Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
2Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
CN298

CN298

Ratings: (0)|Views: 1,431|Likes:
Published by portal_cocal

More info:

Published by: portal_cocal on Nov 06, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

01/07/2013

pdf

text

original

 
Aberto aos domingos
Encontro marca os 30 anos do CMG
Colégio Maximiliano Gaidzinski comemorou aniversário reunindo os ex-técnicos no fim de semana
Cocal Notícias
Cocal Notícias
Cocal Notícias
Cocal Notícias
Cocal Notícias
 
ANO VII - NÚMERO 298COCAL D0 SUL, 6 DE NOVEMBRO DE 2009
R$ 1,25
e-mail: cocal.noticias@terra.com.brwww.portalcocal.com.br
DIVULGAÇÃO/CN
 
Página 3
Cachorrinha Yohana estava abandonada na rua e hoje é destaque no Fashion Dog
“Das ruas para a Passarela”
 
Página 5
 
2
SEXTA-FEIRA, 06 DE NOVEMBRO DE 2009
Opinião
TÚNEL DO TEMPO
Círculo Italiano de Cocal do Sul por Mariza Búrigo Pagnan
Perguntas e Respostas
ASSIM PENSO EU...CHARGE
JORNAL COCAL NOTÍCIAS LTDA
Fundado em 11 de Abril de 2003CNPJ: 08.239.598/0001-88 IM: 2.017R. Anita Garibaldi, 144 - Centro - Cocal do SulSanta Catarina - CEP: 88845-000
Diretor Geral:
Cassio Pagnan
Colunistas:
Sinara P. Harger, HenriqueBittencourt, Hylário de Fáveri, Edson Dutra,Mariza P. Búrigo e Patrick Henrique
Redação:
(48) 3447-0431 / 8826-8996
E-mail:
cocal.noticias@terra.com.br
Impressão:
Grafiper Ltda - Cocal do Sul
“O Jornal não se responsabiliza por matérias ou colunas assinadas” 
Por Patrick Henrique 
- O chocolate que ficaesbranquiçado estáestragado?
Não. O chocolate comaspecto esbranquiçadosofreu a ação do calor. Umdos principais componen-tes do chocolate é amanteiga de cacau. Quandoo produto é exposto atemperaturas acima de28ºC, ele amolece e amanteiga se separa docacau. Ela fica concentradana superfície do chocolatemesmo depois que ele voltaa endurecer.
- Por que as garrafas devinho não são transparen-tes?
O vidro colorido dasgarrafas funciona como umfiltro solar. O vinho é comoa pele: sofre com os raios
Primeiras Indústrias de Cocal do Sul
UVA. Se deixado em lugarensolarado pode ter seuaroma e sabor alterados.Mesmo que a garrafa sirvade proteção, é necessárioguardá-las em localprotegido do calor e daluminosidade.
- Por que não existecomida para gato saborrato?
“Experimentos compro-vam que os gatos nãopreferem a carne de rato àde galinha ou gado”, afirmaIrina Munaro, do Departa-mento de Comunicação daWaltham, empresa ameri-cana que fabrica raçõesanimais. Segundo ela “osgatos caçam por instinto eos pequenos roedores, emgeral, são presas fáceis eabundantes”. Munaro
http://cocosecontos.blogspot.com/ 
Em uma pequena cidade,viviam duas crianças queeram muito amigas. Elas sedivertiam, brincavam echoravam juntas. Nãoimportava se fazia chuva ousol, estavam sempre juntas.Certo dia, quandoestavam na beira do rio, umacriança disse a outra queestava indo embora, pois seupai tinha conseguido umemprego em outra cidade.Muito triste, a criança querecebeu a notíciaperguntou:- Quando nosveremos novamente? Então,a outra respondeu:- Consegue ver essasárvores na beira do rio? -Sim. - Assim como temoscerteza de que no outono asfolhas dessas árvores vãocair, mas mesmo assim asárvores continuarão nomesmo lugar, assim será aminha amizade: presente econstante. - Mas se eu nuncamais chegar a te ver? - Seisso acontecer não sepreocupe, pois a nossaamizade está gravada emcada um de nossos corações.Não importa se estarei pertoou longe, pois você sempreterá boas lembranças demim, e as lembranças nósconseguimos guardar comcarinho. Terminando defalar, saiu, foi embora enunca mais voltou. Porém,aquela criança que um diahavia perguntado sobre aamizade, nunca perdeu asesperanças, pois sempreque era outono voltava para
ARTIGOS
Uma História de Amizade
*Renata Jorge Carneiro*Renata Jorge Carneirouniversitáriarenatajoca16@hotmail.com
Edson Dutra
explica que a criação deratos é restrita ao mercadode cobaias e pets, nãohavendo disponibilidadede obter tal carneinspecionada no meioindustrial.
- Para que servem osbigodes dos animais?
Os bigodes dos bichosfuncionam como um órgãosensorial. Esses pêloslongos captam ascaracterísticas do ambienteem que os animais estão.Por exemplo: no escuro, osbigodes se voltam para afrente, os nervos capturamas informações sobretemperatura e as levampara o cérebro. Se captamcalor, pode ser que hajaoutros animais por perto.
Fonte: Guia dos Curiosos
ver as folhas que caiam dasárvores e percebia queaquilo sempre acontecia,estando presente ou não. E éassim que deve ser aamizade: pura e verdadeiracomo os sentimentos de umacriança.Gostaria de dedicar essetexto a todos os meusamigos. Vocês são pessoasessenciais em minha vida.Para mim, escrever sobreamizade não é umadificuldade, mas sim, umdesafio, pois às vezes, aspalavras não sãosuficientes, então, “quandopalavras não bastam, que oamor seja suficiente.”
A ferraria funcionava com três forjas, dois malhos e um rebolo para afiar as ferramentas.Tudo funcionava com a água de um canal desviado do Rio Cocal. Produziam enxadas, foices,machados, serra circular e outros com a marca D.B. (Demétrio Bettiol). Estas ferramentaseram comercializadas em toda a região Sul e também para a serra catarinense e Rio Grandedo Sul. Algumas peças encontram-se no Museu do Círculo Italiano.
Ferraria Demétrio Bettiol – 1929, onde hoje está erguida a Escola Demétrio Bettiol. Da esquerda para a direita: Carlos Bettiol, funcionário David Mufato,Maria Bardini Bettiol e Pedro Bettiol. De chapéu preto Demétrio Bettiol e João Bettiol agachado com a tenaz (torquês).Foto da 1ª casa da família Bettiol, onde hoje ainda reside Maria Bettiol (Mariquinha) mãe de: Eliezer, Amauri, Vânio, Guido, Ernesto,Eleuza, Hélia, Vânia, Valdemar, Zélia, Aldo e Paulo Sérgio.
 
