Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
139Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Historia Brasil Colonia Mineracao Resumo Questoes Gabarito Prof. Marco Aurelio Gondim [www.marcoaurelio.tk]

Historia Brasil Colonia Mineracao Resumo Questoes Gabarito Prof. Marco Aurelio Gondim [www.marcoaurelio.tk]

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 39,525 |Likes:
Published by MGONDIM
Historia do Brasil - Colonia - Mineracao. Resumo e Questoes com Gabarito. Prof. Marco Aurelio Gondim [www.marcoaurelio.tk]
Historia do Brasil - Colonia - Mineracao. Resumo e Questoes com Gabarito. Prof. Marco Aurelio Gondim [www.marcoaurelio.tk]

More info:

Published by: MGONDIM on Nov 02, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/10/2013

pdf

text

original

 
Org. Prof. Marco Aurélio Gondimwww.marcoaurelio.tk
MINERAÇÃO NO PERÍODO COLONIAL
RESUMO E QUESTÕES DE VESTIBULARES
A economia mineradora1. Introdução: No final do século XVII, seriam descobertas na colônia portuguesa asmaiores reservas de ouro já exploradas no Ocidente desde a época doImpério Romano. Isso vai trazer uma grande população européia ecativa africana ao Brasil e vai gerar também um grande dinamismoeconômico na colônia. Logo, a América portuguesa se tornará, enfim, amais importante colônia portuguesa.2. A economia mineradora:. O bandeirismo: Eram quatro os fatores de interiorização dacolonização portuguesa: a pecuária, a busca por especiarias e drogas dosertão, a busca por metais e o apresamento de índios. Desses todos, omais importante é o último, que era a área de atuação por excelência dos bandeirantes – também chamados de paulistas. Eles iam ao interior aprisionar índios para vendê-los como escravos para fazendeiros.. A descoberta e a imigração: A primeira descoberta de ouro em MinasGerais se deu em 1693 e a exploração de fato começou em 1698. Osdiamantes foram descobertos em 1728. Essas descobertas levam auma grande imigração para a região, em um fluxo total de 600 mil portugueses para a região durante 60 anos.. A guerra dos emboabas (1707-9): Os paulistas descobriram as minasde ouro e foram seus primeiros exploradores, porém logo chegaramvários portugueses que iam explorando o ouro e, principalmente, olucrativo abastecimento da região. Dá-se, então, uma briga entre os pioneiros bandeirantes e os emboabas – os portugueses que chegaramdepois, como eram chamados pelos paulistas. Os emboabas foramvitoriosos.. Os caminhos: O primeiro caminho que levava à região mineira partiade São Paulo e a viagem demorava 60 dias. Logo, foram construídos oCaminho Real e o Caminho Novo, este – de 1701 – era o maisimportante. Partia do Rio de Janeiro e a viagem demorava ‘apenas’ 12dias.. O abastecimento: O Rio assume, assim, uma posição privilegiada coma mineração, já que é porta de entrada de escravos, imigrantes, artigosmetropolitanos para as minas e porta de saída de ouro e diamantes.Ainda, será a principal região abastecedora de alimentos para Minas.Abastecimento esse que foi sempre muito problemático, já que os principais esforços dos mineradores eram pela exploração de ouro. O preço dos alimentos e artigos básicos era altíssimo e houve sérias crisesde fome. A mineração leva a um dinamismo da economia colonial, comformação de um mercado interno, com certa especialização e integração.. A sociedade mineira: A sociedade mineira tem certas inovações emrelação à sociedade açucareira. É mais urbanizada, tem mais artistas,literatos e cultura em geral. ainda uma diversidade maior naescravidão, apesar de esta continuar predominante. Há o surgimento dafigura do escravo de ganho e outras formas de escravidão e há ainda umnúmero maior de alforrias – liberdade do escravo dada ou comprada.. Fiscalismo: A Coroa portuguesa cria um grande aparato burocrático para retirar o máximo de impostos da mineração e evitar o contrabandoque, com toda a fiscalização, foi grande no período. 