Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
10Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Textos de Apoio - Avaliação de Desempenho

Textos de Apoio - Avaliação de Desempenho

Ratings:

4.33

(6)
|Views: 26,654|Likes:
Published by britcom

More info:

Published by: britcom on Feb 27, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/21/2012

pdf

text

original

 
 
Página
 
1
 
de
 
17
 
ALGUMAS CONSIDERAÇÕES A PROPÓSITO DA AVALIAÇÃO DODESEMPENHO DOS PROFESSORES
Ângela Rodrigues (Universidade de Lisboa)Helena Peralta (Universidade de Lisboa)
O contexto que justifica este texto
 
A avaliação tem-se vindo a tornar um tema central no debate sobre as questões daeducação no nosso país, quer ao nível da opinião pública quer ao nível mais restritodas medidas de política educativa.Tópicos recorrentes são, sobretudo, a ausência de resultados satisfatórios dos alunosportugueses quando o seu nível de competência é confrontado com o de outrosjovens do mesmo nível etário em avaliações internacionais (TIMSS, PISA), a taxa deinsucesso escolar no ensino básico e secundário e, ainda, o abandono escolarprecoce.Mas a avaliação das aprendizagens dos alunos, a avaliação das escolas e a avaliaçãodos professores são apenas mais alguns dos exemplos da recorrência desta temática.Assim, têm vindo a ser introduzidas novas práticas de avaliação das aprendizagem,com ênfase na sua função formativa e reguladora, por um lado, e, por outro, nautilização de mecanismos de controlo, de natureza sumativa, final, de que sãoexemplo, os exames nacionais.Da mesma forma poderíamos falar do movimento de avaliação das escolas queresponde às exigências sociais relativas ao direito de saber “como vai a escola” mastambém aos desafios colocados pela desejável autonomia dos estabelecimentos deensino, o que requer a implementação de uma cultura de observação e análise darealidade capaz de sustentar a intervenção esclarecida.
 
 
Página
 
2
 
de
 
17
 
Na procura de melhores resultados para a escola a avaliação do desempenho docentetem vindo a ser preconizada como um instrumento fundamental. Na base desta ideiaencontramos alguma evidência investigativa que salienta a correlação positiva eelevada entre a qualidade da actividade docente e os resultados dos alunos. Nestesentido, recomendam-se novas e ousadas formas de formação profissional (inicial,indução e contínua) de professores, assentes no seu desenvolvimento pessoal eprofissional bem como o acompanhamento avaliativo sistemático das práticas dosdocentes e dos efeitos/impacto da formação. Encontramos também uma outra formade argumentação que não situa na formação do professor o seu eixo de acção, masque remete para as práticas de gestão, mais centradas numa óptica de controlo nasquais o professor é frequentemente percebido como um técnico ou mesmo como umfuncionário.Em Portugal o Ministério da Educação publicou recentemente legislação relativa àavaliação de desempenho docente. Este é o contexto temporal da nossa intervenção.Não nos queremos substituir aos intervenientes directos deste processo nem, muitomenos, tornarmo-nos explicadoras do mesmo. O nosso propósito é, apenas, o departilhar, com os professores, algumas das reflexões que temos feito no campo daformação e avaliação de professores e também algumas das nossas dúvidas.Assumimos, na perspectiva de académicas, que estamos perante um
campo de acçãonovo
que requer ponderação e esclarecimento, não devendo, na nossa óptica, serocultada esta novidade e o facto de ela se aplicar a outros campos de acção - oensino e a aprendizagem – demasiado
complexos
para poderem ser alvo de decisõesextremas, sempre primárias e ineficazes.
Só tem certezas quem sabe pouco
ahumildade da máxima – “só sei que nada sei” – deve aqui ser aplicada pelo menos porquatro (boas) razões:- sabe-se pouco sobre o assunto (não temos campo empírico para observar osefeitos);- pretende-se algo de muito substantivo e difícil de obter (uma boa educação paratodos os alunos, para quem converge o trabalho profissional do professor);- está-se a intervir num campo marcado por grande complexidade (o que implicaconhecimento, ponderação e debate);
 
 
Página
 
3
 
de
 
17
 
- não é aceitável que a avaliação do desempenho de cada professor seja feita semacautelar questões éticas basilares.Assim, consideramos que antes de transformar o processo de avaliação dodesempenho do professor num exercício de ansiedade e de conflituosidadeexagerada, antes de o tornar num campo de disputa técnica centrado na discussãosobre os meios, nomeadamente os instrumentos e sobre quem os deve construir, odevemos ponderar relativamente aos seus fins. Isso nos parece ser o fundamental dodebate na escola, nos grupos, na profissão.Por isso, deixamos agora algumas linhas sobre profissionalidade docente e avaliaçãode desempenho.Depois disso, pronunciar-nos-emos sobre a observação e análise de situaçõeseducativas, que constituem o núcleo duro da actividade profissional do professor,propondo um instrumento básico para a avaliação do desempenho docente - oportefólio profissional do professor - válido quer para os momentos de avaliaçãoprevistos na lei portuguesa (de dois em dois anos) quer para promover e sustentar aanálise e reflexão contínuas da prática de cada docente em cada escola ao longo dasua carreira profissional, forma elevada e profissional de fazer a avaliação dodesempenho.
PROFISSIONALIDADE DOCENTE E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO
É hoje relativamente consensual a consideração de que o desempenho profissionaldos professores, como o de outros profissionais, deve ser sujeito a avaliaçõessistemáticas capazes de diagnosticar o estádio em que se encontram e, ao mesmotempo, disponibilizar informação para orientar processos de desenvolvimento.Os consensos desaparecem, porém, quando nos colocamos na perspectiva de criar eimplementar um sistema de avaliação apropriado à consecução daquelas duasfinalidades.O campo dos conceitos usados está muito longe de ser preciso e claro. A ambiguidadee a polissemia dominam.

Activity (10)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Alexandre Melo liked this
Jadson Everton liked this
jmcosta_ps997 liked this
profdmemcunha liked this
amaralk liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->