Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
30Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Respiração Consciente

Respiração Consciente

Ratings: (0)|Views: 4,158|Likes:
Published by jacemsol

More info:

Published by: jacemsol on Nov 05, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/08/2013

pdf

text

original

 
Respiração Consciente
Uma pessoa religiosa é aquela que aceita este exato momento -seja qual for o caso - e, através dessa aceitação, ela nascerenovada, o morto é ressuscitado. Isso é um renascimento...Quando você renasce, tudo renasce com você: as árvores serãoas mesmas e, contudo, não serão as mesmas; os montes serãoos mesmos e, contudo, não serão os mesmos - porque vocêmudou. Você é o centro do seu mundo, e, quando o centro muda,a periferia tem de seguir, porque o mundo é apenas uma sombraao seu redor 
. - trecho de "A Semente de Mostarda" - Osho
Este texto contém informações e orientações abordando:
respiração (aspectos diversos);
exercícios respiratórios - importância e algumas práticas;
renascimento (hiperventilação, técnica, sensações, objetivos);
sentimentos e inconsciente - relação com o processo respiratório.Respirar conscientemente aumenta nossa força e poder, ancorando nosso espíritoem nosso corpo físico.Não há uma forma correta de se respirar, embora uma respiração de qualidadedenote uma vida de melhor qualidade, pois a respiração revela fielmente a formaque a pessoa está e até como ela é. Uma respiração profunda e suave, por exemplo, revela uma atitude dessa mesma natureza. Respiração curta e ofeganteaponta para ansiedade, cansaço e por aí vai.Respirar de formas diferentes em exercícios específicos tem o propósito de nosensinar novas formas de reagir às situações, nos dar possibilidades de liberdade deresposta e também de ampliar a consciência.Neste texto há um grande detalhamento em relação à questão da hiperventilação,em decorrência de seu grande poder e diversos desdobramentos. Dentro da técnicaaqui proposta, a hiperventilação é apontada mantendo-se o foco na inspiração (aexpiração é realizada automaticamente pelo próprio corpo). Realizando a respiraçãocaótica, outra prática sugerida, o foco é o contrário, na expiração, sendo que ainspiração é realizada automaticamente pelo próprio corpo. Nenhuma das duaspráticas é melhor ou pior do que a outra, são apenas diferentes e nos despertampara estados e possibilidades diferentes em nós.Estar consciente da forma como se respira durante qualquer prática respiratória émais importante do que a própria prática em si. É muito comum a pessoa começar um exercício respiratório com determinada proposta e logo já estainconscientemente fazendo-o de outra forma, como, por exemplo, começar focandoa inspiração e logo já estar forçando mais a expiração, sem que perceba essamudança...
http://pages.apis.com.br/terapiaenergetica
1/17 
 
RESPIRAÇÃO – Considerações Gerais
A vida autônoma na Terra começa com nossa primeira respiração (normalmente tãoforte e marcante que já vem associada a um forte choro...) e termina no últimosuspiro. Vários tratados abordam a questão do "trauma de nascimento", intimamenteligado ao processo fisiológico que envolve a primeira respiração do recém-nascido.Este processo é tão intenso, que dentre outras coisas, envolve a inversão do fluxosangüíneo em algumas vias... Os primeiros movimentos respiratórios do ser humanosão responsáveis pela formação do pulmão e do tórax.O ar, entre os quatro elementos, está associado a nosso corpo espiritual (ver quadros adiante). Respirar conscientemente, aumenta nossa foa e poder,ancorando nosso espírito em nosso corpo físico, trazendo um conseqüente aumentodo nosso influxo energético. O aumento desse influxo mexe em toda a nossa vida,nos trazendo expansão de consciência, aumento da responsabilidade pessoal por sipróprio e exigência do aumento do nosso equilíbrio como um todo, pois o aumentodo influxo energético dentro de um corpo físico ou sistema áurico desequilibradocorresponderia, comparativamente, a ligar um aparelho em uma voltagem acima daqual ele foi projetado para funcionar...Respirar é o primeiro ato voluntário que realizamos em benefício de nós próprios,sendo normalmente também a mais inconsciente de nossas ações. Integrar asmanifestações de nosso inconsciente a nossa personalidade passa pelo aumento daconsciência respiratória.Para todo e qualquer distúrbio físico e/ou emocional que apresentamos, existe umatensão física e conseqüente distúrbio e/ou dificuldade respiratória associada.Muitos sistemas inicticos, cnicas bioenergéticas, yogues e de evolão,começam por trabalhar a pessoa a partir do aumento da sua capacidaderespiratória, evoluindo então para outros focos, como qualidade da alimentaçãofísica, exercícios de força, postura e equilíbrio, vivências de estados alterados depercepção, dentre outros métodos.De todas as privações de relacionamento com o meio externo pelas quais podemospassar, a privação do ar, da respiração, é a que primeiro se manifesta, a maisurgente.Sistema humano fica:
Condição
Elemento
Corpo Inferior 
Minutos sem respirar 
arespiritual - espírito
Horas sem aquecimento
fogomental - mente
Dias sem água
águaemocional - sentimento
Semanas sem alimento, descanso, sono, ...
terrafísico
Anos sem contato humano, carinho, sexo, ...Vidas inteiras sem contato consigo próprio(meditação...)
Os treinamentos de primeiros socorros ensinam que a primeira providência a ser tomada, se a pessoa a ser socorrida estiver aparentando estado inconsciente, éverificar se ela está respirando...
http://pages.apis.com.br/terapiaenergetica
2/17 
 