20% de todo o ouroextraído deveria ser doado à Coroa, é o quinto. A exploração dediamantes tinha uma forma específica a partir de 1740. Desse períodoaté 1771, foram explorados sob contrato régio e em seguida sobmonopólio real.. Revolta de Vila Rica (1721): Várias são as formas feitas pela Coroa para arrecadar o quinto: a capitação e as Casas de Fundição são doisexemplos. No primeiro, havendo ou o a extração do ouro, osexploradores de ouro tinham que entregar uma cota específica aosfiscais. No segundo, instituído em 1725, todo o ouro deveria ser fundidonas casas de fundição, aonde se retiraria o quinto. As casas de fundiçãoforam adotadas devido à revolta de Vila Rica, feita pelos mineradorescontra o sistema de capitação.. A decadência da mineração e o ‘renascimento agrícola’: A produção deouro é ascendente até 1750, passando a ser decadente a partir de então,levando a Coroa a tomar medidas extremas para manter a altaarrecadação. Com a decadência da mineração, a capitania de Minas setorna uma forte região agropecuária e dá-se o que é chamado de‘renascimento agrícola’, onde os principais produtos de exportação doBrasil voltam a ser provindos da agricultura. Na verdade, a colônia nãodeixou de ser agrícola em função da mineração. De qualquer forma, a partir de fins do século XVIII passa a ser exportada uma gama maisvariada de produtos: o anil, os produtos da pecuária, o arroz, o algodão,além do tabaco e da cana e seus derivados.. A reformulação das fronteiras: Portugal havia ocupado a Amazôniacom a exploração das drogas do sertão e o atual Centro-Oeste brasileirocom a mineração. Em 1680, Portugal funda a colônia de Sacramento – região do atual Uruguai – em território espanhol, região de escoamentoda prata. Em 1750, Portugal e Espanha assinam o Tratado de Madri,onde Sacramento fica com a Espanha e a Amazônia e o ‘Centro-Oeste’com Portugal, dando as linhas aproximadas do atual território brasileiro.
QUESTÕES DE VESTIBULARES
(UNEMAT/MT) Questão 1: Acerca das atividades ecomicasdesenvolvidas no Brasil durante o período colonial, assinale aalternativa correta.A - A atividade açucareira estava restrita à região nordeste da Colônia.B - A descoberta de ouro na região das Minas Gerais dinamizou omercado com sua demanda por produtos manufaturados.C - O tabaco, produzido principalmente na região sul da colônia, erautilizado na troca por escravos africanos.D - Apesar das restrições gias, a conia exportou produtosmanufaturados para a Europa.E - A pecuária tornou-se, já nos séculos XVI e XVII, a atividadeeconômica mais rentável na colônia.(UEA/AM) Questão 2: “Foi criada uma companhia de comérciomonopolista para o Estado do Maranhão, com a obrigação de fornecer 500 escravos por ano, durante 20 anos, aos colonos nortistas. Procurava-se conciliar, assim, as duas posições: a dos colonos, que precisavam de braços escravos para suas terras, e a dos jesuítas, que queriam impedir aescravização indígena.”(Mendes Jr., Roncari e Maranhão. Brasil História, Texto e Consulta.)Assinale a alternativa correta a respeito dos conflitos coloniais.A - A Revolta de Beckman foi um conflito localizado, hostil aos jesuítase aos privilégios dos comerciantes portugueses, mas não ao PactoColonial.B - A revolta de Beckman, ao contestar o monopólio da companhia edepor a autoridade metropolitana, foi o primeiro episódio separatista no processo de independência, como a Conjuração Mineira e a Conspiraçãodos Suassunas.C - O processo de independência do Brasil começou com a guerra dePalmares, por ameaçar a escravidão e por ser completamente autônomaem relação ao governo, às leis e ao domínio lusobrasileiro.D - A Guerra dos Mascates em Pernambuco, por volta de 1710, foi umefêmero movimento separatista, em que o governo independente do bispo de Olinda proibiu execões das vidas dos colonos pernambucanos.E - A Conjuração Baiana não pertence ao processo de independência porque foi uma simples, embora violenta, rebelião popular, envolvendomais os escravos do que os colonos.(URCA/CE) Questão 3: No final do século XVII, confirmaram-se osrumores da existência de ouro no interior do país, nas chamadas MinasGerais, no sertão do rio das Velhas, onde surgiu Vila Rica, hoje Ouro
1
 
