Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
81Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Apostila da Língua Portuguesa

Apostila da Língua Portuguesa

Ratings:

4.78

(9)
|Views: 13,989 |Likes:
Published by edutuba
Apostila da Língua Portuguesa
Apostila da Língua Portuguesa

More info:

Published by: edutuba on Mar 29, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/21/2013

pdf

text

original

 
Parágrafo
Conceituação
 O parágrafo, constituído por um ou mais de um período, é umaunidade do discurso, ou seja, é um microtexto que trata daexplanação de uma idéia central. Em conseqüência, a análise e produção de parágrafos ilustram também a capacidade de análisee síntese.Em ponto menor, o parágrafo desfruta das mesmascaracterísticas de outros textos: apresenta uma idéia nuclear a quese agregam geralmente outras idéias secundárias, intimamenterelacionadas pelo sentido.À semelhança de qualquer outro texto, o parágrafo podeapresentar introdução, desenvolvimento e conclusão, essa últimausada nos parágrafos mais extensos.
Estrutura do Parágrafo
O parágrafo, unidade fundamental do texto, divide-se em 3 partes: o tópico frasal, o desenvolvimento e a conclusão.A cada aspecto novo ou a cada idéia nova, justifica-se umnovo parágrafo. Assim, pagrafos que, no seu todo,introduzem uma idéia que será desenvolvida em um ou mais parágrafos do texto; da mesma forma, há parágrafos escritos coma função de concluir uma idéia já introduzida e desenvolvida.Há, porém, um tipo de parágrafo que, na sua estrutura, reúneos três aspectos: introdução, desenvolvimento e conclusão. Nestecaso, denomina-se
 parágrafo-padrão.
O parágrafo-padrão se estrutura basicamente sobre a idéiacentral que se configura no tópico frasal ou na frase núcleo.
Otópico frasal 
se apresenta em uma frase ou na frase núcleo. Ele seapresenta numa frase ou num período para expressar, de maneirageral e sucinta, a idéia-núcleo do parágrafo. A introdução, nagrande maioria dos casos, corresponde ao tópico frasal, queanuncia a idéia-núcleo do parágrafo. Além de conter a idéiacentral, importa que o tópico frasal seja atraente, para estimular acontinuação da leitura. Constitui-se basicamente, por um ou mais períodos curtos iniciais, encerra de modo geral e conciso a idéiado núcleo do parágrafo.
(Baseado em Linguagem e Arte, de JoãoFrancisco Duarte.).Elementos Para elaboração do Parágrafo
Para se elaborarem parágrafos de forma clara, objetiva e consciente,alguns cuidados devem ser observados:1)O primeiro deles diz respeito ao tulo. O trabalho intelectualrequer coerência entre o título e o texto, o que nem sempre éobservado no cotidiano da escrita da linguagem arstica, jornalística.2)Outro cuidado relaciona-se com os elementos que dão unidade aotexto – padrões de textualidade ou elementos constitutivos dotexto.
Escolha do Assunto e Definição do Tema
A elaboração de um texto implica primeiramente a escolha de umassunto. Essa escolha deve envolver conhecimento e domínio, os quaissão adquiridos por meio de leituras, discussões, pesquisas, experiênciase outros recursos dentro da área de interesse e/ ou atuação doestudante.
Formas para começar um parágrafo
 
1- Declaração Inicial – 
essa é uma modalidade de redigir o tópicofrasal em que a idéia central do parágrafo se apresenta na forma deuma declaração sucinta. A declaração tanto pode estar afirmando ounegando. De qualquer forma, a declaração inicial breve que constitui,neste, caso, o tópico frasal, vai ser argumentada no desenvolvimentodo parágrafo.
2- Definição – 
Aqui pico frasal define, ou seja, enuncia ascaracterísticas essenciais e específicas de determinada coisa. Adefinição tanto pode ser científica como pode ser fruto de umaconcepção particular de alguém.
3- Divisão – 
Este é um modo essencialmente didático de apresentar otópico frasal. Nele, separam-se as idéias que serão desenvolvidas.
4- Alusão Histórica – 
 Nesta modalidade de redação do tópico frasal,faz-se uma referência, uma menção a um fato histórico.
5- Omissão ou suspense
 – É uma modalidade que desperta a atençãodo leitor e que exige muita habilidade do escritor. Aqui se omitemdados identificadores do personagem ou do fato. O autor retém, adia as
1
ngua Portuguesa-Algumas Teorias e RegrasImportantesProfª: Rosany Ferreira Rios Fonseca
-
 
