Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
43Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Matemática: área e perímetro -A Ideia Do Sr Cornelio

Matemática: área e perímetro -A Ideia Do Sr Cornelio

Ratings: (0)|Views: 7,642 |Likes:
Published by cirahancock
Àrea e perímetro uma forma lúdica de ensinar.Espero que aproveitem.
Mais idéias me enviem para complementarmos juntos este projeto.

Obrigada!

Cira
Àrea e perímetro uma forma lúdica de ensinar.Espero que aproveitem.
Mais idéias me enviem para complementarmos juntos este projeto.

Obrigada!

Cira

More info:

Published by: cirahancock on Nov 02, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/03/2013

pdf

text

original

 
PRÓ - LETRAMENTO - PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DEPROFESSORES DAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO DA MATEMÁTICALOCAL: MACEIÓ-ALAGOAS ESCOLA ESTADUAL TOMÁS ESPINDOLATUTORA: IEDADOSCENTE ALUNO: CIRA ROCHA DE OLIVEIRA HANCOCK.
 
ATIVIDADES PARA O SEGUNDO CICLO (3ª/4ª Séries ou 4º ou 5º anos)
ATIVIDADE 1:
Projeto Sertão Verde.
Criação: Cira Rocha de Oliveira Hancock.Matrícula: 0040144-7Escola Estadual Dom Adelmo MachadoCurso realizado: Pro letramento de Matemática realizado na Escola Thomaz Espíndola.Matérias envolvidas:
Matemática, Língua Portuguesa, Ciências, Geografia, História, Arte, Sociedade e Cultura.
Justificativa:
A Matemática nos acompanha em todos os momentos de nossas vidas, mesmo antesde nascermos, é todo um período de áreas e perímetros que nos envolve diariamente atémesmo quando falecemos. È importante mostrarmos de uma forma simples e lúdica paranossas crianças (futura geração do planeta), como é interessante essa matéria e como éconstante em nossas vidas e simples de calcularmos. Devemos tocar sim quando surge esteconteúdo, seja qual for o ano letivo e não simplesmente fazer de conta que isso não pode ser resolvido naquele momento ou até mesmo agora. Mostra-se de uma forma mais branda deacordo com a capacidade da turma e não chegando ao extremo do cálculo matemático, nonúcleo da coisa. Temos o dever de despertar e romper as barreiras criadas em suas mentes,levando-os ao máximo de suas criatividades e capacidades, fazendo-os compreender a partir de seus conhecimentos prévios, buscando melhores formas de colocá-los introduzidos nosconceitos matemáticos, de forma gratificante e criativa. Introduzir na Matemática novosconhecimentos de outras matérias, gerando assim um apreender, um letramento.
Objetivos:
- Conhecer a história e sofrimento do povo do sertão Alagoano e brasileiro no período deseca.- Conhecer a vegetação Alagoana.- Compreender o poder da alimentação para uma vida saudável.- Compreender as migrações.- Cálculos de perímetro e áreas de figuras sobrepostas em malhas quadriculadas.- Procedimentos e instrumentos de medida em função do problema e da precisão do resultado.- Compreender a necessidade de se fundar cooperativas e projetos, para o resgate do sertãoalagoano e brasileiro, antes que se transforme em deserto.- Apreender sobre a importância de reduzir, reutilizar e reciclar para evitar mais danos ao planeta, fazendo com que ele cada vez mais fique superaquecido devido à grande poluiçãocausada por nós.
Etapas previstas:
 
- Sondagem de conhecimentos prévios.- Material didático para elaboração das atividades.- Leitura do texto: “
O Sonho do Sr. Cornélio”.
- Introdução passo a passo, das atividades das formas de conhecimento da área e perímetro, bem como as outras disciplinas introduzidas de acordo com a necessidade e capacidade daturma.- Culminância com exposição dos trabalhos concluídos. Convidar os pais e as outras salas para apreciação.
Material Necessário:
- Malha quadriculada transparente (papel manteiga ou transparência para confecção da mesmaou até mesmo sacola plástica, qualquer coisa transparente que se possa desenhar). Obs.: Podese fazer, um papel A4 ficar transparente utilizando óleo de cozinha ou outro óleo e esperandosecar.- Mapa de uma porção de terra, localizada em um mapa de Alagoas na parte do agreste ououtro mapa como queira.- Fotos ou vídeos de uma batida de feijão (desenhe se não conseguir as outras opções).- Fotos de crianças desnutridas ou explicações do soro caseiro e da importância de umaalimentação equilibrada e saudável.- Fotos e painel dos possíveis agentes poluidores e como evitar este ato.- Materiais diversos para confecção de arte reciclada como, vasos de pets, porta lápis, etc.
Desenvolvimento do Projeto:O Sonho do Sr. Cornélio.
Sr. Cornélio é um nordestino daqueles muito arretado de bão, viveu na cidade do Riode Janeiro, mais o seu coração era mesmo nordestino e ele sonhava muito em fazer mudanças por lá, no agreste, ele havia passado sua infância e aprendeu tudo sobre o sertão, aquela terraera muito boa, no inverno era uma belezura tudo verde, uma fartura, muito milho, abóbora,melancia, as flores das craibeiras lindas amarelas como ipê e roxas, feijão, era uma festança evejam só, na batida do feijão seco tinha até cantoria dos agricultores , ele chutavam o feijão nacasca(vagem) seca e davam uma paulada enquanto cantavam músicas nordestinas e tomavamuma pinga (bebida local), muitos usavam um lenço no rosto cobrindo o nariz e a boca devidoa poeira que soltava das cascas, é uma coisa linda de se ver, este povo guerreiro em pleno sol ,cantando e felizes pela colheita. Ao pensar que antes do feijão chegar as nossas mesas, osagricultores levantam cecinho cedinho antes de o sol raiar e vão à roça, lá ficam de sol a solaté dar a hora do almoço (quando tem), almoço muitas vezes frio, lá pra tardinha é que vão para casa. Pois é, o feijão é plantado como semente tem a quantidade de caroços certos sabia? Não pode ser muito, nem um só, tem uma medida correta. Quando a terra foi arada (um ferroé passado no chão puxado por algum animal (boi, jumento) ou enxada para deixar a terrafofinha) onde a sementinha vai brotar com mais força, tratando para que as ervas daninhasnão o sufoquem, colhidos quando secos e após vai para a batida (método antigo), hoje jáexiste máquinas que fazem este serviço elas retiraram muitos empregos , mas...ainda seencontra algumas cantorias por ai , podemos ver alguns agricultores batendo feijão.Bem... O fato é que o Sr. Cornélio não agüentava mais de ver seu povo morrendo defome.

Activity (43)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Anaeantonio2001 liked this
Elida Peres liked this
Diana Gomes liked this
Mari Soares liked this
Dhriely Nixdorf liked this
Gilda Batista liked this
Joelson Gomes liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->