Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
2ª prova de IHM - gabarito

2ª prova de IHM - gabarito

Ratings: (0)|Views: 529 |Likes:
Published by toledoufsj
Gabarito da 2ª Prova de Introdução à História da Matemática / UFSJ / Prof. José do Carmo Toledo.
Gabarito da 2ª Prova de Introdução à História da Matemática / UFSJ / Prof. José do Carmo Toledo.

More info:

Published by: toledoufsj on Dec 02, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/07/2013

pdf

text

original

 
1
 
Curso de Licenciatura em Matemática
 Prática de Ensino: Introdução à História da Matemática
Prof. José do Carmo Toledo - DEMAT
2ª Prova
Nome:
________________________________________________
Matrícula:
___________
PARTE “A” (30 pontos)
1.
 
Em seu livro
Tópicos de História da Matemática para uso em sala de aula –Geometria
, Howard Eves informa que
“A história da geometria, como a de muitasoutras matérias em desenvolvimento e mudança, compõe-se de dois fios entrelaçados”
.De que tratam esses fios?
 Um deles se refere ao desenvolvimento dos conteúdos de geometria e o outro trata danatureza mutável desses conhecimentos.
 
2.
 
Inúmeras circunstâncias da vida, até mesmo do homem mais primitivo, levavam acerto montante de descobertas geométricas subconscientes. Quais são elas?
A noção distância foi, sem dúvida, um dos primeiros conceitos geométricos a seremdesenvolvidos. A necessidade de delimitar a terra levou à noção de figuras geométricassimples, tais como retângulos, quadrados e triângulos. Outros conceitos geométricossimples, como as noções de vertical, paralela e perpendicular, teriam sido sugeridos pelaconstrução de muros e moradias.
3.
 
De acordo com Howard Eves, a geometria, a certa altura de seu desenvolvimento
“[...] transformou-se num conjunto de receitas prontas e resultados delaboratório, alguns corretos e alguns apenas aproximados, referentes a áreas,volumes e relações entre várias figuras sugeridas por objetos físicos.”
Como se pode chamar esse nível mais elevado do desenvolvimento da natureza dageometria e o que se assume a respeito de suas origens?
Geometria científica. Nenhum dado nos permite estimar quantos séculos se passaram atéque o homem fosse capaz de elevar a geometria ao
status 
de ciência. Mas escritores que seocuparam desta questão unanimemente concordam em que
o vale do rio Nilo, no Egitoantigo, foi o local onde a geometria subconsciente transformou-se em cientifica
.
 
2
 
 Embora não possamos ter certeza de sua origem, parece seguro assumir que a geometriacientífica brotou de necessidades práticas, surgidas vários milênios antes de nossa era, emcertas áreas do Oriente antigo, como uma ciência para assistir atividades ligadas àagricultura e à engenharia. Há indícios históricos de que isso ocorreu não só ao longo do rio Nilo no Egito, mas também nas bacias de outros grandes rios, como o Tigre e o Eufrates na Mesopotâmia, o Indo e o Ganges na região centro-sul da Ásia e o Hwang Ho e Yangtze naÁsia oriental. As bacias desses rios foram berços de formas avançadas de sociedade,conhecidas por sua habilidade em engenharia na drenagem de pântanos, irrigação, obras dedefesa contra inundações e construção de grandes edifícios e estruturas. Tais projetosrequeriam muita geometria prática.
4.
 
(a) Parece haver indícios de que os antigos babi1ônios usavam uma fórmulaincorreta para a área
K
de um quadrilátero com lados consecutivos medindo
m
,
n
,
 p
e
q
. Que fórmula era esta?
K  
= (m+p)(n+q)/4 
(b) Por outro lado, já naquele tempo, esses povos sabiam de alguns outrosimportantes resultados de geometria. Cite pelo menos 3 desses conhecimentos.
 
 Lados correspondentes de dois triângulos retângulos semelhantes sãoproporcionais.
 
