Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Acorde, ainda há tempo

Acorde, ainda há tempo

Ratings: (0)|Views: 15|Likes:
Published by FebMe
Reflexao sobre o dia a dia
Reflexao sobre o dia a dia

More info:

Published by: FebMe on Nov 01, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/01/2009

pdf

text

original

 
Acorde, ainda há tempo!
O dia de hoje foi especial mais uma vez! O dia detrabalho por fim terminou. Realizei grande partedas tarefas que estavam registrados na minhaagenda profissional.Às vezes parece que a gente não vê as horaspassarem na execão de nossas atividadesprofissionais, de outro modo, fica a impressão queexecutamos mecanicamente as nossas ões,nossos atos, quer sejam eles aplicados naorganização aonde estamos prestando os nossos serviços, ou ainda junto àspessoas de nosso relacionamento familiar, de amizade, entre outros. E aí ficamoscomo que em estado letárgico, quase que dormindo ou ainda sonhando. Mas arealidade de nosso dia a dia é muito severa e, em determinadas circunstâncias,exigem de cada um de nós uma posição de firmeza. E o tempo vai passando enada vai mudando. Aparentemente.Analisando estes aspectos que fazem parte de nossas reflexões, lembrei que aindahá pouco ao assistir o noticiário do
Jornal Nacional
da rede Globo surge achamada da imagem da dona de casa que de madrugada ao tentar ir para ohospital foi criminosamente maltratada por alguns jovens de classe média. Logo aseguir a apresentadora informa que o pai foi à delegacia e pediu desculpas a mãee, justificou que aquelas “crianças” o poderiam ficar presas pelo fato deestudarem e trabalharem. Esta realidade é muito brutal nos dias de hoje. Derepente consegui acordar um pouco.Lembrei em seguida o texto publicado na revista
VEJA
edição 2012 de nº. 23 quetraz a seguinte matéria:
O dorminhoco polonês
. Algo interessante no contextoda matéria é o fato do Senhor Jan Grzebski ter estado dormindo por mais de 18anos, aliás, o fato foi que ele estava em estado de coma profundo. Quandoacordou tudo mudou e, grande foi o seu susto ao perceber que a sociedade emque estava inserido havia mudado profundamente.Considerando estes pontos lembrei do capítulo que trata dos tipos de
Transtornodo Sono no meu velho DSM – IV 4º edição
(sei que já há uma nova edição)que toca de perto a questão dos processos do dormir e seus transtornos. Mas nãoé este o ponto a ser efetivamente abordado. Apesar de ser psicólogo de basepsicanalítica recordei de uma obra chamada
Jesus na perspectiva da PsicologiaProfunda de Hanna Wolff 
. A autora nasceu em 1910, em Essen, Alemanha. 

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->