Org. Prof. Marco Aurélio Gondimwww.marcoaurelio.tk
Preto. Uma das consequências da exploração aufera durante acolonização foi:A - o Rio de Janeiro tornar-se um importante centro comercial, sendoseu porto o mais próximo da região e abastecedor de gênerosalimentícios.B - o êxodo de milhares de brasileiros que foram expulsos da regiãoaurífera, sendo obrigados a migrar para o norte do país.C - uma ruralização da região, que foi obrigada a cultivar seus própriosgêneros alimentícios para abastecer a população crescente.D - um aumento da riqueza entre os habitantes nascidos no Brasil, pois parte considerável do ouro ficava entre os brasileiros.E - a passagem de Salvador à capital da colônia, pois a cidade se tornouo centro político e comercial devido à descoberta do ouro mineiro.(UEG) Questão 4:Rendimento do quinto do ouro (em arrobas)ANOMINAS GERAISGOIÁS175310740176097321770922117806813179053818003951810283182020,81822-0,5SALLES, Gilka V. F. Economia e escravidão na capitania de Goiás.Goiânia: Editora da UFG, 1992. p. 187-189. [Adaptado].A exploração de ouro no interior do Brasil foi fundamental para iniciar o processo de colonização branca da região.Sobre esse tema e de acordo com os dados da tabela, é INCORRETOafirmar:A - A queda da arrecadação nestas regiões é decorrente, entre outrascoisas, do baixo nível técnico empregado na exploração do minério.B - A alta produção e o rápido esgotamento dos veios auríferos são duascaracterísticas desse tipo de economia, principalmente em relação aMinas Gerais.C - A totalidade da extração do ouro não pode ser inferida dos dados databela, pois grande parte da produção era contrabandeada.D - A diferença de arrecadação entre as duas regiões deve-se àsdiferenças no tipo de exploração aurífera: aluvião em Minas Gerais emineração de morro em Goiás.(UNIMONTES/MG) Questão 5: Entre as transformações econômicas,sociais e culturais provocadas pela atividade mineradora que sedesenvolveu no século XVIII, nas Minas Gerais, é incorreto elencar:A - a influência do Iluminismo, que possibilitou a participação popular na vida política, e a ascensão social e econômica de grande parte doscolonos.B - o aumento da produção de alimentos, a integração de novas áreas por meio da pecuária e o expressivo crescimento da atividade comercial.C - o surgimento de uma elite de intelectuais que se expressavam por meio da música, letras, escultura e eram afeitos à leitura filosóficailuminista.D - o surgimento de camadas intermediárias na sociedade, devido aotrabalho artesanal, prestação de serviços e atividades comerciais.(UFMG) Questão 6: Leia este trecho, que contém uma fala atribuída aJoaquim José da Silva Xavier:“... se por acaso estes países chegassem a ser independentes, fazendo assuas negociações sobre a pedraria pelos seus legítimos valores, e nãosendo obrigados a vender escondido pelo preço que lhe dessem, como presentemente sucedia pelo caminho dos contrabandos, em que cada umvai vendendo por qualquer lucro que acha, e só os estrangeiros lhe tirama verdadeira utilidade, por fazerem a sua negociação livre, e levado oouro ao seu letimo valor, ainda ficava muito na Capitania, eescusavam os povos de viver em tanta miséria.”Autos de Devassa da Inconfidência Mineira. 2. ed. Brasília: Câmara dosDeputados; Belo Horizonte: Imprensa Oficial de Minas Gerais, 1980. v.5, p. 117. A partir dessa leitura e considerando-se outros conhecimentossobre o assunto, é CORRETO afirmar que os Inconfidentes Mineiros de1789A - acreditavam que o contrabando aumentava o valor recebido pelas pedras e ouro, pois dificultava sua circulação.B - consideravam que o monopólio comercial explicava por que asregiões de que se compunha Minas Gerais, cheias de pedras e ouro,ficavam mais ricas.C - defendiam o livre-comércio, por meio do qual pedras e ouroadquiririam seu real valor, uma vez que seriam vendidos aosestrangeiros legalmente.D - pensavam que os estrangeiros poderiam tirar vantagens do livre-comércio das pedras e ouro, visando a aumentar seus lucros.