Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
230Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
C NBR 6123 - Forças devidas ao vento em edificações

C NBR 6123 - Forças devidas ao vento em edificações

Ratings: (0)|Views: 24,531 |Likes:
Published by projetosrafaelalex

More info:

Published by: projetosrafaelalex on Dec 03, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/19/2013

pdf

text

original

 
Copyright © 1988,ABNT–Associação Brasileira deNormas TécnicasPrinted in Brazil/ Impresso no BrasilTodos os direitos reservadosSede:Rio de JaneiroAv. Treze de Maio, 13 - 28º andarCEP 20003 - Caixa Postal 1680Rio de Janeiro - RJTel.: PABX (021) 210-3122Telex: (021) 34333 ABNT - BREndereço Telegráfico:NORMATÉCNICA
ABNT-AssociaçãoBrasileira deNormas Técnicas
Palavras-chave: Vento. Edificação66 páginas
Forças devidas ao vento emedificações
NBR 6123
JUN 1988Origem: Projeto NB-599/1987CB-02 - Comitê Brasileiro de Construção CivilCE-02:003.16 - Comissão de Estudo de Forças Devidas ao Vento em EdificaçõesNBR 6123 - Building construction - Bases for design of structures - Wind loads -ProcedureDescriptors: Wind. EdificationIncorpora a Errata n
º
1 de DEZ 1990Reimpressão da NB-599 de DEZ 1987Procedimento
SUMÁRIO
1 Objetivo2 Convenções literais3 Definições4 Procedimento para o cálculo das forças devidas aovento nas edificações5Velocidade característica do vento6Coeficientes aerodinâmicos para edificações corren-tes7Coeficientes de forças para barras prismáticas e reti-culados8Coeficientes de forças para muros, placas e cobertu-ras isoladas9 Efeitos dinâmicos devidos à turbulência atmosféricaANEXO A - Velocidade normalizada S
2
e intervalos detempoANEXO B - Fator estatístico S
3
para a probabilidade P
m
evida útil de edificação de m anosANEXO C - Localização e altitude das estações meteo-rológicasANEXO D - Determinação do coeficiente de pressão in-ternaANEXO E - Coeficientes aerodinâmicos para coberturascurvasANEXO F - Informações adicionaisANEXO G - Efeitos de vizinhançaANEXO H - Efeitos dinâmicos em edificações esbeltas eflexíveisANEXO I - Determinação da resposta dinâmica devida àturbulência atmosféricaÍndice
1 Objetivo
1.1
Esta Norma fixa as condições exigíveis na considera-ção das forças devidas à ação estática e dinâmica dovento, para efeitos de cálculo de edificações.
1.2
Esta Norma não se aplica a edificações de formas,dimensões ou localização fora do comum, casos estes emque estudos especiais devem ser feitos para determinar asforças atuantes do vento e seus efeitos. Resultados expe-rimentais obtidos em túnel de vento, com simulação dasprincipais características do vento natural, podem serusados em substituição do recurso aos coeficientes cons-tantes nesta Norma.
2 Convenções literais
Para os efeitos desta Norma são adotadas as convençõesliterais de 2.1 a 2.3.
2.1 Letras romanas maiúsculas
A-Área de uma supercie plana sobre a qual écalculada a força exercida pelo vento, a partirdos coeficientes de forma C
e
e C
i
(força perpen-dicular à superfície) e do coeficiente de atrito C
f
,(força tangente à superfície)Área de referência para cálculo dos coeficientesde forçaA
e
-Área frontal efetiva: área da projeção ortogo-nal da edificação, estrutura ou elemento estrutu-ral sobre um plano perpendicular à direção dovento ("área de sombra"); usada no cálculo docoeficiente de arrasto
Cópia não autorizada
 
