Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
2Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Roteiro Caminho de Salomão

Roteiro Caminho de Salomão

Ratings: (0)|Views: 323 |Likes:
Belém - Constância - Castelo Novo - Belmonte - Sortelha - Cidadelhe - Castelo Rodrigo.

Em junho de 2009, um ano antes da sua morte, José Saramago viajou de Lisboa a Castelo Rodrigo inaugurando este Caminho de Salomão, criado a partir do seu romance "A Viagem do Elefante". Esta edição do Roteiro permite que cada um trace o seu caminho percorrendo as paisagens, os locais que o elefante Salomão terá percorrido na sua viagem de Lisboa a Viena e que Saramago visitou em 2009.
Boa viagem!

Autor: Daniel Saraiva Gil;
Edição: Territórios do Côa, Associação de Desenvolvimento Regional;
Apoio: Câmaras Municipais de Lisboa, Constância, Fundão, Belmonte, Sabugal, Pinhel, Figueira de Castelo Rodrigo, Fundação José Saramago.
Belém - Constância - Castelo Novo - Belmonte - Sortelha - Cidadelhe - Castelo Rodrigo.

Em junho de 2009, um ano antes da sua morte, José Saramago viajou de Lisboa a Castelo Rodrigo inaugurando este Caminho de Salomão, criado a partir do seu romance "A Viagem do Elefante". Esta edição do Roteiro permite que cada um trace o seu caminho percorrendo as paisagens, os locais que o elefante Salomão terá percorrido na sua viagem de Lisboa a Viena e que Saramago visitou em 2009.
Boa viagem!

Autor: Daniel Saraiva Gil;
Edição: Territórios do Côa, Associação de Desenvolvimento Regional;
Apoio: Câmaras Municipais de Lisboa, Constância, Fundão, Belmonte, Sabugal, Pinhel, Figueira de Castelo Rodrigo, Fundação José Saramago.

More info:

Categories:Types, Brochures
Published by: Fundação José Saramago on Aug 20, 2014
Copyright:Traditional Copyright: All rights reserved

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/01/2014

pdf

text

original

 
1
 
“...um pretexto para percorrer Portugal com um livro nas mãos”
José Saramago
NA ROTA PORTUGUESA DO
Reprodução em faiança de Castelo Rodrigo a partir do desenho quinhentista de Duarte d’Armas
Caminho de SALOMÃO
BELÉM | CONSTÂNCIA | CASTELO NOVO | BELMONTE SORTELHA | CIDADELHE | CASTELO RODRIGO
 
O Caminho de Salomão nasceu para que o 18 de junho não fosse dia de morte. Obrigado, Saramago.
Pilar del Río
 In 
 O Caminho de Salomão - Rota portuguesa - www.ocaminhodesalomão.com
 
 Amigos, percorram O Caminho de Salomão, sintam o cheiro de uma pedra e o deslumbramento de uma imagem. Oiçam cantos nas maneiras de falar e nos cos-tumes antigos de receber. Contemplem das ameias centenárias oliveiras que já aí estavam quando conquistados e conquistadores disputavam entre si o paraíso.
 In 
 O Caminho de Salomão - Rota portuguesa - www.ocaminhodesalomão.com
Introdução
 
Em busca do caminho..........................
E
m 2009, José Saramago quis marcar, com Pilar del Río, novos apeadeiros entre os dois pontos da viagem portu-guesa que escrevera, um ano antes, para o elefante Salomão. Partindo a 17 de junho da cerca de Be-lém - Jerónimos (Lisboa), passaram por Constância, Castelo Novo (Fundão), Bel-monte, Sortelha (Sabugal), Cidadelhe (Pinhel), até Castelo Rodrigo (Figueira de Castelo Rodrigo), vila do Interior que já tinha visto no livro
 A Viagem do Elefante
ocupar lugar de destaque, que agora recebia pela primeira vez um Nobel da Literatura e lembraria, precisamente um ano depois, também o seu desapareci-mento.“Então vamos lá a esta viagem a Por-tugal”, disse Saramago ao iniciar a via-gem com os amigos de Salomão, e que para o Nobel seria “também uma  viagem interior, pela literatura e pela memória.”, talvez pressentindo ser a sua última, por Portugal, e a partir da qual se gerou definitivamente um novo itinerário.Nascido o Caminho de Salomão, e ago-ra se este pequeno roteiro servir apenas como azimute para uma viagem, se os seus leitores encontrarem nele razões para redescobrirem outras épocas, res-petivos patrimónios arquitetónicos, situ-arem-se nos reinados ou nas vivências das suas Ordens Religiosas, nos tempos das Invasões Francesas, nas memórias locais, nos mitos, lendas e tradições, conhecerem criadores artísticos menos notados, outros escritores e descobrido-res esquecidos, ou os seculares saberes das gastronomias locais, perguntarem pelas Aldeias Históricas de Portugal, ou perderem-se pelos caminhos portugue-ses para Santiago de Compostela, en-tão ele cumprirá a sua função.É também um convite às águas doces de um país atravessado pelos rios Tejo, Zêzere e Côa, mas no sentido inverso ao normal caminho das águas, dos tem-pos e dos homens, que desde sempre rumaram do Interior para o Litoral em busca da promessa do desconhecido, por um caminho que teima em pedir regressos e que, como nunca, merece ser retomado.O percurso indica-se nestas páginas, mas o verdadeiro caminho é seu.
Daniel
 Saraiva
Gil
 Nota de Autor
- A numeração no decorrer do texto propõe um conhecimento mais detalhado de algum do património histórico do Caminho, em legendas anexas que são, na sua maioria, excertos de conteúdos oficiais do IGESPAR - Instituto de Gestão do Património Arquitetónico e Arqueológico..

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->