Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
3Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Vista a Sobre Mormonismo

Vista a Sobre Mormonismo

Ratings: (0)|Views: 116|Likes:

More info:

Published by: João Tiago porto Veloso Leal on Dec 17, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/17/2010

pdf

text

original

 
INTRODUÇÃOComo historiador, tenho receio de que um número de fiéis SUD parece ter sido perturbado pelaleitura de Jerald e Sandra Tanner em
Mormonism -
SHADOW OR REALITY
?
Depois depreparar a seguinte carta para um amigo, sobre a sua recomendação eu decidi publicar a cartadesta forma. Esta publicação ainda não foi protegido, de modo que possa ser reproduzido edistribuído livremente pelos outros, se eles sentem que os conteúdos têm valor.
Vista distorcida sobre Mormonismo
: Jerald e Sandra TannerUma resposta ao Mormonismo -
SOMBRA ou REALIDADE
?Por um Historiador Santos dos Últimos DiasPeço desculpas pela demora em responder sua carta, mas eu senti que o seu inquérito emereceu comentários de investigação e reflexão de minha parte. Antes de eu ir na substânciado seu pedido, deixe-me expressar-me sobre algo que você implícita. Você parecia quaseenvergonhado de admitir a leitura de um livro que conta como anti-mórmon, e que pareciasentir que minha primeira reação à sua carta seria uma crítica ao seu pagar nenhuma atençãoa tais escritos. Eu posso falar só por mim, mas eu sinto que a sua curiosidade em ler Jerald eSandra Tanner em Mormonism trabalho - Sombra ou Realidade é uma parte legítima doprocesso de compreensão espiritual e testemunho de Paulo descrito quando escreveu:"Examinai tudo, retende rápido o que é bom. " (I Tessalonicenses 5:21). Com essa filosofia,comecei a ler literatura sobre as religiões do mundo, escritos pelo famoso céticos e ateus, eliteratura anti-mórmon, enquanto eu estava em meados dos dez anos. Ao fazer isso, euprocurei a direção e conforto do Espírito Santo, levando-me a novas descobertas, em afirmaras verdades se acreditava anteriormente, e, suspende julgamento sobre as áreas onde eutinha informações suficientes. Foi a minha vangloriar adolescente a meus amigos não-mórmon,que não só incentivou o mormonismo, mas exigiu que nós investigamos reivindicaçõesconflitantes da verdade religiosa, e aceitar a verdade de qualquer origem e de rejeição dequalquer fonte de erro. Muitos anos se passaram, mas que a fé da minha juventudepermanece.De sua carta que não posso ter certeza se você olhou várias publicações do Tanners, ou se aedição de 1972 da revista Shadow-Reality é o único que você leu. Em qualquer caso, vocêpede que eu avaliar a exatidão de seu trabalho, do meu ponto de vista de um historiadorprofissional treinado, que estudou história e teologia mórmon durante algum tempo. Vocêadmite que tem sido "seriamente preocupado" com o que você leu, e você mencionar algumasáreas gerais que você me quer responder. Você é um recém-convertido ao mormonismo, e eusinto que, apesar de sua experiência com anti-mórmon literatura deste tipo tem sacudido você,sinceramente, que você quer saber como as informações no Tanners publicação (ões) seencaixadentrodo quadro global da mormonismo.Você não me pediu para levar o meu testemunho religioso para você, mas têm-me perguntadoem vez de ser um perito "sobre a verdade histórica do que você leu. No entanto as coisas,deixe-me tomar o tempo aqui para expressar meus sentimentos, tanto sobre a espiritual esobre o mundo da mente, evidências e interpretação histórica que é a minha área escolhida.Quer falar de Deus "," ciência exata, ou o campo muito inexata da história humana, umapessoa deve ser sinceramente dispostos a abordar o assunto em seus próprios termos e paraconsiderar todas as evidências disponíveis. Caso contrário, ficamos imersos em uma posiçãoonde nós realmente vai escutar somente a essas pessoas ou evidências que sustentam nossasconclusões preconcebidas: esse é o caminho para a estagnação espiritual e intelectual.
 