A altura baixada do vértice de um triângulo isósceles sobre a base divide-a aomeio.
 
O ângulo inscrito num semicírculo é reto.
 
O teorema pitagórico também já era conhecido, desde cerca de 2000 a.C..
5.
 
(a) Quais são nossas principais fontes de informações a respeito da geometriaegípcia antiga?
São os papiros Moscou e Rhind, textos matemáticos que contém, respectivamente, 25 e85 problemas, e datam de aproximadamente 1850 a.C. e 1650 a.C..
(b) É muito provável que conhecimentos sobre geometria, semelhantes as do Egitoe da Babilônia antigos, tenham ocorrido também na Índia e na China antigas, masna verdade pouco se sabe a respeito delas com algum grau de certeza. Queexplicação pode ser dada a esse respeito?
Os egípcios antigos registravam seus trabalhos em pedras e papiros, e o climaexcepcionalmente seco do Egito é responsável pela resistência destes últimos ao tempo.Os babilônios usavam tábulas de argila cozida, que são imperecíveis. Os indianos echineses antigos, porém, usavam para escrever materiais muito perecíveis, como fibra deentrecasca de árvores e bambu. Assim, temos uma quantidade satisfatória de informaçõescertas, obtidas de fontes primárias, sobre a geometria do Egito e da Babilônia antigos, aopasso que sabemos muito pouco sobre a geometria da Índia e da China antigas.
 
3
 
PARTE “B” (70 pontos)
Em cada um dos itens a seguir, assinale V se a afirmativa dada for verdadeira e Fse for falsa.
1.
V F
As mudanças econômicas e políticas dos últimos séculos do segundo milênioa.C. fizeram com que o poder do Egito e da Babilônia diminuíssem. Novospovos passaram ao primeiro plano, e os desenvolvimentos posteriores dageometria foram passados aos romanosgregos, que transformaram a matériaem algo muito diferente do conjunto de conclusões empíricas produzido porseus predecessores.
 
2.
V F
Não se tem qualquer notícia – nem mesmo um breve esboço – a respeito dodesenvolvimento da geometria grega no período
antes de Euclides
.Há sim!Nossa principal fonte de informações referente à geometria grega primitiva éo chamado
Sumário eudemiano de Próclus
. Este sumário constitui váriaspáginas
do Comentário sabre Euclides, Livro I 
, e é um breve esboço dodesenvolvimento da geometria grega desde os tempos mais primitivos atéEuclides e, supostamente, baseia-se no antigo trabalho de Eudemo – umdiscípulo de Aristóteles –, obra essa a que Próclus teve acesso.
 
3.
V F
A geometria grega parece ter começado essencialmente com o trabalho deThales de Mileto, na primeira metade do século VI a.C. Esse gênio versátil,considerado um dos "sete sábios" da antiguidade, foi um digno fundador dageometria demonstrativa. É ele o primeiro indivíduo conhecido a quem estaassociada a utilização de métodos dedutivos em geometria.
4.
V F
Todos os resultados geométricos que são creditados a Thales de Mileto nãose basearam em deduções lógicas; foram obtidos via raciocínios intuitivos eexperimentais.São creditados a Thales alguns resultados geométricos muitoelementares, cujo valor não deve ser medido pelo seu conteúdo, mas pelofato de que ele os baseava em raciocínios 1ógicos e não em intuição eexperimentação. Aliás, com Thales, pela primeira vez – ao que se sabe – umestudioso da geometria se comprometera com uma forma de raciocíniodedutiva, por mais parcial e incompleto que fosse.
5.
V F
Considerado como o continuador da sistematização da geometria iniciadapor Thales, cerca de cinquenta anos antes, Pitágoras nasceu por volta do ano572 a.C., na ilha de Samos, uma das ilhas do mar Egeu próximas de Mileto.a cidade natal de Thales. E bem possível, então, que Pitágoras tenhaestudado com ele.

Activity (4)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
TeodoraPinheiro liked this
kramnio liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->