informações, ele se torna reticente para manter o leitor naexpectativa.
6- Outras formas de se iniciar o parágrafo:
Citação, uma pergunta, ilustração, retomada de um provérbio, um conto,romance, poema, filme.
Formas de Desenvolver o Parágrafo
A exemplo do que se faz em relação à idéia núcleo contida notópico frasal, o desenvolvimento dessa idéia também assumeformas diferentes. O que vai determinar a escolha de uma ououtra forma para desenvolver o parágrafo é a natureza do tema,os propósitos do autor, seu estilo pessoal, entre outros aspectos. Não serão esgotadas aqui todas as formas, apenas apresentadasalgumas que auxiliam o escritor a melhor apresentar suas idéiascom clareza e coerência.
Causa e Conseqüência 
 No desenvolvimento do parágrafo segundo essa forma,examina-se o porquê de uma determinada idéia. Naturalmente, asrelações que se devem estabelecer no estudo de um fenômenoqualquer não se esgotam nas suas causas e seus efeitos, porémessa forma de apresentar a idéia já é um começo para que aanálise seja menos unilateral e caminhe rumo a uma abordagemmais dialética.
Tempo e Espaço – 
 Não são apenas os textos narrativos que fazreferência a tempo e espaço. Há muitos temas em outrasmodalidades de redação (dissertação e discrição) que permitem aorganização do discurso em termos de tempo e espaço. A relaçãoespacial possibilita localizar o fenômeno que está sendo estudadoem espaços definidos: regiões, cidades, setores, etc. A relaçãotemporal, por sua vez, permite estabelecer um cronograma, umaseqüência lógica, uma caminhada do passado até o futuro.
Confronto – 
 Nessa forma de organização do desenvolvimentodo parágrafo, as idéias podem assumir 03 (três) feições distintas,mantendo uma base comum que é a de trabalhar com mais de umser, coisa, elemento ou femeno a fim de igua-los(comparação), consta-los (contraste) ou mostrar assemelhanças, apresentado os fenômenos lado a lado, cada umcom sua identidade (paralelo).a)Comparão: nesse tipo de confrontação das idéias, ficamexplícitos os conectivos (ou seus equivalentes) decomparação. b)Contraste: esse é um confronto baseado nas dessemelhanças,nas diferenças apresentadas pelos elementos que estão sendoconfrontados.c)Paralelo: essa técnica confronta duas realidades, exprimindo suassemelhanças, indicando o que as une, porém mantendo suasidentidades próprias, caminhando lado a lado.Palavras e/ ou expressões indicadoras deComparaçãoContrasteParaleloTão, tanto, como,do que, tal qual,assim como, bemcomo, parecer,lembrar, dar umaidéia, assemelhar-se.De um lado...,de outro lado...,em contraste,em oposição, aocontrário, por outro lado, mas, porém, contudo,no entanto, ao passo que,embora.Os sinais de pontuação(ponto,vírgula e ponto ergula) o bastanteusadosquando se fazum confrontotipo paralelo.
 Enumeração ou divisão – 
A natureza de alguns temas sugere que asidéias sejam desenvolvidas a partir de uma enumeração ou divisão. Aenumeração pode ser alearia ou pode obedecer a um critério predeterminado (ordem de importância, de dificuldade, de preferência).
Exemplificação – 
 Nessa forma de organização do texto e / ou parágrafo oferecem-se detalhes específicos e concretos de uma idéiaabstrata. A citação de exemplos o constitui uma forma dedesenvolvimento em si, ela é um recurso usado para comprovação ouelucidação, o que implica que vem inserida em uma forma específicaqualquer.
Palavras-chave
: as palavras chaves formam um centro de expansãoque constitui o alicerce do texto. A tarefa do leitor é detectá-las, a fimde realizar uma leitura capaz de dar conta da totalidade do texto.
Fatores da textualidade
Mico: Escreve-se catorze ou quatorze, mas fale apenas catorze.
o pronunciadas como se escrevem as palavras: beneficência, cabeleireiro, irrequieto, iogurte, privilégio,lagarto, lagartixa, meteorologia, caderneta, prateleira,cabeçalho.
2
 