(UFMG) Questão 7: "Congregando segmentos variados da população pobre ou dirigindo-se às áreas de mineração, onde se concentravamenormes contingentes de escravos, as vendeiras e negras de tabuleiroseriam constantemente acusadas de responsabilidade direta no desvio de jornais, contrabando de ouro e diamantes, prática de prostituição eligação com os quilombos.’’FIGUEIREDO, Luciano. O avesso da memória: cotidiano e trabalho damulher em Minas Gerais no culo XVIII. Rio de Janeiro: JoOlympio, 1993.A partir da leitura e análise desse trecho, é correto afirmar que aescravidão nas Minas Gerais se caracterizava por:A - Um perfil rural e patriarcal, o que fazia com que as cativas e asforras ficassem reclusas, em casa, sob controle masculino.B - Uma comunidade igualitária, o que se expressava na liberdade comque os negros circulavam pelas ruas.C - Uma grande diversidade de formas de exploração do trabalhoescravo, situação característica de um contexto mais urbano.D - Uma relativa flexibilidade, o que se expressava no livre trânsito doscomerciantes entre as cidades e os quilombos.(UFES) Questão 8: A expansão do ouro aparentemente simples atraiumilhares de pessoas para a América Portuguesa cuja população estimada passou de 300 000 habitantes em 1690 para 2 500 000 em 1780. Metadedesse aumento demográfico ocorreu na região mineradora.Considerando essas afirmações pode-se afirmar que:A - O denominado “ciclo do ouro” possibilitou uma espécie de atraçãocentrípeta para o mercado interno desenvolvido pela mineração e assimcontribuiu como fator de integração regional na América Portuguesa.B - A população atraída para a mineração também desenvolveu intensaatividade agrária de subsistência, propiciando reconhecida auto-suficiência que inibiu qualquer tipo de polarização.C - O Regimento dos Superintendentes / Guardas-Mores e OficiaisDeputados para as Minas que em 1702 instituiu a Intendência das Minasmantinha rigorosa disciplina militar e constante vigilância na EstradaReal, impedindo o ingresso de emboabas e mascates nas regiões de ouroe diamantes.D - O denominado “ciclo do ouro” ocasionou uma espécie de atraçãocentrífuga, pois as riquezas auríferas de Goiás e da Bahia contribuíram para financiar simultaneamente o denominado renascimento agrícola no Nordeste do Brasil no final do século XVII.E - A integração regional da América Portuguesa consolidou-se durantea Uno Ibérica (1580-1640) quando foi removida a linha deTordesilhas, possibilitando a convergência das regiões de pecuária parao grande entreposto comercial que consagrou a região de Minas Gerais.(UNIMONTES/MG) Queso 9: Analise as afirmativas abaixo,relacionadas às atividades econômicas no Brasil colonial.I. A área colonial recebeu intenso fluxo de migração interna e externa enela predominou, inicialmente, uma atividade econômica sem o suporteadequado de outras, o que gerou escassez de alimentos e inflação.II. Salvador deixou de ser a capital do Brasil, sendo substituída pelo Riode Janeiro, que possuía melhor localização, segundo os interesses daCoroa.III. A metrópole passou a exercer um maior controle fiscal e políticosobre a área colonial em questão, aumentando o corpo de funcionáriosadministrativos.Os fatos I, II e III referem-se à/ao:
2
 
