Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
137Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
TÉCNICAS DE CURATIVO

TÉCNICAS DE CURATIVO

Ratings:

3.0

(1)
|Views: 28,704 |Likes:
Published by gleici2011

More info:

Published by: gleici2011 on Oct 23, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/18/2013

pdf

text

original

 
TÉCNICAS DE CURATIVOTÉCNICAS DE CURATIVOSEMIOLOGIA E SEMIOTÉCNICA IISEMIOLOGIA E SEMIOTÉCNICA IIProf:Ana Maria GermanoProf:Ana Maria Germano
FISIOLOGIA DA CICATRIZAÇÃOFISIOLOGIA DA CICATRIZAÇÃOFERIDAS E CURATIVOSFERIDAS E CURATIVOS
A pele é o maior órgão do corpo humano, tendo como principais funções:A pele é o maior órgão do corpo humano, tendo como principais funções: proteção contra infecções, lesões ou traumas, raios solares e possui importante função no proteção contra infecções, lesões ou traumas, raios solares e possui importante função no controle da temperatura corpóreacontrole da temperatura corpóreaA pele é subdividida em derme e epiderme. A epiderme.A pele é subdividida em derme e epiderme. A epiderme.constituída das camadas basal, espinhosa, granulosa, lúcida e córnea é um importanteconstituída das camadas basal, espinhosa, granulosa, lúcida e córnea é um importante órgão sensorial..órgão sensorial..FERIDASFERIDASAs feridas são conseqüência de uma agressão por um agente ao tecido vivo.As feridas são conseqüência de uma agressão por um agente ao tecido vivo.O cirurgião francês Ambroise Paré, em 1585 orientou o tratamento das feridas quanto àO cirurgião francês Ambroise Paré, em 1585 orientou o tratamento das feridas quanto à necessidade denecessidade dedesbridamento,desbridamento,aproximação das bordas e curativos.aproximação das bordas e curativos.Lister, em 1884, introduziu o tratamento anti-séptico.Lister, em 1884, introduziu o tratamento anti-séptico.
CLASSIFICAÇÃO DAS FERIDASCLASSIFICAÇÃO DAS FERIDAS
As feridas podem ser classificadas de várias maneiras:As feridas podem ser classificadas de várias maneiras:pelo tipo do agente causal, pelo tipo do agente causal,de acordo com o grau de contaminação,de acordo com o grau de contaminação,pelo tempo de traumatismo, pelo tempo de traumatismo, pela profundidade das lesões, sendo que as duas primeiras são as mais utilizadas. pela profundidade das lesões, sendo que as duas primeiras são as mais utilizadas.FeridasFeridas
QUANTO AO AGENTE CAUSALQUANTO AO AGENTE CAUSAL1. Incisas ou cortantes1. Incisas ou cortantes
- são provocadas por agentes cortantes, como faca, bisturi, lâminas,- são provocadas por agentes cortantes, como faca, bisturi, lâminas, etc.; suas características são o predomínio do comprimento sobre a profundidade, bordasetc.; suas características são o predomínio do comprimento sobre a profundidade, bordas regulares e nítidas, geralmente retilíneas.regulares e nítidas, geralmente retilíneas.FeridasFeridas
2. Corto-contusa2. Corto-contusa
- o agente não tem corte tão acentuado, sendo que a força do traumatismo- o agente não tem corte tão acentuado, sendo que a força do traumatismo é que causa a penetração do instrumento, tendo como exemplo o machado.é que causa a penetração do instrumento, tendo como exemplo o machado.FeridasFeridas
3. Perfurante3. Perfurante
são ocasionadas por agentes longos e pontiagudos como prego, alfinete.são ocasionadas por agentes longos e pontiagudos como prego, alfinete. Pode ser transfixante quando atravessa um órgão, estando sua gravidade na importânciaPode ser transfixante quando atravessa um órgão, estando sua gravidade na importância deste órgão.deste órgão.
4. Pérfuro-contusas4. Pérfuro-contusas
- são as ocasionadas por arma de fogo, podendo existir dois orifícios,- são as ocasionadas por arma de fogo, podendo existir dois orifícios, o de entrada e o de saída.o de entrada e o de saída.Ferida-perfuranteFerida-perfuranteFeridasFeridas
5. Lácero-contusas5. Lácero-contusas
- Os mecanismos mais freqüentes são a- Os mecanismos mais freqüentes são a
compressãocompressão
: a pele é: a pele é esmagada de encontro ao plano subjacente, ou por esmagada de encontro ao plano subjacente, ou por 
tração:tração:
por rasgo ou arrancamento por rasgo ou arrancamento tecidual. As bordas são irregulares, com mais de um ângulo; constituem exemplotecidual. As bordas são irregulares, com mais de um ângulo; constituem exemplo clássico as mordidas de cão.clássico as mordidas de cão.
 