2NBR 6123/1988
A
i
-Área de influência correspondente à coorde-nada iA
o
-Área de refenciaC
a
-Coeficiente de arrasto; C
a
= F
a
 /qAC
ai
-Coeficiente de arrasto correspondente à coor-denada iC
e
-Coeficiente de forma externo; C
e
= F
e
 /qAC
f
-Coeficiente de foa; C
f
= F/qAC
f
,
-Coeficiente de atrito; C
f,
= F’/qAC
i
-Coeficiente de forma interno; C
i
= F
i
 /qAC
x
-Coeficiente de força na direção x; C
x
= F
x
 /qAC
y
-Coeficiente de força na direção y; C
y
= F
y
 /qAF-Foa em uma superfície plana de área A, per-pendicular à respectiva superfícieF’ -Força de atrito em uma superfície plana de áreaA, tangente à respectiva superfícieF
a
-Força de arrasto: componente da força devidaao vento na direção do ventoF
e
-Força externa à edificação, agindo em uma su-perfície plana de área A, perpendicularmente àrespectiva superfícieF
g
-Força global do vento: resultante de todas asforças exercidas pelo vento sobre uma edificaçãoou parte delaF
i
-Força interna à edificação, agindo em uma su-perfície plana de área A, perpendicularmente àrespectiva superfícieF
r
-Fator de rajadaF
x
-Componente da força do vento na direção xF
y
-Componente da força do vento na direção yL-Altura h ou largura I
1
da superfície frontal de umaedificação, para a determinação do intervalo detempo tDimensão característica (L = 1800 m) utilizadana determinação do coeficiente de amplificaçãodinâmicaP
m
-Probabilidade de uma certa velocidade do ventoser excedida pelo menos uma vez em um pe-ríodo de m anos
Q^
-Vari
á
vel est
á
tica (for
ç
a, momento fletor, tens
ã
o,etc.) ou geom
é
trica (deforma
çã
o, deslocamento,giro)Re-N
ú
mero de ReynoldsS
1
-Fator topogr
á
ficoS
2
-Fator que considera a influ
ê
ncia da rugosidadedo terreno, das dimens
õ
es da edifica
çã
o ou par-te da edifica
çã
o em estudo, e de sua altura sobreo terrenoS
3
-Fator baseado em conceitos probabil
í
sticosT-Per
í
odo fundamental da estruturaV
o
-Velocidade b
á
sica do vento: velocidade de umarajada de 3 s, excedida na m
é
dia uma vez em50 anos, a 10 m acima do terreno, em campoaberto e planoV
k
-Velocidade caracter
í
stica do vento;V
k
= V
o
S
1
S
2
S
3
p
V-Velocidade de projeto;
 SSV0,69SS(10)VV
31o31 IImin,10p
==
(h)V
t
- Velocidade m
é
dia do vento sobre t segundosem uma altura h acima do terreno
(z)V
it,
-Velocidade m
é
dia sobre t segundos na al-tura z acima do terreno, para a categoria i(sem considerar os par
â
metros S
1
e S
3
)X
i
-For
ç
a total devida ao vento na dire
çã
o dacoordenada i
i
X-For
ç
a X
i
m
é
dia
i^
X
-Componente flutuante de X
i
2.2 Letras romanas minúsculas
a-Lado maior: a maior dimens
ã
o horizontal deuma edifica
çã
oDimens
ã
o entre apoios de uma pe
ç
a estruturalb-Lado menor: a menor dimens
ã
o horizontal deuma edifica
çã
oDimens
ã
o de uma pe
ç
a estrutural segundo adire
çã
o do ventoPar
â
metro meteorol
ó
gico usado na determina-
çã
o de S
2
c-Dimens
ã
o de refer
ê
ncia em barras prism
á
ticasde faces planasDist
â
ncia da borda de placa ou parede ao pon-to de aplica
çã
o de Fc
as
-Coeficiente de arrasto superficialc
p
-Coeficiente de press
ã
o: c
P
= c
pe
- c
pi
c
pe
-Coeficiente de press
ã
o externa: c
pe
=
q
pe
/
c
pi
-Coeficiente de press
ã
o interna: c
pi
=
q
pi
/
 c
α
-Largura de uma barra prism
á
tica, medida emdire
çã
o perpendicular
à
do ventod-Di
â
metro de um cilindro circularDi
â
metro do c
í
rculo da base de uma c
ú
pulaDiferen
ç
a de n
í
vel entre a base e o topo de morroou talude
Cópia não autorizada
 
