Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Léon Denis - Giovanna

Léon Denis - Giovanna

Ratings:
(0)
|Views: 4|Likes:
Published by Juan Lyons

More info:

Published by: Juan Lyons on Jun 22, 2014
Copyright:Traditional Copyright: All rights reserved

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/22/2015

pdf

text

original

 
GiovannaNovela Espírita Escrita por Léon Denis
Traduzido do FrancêsGiovanna (Nouvelle) Paris (1880) Edição eletrônica original!entre "#irite $%onnais &llan 'ardec(tt#s#irite*+ree*+r)
Paul Cézanne - A Montanha de Saint Victoire █ 
Conteúdo resumido
 
Esse é um delicioso romance escrito por Léon Denis a mais importante !i"ura do mo#imento esp$rita !ranc%s depois de Allan &ardec.'nteressado em di!undir a doutrina esp$rita entre o "rande  p()lico Denis criou uma !ascinante hist*ria de amor e espiritualidade +ue conse"ue ser did,tica sem perder o encanto do teto liter,rio e o interesse de uma trama )em ela)orada.
 
I
 odos a+ueles +ue percorreram a Lom)ardia conhecem o La"o de C/me retalho do céu da 't,lia ca$do entre as montanhas esse mara#ilhoso éden onde a natureza se senta em trono ornada  por uma !esta eterna. As linhas sinuosas dos montes +ue o rodeiam a o espelho l$mpido e azul de suas ,"uas !ormam um surpreendente contraste.Cidades e )rancas aldeias se sucedem so)re suas )ordas como  pérolas de um colar. Acima delas so)re o !lanco das colinas se disp0em 1ardins em terra2os +ue se re#estem em disputa pela  primazia de laran1eiras limoeiros rom3zeiras e !i"ueiras. Mais  para o alto a !olha"em p,lida das amendoeiras o cinzento de prata das oli#eiras os p4mpanos das #ideiras atapetam os decli#es. Como "raciosas cidades pintadas de cores sua#es as copas de "randes ,r#ores som)reando )rancas est,tuas a)rem-se a+ui e ali nesse #erde1ante manto.Ao lon"eos Alpes se ele#am ma1estosos coroados de um diadema de "eleiras. So)re tudo isso resplandece a luz do meio-dia luz radiosa +ue re#este de tons deslum)rantes as cristas das rochas e as #elas dos )arcos de pesca +ue deslizam numerosos so)re o pac$!ico la"o.Para apreciar a poesia serena desses lu"ares pe"ue uma )arca e !a2a-se ao lar"o +uando che"a a hora do crep(sculo. 5esse momento uma )risa li"eira enru"a as ,"uas e !az estremecer as tamarineiras na mar"em. 6 odor penetrante das murtas se casa aos doces cheiros das laran1eiras e dos limoeiros. De todos os pontos do la"o se ele#am cantos. 7 a hora em +ue os tra)alhadores dos campos e os 1o#ens tra)alhadores das !,)ricas retornam 8s aldeias cantando as )arcarolas. Suas melodias che"am a n*s en!ra+uecidas  pela dist4ncia e na calma do entardecer parecem descer do céu.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->