6. Perfuro-incisas6. Perfuro-incisas
- provocadas por instrumentos pérfuro-cortantes que possuem gume e- provocadas por instrumentos pérfuro-cortantes que possuem gume e  ponta, por exemplo um punhal. ponta, por exemplo um punhal.FeridasFeridas
7. Escoriações7. Escoriações
- a lesão surge tangencialmente à superfície cutânea, com arrancamento da- a lesão surge tangencialmente à superfície cutânea, com arrancamento da  pele. pele.
8. Equimoses e hematomas8. Equimoses e hematomas
- na equimose há rompimento dos capilares, porém sem perda- na equimose há rompimento dos capilares, porém sem perda da continuidade da pele, sendo que no hematoma, o sangue extravasado forma umada continuidade da pele, sendo que no hematoma, o sangue extravasado forma uma cavidade.cavidade. Podem ser classificadas de acordo com o GRAU DE CONTAMINAÇÃO.Podem ser classificadas de acordo com o GRAU DE CONTAMINAÇÃO.Esta classificação tem importância pois orienta o tratamento antibiótico e também nosEsta classificação tem importância pois orienta o tratamento antibiótico e também nos fornece o risco de desenvolvimento de infecção.fornece o risco de desenvolvimento de infecção.FeridasFeridas
limpaslimpas
- são as produzidas em ambiente cirúrgico, sendo que não foram abertos sistemas- são as produzidas em ambiente cirúrgico, sendo que não foram abertos sistemas como o digestório, respiratório e genito-urinário. A probabilidade da infecção dacomo o digestório, respiratório e genito-urinário. A probabilidade da infecção da ferida é baixa, em torno de 1 a 5%.ferida é baixa, em torno de 1 a 5%.
limpas-contaminadaslimpas-contaminadas
– também são conhecidas como potencialmente contaminadas; nelas – também são conhecidas como potencialmente contaminadas; nelas há contaminação grosseira, por exemplo nas ocasionadas por faca de cozinha, ou nashá contaminação grosseira, por exemplo nas ocasionadas por faca de cozinha, ou nas situações cirúrgicas em que houve abertura dos sistemas contaminados descritossituações cirúrgicas em que houve abertura dos sistemas contaminados descritos anteriormente. O risco de infecção é de 3 a 11%.anteriormente. O risco de infecção é de 3 a 11%.
contaminadascontaminadas
- há reação inflamatória; são as que tiveram contato com material como- há reação inflamatória; são as que tiveram contato com material como terra, fezes, etc. Também são consideradas contaminadas aquelas em que já se passouterra, fezes, etc. Também são consideradas contaminadas aquelas em que já se passou seis horas após o ato que resultou na ferida. O risco de infecção da ferida já atinge 10 aseis horas após o ato que resultou na ferida. O risco de infecção da ferida já atinge 10 a 17%.17%.
infectadasinfectadas
- apresentam sinais nítidos de infecção.- apresentam sinais nítidos de infecção.
CurativoCurativoExistem alguns fatores que interferem diretamente com a cicatrizaçãoExistem alguns fatores que interferem diretamente com a cicatrizaçãonormal:normal:
IdadeIdade
- quanto mais idoso, menos flexíveis são os tecidos; existe diminuição progressiva- quanto mais idoso, menos flexíveis são os tecidos; existe diminuição progressiva do colágeno.do colágeno.
NutriçãoNutrição
- está bem estabelecida a relação entre a cicatrização ideal e um balanço- está bem estabelecida a relação entre a cicatrização ideal e um balanço nutricional adequado.nutricional adequado.
Estado imunológicoEstado imunológico
- a ausência de leucócitos, pelo retardo da fagocitose e da lise de- a ausência de leucócitos, pelo retardo da fagocitose e da lise de restos celulares, prolonga a fase inflamatória e predispõe à infecção; pela ausência derestos celulares, prolonga a fase inflamatória e predispõe à infecção; pela ausência de monócitos a formação de fibroblastos é deficitária.monócitos a formação de fibroblastos é deficitária.
OxigenaçãoOxigenação
- a anóxia leva à síntese de colágeno pouco estável, com formação de fibras de- a anóxia leva à síntese de colágeno pouco estável, com formação de fibras de menor força mecânica.menor força mecânica.
Diabetes -Diabetes -
A síntese do colágeno está diminuída na deficiência de insulina; devido àA síntese do colágeno está diminuída na deficiência de insulina; devido à microangiopatia cutânea, há uma piora na oxigenação; a infecção das feridas émicroangiopatia cutânea, há uma piora na oxigenação; a infecção das feridas é  preocupante nessas pacientes. preocupante nessas pacientes.
Drogas -Drogas -
As que influenciam sobremaneira são os esteróides, pois pelo efeito anti-As que influenciam sobremaneira são os esteróides, pois pelo efeito anti-inflamatório retardam e alteram a cicatrização.inflamatório retardam e alteram a cicatrização.CurativoCurativo
 
