Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
543Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
CUIDADOS DE ENFERMAGEM EM CIRURGIA

CUIDADOS DE ENFERMAGEM EM CIRURGIA

Ratings:

4.91

(196)
|Views: 638,993|Likes:
Published by enfermagemPT

More info:

Published by: enfermagemPT on Mar 26, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
See More
See less

08/18/2013

 
 
ENFERMAGEM EM UNIDADE DE TERAPIAINTENSIVA
 ASSISTINDO AO PACIENTE EM PÓS- OPERATÓRIO NA UTI - ASPECTOS GERAIS 
 HELENA HARCO NOMA; MÔNICA ALEXANDRE MALTA; VERA MÉDICENISHIDE
I- INTRODUÇÃO
Pós-Operatório é o período durante o qual se observa e se assiste arecuperação de pacientes em pós-anestésico e pós "stress" cirúrgico. Osobjetivos da equipe multidisciplinar durante este período são: a manutenção doequilíbrio dos sistemas orgânicos, alívio da dor e do desconforto, prevenção decomplicações pós-operatórias, plano adequado de alta e orientações.
11
A unidade de Pós-Operatório ( UPO ) tem por principal objetivo atender aospacientes vindos da sala cirúrgica ou da Recuperação Pós-Anestésica (RPA) eque foram submetidos a cirurgias eletivas - de uma única ou de váriasespecialidades. Nela também podem atender a cirurgias de urgência etransplantes, conforme a estrutura organizacional da Instituição.O paciente, assistido nesta unidade, se portador crônico de alteraçõesfuncionais em órgãos ou sistemas, poderá apresentar repercussõesimportantes no pós-operatório. Nas cirurgias eletivas estas alterações sãotratadas ou compensadas antes do ato operatório. Entretanto nas cirurgias deurgência tais disfunções nem sempre são compensadas no pré-operatório.
17
Os pacientes que evoluem com estabilidade hemodinâmica na RPA podemvoltar à enfermaria para completar sua recuperação. Aqueles que manifestaminstabilidade na RPA, ou que têm antecedentes mórbidos passíveis decomplicações, geralmente são transferidos à UPO para observação intensa econtínua.O período cirúrgico é dividido em três fases: a primeira é a pré-operatória; asegunda, a intra-operatória e, a terceira, pós-operatória. Nesta última, aenfermagem desempenha o importante papel de proporcionar ao paciente oretorno às atividades rotineiras.O pós-operatório inicia-se com os períodos pós-anestésico e pós-operatórioimediato, nos quais o paciente está se recuperando dos efeitos anestésicos. O
 
pós-operatório tardio é o tempo de cicatrização e prevenção das complicações,este período pode durar semanas ou meses após cirurgia.A assistência de enfermagem durante o período pós-operatório imediatoconcentra-se em intervenções destinadas a prevenir ou tratar complicações.Por menor que seja a cirurgia, o risco de complicações sempre estarápresente. A prevenção destas, no pós-operatório promove rápidaconvalescençia, poupa tempo, reduz gastos, preocupações, ameniza a dor eaumenta a sobrevida.Após a avaliação, pelo enfermeiro, dos controles gerais, dos antecedentesclínicos, da fisiopatologia da doença, das intercorrências intra-operatórias eanestésicos, e de um exame físico completo, é possível elaborar um plano decuidados individualizado.A transferência do paciente para sua unidade de origem é um momento degrande ansiedade para ele. A fim de evitar este sentimento, o paciente deve ser preparado num estágio precoce à hospitalização.A evolução clinica satisfatória do paciente e a estabilização do estadohemodinâmico são sinais de que a fase critica do pós operatório terminou eque será transferido. Durante sua internação na UPO deve-se orientar opaciente, sempre que possível, sobre seu estado, a fim de prepará-lo para umatransferência ou para sua permanência na unidade, diminuindo assim suaansiedadeOs familiares devem ser orientados sobre a rotina da unidade, estado geral dopaciente, possíveis complicações, perspectiva de permanência na UPO etransferência para enfermaria.Este capítulo tem por objetivo orientar os enfermeiros sobre os cuidados seremrealizados a pacientes pós-cirúrgicos incluindo desde o preparo do leito,transferência para UPO, admissão, período de internação até a alta paraenfermaria. 
2. ADMISSÃO DO PACIENTE
O período pós-operatório imediato é um momento crítico para o paciente,sendo importante a observação cuidadosa para manter as funções fisiológicasvitais dentro dos parâmetros da normalidade, até que os efeitos da anestesiadesapareçam.É atribuição da equipe de enfermagem providenciar o leito e prepará-lo parareceber o paciente.A unidade deve estar provida de materiais e equipamentos em perfeitascondições de uso, a fim de atender qualquer situação de emergência.
 
MONTAGEM DO BOX
EQUIPAMENTOS E MATERIAIS:
o
Cama com grades laterais de segurança, se possível,antropométrica;
o
Monitor Multiparamétrico: contendo ECG e opicional para pressãoarterial não invasiva e invasiva (PAP,PVC,PIC,DC), oximetria depulso, capnografia, temperatura e respiração. Incluindo osacessórios: cabo paciente, sensor para oximetria de pulso, cabopara transutor de pressão, suporte de transdutor, kit demonitorização completo ou para montagem (transdutor, domo,intraflow, torneirinha, tubo extensor e bolsa de pressão);
o
Respirador;
o
Bomba de Infusão;
o
Esfigmomanômetro;
o
Estetoscópio;
o
Termômetro;
o
Suporte de soro;
o
Painel de gases checado (manômetro de oxigênio, ar comprimidoe vácuo, e fluxometro de oxigenio e ar comprimido);
o
Aspirador a vácuo (coluna d’água);
o
Aspirador de secreção (frasco coletor e redutor);
o
AMBÚ com máscara;
o
Nebulizador com traquéia e máscara;
o
Umidificador.
EQUIPAMENTOS DISPONÍVEIS
o
Carrinho cardiorespiratório, contendo desfibrilador , materais edrogas;
o
ColchãoTérmico;
o
Eletrocardiógrafo;
o
Gerador de Marcapasso;
o
Balão Intra-aórtico;
o
Bomba de Aspiração à vácuo Intermitente.
MATERIAIS DISPONÍVEIS NO BOX
o
Eletrodos;
o
Cateter para aspiração de secreções;
o
Cateter de oxigênio nasal;
o
Luvas;
o
Máscaras;
o
Gaze;

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->