Org. Prof. Marco Aurélio Gondimwww.marcoaurelio.tk
A - mineração;B - pecuária;C - cana-de-açúcar;D - pau-brasil.(UFPE) Questão 10: As idéias do iluminismo foram importantes para adivulgação de concepções de mundo que condenavam a escravidão e ofeudalismo. No Brasil, na época, movimentos poticos foraminfluenciados por estas idéias. A Inconfidência Mineira, por exemplo,no século XVIII:A - fracassou nos seus planos e foi fortemente reprimida pelas medidastomadas por Portugal;B - teve a participação de escravos, lembrando a estrutura da Revoltados Alfaiates, que aconteceu na Bahia;C - foi uma rebelião de caráter popular que envolveu intelectuais entreas lideranças;D - defendeu, com clareza, o fim da escravidão, seguindo, de formarevolucionária, os ideais do liberalismo.(UNIFOR/CE) Questão 11: Em 1703, Portugal e Inglaterra assinaramum acordo comercial, o Tradado de Methuen que, segundo CelsoFurtado: (...) significou para Portugal renunciar a todo desenvolvimentomanufatureiro e implicou transferir para a Inglaterra o impulso dinâmicocriado pela produção aurífera no Brasil. (...)Celso Furtado. Formação Econômica do Brasil. São Paulo: Nacional,1969. p. 38.Sobre o período da mineração do Brasil, pode-se afirmar que:A - deslocou para a região do nordeste da Colônia um contingente populacional, oriundo do reino e da zona litorânea, motivado pela febredo ouro;B - permitiu a formação, em Vila Rica, de uma classe média urbana, queconspirou contra a Metrópole, objetivando a construção de um Estadorepublicano, com a abolição imediata da escravidão;C - possibilitou, entre outros fatores, à Inglaterra, acumulação decapitais, que transformou o sistema bancário inglês no mais importantecentro financeiro da Europa;D - confirmou para os ingleses seus interesses mercantis sobre ocontinente americano, uma vez que a Coroa Portuguesa permitiu ainstalação de indústrias na Colônia;E - resultou no crescimento urbano da Conia associado aodesenvolvimento do comércio externo, que abastecia a região do ouro.(ACAFE/SC) Questão 12: No Brasil, a economia da mineração, duranteo Período Colonial, apresentou potencialidades bem maiores do que aaçucareira, embora sua área de abrangência tenha sido menor. Acercadesse tema, todas as alternativas estão corretas, exceto:A - Ao longo das rotas das tropas de gado destinadas às áreas demineração, surgiram inúmeras vilas, que propiciaram o povoamento dointerior do Brasil.B - A mineração desenvolveu um mercado interno de bens e serviçosdevido as distâncias entre a área mineradora e os portos litorâneos.C - Uma incipiente urbanização, a abertura de inúmeros “caminhos” nointerior do Brasil, a vinda de artesãos com conhecimentos técnicos, sãofatores que promoveram, tamm, o desenvolvimento da áreamineradora.D - A mineração promoveu um grupo quase aristocrático, uma eliteformada pelas idéias do iluminismo europeu que tentou buscar a rupturado Pacto Colonial.E - Em decorrência dos capitais gerados pela mineração, logo sedesenvolveram inúmeras manufaturas, principalmente de tecidos dealgodão, em áreas periféricas de São Paulo e Minas Gerais.(PUC-MG) Questão 13: A mineração na capitania das Minas Gerais, noséculo XVIII, gerou intensas transformações políticas, sociais eeconômicas no Brasil colonial, entre as quais podemos destacar, exceto:A - surgimento de novas áreas de produção agropastoril para abastecer omercado mineiro;B - mudança da sede administrativa de Salvador para o Rio de Janeiro,em 1763;C - aparecimento dos libertos originados de uma sociedade profundamente democrática;D - estabelecimento de um Estado fiscal-tributário para assegurar aarrecadação régia.