Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Notas Sobre o Processo de Criacao Do Ensino Basico Vocacional Em Portugal

Notas Sobre o Processo de Criacao Do Ensino Basico Vocacional Em Portugal

Ratings: (0)|Views: 3|Likes:
Published by LisbonBicaHouse
ensino vocacional
ensino vocacional

More info:

Published by: LisbonBicaHouse on Mar 14, 2014
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/04/2014

pdf

text

original

 
Notas sobre o processo de criação do ensino básico vocacional em PortugalRamiro MarquesAgosto de 2013
1
 
Só há dois países da OCDE com menor percentagem de população habilitada com o ensino secundário profissional. Atrás de ortugal! apenas a "ur#uia e a Espanha. A par de ortugal! situa$se a %r&cia. Os países com maior percentagem de diplomados com um curso secundário profissional o por esta ordem' (ep)blica Checa! Eslo*á#uia! +ustria! ,ungria! Eslo*&nia! Alemanha! Estónia! -inlndia e Suiça. Os dados são de /010 e estão publicados no Education at a %lance de /01/ 2página 304.O ministro da educação! 5uno Crato! #uer ter 607 dos alunos no ensino secundário profissional. ,ou*e nos )ltimos anos um acr&scimo na fre#u8ncia do ensino profissional. O crescimento do n)mero de alunos #ue fre#uentam cursos de especiali9ão tecnológica $ inseridos na formão s$secunria o superior $ & um bom indicador. O lançamento! durante este ano leti*o! do ensino básico *ocacional e a inteão de criar uma *ia de ensino secundário *ocacional são tamb&m sinais encora:adores.A leitura do #uadro da página 30 do relatório da OCDE!
Education at a Glance
! permite *erificar #ue os países com maior percentagem de população adulta com cursos secundários e s$secundários profissionais t8m ta;as mais bai;as de desemprego. O caso de Espanha! ortugal e %r&cia! posicionados nos )ltimos lugares na percentagem de fre#u8ncia de ensino secundário profissional! pode significar #ue e;iste alguma correlação entre ele*adas ta;as de desemprego e bai;os *eis de #ualificação profissional entre a população adulta.A <5ESCO publicou o (elatório =Educação para "odos= . >alta! ortugal e Espanha ocupam os tr8s )ltimos lugares na ta;a de conclusão do ensino secundário na Europa. <m em cada tr8s :o*ens portugueses e espanhóis! com idades entre os 16 e os /? anos de idade! dei;aram a escola sem completar o ensino secunrio. A m&dia europeia & de 1 para 6.
 
A agra*ar o problema um ensino profissional #ue ainda não atinge metade dos alunos.O (elatório da <5ESCO confirma #ue os países com menor ta;a de desemprego :o*em são tamb&m os #ue mais apostam no ensino profissional.O caso espanhol & paradigmático' tem uma ta;a de desemprego  :o*em de #uase ?07 e tem um ensino profissional muito fraco.O %o*erno portugu8s #uer colocar 607 dos :o*ens a fre#uentar o ensino profissional. 5o m8s passado! o >EC publicou uma portaria 2/@/$A/01/4 #ue cria o ensino básico *ocacional para :o*ens a partir dos 13 anos de idade. A e;peri8ncia$piloto decorre em 1/ escolas e
2

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->