Padrões de Textualidade
A construção de um texto e mesmo de um parágrafo, faz-se mediante a observação de alguns elementos que asseguram a sua unidade ecompreensão. Esses elementos podem ser identificados como Padrões de Textualidade ou Princípios Constitutivos. Os padrões ou princípiosobservados na elaboração de um texto pelo escritor ajudam o leitor a atribuir significados à sua leitura, com isso, estabelecer a necessáriainteração leitor/ texto. Um texto bem constituído, unificado, apresenta 07 (sete) padrões de textualidade ou princípios constitutivos, a saber:
1.
Coesão – 
é constituída basicamente por elementos que interligam as partes do texto e está representada por elementos aditivos, taiscomo conjunção, advérbio, pelas elipses e / ou substituições, pela pontuação e outros.
2.
Coerência – 
estabelece a relação entre os conceitos, é responsável pela lógica interna do texto. Os elementos da coerência podem nãoestar explícitos no texto, mas é ela que permite ao leitor acrescentar os seus conhecimentos, na forma de inferenciamento.
3.
Intencionalidade – 
identifica-se com o objetivo do escritor que pode ser de sociabilizar conhecimentos, causar prazer, provocar ansiedade, entre outros propósitos.
4.
Aceitabilidade – 
este elemento leva em consideração o leitor, o interesse que o texto poderá lhe despertar, considera que um textodesinteressante gera indisposição por parte do leitor.
5.
Informatividade – 
da mesma forma que o interesse, a informação é importante para o leitor se ater ao texto; sem a informação,estabelecendo só uma seção de idéias ou eventos, o texto é rejeitado pelo leitor.
6.
Situacionalidade – 
representa a adequação social do texto; um texto deve retratar as características sociais do seu tempo.
7.
Intertextualidade – 
permite relacionar o texto com outros; torna o conhecimento do texto dependente do conhecimento de referênciasdiversas; remete o leitor a outras fontes, o que contribui para o aprofundamento da questão em estudo.Vamos analisar o texto que se segue, segundo os padrões de textualidade ou princípios que o constituíram.
Coerência Dissertativa
 Na dissertação apresentamos argumentos, dados, opiniões, exemplos, a fim de defender uma determinada idéia ou questionar determinado assunto.Se, por exemplo, numa dissertação, expusemos argumentos, dermos exemplos e dados contrários à privatização de empresas estatais,não poderemos apresentar como conclusão que a Petrobrás deva ser imediatamente privatizada, pois tal conclusão estaria em contradição com pressupostos apresentados, tornando o texto incoerente. Nas dissertações, a coerência é decorrente não só da adequação da conclusão ao que foi anteriormente apresentado, mas da própriaconcatenação das idéias apresentadas na argumentação. Na produção de textos dissertativos, muitas vezes discutimos assuntos polêmicos sobre os quais não há consenso. Em dissertações quediscutem temas como a pena de morte e a legislação do aborto, estão presentes convicções de natureza ética e religiosa que variam de indivíduo para indivíduo. Portanto, qualquer que seja a tese que defendamos, sempre haverá pessoas que discordarão dela. O que importa em um textodissertativo não é a tese em si, pois como vimos as pessoas têm – felizmente – opiniões diferentes sobre um mesmo tema, mas a coerênciatextual, ou seja, a argumentação deve estar em conformidade com a tese e a conclusão deve ser uma decorrência lógica da argumentação.
Coerência Narrativa
 Nas narrações atribuímos ações a personagens. Essas ações se sucedem temporalmente, isto é, uma ação posterior pressupõe uma açãocom a qual não pode estar em contradição, sob pena de tornar a narração inverossímil.
3

Activity (81)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
plc500 liked this
Etiene liked this
Sávio Cunha liked this
Anita Silva liked this
Milla Succi liked this
Eliane Mikas liked this
casemodsmaximus liked this
Mazenilson Ferro liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->