIA
... e não "biópsia" (apronúncia correctaé: /biopsía/).
BURBURINHO
...e não "borborinho".
"CARTOON"
Em inglês. Forma aportuguesada: cartune (cartunista).
CAEM
...e não "caiem".
CALVÍCIE
...e não "calvíce".
CAMPEÃO
...não "campião" [Outras palavras com e, susceptíveis de erro: aldeão,ameaça, apear, areeiro, côdea, denegrir, mercearia, privilegiado,refreado, viseense].
CARÁCTER
... e não"caracter". No sentido de índole, temperamento; mas,também, a tipo de imprensa, marca. Plural: CARACTERES(/caractéres/).
CARTÃO-DE-VISITA
É assim que se escreve aquele cartãozinho que usamos em contactossociais ou profissionais.
CENTENAS DEMILHARES
...e não "centenas de milhar".
COABITAÇÃO
...e não "co-habitação" e "cohabitação".
COM CERTEZA
...e não "concerteza".
COMBOIO
...e não "combóio".
COMPOR
...e não..."compôr".
COMUMMENTE
...e não "comumente". Salvo na variante ortográfica brasileira.
CONCERTAR
Diferente de CONSERTAR.
CONCLUIR
«Concluir que nem tudo é perfeito»; mas: «Chegar à conclusão deque nem tudo é perfeito».
CONSTITUÍA
...e não "constituia"; CONSTITUIU e não "constituíu".
 
3/ 15
CONTROLO
Forma já aportuguesada, em vez do galicismo "controle"/ "contrôle".
COR
...e não "côr".
COSER
Diferente de COZER.
CRÂNIO
...e não "crâneo".
CRÍQUETE
Forma aportuguesada de "cricket".
(DES)PRETENSIOSO
...e não “(des)pretencioso".
DE QUE
Regência normalmente mal utilizada.
Certo / errado:
"Informo-o deque chego amanhã..." / "Informo-o que chego amanhã..." "Possoprovar que..." / "Posso provar de que..."
DECAIR
Diferente de DESCAIR. Conjugam-se como cair.
DECERTO
Diferente de DE CERTO.
DÉFICE
...aportuguesamento. do latim "deficit" (e nunca o barbarismo"deficite").
DEFINIÇÃO
...e não "defenição".
DEFINIR
...e não "defenir".
DEMARCAR
Diferente de desmarcar.
DEMOS
Diferente de DÊMOS.
DESCRIMINAR
Diferente de discriminar.
DESDE
Não se escreve"desdeMoscovo" mas de Moscovo, nem "desde aBairrada até ao Algarve" mas da Bairrada ao Algarve.
DESEQUILÍBRIO
...e não "desiquilibrio".
DESPENDER
...e não "dispender".
DESPENSA
Diferente de dispensa.
DESPOLETAR
Erro crasso, utilizado no sentido exactamente inverso ao da ideiaoriginal. Não se "despoleta" uma granada para deflagrá-la: descavilha-se. Quando se despoleta ela fica sem efeito. No sentido dadeflagração, prefira-se, por exemplo, a imagem detonar, rebentar,activar..
DIGNITÁRIOS
...e não "dignatários".
DILAÇÃO
Diferente de delação. [Outras palavras de expressão/ conteúdodiferentes começadas por de/di: deferente/diferente,delatório/dilatório].
DISPÊNDIO
...e não "dispendio".
DISPLICENTE
...utilizado desadequadamente.
DIZER
Não sendo sinónimos de dizer, os verbos acentuar, afirmar, confessar,declarar, esclarecer, observar, precisar, referir, rematar são muitasvezes empregados como se o fossem. Importa, assim, cuidar do seuuso adequado e preciso.
"EX AEQUO"
...e não "ex-aequo".
(E)LUCUBRAÇÃO
...e não "(e)locubração".
ECRÃ
... e não "ecran" nem "écran". Tão-pouco "écrã".

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->