Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
0Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Léon Denis - Síntese Doutrinária - Prática Do Espiritismo

Léon Denis - Síntese Doutrinária - Prática Do Espiritismo

Ratings: (0)|Views: 2|Likes:
Published by fabioastoni8822

More info:

Published by: fabioastoni8822 on Jun 22, 2014
Copyright:Traditional Copyright: All rights reserved

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/22/2014

pdf

text

original

 
Léon DenisSíntese Doutrinária Prática do Espiritismo
Traduzido do Francês Léon Denis - Synthèse doctrinale et pratique du Spiritualisme Paris (1!1"Tradutor #osé #or$e
Rembrandt - O Moinho █ 
Conteúdo resumido
 Nesta obra Léon Denis enfoca, em forma dialogada perguntas e respostas!, temas essenciais referentes ao "spiritismo.Logo adiante, na #ntrodu$%o, o pr&prio autor esclarece mais detalhadamente o conte'do da obra e o p'blico a (ue se destina.
 Sumário
 
Introdução
"sta s1ntese, ou melhor este catecismo espiritualista, tem apenas um mérito; o de ser idealiEado e organiEado segundo a ordem natural das idéias. O esp1rito humano, com efeito, de>e submeter a certas regras sua marcha e>oluti>a e seus  procedimentos l&gicos. "st6 na sua natureEa n%o passar a uma segunda >erdade sen%o (uando F6 tenha assimilado a primeira e de percorrer, assim, toda a série de princ1pios, sem omitir um s& de seus elos.Desse modo, as primeiras >erdades n%o tGm necessidade das (ue a seguem, para (ue seFam compreendidas. " o erro cometido pela maior parte dos homens superiores, autores de li>ros elementares, é (uerer lhes aplicar o método cient1fico, (ue  preside suas concep$:es e seus estudos pessoais. Na opini%o deles, como as >erdades mais comple7as abrangem todas as outras, é por a(uelas (ue se de>e come$ar. "ste processo é e>identemente cient1fico, por(ue a ciGncia consiste em se partir de uma >erdade composta para se chegar a uma >erdade mais simples e mais elementar. /oda>ia, n%o é esse o processo natural, nem a marcha instinti>a da raE%o.H por isso (ue, destinando esta modesta obra aos Fo>ens ou aos adultos ainda n%o iniciados no espiritualismo doutrin6rio e e7perimental, preferimos come$ar por este problema obFeti>o, (ue se toca, por assim diEer, com o dedo; Iue é o homemJOs outros catecismos, feitos por te&logos ou por fil&sofos, come$am ordinariamente por esta (uest%o; Iue é DeusJ H mais solene, porém muito menos pr6tico.H infinitamente mais l&gico come$ar pelas >erdades elementares, as (ue se acham ao n1>el das mais modestas inteligGncias, para se subir gradualmente até K no$%o de Deus e Ks >erdades superiores, (ue s%o como um refle7o da 5otGncia suprema. 3ssim, o alpinista come$a seu traFeto ao pé da montanha, interrogando as flores e os musgos (ue re>estem os  primeiros decli>es2 depois, K medida (ue sobe, >G o céu se apro7imar, o horiEonte se alargar, e termina por atingir os cimos

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->