Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
89Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
VYGOTSKY

VYGOTSKY

Ratings: (0)|Views: 11,578|Likes:
Published by Maristela Rebonato

More info:

Published by: Maristela Rebonato on Nov 15, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/15/2013

pdf

text

original

 
Cap. II - A cultura torna-se parte da natureza humana. - Vygotsky  
Autora 
 
Teresa Cristina Rego 
A teoria histórico-cultural (ou sócio-histórico) também conhecida como abordagem
sócio-interacionista
, tem como objetivo central ”caracterizar os aspectos tipicamente humanosdo comportamento e elaborar hipóteses de como essas características se formaram aolongo da história humana e como se desenvolvem durante a vida de um indivíduo”.
Funções psicológicas superiores
consistem no modo de funcionamento psicológicotipicamente humano, tais como a
capacidade de planejamento
,
memória voluntária,imaginação
etc...
São
 
processos mentais considerados sofisticados e “superiores”, porque se referem amecanismos intencionais, ações conscientemente controladas, processos voluntários que dãoao indivíduo a possibilidade de independência.
Diferente dos processos psicológicos elementares ou inteligência prática (presente nascriaas pequenas e nos animais),tais como, reões autoticas, ões reflexas eassociações simples, que são de origem biológica, as Funções Psicológicas Superiores sãocapacidades que não encontramos em nenhum outro ser vivo.
E
stes processos não são inatos
, se originam nas relações entre indivíduos humanos e sedesenvolvem ao longo do processo de internalização de formas culturais de comportamento.
Vygotsky se preocupou com o estudo da gênese , formação e evolução dos processospsíquicos superiores do ser humano (genética como o estudo das origens da formação dascaracterísticas psicológicas ).
Para a psicologia genética,
o psiquismo humano se constitui ao longo da vida;
não é umapropriedade ou faculdade primitivamente existente no indivíduo.
A psicologia estuda a infância para tentar compreender a formação dos complexosprocessos do psiquismo e das etapas pelos quais passam em sua evolução.
Seu programa de pesquisa é baseado no materialismo dialético e procurou construir umanova psicologia com o objetivo de integrar numa mesma perspectiva, o homem enquantocorpo e mente, ser biológico e social, membro da espécie humana e participante de umprocesso histórico.
Principais idéias de Vygotsky:
I
 
- Relação indivíduo/sociedade
- as características tipicamente humanas não estãopresentes desde o nascimento, nem são mero resultado de pressões do meio externo.
RESULTAM DA INTERAÇÃO DIALÉTICA DO HOMEM COM SEU MEIO SÓCIO-CULTURAL.
Ao mesmo tempo em que o homem transforma o seu meio para atender suasnecessidades básicas, transforma-se a si mesmo.
QUANDO O HOMEM MODIFICA O AMBIENTE ATRAVÉS DE SEUCOMPORTAMENTO, ESSA MESMA MODIFICAÇÃO VAI INFLUENCIAR SEUCOMPORTAMENTO FUTURO.
Notamos neste prinpio a integrão dos aspectosbiológicos e sociais do indivíduo:
“as funções psicológicas superiores surgem da interaçãodos fatores biológicos, que são parte da constituição física do Homo sapiens, com osfatores culturais, que evoluíram através de milhares de anos”.
1
 
II- Refere-se a origem cultural das funções psíquicas
. As funções psicológicasespecificamente humanas se originam nas relações do indivíduo e seu meio cultural e social.
Isto é,
o desenvolvimento mental humano não é dado a priori, não é imutável, não é passivo, nem tampouco independente do desenvolvimento histórico e das formas sociais da vida humana.
A cultura é, portanto, parte constituída da natureza humana, já que sua característicapsicológica se dá através da internalização dos modos historicamente determinados eculturalmente organizados de operar com informações.
III- Base biológica do funcionamento psicológico
: o cérebro visto como órgão principalda atividade mental. Produto de uma longa evolução, é o substrato material da atividadepsíquica que cada membro traz consigo ao nascer. Não significa um sistema imutável e fixo.É entendido como um sistema aberto, de grande plasticidade, cuja estrutura efuncionamento o moldados ao longo da história da espécie e do desenvolvimentoindividual.
O cérebro pode servir a novas funções, criadas na história do homem, sem que sofratransformações no órgão físico.
IV
Mediação presente em toda atividade humana 
: São os instrumentos técnicos e sistemas de signos, construídos historicamente, que fazem a mediação dos seres humanos entre si e com o mundo 
.
A LINGUAGEM é um signo mediador por excencia, pois carrega os conceitosgeneralizados e elaborados pela cultura.
A relação com o mundo não é direta, é mediada por meios que se constituem nas“ferramentas auxiliares” da atividade humana.
A capacidade de criar estas ferramentas é exclusiva da espécie humana.
O pressuposto da mediação é fundamental na perspectiva sócio-histórica justamenteporque é através dos instrumentos e signos que os processos de funcionamento psicológicosão fornecidos pela cultura.
Linguagem tem um papel de destaque no processo de pensamento.
V – A análise psicológica deve ser capaz de conservar as características básicas dosprocessos psicológicos exclusivamente humanos.
Estes modos de funcionamentopsicológicos mais sofisticados, que se desenvolvem num processo histórico, podem serexplicados e descritos. Assim, ao abordar a consciência humana como produto da históriasocial, aponta na direção da necessidade do estudo das mudaas que ocorrem nodesenvolvimento mental a partir do contexto social.
Com o objetivo d pesquisar a origem das características psicológicas tipicamente humanaVygotsky estudou o comportamento e psiquismo dos mamíferos superiores , principalmenteos chimpanzés para identificar semelhanças e diferenças com o ser humano. Identifica trêsdiferenças:
2
 