3
SEXTA-FEIRA, 06 DE NOVEMBRO DE 2009
Cocal do Sul -
O ex-téc-nico em cerâmica, Nirlan Ara-ujo Speack veio da Argenti-na para participar da festa emcomemoração aos 30 anosdo Colégio Maximiliano Gai-dzinski. Depois de noveanos trabalhando na ElianeRevestimentos Cerâmicos(Cocal e São Paulo), hoje édiretor industrial da maiorempresa cerâmica da Argen-tina, Cerâmica Alberdi. “Nãotinha como ser diferente. Ocolégio marca as nossas vi-das pela formação de base enós crescemos com ética,responsabilidade, compro-misso e caráter. Esse é umevento do ramo cerâmicocom foco na amizade. É comose fossemos uma família. OCMG forma pessoas de bem,referências para o setor. To-dos os alunos que passampelo colégio são recomenda-dos. Também tenho dois ir-mãos que seguiram o mesmocaminh, estão formados evoam longe.”, ressalta.
Encontro de ex-técnicosmarca os 30 anos do CMG
Tique tique parara tique tique parara tique tique parara tique tique parara tique
ANIVERSÁRIO
A festa que reuniu maisde 400 ex-técnicos em cerâ-mica começou logo pela ma-nhã de domingo, 1º/11. Osex-alunos foram recepciona-dos no colégio onde visita-ram as dependências e fize-ram uma viagem no tempocom exposição de fotos. Emseguida, seguiram para aSER Eliane, local do encon-tro. A cerimônia de aberturafoi descontrída e cheia delembranças. Ela contoucoma presença do prefeito deCocal do Sul - Nilso Borto-latto, prefeito de Criciúma -Clésio Salvaro e o vice -Márcio Búrigo, deputado -Valmir Comin, diretor doIMG - Celito Cardoso e o di-retor do CMG - Vilmar Me-negon Bristot. Salvaro é da2ª turma de formandos. Asmesas para o almoço foramdivididas por turma. Os par-ticipantes também relembra-ram algumas histórias e bri-cadeiras da época de colé-gio e esticaram a festa até ofinal do dia em diferentes rit-mos comandados pelo DJ. Oex-técnico, Orlando José deSouza é da primeira turma.Gerente nacional de vendasde uma multinacional come-mora o aniversário do colé-gio em família e afirma quenão chegaria onde esta se-não tivesse passado peloCMG. “O colégio abre por-tas. A gente é reconhecidopor onde passa. Tenho for-mação de nível superior, masa que me manteve no merca-do foi a técnica. E hoje é umprazer participar do eventocom meus dois filhos: umformado e o outro estudan-do, além da minha nora. Se aprimeira turma não tivessedado certo com certeza nãoestaríamos comemorando”,afirma. Nem mesmo o calorde mais de 30ºC foi capaz deatrapalhar o ritmo e a diver-são em rever os amigos. Oex-técnico, chefe de área,Osni Valdo Vieira, 47 anos, fi-cou emocionado ao encon-trar os colegas. “Nossa, re-encontrei dois amigos quenão via há 30 anos. Que opor-tunidade”, afirma. O eventofoi organizado por uma co-missão de ex-alunos e dire-ção do colégio.O terceiroencontro vai acontecer em2014. Essa é a terceira ediçãodo evento que acontece decinco em cinco anos. Dos 630técnicos formados e espalha-dos pelo Brasil, 450 partici-param da festa. Segundo Vil-mar Menegon Bristot é umorgulho e uma festa mereci-da. “Nossos alunos atuamem empresas de todo o Bra-sil e no exterior. A partir doano que vem serão 90 vagas,o dobro disponível hoje. Nãopara facilitar a entrada na ins-tituição, mas para lançar, acada ano, um time de profis-sionais que fazem toda a di-ferença no mercado de tra-balho”, destacou.
FOTOS: DIVULGAÇÃO/CN

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->