Suas perguntas lidar não só com o caráter acadêmico e histórico do mormonismo, mas com asua verificação espiritual. Em conhecimento espiritual, devo dizer que minhas própriasexperiências com a oração, o Espírito, revelação e são a prova principal, ao passo que asevidências e testemunhos das Escrituras, dos profetas e outras pessoas boas e acreditando, edo registro histórico da humanidade são secundário. Cada pessoa deve trazer os dois tipos deprovas a seu relacionamento com Deus. Durante todo o resto desta carta que, a seu pedido,enfatizar as evidências de que são a parte secundária da verificação espiritual e doconhecimento. Como você se relaciona com esta informação a sua primeira experiência com averdade espiritual é algo que só você pode decidir, mas a minha experiência confirma umconhecimento da existência de Deus, um conhecimento da realidade da salvação através doSeu Filho Jesus Cristo, um conhecimento da importância da revelação, autoridade e dacomunidade dos crentes ( "a Igreja"), e uma valorização da humanidade e falibilidade dosfuncionários mortal de Deus nos tempos antigos e modernos.Você pode ver já que esta vai ser uma longa carta, mas eu suponho que você esperava. Sevocê tiver dificuldade através Mormonismo - sombra ou realidade? com mais de quinhentaspáginas de comentários de perto por escrito e excertos de documentos (os quais sãoapresentados com tão opressivas repetição que eu sentia que estava a sofrer uma torturachinesa da água, quando li o livro), então você deve ser capaz de obter através desta cartatudo bem. Não posso tomar o momento de discutir o Tanners rejeição do mormonismo em umponto-a-ponto, mas vou fazer algumas observações gerais sobre a sua abordagem, e vaipassar algum tempo com vários dos problemas específicos que você me perguntou. Porque euestou muito ciente de meus próprios limites intelectuais e enormes áreas de ignorância, vounegar ser um "expert" em muita coisa, mas vai lhe dar a minha análise histórica doMormonismo (eo Tanners abordagem a ele) e documento declarações onde parece sernecessário.O comentário mais importante a ser feita sobre a abordagem de Jerald e Sandra Tanner aomormonismo é o seu uso seletivo de provas. Os Tanners ter publicado algumas coleções muitoútil de trechos e documentos que de outra forma teriam de ser lido na biblioteca de arquivosonde estão localizados. Disponibilização de documentos ao público, leitura e análise de umtema através desses documentos são aspectos centrais da prática da história. Mas é aperspectiva - ser capaz de ver um problema em sua totalidade e apresentando seuscomponentes em suas relações uns aos outros e ao todo - que é o propósito e objetivo deescrever a história. A não-mórmon historiador que passou muitos anos estudando omormonismo comentou recentemente que a Tanners escolher apenas uma prova a maisnegativa para retratar a "realidade" do mormonismo e sua história, ignorando provas ouquestões inteiras que não suportam as suas interpretações. LT é justo dizer também quealguns defensores Mórmon também tem feito desserviço igual à Igreja SUD, adoptando omesmo método no sentido inverso: apresentar provas cuidadosamente escolhidos, que mostraapenas o lado positivo do mormonismo, ignorando ou negando a existência de provas emcontrário. Se os defensores Mórmon têm na ocasião sido culpado de algumas das técnicasutilizadas pelo polêmico Tanners, que ainda não se justificar ou santificar a distorção.O historiador é ao mesmo tempo semelhante e diferente para o artista em questão deperspectiva. O artista deve estudar seu assunto com cuidado, a fim de apresentá-lo emisolamento para o público da visão. Se o p
apel é de ser um da “realidade", o artista estuda não
só assunto seu, mas o seu entorno, e os aspectos técnicos da matemática e da visão, a fim deser fiel à aparência externa do seu objeto artístico. Se os artistas optem por apresentar umaênfase pessoal e subjetiva para o efeito, ele pode livremente distorcer o real "imagem" paraenfatizar uma interpretação seletiva. Nas artes plásticas, esta distorção para o efeito só élegítimo, mas é louvável e desejável, porque o artista está tentando comunicar realidades quesão emocionais, psicológicos, sociais, religiosas, e às vezes ambos inefáveis e invisíveis.Ao escrever sobre o passado, o historiador também deve selecionar o tema, bem como oselementos disponíveis que podem ser usados para apresentar a questão de uma formacompreensível. Mas o uso seletivo de provas para fornecer uma visão distorcida do sujeitohistórico é uma decepção, mesmo que involuntária ou bem-intencionada.
“É um engano,
porque o público leitor espera que o historiador de digerir as evidências existentes de uma
determinada questão e apresentar esse evento histórico ou assunto “, como era". Como as
 