1- Diferentemente do comportamento humano, todo comportamento animal conservasua ligação com os motivos biológicos.
As atividades dos animais são instintivas e marcadas pela satisfação das necessidadesbiológicas (alimento, autoconservação ou necessidade sexual).
Permanece sempre dentro dos limites das suas relações biológicas/ instintivas com anatureza.
O modo de perceber o mundo, de se relacionar e até as possibilidades de aquisição denovas possibilidades, são determinadas por características inatas.
Ex.Colocaram uma banana no alto, de maneira visível e deixaram a disposição caixotespara que os macacos pudessem empilhar, subir e alcançar o alimento.
Embora cada macaco, individualmente, fosse capaz de resolver o problema, em grupo, nãoconseguiam, pois agiam como se estivessem sozinhos, o que promovia situações de luta edisputa pelos caixotes.
Isto demonstra que o animal não consegue organizar uma ação comum, pois cada um busca,instintivamente, saciar sua fome. Desta forma, não estabelece relação com os semelhantes.Apresenta também limitações na possibilidade de aprender novas atividades(abelha).
A maior parte dos atos humanos não se baseia em inclinações biológicas.
De modo geral, a ação do homem é motivada por complexas necessidades de adquirirnovos conhecimentos, de se comunicar, de ocupar determinado papel na sociedade, deser coerente com seus princípios e valores etc.
Ex: O homem é capaz de jejuar, fazer sacrifícios, se autoflagelar e até morrer, ou seja,através do controle intencional do comportamento, alem de não se sujeitar a elas, elereprime e até contraria suas necessidades biológicas.
 
Isto é, apresenta independência docomportamento, em relação, aos motivos biológicos .
2- O comportamento humano o é foosamente determinado por esmulosimediatamente perceptíveis ou pela experiência passada.
As reações dos animais se baseiam nas impressões evidentes recebidas do meio exteriorou pela experiência anterior. O animal é incapaz de abstrair, fazer relações ou planejarações .
Ex. Churrasco/carne próximo do cachorro. Não conseguira perceber que aquela carne sedestina à pessoa, nem a conseqüência do ato, aguardar a hora de comer etc.. Caixas ondepoderia colocar alimentos, sucessivamente. O animal não considera o princípio abstrato daseqüência , do deslocamento sucessivo do alimento.
O ser humano não se orienta somente pela impressão imediata e pela experiênciaanterior, pois pode abstrair, fazer relações, reconhecer as causas e fazer previsões ,refletir e interpretar.
É livre e independente das condições do momento e do espaço presente. Ex.Deixa detomar um remédio vencido; mesmo com sede não tomara uma água contaminada; recusacomida mesmo com fome; mesmo num dia ensolarado levará blusa, no inverno. Obedece a umprofundo conhecimento das leis da natureza e não à impressão imediata.
O homem não vive somente de impressões imediatas como o animal, mas também deconceitos abstratos, já que dispõe alem dos conhecimentos sensórios, o conhecimentoracional, capacidade de penetrar na essência das coisas.
3

Activity (89)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Thamires Gomes liked this
emo1_656520356 liked this
Alex Silva Alves liked this
Cristiane Ximenes added this note
Texto bastante esclarecedor. Auxiliou no entendimento do assunto. Parabéns!!!!
Juh Mercês liked this
Cléa Almeida liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->