Quimioterapia -Quimioterapia -
Levam à neutropenia, predispondo à infecção; inibem a fase inflamatóriaLevam à neutropenia, predispondo à infecção; inibem a fase inflamatória inicial da cicatrização e interferem nas mitoses celulares e na síntese protêica.inicial da cicatrização e interferem nas mitoses celulares e na síntese protêica.
Irradiação -Irradiação -
Leva à arterite obliterante local, com conseqüente hipóxia tecidual; háLeva à arterite obliterante local, com conseqüente hipóxia tecidual; há diminuição dos fibroblastos com menor produção de colágeno.diminuição dos fibroblastos com menor produção de colágeno.
Tabagismo -Tabagismo -
A nicotina é um vaso-constrictor, levando à isquemia tissular, sendo tambémA nicotina é um vaso-constrictor, levando à isquemia tissular, sendo também responsável por uma diminuição de fibroblastos e macrocófagos. O monóxido deresponsável por uma diminuição de fibroblastos e macrocófagos. O monóxido de carbono diminui o transporte e o metabolismo do oxigênio. Clinicamente observa-secarbono diminui o transporte e o metabolismo do oxigênio. Clinicamente observa-se cicatrização mais lenta em fumantes.cicatrização mais lenta em fumantes.CurativoCurativo
Hemorragia -Hemorragia -
O acúmulo de sangue cria espaços mortos que interferem com aO acúmulo de sangue cria espaços mortos que interferem com a cicatrização.cicatrização.
Tensão na ferida -Tensão na ferida -
Vômitos, tosse, atividade física em demasia, produzem tensão eVômitos, tosse, atividade física em demasia, produzem tensão e interferem com a boa cicatrização das feridasinterferem com a boa cicatrização das feridasA grande complicação das feridas é a sua INFECÇÃO,A grande complicação das feridas é a sua INFECÇÃO,fatores predisponentes podem ser:fatores predisponentes podem ser: 
intrincecosintrincecos
ou extrincecosou extrincecos
..
 
CURATIVOCURATIVO
É todo material colocado diretamente por sobre uma ferida, cujos objetivos são:É todo material colocado diretamente por sobre uma ferida, cujos objetivos são:evitar a contaminação de feridas limpas;evitar a contaminação de feridas limpas;facilitar a cicatrização;facilitar a cicatrização;reduzir a infecção nas lesões contaminadas;reduzir a infecção nas lesões contaminadas;absorver secreções, facilitar a drenagem de secreções,absorver secreções, facilitar a drenagem de secreções,promover a hemostasia com os curativos compressivos, promover a hemostasia com os curativos compressivos,manter o contato de medicamentos junto à ferida e promover conforto ao paciente.manter o contato de medicamentos junto à ferida e promover conforto ao paciente.Os curativos podem ser:Os curativos podem ser:Abertos ou fechados,Abertos ou fechados,oclusivos úmidosoclusivos úmidossecossecosOs curativos úmidos tem por finalidade: reduzir o processo inflamatório por vaso-Os curativos úmidos tem por finalidade: reduzir o processo inflamatório por vaso-constrição; limpar a pele dos exudatos, crostas e escamas; manter a drenagem das áreasconstrição; limpar a pele dos exudatos, crostas e escamas; manter a drenagem das áreas infectadas e promover a cicatrizaçãoinfectadas e promover a cicatrizaçãoTipo de curativosTipo de curativos
01. Aberto:01. Aberto:
curativo em feridas sem infecção, que após tratamento permanecem abertoscurativo em feridas sem infecção, que após tratamento permanecem abertos (sem proteção de gaze).(sem proteção de gaze).
02. Fechado02. Fechado
: São curativos que permanecem fechados com gases, sendo fixado somente: São curativos que permanecem fechados com gases, sendo fixado somente nas laterais.nas laterais.Tipo de CurativosTipo de Curativos
03. Oclusivo:03. Oclusivo:
curativo que após a limpeza da ferida e aplicação do medicamento é fechadocurativo que após a limpeza da ferida e aplicação do medicamento é fechado ou ocluido com gaze ou atadura, pode ser seco ou úmido com soluções prescritasou ocluido com gaze ou atadura, pode ser seco ou úmido com soluções prescritas
04. Compressivo:04. Compressivo:
é o que faz compressão para estancar hemorragia ou vedar bem umaé o que faz compressão para estancar hemorragia ou vedar bem uma incisão.incisão.

Activity (137)

You've already reviewed this. Edit your review.
Mhay Mórula liked this
1 thousand reads
1 hundred reads
Lucas Viana liked this
Deivinho Jeici liked this
marciajpoc liked this
Nícolas Augusto liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->