Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
87Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
DA APLICAÇÃO DA PENA

DA APLICAÇÃO DA PENA

Ratings: (0)|Views: 9,504 |Likes:
Published by api-20006972

More info:

Published by: api-20006972 on Dec 04, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2014

pdf

text

original

 
DA APLICAÇÃO DA PENA
A individualização da pena ocorre em momentos distintos::1)Fase da cominação: quando o legislador estabelece as sanções abstratamentecabíveis para a infração prevista;2)Fase da aplicação: de competência do julgador, quando aplica àquele que praticou um fato típico, ilícito e culpável, uma sanção penal (concreta), que sejasuficiente e necessária par a reprovação e prevenção do crime.
DAS ELEMENTARES
Elementar é todo componente essencial da figura típica, sem o qual esta desaparece(atipicidade absoluta) ou se transforma (atipicidade relativa). Encontram-se sempreno chamado tipo fundamental ou tipo básico, que é o
caput 
do tipo incriminador.
DAS CIRCUNSTÂNCIAS
.Circunstância: é todo dado secundário e eventual agregado à figura típica, cujaausência não influi de forma alguma sobre a sua existência. Tem a função deagravar ou abrandar a sanção penal e situa-se nos parágrafos.Entre outras divisões, as circunstâncias são classificadas em Judiciais e Legais:
JUDICIAIS
: São mencionadas no art. 59 e devem ser consideradas na fixaçãoinicial da pena a ser imposta. Não estão elencadas na lei, sendo fixadas livremente pelo Juiz, de acordo com os critérios fornecidos pelo art. 59 do CP.
LEGAIS
: estão expressamente discriminadas em lei, e sua aplicação é obrigatória pelo Juiz.
CIRCUNSTÂNCIAS LEGAIS GENÉRICAS
, quando previstas na parte geral doCP. Podem ser a)Agravantes ou qualificativas: Estão previstas nos arts. 61 e 62 do CP; b)Atenuantes: estão previstas nos arts. 65 e 66 do CP.c)Causas de aumento e de diminuição: encontram-se nos arts. 14, parágrafoúnico, 28, §2º, 70 e 71, parágrafo único, todos do CP.As agravantes e atenuantes modificam a pena em quantidade o fixadas previamente, ficando o
quantum
do acréscimo ou da atenuação a critério de cadaJuiz, de acordo com as peculiaridades do caso concreto (Por ex.: 1 mês, 3 meses etc.As causas de aumento e de diminuição previstas na parte geral são aquelas quemodificam a pena em quantidade previamente fixadas em lei (por ex.: 1/3, metade,2/3 etc).
CIRCUNSTÂNCIAS LEGAIS ESPECIAIS OU ESPECÍFICAS
: Estão previstasna parte especial do CP e podem ser:
 
a)
Qualificadoras
: Não entram nas fases de fixação da pena, pois com oreconhecimento de uma qualificadora altera-se a pena em abstrato, partindoo Juiz, já de inícios, de outros patamares. Assim, se o Juiz reconhece umfurto simples, iniciará a primeira fase de fixação de pena tendo por base oslimites desta previstos no art. 155,
caput 
do CP, ou seja, 1 a 4 anos, e multa.Com o reconhecimento de uma qualificadora, o Juiz iniciará a pena 1ª fasetendo em mente a pena de reclusão de 2 a 8 anos, e multa, previstas no art.155, §4º do CP.
 b)
Causas especificas ou especiais de aumento ou de diminuição da pena
:o causas de aumento ou diminuão que dizem respeito a delitosespecíficos previstos na Parte Especial. Assim, no roubo praticado emconcurso com agentes ou com emprego de arma (art. 157, §2º, incisos I e II -chamado impropriamente de roubo qualificado), o que há na verdade é umacausa de aumento, pois a pena é aumentada de 1/3 até a metade. No caso delatrocínio, porém, há uma verdadeira qualificadora, pois a pena passa de 4 a10 anos para 20 a 30 anos de reclusão.O CP em seu art. 68 adotou o critério trifásico para a fixação da pena, adotando ateoria defendida por Nelson Hungria. Assim, a pena base será fixada desdobrando-se em três etapas:1)O Juiz fixa a pena de acordo com as circunstâncias judiciais;2)O Juiz leva em conta as circunstâncias agravantes eatenuantes legais;3)O Juiz leva em conta as causas de aumento ou dediminuição de pena.
1ª FASE – APLICAÇÃO DAS CIRCUNSTÂNCIAS JUDICIAIS:
São também conhecidas como circunstâncias inominadas, uma vez que não estãoelencadas exaustivamente pela lei, que apenas fornece parâmetros para suaidentificação e o magistrado, diante das características do caso concreto deve aplica-las. As descritas no art. 59, são as seguintes:-
Culpabilidade
: é a intensidade do dolo. Refere-se ao grau dereprovabilidade da conduta, de acordo com as condições pessoais doagente e das características do crime;-
Antecedentes
: são fatos bons ou maus da vida pregressa do autor docrime. A reincidência não pode ser considerado antecedente, excetoquando, após passados cinco anos do cumprimento da pena, ela deixade gerar efeitos, sendo considerada apenas maus antecedentes. Parteda doutrina defende que a existência de várias absolvições por faltade provas ou de inúmeros inquéritos arquivados também constituimal antecedente.-
Conduta social
: refere-se ao comportamento do agente em relação àssuas atividades profissionais, relacionamento familiar , no trabalho esocial.
 