Vários são os exercícios envolvendotécnicas de respiração para atingimento de estados alterados de consciência.Seguem ainda os seguintes apontamentos retirados de "Respiração, angústia erenascimento", de José Ângelo Gaiarsa:
única função visceral sobre a qual podemos agir "por querer".
o homem controla a respiração porque fala, fala porque consegue controlar arespiração.
em condições normais, o esvaziamento pulmonar é inteiramente passivo.
os músculos estriados são "voluntarizáveis".
basta UM movimento respiratório bem amplo para fornecer ao corpo todo ooxigênio de que ele necessita para um minuto de atividade vital.
com ampla eliminação do gás carbônico, não há nenhuma vontade de respirar -nenhum impulso instintivo, nenhuma premência ou necessidade fisiológica derespirar. Daí a importância da vontade durante a hiperventilação: respirar mesmosem ter vontade nenhuma.
a respiração mantém a chama da vida, as oxidações são o centro e o eixo detoda nossa complexa maquinaria química. A mágica suprema da vida constitui-seem conseguir queimar-se em câmara lenta, aproveitando a própria destruiçãopara se refazer - interminavelmente.
função dos pulmões e coração: absorver e distribuir o oxigênio pelo corpo.
a respiração é o sopro que anima a palavra e a faz viver, tornando humano tudoo que é dito. Ao se fazer palavra a coisa se faz humana. Dentro ou fora de nós.Só então ela reúne dois ou mais; só então, e por isso, ela faz humanidade. Épreciso que ela soe com música adequada. Caso contrário, o dito poderá seconfundir com outras coisas.
sistema nervoso central faz a respiração, inteira.
os músculos respiratórios são, histológica e funcionalmente, iguais aos músculosque levam ao choro, à sucção e à deglutição. Temos na ação respiratória aprimeira "educação da vontade", entendida esta como ato intencional, de algummodo proposital - aquele que dissipa a angústia.
a respiração é uma ação cuja urgência se sente e que desata movimentos"voluntários" capazes de atenuá-la. Com comando a seu modo consciente, comoé consciente no neonato o chorar quando surge a sensação de fome. Mas emrelação à fome é inútil uma vontade, pois o neonato nada pode fazer paraatenuá-la. Há apenas desejo e frustração, caso ninguém o alimente. Com arespiração a necessidade instintiva de oxigênio eu mesmo a satisfaço, à custa demeu próprio esforço: o espírito é autônomo.
a única sustância necessária à vida, que o corpo não consegue armazenar, é ooxigênio; e o único metabolito endógeno de que o corpo tem que livrar-sedepressa é o gás carbônico.
o diafragma divide a grande cavidade do tronco em duas subcavidades, atorácica e a abdominal.
http://pages.apis.com.br/terapiaenergetica
3/17 

Activity (30)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Edini Braga liked this
ivomaioli liked this
paranhoswl liked this
paranhoswl liked this
Sérgio Amaral liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->