Welcome to Scribd. Sign in or start your free trial to enjoy unlimited e-books, audiobooks & documents.Find out more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
34Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Textos de Ed René Kivitz

Textos de Ed René Kivitz

Ratings: (0)|Views: 4,711|Likes:
Published by Barros

More info:

Published by: Barros on Dec 04, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/16/2013

pdf

text

original

 
Em espírito e em verdade Publicado em 17/11/05 às 12:40Por
Ed René Kivitz 
 Em sua conversa com a mulher samaritana, Jesus denunciaque muitos há que adoram o que não conhecem, e, portanto, sua adoraçãoé inóqua e ineficaz: não mata a sede, isto é, não satisfaz o anseio derealização espiritual.A experiência espiritual cristã afirma que é imprescindível o discernimento arespeito de quem é Jesus:
"Se conheceras o dom de Deus e quem é o que te pede: dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva"
(Jo 4.10). Todo aquele que deseja beber água da vida e ter em seu interior uma fontea jorrar para a vida eterna deve conhecer a Jesus (Jo 4.13,14; 7.37-39) eouvir Suas palavras, pois as palavras de Jesus são espírito e vida (Jo 6.63).Em outras palavras,
"Deus é espírito, e importa que seus adoradores oadorem em espírito e em verdade"
(Jo 4.24).A legítima experiência espiritual cristã, a experiência de adoração, acontecesob a ministração do Espírito Santo (Jo 14.17; Fp 3.3; Ef 6.18 ), somentepossível para aqueles que nasceram da água e do Espírito pela fé em JesusCristo, que é a Verdade (Jo 3.1-16; 14.6).Neste caso, a adoração cristã não é apenas uma questão de "paixãoinfinita", mas também uma questão de conhecimento do Deus que se revelana história, na Bíblia e absolutamente em Jesus de Nazaré (Hb 1.1-4).A expressão religiosa popular brasileira, com suas crendices e seus ídolos,traz a mim um misto de tristeza e esperança. Tristeza semelhante àquela que o apóstolo Paulo expressa ao afirmar queos que têm zelo de Deus, mas não têm entendimento, ainda carecem desalvação (Rm 10.1,2).Mas, nestes dias de intensa busca espiritual, meu coração enche-se deesperança, pois creio em um Deus misericordioso e salvador.A Bíblia conta a história de um homem temente a Deus, piedoso, que faziamuitas esmolas e orava com fervor (At 10.2).A parte da história que mais me comove é a afirmação de Pedro, apóstolo:
"Cornélio, a tua oração foi ouvida, e as tuas esmolas, lembradas na presença de Deus"
(10.31).O extraordinário é que a experiência espiritual de Cornélio era incompletaaté ouvir a pregação apostólica a respeito de Jesus de Nazaré (10.34-43). E
 