(UFMG) Questão 14: Leia este trecho: De acordo com um documentode 1781, era a Capita-nia de Minas Gerais povoada “de mineiros,negociantes e o. ciais de diferentes ofícios”. Os mineiros eram os quedavam maior lucro à Coroa, em razão dos quintos, mas eram os “mais pensionados, pelas grandes despesas que fazem em escravos, ferro, aço, pólvora e madeiras, tudo indispensável para a laboração de suasfeitorias”. Os roceiros e fazendeiros ocupavam-se das suas culturas e dacriação de gado, pagando dízimo de sua produção. Os negociantes, por sua vez, eram “utilíssimos”, deles redundando a “S. Majestade autilidade do contrato das entradas”. Finalmente, “os mais povos dasminas se ocupa cada um no exercício que têm, e dão a Sua Majestade autilidade conforme o uso de seu viver, ainda que haja muitos vadios, e pela sua vadiação, chegam a ser facinorosos e homicidas, o que nãoaconteceria se houvesse modo de os reprimir e conservar debaixo deuma rigorosa sujeição, porém, como nas minas têm os seus habitantes aliberdade de darem de comer a todos aqueles, que às horas o procuram,dão assim causa a muitas desordens”.Descrição Geographica, topographica, histórica e política da Capitanniade Minas Gerais, Revista do Instituto Histórico e Geográ. co Brasileiro.71 (1908).p. 190. (Adaptado)A partir das informações contidas nesse trecho de documento, é corretoafirmar que:A - os roceiros e fazendeiros, ocupados com suas terras de plantar e decriar, eram isentos do pagamento de impostos, o que lhes possibilitavaum lucro maior que o dos mineradores;B - os segmentos da sociedade mineira dedicados a outros negócios eofícios, além dos de minerar, plantar e criar, não geravam riquezas paraPortugal, porque não pagavam os direitos de entrada na Capitania;C - os vadios, que tendiam, em rao do seu ócio, a se tornar malfeitores, eram perseguidos pela população e duramente reprimidos pelas autoridades, que temiam a generalização das desordens nosnúcleos urbanos;D - os mineradores, responsáveis por grandes investimentos na atividadede extração do ouro, eram aqueles que, por meio do pagamento doquinto, mais contribuíam para o enriquecimento do Real Erário.(UFLA/MG) Questão 15: No texto:“Era nesse palácio que nos diasfestivos do Contratador se reuniam seus amigos e pessoas importantesdo Tijuco: havia aí jantares suntuosos à Luculo, à tarde passeios no jardim e pescaria no tanque em escaleres dourados, à noite bailes erepresentações teatrais: representavam-se os Encantos de Medéia, Oanfitrião, Porfiar armando, Xiquinha por amor de Deus, e outras peçasconhecidas daqueles tempos. É excusado dizer o luxo que Francisca daSilva ostentava nessas ocasiões, e as homenagens e congratulações querecebia dos convivas. O dinheiro e o poderio do amante elevavam-na àcondição das senhoras das famílias as mais distintas!”SANTOS, Joaquim Felício dos. (...), 1976, p. 124-5.Indique a alternativa que descreve corretamente o contexto histórico emque se inscreve:A - Descreve aspectos do cotidiano de ricos mineradores de ouro, daregião de Vila Rica, na Capitania das Minas Gerais, no início do séculoXVIIIB - Indica o modo de vida e costumes dos donos de engenho da região produtora de açúcar no Nordeste brasileiro, no Período ColonialC - Trata-se de um texto literário que descreve os costumes da nobreza portuguesa na corte de D. João VI, no Rio de Janeiro, no início doséculo XIXD - O recorte de texto em questão descreve o poderio financeiro e a vidacultural no Distrito Diamantino, em Minas Gerais, no século XVIIIE - O autor descreve os costumes e a vida devassa dos portuguesesenriquecidos pela atividade colonial no Brasil Colônia.(UFF/RJ) Questão 16: “As festas e as procissões religiosas contavamentre os grandes divertimentos da população, o que se harmoniza perfeitamente com o extremo apreço pelo aspecto externo do culto e dareligião que, entre nós, sempre se manifestou (...). O que está sendofestejado é antes o êxito da empresa aurífera, do que o SantíssimoSacramento. A festa tem uma enorme virtude congraçadora, orientando
3

Activity (139)

You've already reviewed this. Edit your review.
Aline Cruz liked this
1 thousand reads
1 hundred reads
Maria Diniz Dos Santos added this note
muito bom
Rayanna Rolim liked this
Jamile Silva liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->