Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
MAK0136 - Walter Benjamin

MAK0136 - Walter Benjamin

Ratings: (0)|Views: 33|Likes:
Published by janainc

More info:

Published by: janainc on Nov 14, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/19/2013

pdf

text

original

 
A obra de arte na era de sua reprodutibilidade técnica
Walter Benjamin
Conceitos tradicionais: criatividade e gênio, validade eterna e estilo, forma econteúdo (apropriáveis pelo fascismo)Novos conceitos na teoria da arte: não apropriáveis pelo fascismo; permitemformulação de exigências revolucionárias na política artística.Reprodutibilidade técnicaObra de arte sempre foi reprodutível (reprodução manual / imitação: mestres ediscípulos).Evolução da reprodução técnica:
Xilogravura (Idade média, permitiu reprodução do desenho)
Imprensa (permitiu reprodução da escrita)
Litografia (século XIX, técnica mais precisa
permite criações semprenovas
desenvolvimento das artes gráficas
ilustração da vidacotidiana)
Fotografia (o olho substitui a mão)
jornal ilustrado contido na litografia; cinema falado contido na fotografiaAutenticidade
Na reprodução, um elemento está ausente: o “aqui e agora” da obra dearte, sua existência única
História da obra (passagem do tempo): consta em sua estrutura física(investigada por análises químicas e físicas) e em suas relações depropriedade (tradição
reconstituição deve partir do lugar em que seachava o original)
A esfera da autenticidade escapa à reprodutibilidade técnica.
Em relação ao original, 1) a reprodução técnica tem mais autonomia quea manual (fotografia
pode acentuar certos aspectos do original,conforme o ângulo de observação, ampliação ou câmera lenta); 2) elapode aproximar o indivíduo da obra.
Novas circunstâncias desvalorizam o “aqui e agora”
“Aura” da obra é atrofiada: a técnica de reprodução destaca do domínioda tradição o objeto reproduzido.
Substitui a existência única por uma existência serial
Atualiza o objeto reproduzido (este vem ao encontro do espectador)
Lado destrutivo: liquidação do valor tradicional do patrimônio da cultura
 
Destruição da aura
A percepção humana não é definida apenas naturalmente mas tambémhistoricamente.
Aura: figura singular, composta de elementos espaciais e temporais;aparição única de uma coisa distante, por mais perto que esteja.
Fazer as coisas “ficarem mais próximas” (fenômeno das massas
 necessidade de possuir o objeto) leva à destruição da aura.
Característica de um modo de percepção em que a capacidade de captar o semelhante no mundo é tão aguda que graças à reprodução podemoscaptar seu fenômeno único.
Esfera sensorial tem mesma tendência que esfera teórica com aimportância crescente da estatística.Ritual e política
Unicidade da obra de arte é idêntica à sua inserção no contexto datradição
Objeto de culto: arte servia a um ritual mágico / religioso
Aura: nunca se destaca completamente de seu valor ritual (mesmo nasformas mais profanas do culto do Belo)
Doutrina da arte pela arte (arte pura, que rejeita toda função social equalquer determinação objetiva)
com a reprodutibilidade técnica, a artese emancipa de sua existência parasitária, destacando-se do ritual
Com a destruição da aura, toda função social da arte se transforma
 passa a fundar-se na política.
Cinema: torna obrigatória a difusão em massa (produção muito cara). Ofilme é uma criação coletiva
Cinema falado: estimulou interesses nacionais / internacionalizou aprodução cinematográfica (novos vínculos entre capitais para superar crise econômica)Valor de culto e valor de exposição
Hoje vemos a oscilação entre esses dois pólos.
Arte a serviço da magia: o que importa é que existam, e não que sejamvistas
Valor de culto quase obriga a manter secretas as obras de arte
À medida em que as obras de arte se emancipam de seu uso ritual,aumentam as ocasiões para que sejam expostas
Pré-história: preponderância absoluta do valor de culto (obra conferidaprimeiramente como instrumento mágico, somente depois como arte)
Hoje: preponderância absoluta do valor de exposição (novas funções –função artística como secundária).
 
Fotografia
Valor de culto começa a recuar com a fotografia (sua última trincheira é orosto humano – culto da saudade)
Quando o homem se retira da fotografia, o valor de exposição supera pelaprimeira vez o valor de culto (Atget, ruas desertas de Paris, 1900
 orientam a recepção num sentido determinado; a contemplação livre nãoé adequada.
Nas revistas ilustradas, legendas explicativas se tornam obrigatórias.
No cinema: seqüência determina apreensão de cada imagem.Valor de eternidade
Técnicas reprodutivas dos gregos: molde e cunhagem (moedas
únicasobras fabricadas em massa)
Os gregos foram obrigados, pelo estágio de sua técnica, a produzir valores eternos
a mais alta das artes era a menos perfectível: aescultura, feita a partir de um só bloco.
Cinema: perfectibilidade / filme: mais perfectível de todas as obrasFotografia e cinema como arte
Muito se discutia se a fotografia é ou não arte; pouco se questionou se ainvenção da fotografia não teria alterado a própria natureza da arte.
Num esforço por conferir ao cinema o valor de “arte”, os primeirosteóricos tentavam atribuir-lhe elementos vinculados ao “culto”Cinema e teste
Fotografar um quadro: o objeto fotografado é uma obra de arte; areprodução não é.
Fotografar num estúdio um acontecimento fictício: o objeto reproduzidonão é obra de arte, a reprodução também não é
no melhor dos casos,a obra de arte surge através da montagem
O ator não representa a um público qualquer, mas a uma equipe deespecialistas, que têm o direito de intervir (típico de um desempenhoesportivo / execução de um teste)
Provas esportivas: obstáculos naturais
Cinema: obstáculos mecanizados
a prova não é exibida, somente oresultado (se aprovado).
Ser aprovado significa para o ator conservar sua dignidade humanadiante do aparelho

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->