Deus providencia para que esta pregação alcance Cornélio e toda a suacasa.Enfim, parece claro que Deus dá ao homem que O procura um jeito deencontrá-Lo.Ou, se você preferir, o homem que procura Deus já foi achado por Ele.Portanto, à semelhança do apóstolo Paulo, oremos pelos que buscam Deuscom paixão infinita ajoelhados diante dos ídolos, a fim de que Deus mesmolhes dê o conhecimento da verdade em Jesus.E oremos por aqueles que se ajoelham diante de Jesus, para que Deus lhesdê a paixão infinita.Fonte: Eclésia - ano 5 - nº 49
A oração simples Publicado em 28/01/08 às 9:21 Por:
 Ed René Kivitz
  Não existe oração errada. Aliás, a oração errada é aquela que não é feita. ABíblia Sagrada ensina que se deve orar a respeito de tudo. Orar por qualquer motivo, qualquer hora, qualquer lugar, sempre que o coração não estiver em paz. Tão logo o coração experimente apreensão, preocupação, medo,angústia, enfim, seja perturbado por alguma coisa, a ação imediata de quemconfia em Deus é a oração.O apóstolo Paulo diz que não precisamos andar ansiosos por coisa alguma, mas emtudo, pela oração e súplicas, com ação de graças, devemos apresentar nossos pedidos aDeus, tendo nas mãos a promessa de que a paz de Deus que excede todo oentendimento, guardará nossos sentimentos e pensamentos em Cristo Jesus (Filipenses4.6,7). A expressão "coisa alguma' inclui desde uma vaga no estacionamento doshopping center quanto o fechamento de um negócio, o desejo de que não chova no diada festa quanto a enfermidade de uma pessoa querida.Esta experiência de oração é chamada de oração simples: orar sem censura filosófica outeológica, orar sem se perguntar "é legítimo pedir isso a Deus?" ou "será que Deus seenvolve nesse tipo de coisa?". Simplesmente orar.A garantia que temos quando oramos assim é a paz de Deus em nossos corações ementes. A Bíblia não garante que Deus atenderá nossos pedidos exatamente comoforam feitos: pode ser que a vaga no estacionamento não seja encontrada e que chova nodia da festa. A oração não se presta a fazer Deus trabalhar para nós, atendendo nossoscaprichos e provendo o nosso conforto. Já que a causa da oração simples é a ansiedade,a resposta de Deus é a paz. O resultado da oração não é necessariamente a mudança darealidade a respeito da qual se ora, mas a mudança da pessoa que ora. A mudança dasituação a respeito da qual se ora é uma possibilidade, a mudança do coração e da menteda pessoa que ora é uma realidade. Deus não prometeu dizer sim a todos os nossos pedidos, mas nos garantiu dar paz e nos conduzir à serenidade. Não prometeu nos livrar do vale da sombra da morte, mas nos garantiu que estaria lá conosco e nos conduziria
 
em segurança através dele.O maior fruto da oração não o atendimento do pedido ou da súplica, mas a maturidadecrescente da pessoa que ora. Na verdade, a estatura espiritual de uma pessoa pode ser medida pelo conteúdo de suas orações. Assim como sabemos se nossos filhos estãocrescendo observando o que nos pedem e o que esperam de nós, podemos avaliar nosso próprio crescimento espiritual através de nossos pedidos e súplicas a Deus. As oraçõesrevelam o que realmente ocupa nossos corações, o que realmente é objeto dos nossosdesejos, o que nos amedronta, nos desestabiliza e nos rouba a paz.O apóstolo Paulo diz que quando era menino, falava como menino, pensava comomenino e raciocinava como menino. Mas quando se tornou homem, deixou para trás ascoisas de menino (1Coríntios 13.11). Não existe oração certa e errada. Mas existeoração de menino e oração de homem. Oração de menina e oração de mulher. Adiferença está no coração: coração de menino e de menina, ora como menino e menina.A nossa certeza é que Deus também gosta de crianças.
 Ed René Kivitz
é teólogo, com mestrado em Ciências da Religião pela UniversidadeMetodista de São Paulo, e pastor presidente da Igreja Batista de Água Branca, SP. Étambém palestrante e escritor, e dentre suas obras mais conhecidas estão Vivendo com propósitos e Outra Espiritualidade, ambas publicados pela Editora Mundo Cristão.Fonte:www.galilea.com.br 
Presentes no Mundo Publicado em 03/07/06 às 21:39 Por
EdRené Kivitz 
 
"Prega o evangelho durante todo o tempo: se necessário,use as palavras"
 (São Francisco de Assis)Cristãos devem fazer diferença. Não fosse a presença cristã, o mundoestaria não apenas em decadência ainda mais acelerada, como também,absolutamente impossibilitado de conhecer a Deus. No Sermão do Monte oSenhor Jesus oferece as bases do testemunho cristão no mundo. (Mt 5.14-16).A finalidade do testemunho é a glória de Deus: "para que glorifiquem avosso Pai que está nos céus". O conteúdo do testemunho são as boas obras:"para que vejam as vossas boas obras". Mas o pré-requisito para otestemunho é a luz : "assim resplandeça a vossa luz diante dos homens,para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que estános céus".O conceito cristão de boas obras é muito abrangente. Paulo escreve a Titoafirmando que o Senhor Jesus
"se deu a si mesmo por nós para nos remir detoda iniqüidade, e purificar para si um povo todo seu, zeloso de boas obras".

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->