Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
14Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
TECNOLOGIA ASSISTIVA

TECNOLOGIA ASSISTIVA

Ratings: (0)|Views: 821 |Likes:
Published by virgilioribeiro

More info:

Published by: virgilioribeiro on Dec 15, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/02/2012

pdf

text

original

 
C
ENTRO
 
DE
R
ECURSOS
 
DE
T
ECNOLOGIAS
 
DA
I
NFORMAÇÃO
 
E
C
OMUNICAÇÃO
 
PARA
 
A
E
DUCAÇÃO
 E
SPECIAL
O I Plano de Acção para a Integrão das Pessoas com Deficiências ouIncapacidade foi publicado em Diário da República em 21 de Setembro de 2006,através da Resolução do Conselho de Ministros Nº 120/2006.A estratégia para a vertente da Educação é a seguinte:«Educação para todos – Assegurar condições de acesso e de frequência porparte dos alunos com necessidades especiais nos estabelecimentos deeducação desde o pré-escolar ao ensino superior.»O Plano de Acção é dedicado à «Educação, qualificação e promoção da inclusãolaboral», constando deste, uma medida com vista à criação de
25 Centros deRecursos em agrupamentos de escolas de referência.
 A criação de uma rede nacional de Centros de Recursos TIC para a EducaçãoEspecial decorre, eno de uma potica de inclusão dos alunos comNecessidades Educativas Especiais de carácter prolongado, no ensino regular eda medida inserida no Plano de Acção para a Integração das Pessoas comDeficiência ou Incapacidade, foram criados 25 Centros de Recursos sedeadosem Agrupamentos de escolas 7 dos quais pertencem à Zona Norte (DREN).A Identificação dos Agrupamentos de refencia foi feita pelas DireõesRegionais de Educação, tendo em conta critérios definidos a nível Central.Neste âmbito nasceu o CRTIC – Chaves, cuja sede é o Agrupamento Vertical Dr.Francisco Gonçalves Carneiro.Cada Centro tem uma área de abrangência definida pelo Ministério daEducação. O CRTIC de Chaves abrange os Agrupamentos de Escolas e Escolasnão Agrupadas dos concelhos de Chaves, Valpaços, Boticas, Montalegre, Ribeirade Pena e Vila Pouca de Aguiar, a Região do Alto-Tâmega e Barroso.
Finalidades do CRTIC
Avaliar os alunos para fins de adequação das tecnologias de apoio às suasnecessidades;
Informar/formar cnicos, docentes, falias e Auxiliares de AcçãoEducativa sobre a utilização de Tecnologias de Apoio e/ou metodologias noque respeita à utilização destas de modo a que estes profissionais possamexercer a sua actividade com os alunos com que trabalham/apoiam;
Acompanhar a população utente após a avaliação (monitorizão doprocesso);
Facilitar o acesso à escolaridade a alunos que estejam impossibilitados defrequentar a escola;
Encaminhar os alunos na transição para a vida activa (parcerias).
O que é uma Tecnologia de Apoio/Ajuda Técnica?ConceitoTecnologia de Apoio/Ajuda Técnica
é um termo relativamente novo,utilizado para identificar todo o arsenal de
Recursos
e
Serviços
que
Página
1
de
9
 