ferramentas do historiador incluir diários, cartas, contas de jornal, reminiscências, documentoscivis, muitas vezes ele tem o potencial de compreensão de um evento histórico ou assuntomelhor do que qualquer participante individual. Provas, mas as vidas humanas são complexase eventos históricos e está continuamente a ser descobertos, reconhecidos e reavaliada.Portanto, nunca a escrita da história atinge o seu objetivo absoluto descrevendo o passado ",como era", e assim cada historiador novo trabalho histórico e tenta adicionar aos esforçosanteriores de alcançar perspectiva. Quando as pessoas desrespeito perspectiva histórica, porescrito, em seguida, suas obras representam o mais característico da polêmica, ciênciaforense, e propaganda: fazer o que for necessário para vencer a disputa.Os Tanners são culpados de distorção, como eles buscam a repudiar o mormonismo mediantea aplicação de normas rígidas de crítica que eles parecem dispostos a aplicar para o resto dahistória sagrada. Por exemplo, na edição de 1972 da Shadow-Reality (página 60), a Tannerscontas ridículo de alguns mórmons ter visões enquanto outros que estavam próximos não, mascomo cristãos evangélicos que, presumivelmente, aceitar a experiência de Cristo quando eleouviu a voz do Pai, enquanto outros achavam que tinha apenas um trovão (João 12:28-29), ouo fato de que aqueles com Saulo na estrada de Damasco não experimentou a mesma visão eda revelação que ele fez (Atos 9:7, 22:9) . Da mesma forma, os Tanners criticar longamente(páginas 245-51) "sigilo" no Mormonismo, apesar dos precedentes das instruções de Cristo amanter sigilo sobre curas (Mateus 8:4, Marcos 7:35-36, Lucas 5:13-14, 8 :55-56), sobre o fatode que ele era o Cristo (Mateus 16:20, Marcos 7:36 e Lucas 9:21), e sobre a transfiguração(Mateus 17:9; Marcos 9:9). Eu suspeito que a Tanners iria tentar explicar por que Jesus exigidosigilo, mas tal explicação daria um problema "bíblico" uma perspectiva que nega a umsemelhante (se não idênticas) problema na história Mórmon.Neste mesmo sentido, os Tanners usar um dispositivo comum polêmicos para repudiar avalidade histórica dos acontecimentos cruciais da história Mórmon, sem aplicar o mesmopadrão de história sagrada bíblica. Relativamente às contas diferentes manuscrito de "JosephSmith's First Vision", o Tanners dramaticamente observar (na página 148): "ainda CADA UMDELES é diferente;" (página 150) que estas contas diferentes provar "que Joseph Smith fez ovisão de muitos anos depois que era suposto ter ocorrido ", e (página 152):" Como podemosconciliar essas discrepâncias? Eles estão tão dispostos a negar a história da ressurreição deCristo como Seus apóstolos fabricação porque discordaram quanto a saber se havia um oudois anjos no sepulcro (Mateus 28:5, João 20:12)? Ou será que eles afirmam igualmente que orelatório de Lucas de visão de Saulo na estrada de Damasco foi "feito até anos depois que erasuposto ter ocorrido" simplesmente porque Lucas não poderia recontar a experiência duasvezes na mesma carta, sem contradizer a si mesmo (Atos 9:7 , 22:9)? A exigência selectiva denormas rígidas de coerência é uma arma de ações em debate ea prática da lei para invalidar odepoimento de testemunhas do seu oponente. No entanto, a consistência perfeita é comomuitas vezes um traço de engano como a verdade, ea verdade é muitas vezes transmitidas portestemunhas inconsistente. O registro da experiência humana raramente foi isenta deequívocosUma arma clássico de debates e polêmicas (argumento ad hominem) é empregado em váriasocasiões pelos Tanners a questão de como o mormonismo poderia ser verdadeiro quandoseus líderes são culpados do pecado, erros de julgamento, e traços de personalidadedesagradável. Esta é a direção do Tanners resposta a poligamia de Joseph Smith, fumando ebebendo, os fracassos financeiros, erros de julgamento da história e das pessoas, ocasionaisexplosões de temperamento, e uma série de fraquezas de personalidade. Da mesma maneira,eles estão profundamente consternados e alienados que os apóstolos modernos LDS seria,ousar escrever cartas ameaçando tomar medidas legais para a reprodução não autorizada evenda de diários pessoais e sermões (páginas 12-13), ou que um apóstolo alerto-lhes para não"começar nada contra esta igreja "(p. 570; Compare II Pedro 3:12).Antes de expor os erros dos líderes da SUD, os Tanners poderia ter referido a descrição doapóstolo João da condição universal da humanidade (incluindo a si mesmo como um apóstolo):"Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade énão em nós.... todo aquele que comete pecado, transgride a lei: o pecado é a transgressão dalei "(I João 1:8, 3:4). O apóstolo Paulo, que era verdadeiramente nasceu de novo em Cristo,admitiu publicamente que, apesar de si mesmo, ele fez coisas más que não queria fazer e não

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->