-
Personalidade
: o Juiz deve analisar o temperamento e o caráter doacusado, levando ainda em conta a sua periculosidade. Personalidadeé a índole do sujeito, seu perfil psicológico e moral. O que se buscaaqui é a intensificão acentuada da violência, a brutalidadeincomum, a ausência de sentimento humanitário, a frieza na execuçãodo crime, a inexistência de arrependimento ou a sensação de culpa.Alguns julgadores costumam utilizar informações sobre condutascriminosas praticadas quando adolescentes, bem como condutascriminosas praticadas após o crime que se está apreciando.-
Motivos do crime
: são os precedentes psicológicos do crime. Fatoresque o desencadearam, que levaram o réu a cometer o crime. Se omotivo do crime constituir qualificara, causa de aumento ou dediminuição de pena, agravante ou atenuante genérica, não poderá ser considerado como circunstância judicial para se evitar o
bis in idem
(dupla exasperação pela mesma circunstância)-
Circunstâncias do crime
: refere-se à maior ou menor gravidade dodelito em rao do
modus operandi
no que diz respeito aosinstrumentos do crime, tempo de sua duração, forma de abordagem,objeto material, local da infrão etc. ex. o se pode apenar igualmente um assaltante que comete um roubo de um relógio comduração inferior a 10 segundos com aquele cometido dentro de umaresidência, onde permanece por várias horas mantendo os moradoressob a mira de armas.-
Conseqüências do crime
: refere-se à maior ou menor intensidadedas lesões produzidas no bem jurídico em decorrência da infração penal. Ex.: em casos de furtos em que os bens não são recuperados,em casos de lesões corporais culposas em que a lesão resultante navítima é grave etc.-
Comportamento da vítima
: mesmo inexistindo compensação deculpas em matéria penal, se ficar demonstrado que o comportamentoanterior da vítima de alguma forma estimulou a prática do crime ou,de alguma maneira, influenciou negativamente o agente, a sua penadeverá ser abrandada. Estudos de vitimologia indicam que algumas pessoas contribuem para a eclosão do evento criminoso. É o caso demoças de menor pudor, que podem induzir agentes ao cometimentodos crimes de estupro ou de atentado violento ao pudor pelas suas palavras, roupas e atitudes imprudentes. Também é o caso de prostitutas e marginais, também vítimas em potencialA análise do art. 59, além de servir para o estabelecimento da pena base, servetambém para que o Juiz:-Escolha a pena aplicável, dentre as cominadas (privativa de liberdadeou multa);-Fixe o regime inicial de cumprimento da pena privativa de liberdade.-Avalie a possibilidade de substituição da pena privativa por outra;-A avaliação também é importante na avaliação da aplicação do sursis(art. 77, II) e da suspensão condicional do processo (art. 89 da Lei n.9.099/95)

Activity (87)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Roberto Juliani liked this
Lizie Wagner liked this
Lizie Wagner liked this
Ingrid Primo added this note
Muito bom!
Thalía Werner liked this
Kelly Cardeli liked this
Igor Silva liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->