contribuem para proporcionar ou ampliar habilidades funcionais de pessoas comdeficiência e consequentemente promover uma
Vida Independente
e a
Inclusão
.É também definida como "uma ampla gama de equipamentos, servos,estratégias e práticas concebidas e aplicadas para minorar os problemasencontrados pelos indivíduos com deficiências"
(Cook e Hussey, AssistiveTechnologies: Principles and Practices (1995); Mosby – Year Book, Inc.).
O termo Assistive Technology, traduzido em Portugal como Tecnologia deApoio/Ajuda Técnica e mais recentemente como Produto de Apoio, foi criado em1988 como importante elemento jurídico dentro da legislação norte-americanaconhecida como
Public Law 100-407
e foi renovado em 1998 como
 AssistiveTechnology Act de 1998 (P.L. 105-394, S.2432)
. Organiza-se como, com outrasleis, no ADA
- American with Disabilities Act 
, que regula os direitos dos cidadãoscom deficiência nos EUA, além de ser a base legal para a atribuão doorçamento público para compra dos recursos que estes necessitam.As Tecnologias de Apoio organizam-se como uma panóplia de
Recursos
e
Serviços
. Os
Recursos
são todo e qualquer objecto, equipamento ou partedele, produto ou sistema, fabricado em série ou sob medida, utilizado paraaumentar, manter ou melhorar as capacidades funcionais das pessoas comdeficiência. Os
Serviços
, são definidos como aqueles que auxiliamdirectamente uma pessoa com deficiência a seleccionar, comprar ou usar osrecursos acima definidos.
Recursos
Podem variar de uma simples bengala a um complexo sistemacomputadorizado. Eso incldos brinquedos e roupas adaptadas,computadores, softwares e hardwares especiais, que contemplamquestões de acessibilidade, dispositivos para adequação da posturasentada, recursos para mobilidade manual e eléctrica, equipamentos decomunicação alternativa, chaves e accionadores especiais, aparelhos deescuta assistida, auxílios visuais, materiais protésicos e milhares deoutros itens confeccionados ou disponíveis comercialmente.
Serviços
o aqueles prestados profissionalmente à pessoa com deficiênciavisando seleccionar, obter ou usar um produto de apoio. Como exemplo,podemos citar avaliações, experimentar e treinar a utilização de novosequipamentos. Os servos de Tecnologia de Apoio deveriam sertransdisciplinares envolvendo profissionais de diversas áreas, tais como:
Fisioterapia;
 Terapia ocupacional;
Logopedia;
Educação;
Psicologia;
Enfermagem;
Medicina;
Engenharia;
Arquitectura;
Design Universal;
Página
2
de
9
 
 Técnicos de muitas outras especialidades…Para este tema encontramos também terminologias diferentes que aparecemcomo sinimos de Tecnologias de Apoio tais como, “Ajudas cnicas”,“Tecnologia Assistiva", “Tecnologia Adaptativa” e “Adaptações”.
Objectivos das Tecnologias de Apoio/Ajudas cnicas/Produtos deApoio
Proporcionar à pessoa com deficiência maior independência, qualidade de vida einclusão social, através da ampliação de sua comunicação, mobilidade, controlede seu ambiente, habilidades nas aprendizagens, trabalho e integração com afamília, amigos e sociedade.
P
ORQUÊ
 
O
 
TERMO
"T
ECNOLOGIAS
 
DE
A
POIO
"?ASSISTIVE TECHNOLOGY é o termo Americano (USA)
Lendo artigos sobre equipamentos, aparelhos, adaptações e dispositivostécnicos para pessoas com deficiências, publicados em inglês, ou vendo vídeossobre este assunto produzidos em inglês, encontramos cada vez maisfrequentemente o termo
assistive technology 
.
No contexto de uma publicação ou de um vídeo, é fácil entender o que essetermo significa. Seria a tecnologia destinada a dar suporte (mecânico, eléctrico,electrónico, computadorizado etc.) a pessoas com deficiência física, visual,auditiva, mental ou múltipla. Esses suportes, então, podem ser uma cadeira derodas de todos os tipos, uma prótese, uma órtotese, uma série infindável deadaptões, aparelhos e equipamentos nas mais diversas áreas dasnecessidades específicas individuais (comunicação, alimentação, mobilidade,transporte, educação, lazer, desporto, trabalho e outras). No CD-ROM intituladoAbledata, eso catalogados cerca de 19.000 produtos tecnológicos àdisposição de pessoas com deficiência e esse número cresce a cada ano.Em Portugal temos o
CNA – Catálogo Nacional de Ajudas Técnicas
, umapublicação do instituto Nacional para a reabilitação. No entanto este catálogo sórefere as Ajudas Técnicas/Tecnologias de Apoio que são financiadas pelosdiversos serviços sociais e as referências não estão nada próximas dos 19.000produtos de apoio da “Abledata”.Mas como traduzir
assistive technology 
 
para o português? Nós proporíamosque esse termo fosse traduzido como
tecnologia assistiva
pelas seguintesrazões:Em primeiro lugar, a palavra assistiva não existe, ainda, nos dicionários dalíngua portuguesa. Mas também a palavra
assistive
não existia nos dicionáriosda língua inglesa. Tanto em português como em inglês, trata-se de uma palavra
Página
3
de
9

Activity (14)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
gugapimentel liked this
catia_piolin liked this
Jocimal Junior liked this
shimomura liked this
Eri25santana liked this
SIGUEE liked this
SIGUEE liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->