Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
36Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Estádio do Espelho

Estádio do Espelho

Ratings: (0)|Views: 4,089|Likes:
Published by Lucas Parisi
Breve artigo sobre o Estádio do Espelho em LACAN. Se usar em bibliografia, citar a fonte.
Contato: lucashorta@oi.com.br
Breve artigo sobre o Estádio do Espelho em LACAN. Se usar em bibliografia, citar a fonte.
Contato: lucashorta@oi.com.br

More info:

Published by: Lucas Parisi on Oct 19, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/17/2013

pdf

text

original

 
Estádio do Espelho: Uma breve pesquisa econsiderações
Lucas de Castro Horta Parisi
Faculdade de Ciências Humanas, Psicologia - FUMEC
Resumo
O presente artigo tem como objetivo apresentar de maneira breve oescrito de Jacques-Marie Émile Lacan, que em 1931 iniciou o conceito deestádio de espelho a partir das experienicias de Henry Walon. Tal conceito temcomo função observar e caracterizar a diferenciação que a criança faz de seucorpo e a imagem que projeta no espelho. Dessa maneira o estádio do espelhoserá necessário para afirmar a importancia da imagem desse próprio corpo naformação do eu, mas ao mesmo tempo fomentando um certo desconhecimentoe uma alienação deste próprio eu
(Je)
.Veremos então que esse estádio, novo para o sujeito que experimenta,será significante nesse processo de diferenciação do eu e do outro, o simbólicoe o real.O corpo do esdio do espelho tetamm uma significantediferenciação do corpo Psicanalitico e do corpo Biológico, fazendo-senecessário então, recorrer a outros constructos cientificos. ______________________________________________________ corpo e o eu em toda obra de Lacan, tem sua problemáticarevelada desde quando iniciou sua entrada na psicanalise. Sim,é preciso dizer entrada, por considerar que Lacan teve primeiro como formaçãoa Medicina, passando pela neurologia, psiquiatria, onde seu primeiro contatocom a psicanalise foi em função do surrealismo, movimento artístico, com forteinfluência das teorias psicanaliticas de Sigmund Freud e que tem tambémcomo caracteristica o papel do inconsciente na atividade criativa.Ainda, sobre o corpo, este corpo não é biologico, mas o corpo “marcadopelo significante e habitado pelo libido, corpo erógeno e singular. Corpo dedesejo e portanto, de gozo (...)” (CUKIERT e PRISZKULNIK, 2007)Iniciado na filosofia hegeliana, Lacan a partir de 1933 começa a“interrogar-se sobre a genese do eu, por intermédio de uma reflexão filosóficaconcernente a consciência de si” (ROUDINESCO e PLON, 1998, p. 194). É apartir então desta análise e dessa interrogação do princípio do eu, que surge a
O
 
noção de estádio do espelho, conceito este que marca significativamente aentrada de Lacan na psicanalise.Com este conceito então, sobre o qual tem-se a perspectiva de que o“eu se constrói primeiramente a partir do outro, em especial a partir da imagemque lhe é devolvido pelo semelhante, Lacan marca o desconhecimento e aalienação como constitutivo do eu.” (CUKIERT e PRISZKULNIK, 2007).Elaborado, portanto este conceito é preciso então firmar quais foram osoutros conceitos principais que Lacan utilizou para chegar à conclusão de queo estádio do espelho era importante na constituição deste eu e o que isso afinalsignifica.
Estádio do Espelho: Relações com Henri Wallon
Henri Wallon, nascido em 13 de Junho de 1879, em Paris, passou pelamedicina e também pela filosofia antes de chegar na Psicologia. Um intelectualde renome foi também convidado a participar como médico do exército francêsem 1914, o que lhe possibilitou estudar lesões cerebrais em ex-combatentes etambém o permitiu ficar até 1931 trabalhando como médico de instituiçõespsiquiátricas.Com vasta dedicação à pesquisa do desenvolvimento cognitivo dacriança, Wallon até 1937 trabalhou na organização de conferências sobre apsicologia da criança em Sorbonne e outras, o que neste meio tempo, maisprecisamente em 1925 -se estimulado a fundar um laborario dePsicobiologia destinado à pesquisa e ao atendimento de crianças com diversasdebilidades motoras e cerebrais. Lacan então desenvolve “uma das maisrelevantes contribuições no campo da psicologia da criança, relaciona omovimento ao afeto, à emoção, ao meio ambiente e também aos hábitos dacriança e conclui que o desenvolvimento da personalidade em sua totalidadenão é isolado das emoções.” (LIMA, 2008)Wallon, em 1934 publica sua obra mais importante, para o que maistarde viria a ser o Estádio do Espelho, o livro As Origens do Caráter,
“no qual já se encontram desenvolvidas as suasprincipais teses sobre o desenvolvimento do eu e o
 
papel da emoção e do movimento nessedesenvolvimento.” (...)É ali, que Wallon irá descrever o que vem a ser oestádio do espelho, momento do desenvolvimentoinfantil, por volta dos três anos, em que a criançaconstrói uma imagem externa, um esquemacorporal de si. O
eu 
não é um dado original ouinicial na psicologia humana. (SILVA, 2007)
Antes, em 1931, Wallon concebe a capacidade do ser humano deobservar-se diante do espelho e tomar a consciência de si, e ele então dá onome de “prova do espelho a uma experiência pela qual a criança, colocadadiante de um espelho, passa progressivamente a distinguir seu próprio corpoda imagem refletida. (FONTANARI, 2007)
Imaginário, Simbólico e Real
Na estrutura teórica do Estádio do Espelho, precisamos conhecer antesde forma breve, três estruturas psíquicas da obra lacaniana.Cunhada e elaborada entre 1936 a 1953, o Imaginário, ou a maneira depensar o corpo a partir do Imaginário implica em considerar os “primeirosmomentos da teoria lacaniana e a forma como a imagem do corpo próprio, apartir do outro marca a constituição do subjetivo e a imagem assumida pelosujeito” (CUKIERT e PRISZKULNIK, 2007)Já a segunda parte da obra, escrita entre 1953 a 1976, tem revelado ocorpo Simbólico, que diz “respeito ao corpo marcado pelo simbólico, no qual asdiversas partes podem servir de significantes, isto é, ir além de sua função nocorpo vivo.” (CUKIERT e PRISZKULNIK, 2007). Vale ir um pouco mais além etratar de um tema que voltaremos mais em breve numa descrição maiscomplexa, sobre a origem da constituição do eu em Lacan quando, “numaperspectiva waloniana, a prova do espelho especificava a passagem doespecular para o imaginário e em seguida, do imaginário para o simbólico.”(ROUDINESCO e PLON, 1998). Essa transformação se dá num processo dualentre criança e espelho, mais propriamente dito entre o eu e o outro, o querevela extrema importância no esdio do espelho por eno revelar as

Activity (36)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Liamara Verdolim liked this
Wildney Leite liked this
Yonara Miller D liked this
Gilsania Gama liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->