Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
A Maçã Verde...

A Maçã Verde...

Ratings: (0)|Views: 280 |Likes:
Published by Helena Schaffner

More info:

Published by: Helena Schaffner on Nov 14, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/16/2012

pdf

text

original

 
A MAÇÂ VERDE & A FALTA DE EVA
Porque não o pêssego e sim a maçã ser um símbolo de algo proibido, não me perguntem,mas acho que questionar isto é o mesmo que se perguntar por que você se chama Xis enão Ypsilon. Mas talvez haja alguma explicação que eu desconheça. De tudo que tenholido nunca encontrei um sentido real do porquê a maçã simbolizar o fruto proibido.Mas fato é que seja qual simbologia se use, a queda é algo que está enraizada em muitaslendas e religiões, apenas variam as interpretações, as alegorias e o sentido da queda.Não creio que a questão central seja quem está com razão,
mas sim, as várias nuancesdo tema queda e c o m o estas repercutem hoje em nossa vida, mesmo que a gentenão se ocupe com a questão de forma consciente.
Quero dizer que subliminarmente é umtema que ocupa algum espaço em todos os subconscientes desde a criação da raçahumana, porque, depois de se constatar que todos os povos relatam algo como umaqueda, fica claro que
em nossas células a queda tem sua parcela de espaço.
HELENA SCHAFFNER <<>> BY SCRIBD 09.11.09 - JARINU – SP – BRASIL <<>> PG 1 - 13
 
A MAÇÂ VERDE & A FALTA DE EVA
E a melhor forma de eliminar algo é confrontar.Quanto mais buscamos fugir de algo ou ignorar algo como forma de querer esquecer, piorserá. A bola de neve só crescerá, mesmo que no subconsciente.Pessoalmente o tema queda sempre me interessou, justo por perceber que ele parecedefinir algo em relação a nossa vida, como os resultados de nossos anseios e de nossasbuscas espirituais, independente da religião ou do grupo ao qual pertencemos.Mas o personagem “queda” também sempre entra em cena, quase que automaticamente,quando a alma começa a questionar o sentido da dor e da maldade, se existe apenas umCriador e que Ele é o Amor, a Paz, a Luz!Alguns postulam que “nossa” viagem rumo à matéria foi um ato voluntário e isto algunsdefinem como uma queda de mundos melhores ou até perfeitos. Ou seja, que Deus sópode “se perceber” via criação e criatura. Somos “seu espelho” pelo qual Ele pode se“assistir”, se sentir, se expressar, enfim SER. Neste caso referimo-nos às Mônadas ou aosEspíritos que habitam corpos mais ou menos densos, depende da esfera de vida. Quandoestas Centelhas ou Fagulhas Divinas, se “alojaram” nos seres humanos primitivos na Terrae Eva comeu do fruto proibido, o resultado foi uma materialização mais profunda que fezas “Mônadas” ficarem inconscientes de sua Divindade (na Bíblia se fala que Adão e Evacaíram em sono profundo!). E daí começou a via dolorosa sobre o Planeta. Algo similar aum filho de rei ser largado numa família pobre e sem meios que com o tempo seacostuma e se esquece de sua linhagem. E acaba achando aquela vida normal!
Ele sehabituará fatalmente com o tempo!
Alguns mais, outros menos. O hábito pode ser nossomelhor amigo ou nosso pior inimigo, depende de nosso direcionamento!Outros postulam que decaímos porque o viamos de acordo com as regras dedeterminados ambientes, planetas ou esferas. Neste caso, trata-se da visão dos Anjosque se envolveram com a Rebelião de Lúcifer e de muitas ondas de vidas humanasespalhadas sobre outros planetas. E aqui vejo alguns questionando: mas existe mesmovida em outros Planetas? Oras...então pergunto: Deus afinal é TODO PODEROSO ou não?Ele criaria trilhões de galáxias e habitaria apenas um planeta nestes trilhões? Isto fazsentido para a inteligência humana? Claro que não. Então imagine para Deus!Há os que colocam toda a culpa na Eva, na serpente e claro, na tentadora maçã! Frutoda árvore do Bem e do Mal. Da dualidade. Pois até então vivíamos na Unidade com aDivindade.
HELENA SCHAFFNER <<>> BY SCRIBD 09.11.09 - JARINU – SP – BRASIL <<>> PG 2 - 13
 
A MAÇÂ VERDE & A FALTA DE EVA
Creio que todos têm razão, a questão é a seqüência ou apenas que cada visão é parte do“Puzzle Cósmico da Queda”, assim, cada povo recebeu um pedaço da verdade.Das rias leituras, concluo que com o passar do tempo houve os que chegaramvoluntariamente na Terra, seja como habitantes de mundos melhores, esritosevoluídos, almas angélicas, e assim por diante, seja para experienciar a matéria, sejapara ajudar ou para ambos. Muitos não imaginavam o quanto a densidade da matéria é defato magnética e “caíram” em esquecimento quanto ao seu propósito original.Outros de fato foram convidados gentilmente a se retirarem de seus ambientes, porquenão estavam conseguindo se manter dentro das regras, para garantir a Harmonia em seusambientes. Estes ambientes tanto podem ter sido planetas mais evoluídos, esferas eoutros casos e pode ser que alguns dentre estes casos estejam relacionados a Rebelião deLúcifer, pois tudo indica que existiu algo como uma rebelião cósmica, que instigou serese anjos a quererem usar o livre arbítrio de forma arbitrária, infringindo a HarmoniaUniversal. O que por sua vez causou rebeliões localizadas em vários planetas, e um dosplanetas que sofreu gravemente com a rebelião foi o nosso, primeiro porque ele pertencea uma ordem de planetas onde são permitidos experimentos especiais de criação,gerando elementos únicos, e segundo, ele estava recém sendo organizado! Ou seja, ondealgo ainda não está consolidado, é mais fácil adquirir influência.Diz O Livro de Urântia, que planetas decimais permitem um uso mais amplo da lei dolivre arbítrio e são alvos mais fáceis de rebeliões ou de expansão do mal,
 gerado peloabuso do livre arbítrio
.Visto sob este prisma, nosso planeta foi uma vítima especial.E ainda segundo Urântia, nosso príncipe planetário e sua corte de 100 assessores foiquase que totalmente envolvida com a rebelião, salvo algumas exceções.E quando então chegaram Adão e Eva para infusionar o sangue adâmico (de naturezaespiritual) nas raças primitivas que estavam quase maduras para tal ato, a rebeliãoacabou influindo neste processo, provocando algo aparentemente sem grandeimportância para nossa consciência de hoje:- Houve uma antecipação!Eva de fato deixou se influenciar não pela rebelião em si, mas pela compaixão em ver osseres primitivos tão carentes de um elemento superior em seu sangue puramente animal.E partiu para a execução do plano antes do tempo devido e de forma indevida!Portanto, pelo Livro de Urântia parece que o
 xis da questão é...
HELENA SCHAFFNER <<>> BY SCRIBD 09.11.09 - JARINU – SP – BRASIL <<>> PG 3 - 13

Activity (2)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->