NBR 6123/19883
e
a
-Excentricidade na dire
çã
o da dimens
ã
o a, emrela
çã
o ao eixo geom
é
trico vertical da edifica
çã
oe
b
-Excentricidade na dire
çã
o da dimens
ã
o b, emrela
çã
o ao eixo geom
é
trico vertical da edifica
çã
of-Flecha de ab
ó
bada cil
í
ndrica ou de c
ú
pulaFreq
üê
ncia natural de vibra
çã
oh-Altura de uma edifica
çã
o acima do terreno, me-dida at
é
o topo da platibanda ou n
í
vel do bei-ral. Altura de muro ou placaAltura para a determina
çã
o da velocidadem
é
dia
(h)V
t
I-Comprimento de barra, muro ou placaI
1
-Largura: dimens
ã
o horizontal de uma edifica
çã
operpendicular
à
dire
çã
o do ventoDimens
ã
o de refer
ê
ncia na superf
í
cie frontal deuma edifica
çã
oI
2
-Profundidade: dimens
ã
o de uma edifica
çã
o nadire
çã
o do ventom-Vida
ú
til da edifica
çã
o, em anosm
o
-Massa discreta de refer
ê
nciam
i
-Massa discreta correspondente
à
coordenada in-N
ú
mero de graus de liberdadep-Expoente da lei potencial de varia
çã
o de S
2
q-Press
ã
o din
â
mica do vento, correspondente
à
velocidade caracter
í
stica V
k
, em condi
çõ
esnormais de press
ã
o (1 atm = 1013,2 mbar =101320 Pa) e de temperatura (15
°
C):
(
)
sm/ :V;N/m:q0,613Vq
k22k
=
t-Intervalo de tempo para a determina
çã
o da ve-locidade m
é
dia do ventox
i
-Deslocamento correspondente
à
coordenada i
n
X
-Modo de vibra
çã
oz-Cota acima do terrenoz
o
-Comprimento de rugosidadez
01
-Comprimento de rugosidade do terreno situa-do a barlavento de uma mudan
ç
a de rugosidadez
02
-Comprimento de rugosidade do terreno situadoa sotavento de uma mudan
ç
a de rugosidadez
g
-Altura gradiente: altura da camada limite atmos-f
é
ricaz
i
-Altura do elemento i da estrutura sobre o n
í
vel doterrenoAltura acima do terreno at
é
a qual o perfil de ve-locidades m
é
dias
é
definido pela rugosidade doterreno situado a sotavento da linha de mudan
ç
ade rugosidade, para z
01
< Z
02
z
X
-Altura acima do terreno a partir da qual o perfil develocidades m
é
dias
é
definido pela rugosidadedo terreno situado a barlavento da linha de mu-dan
ç
a de rugosidadez
r
-Altura de refer
ê
ncia: Z
r
= 10 m
2.3 Letras gregas
α
-
Â
ngulo de incid
ê
ncia do vento, medido entre adire
çã
o do vento e o lado maior da edifica
çã
o
β
-
Â
ngulo central entre a dire
çã
o do vento e o raioque passa pelo ponto em considera
çã
o na peri-feria de um cilindro circular
p-Press
ã
o efetiva em um ponto na superf
í
cie deuma edifica
çã
o:
p =
p
e
-
p
i
p
e
- Press
ã
o efetiva externa: diferen
ç
a entre a pres-s
ã
o atmosf
é
rica em um ponto na superf
í
cie exter-na da edifica
çã
o e a press
ã
o atmosf
é
rica do ven-to incidente, a barlaventoda edifica
çã
o, na cor-rente de ar n
ã
o perturbada pela presen
ç
a deobst
á
culos
p
i-
Press
ã
o efetiva interna: diferen
ç
a entre a pres-s
ã
o atmosf
é
rica em um ponto na superf
í
cie inter-na da edifica
çã
o e a press
ã
o atmosf
é
rica do ven-to incidente, a barlavento da edifica
çã
o, na cor-rente de ar n
ã
o perturbada pela presen
ç
a deobst
á
culos
η
-Fator de prote
çã
o, em reticulados paralelos
θ
-
Â
ngulo de inclina
çã
o de telhados
Â
ngulo de inclina
çã
o da superf
í
cie m
é
dia de ta-ludes e encostas de morros, em fluxo de ar consi-derado bidimensional
ξ
-Coeficiente de amplifica
çã
o mec
â
nica
φ
-
Í
ndice de
á
rea exposta:
á
rea frontal efetiva de umreticulado dividida pela
á
rea frontal da superf
í
cielimitada pelo contorno do reticulado
ψ 
-
ψ 
= m
i
 /m
o
ζ
-Raz
ã
o de amortecimento
3 Definições
Para os efeitos desta Norma s
ã
o adotadas as defini
çõ
esde 3.1 a 3.9.
3.1 Barlavento
Regi
ã
o de onde sopra o vento, em rela
çã
o
à
edifica
çã
o.
3.2 Reticulado
Toda estrutura constitu
í
da por barras retas.
3.3 Sobrepressão
Press
ã
o efetiva acima da press
ã
o atmosf
é
rica de refe-r
ê
ncia (sinal positivo).
Cópia não autorizada

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->