Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
46Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
ESLC CLC NG6 DR1 Ficha1 Construcao Arquitectura

ESLC CLC NG6 DR1 Ficha1 Construcao Arquitectura

Ratings:

5.0

(1)
|Views: 7,695|Likes:
Published by Pedro Vitória
EFA, CLC, UC5, Urbanismo, construção, casa
EFA, CLC, UC5, Urbanismo, construção, casa

More info:

Published by: Pedro Vitória on Dec 18, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/23/2013

pdf

text

original

 
Escola Secundária de Leal da Câmara
 
Curso EFA / Secundário – 2009/10
 
Cultura, Língua e Comunicação UC6/DR1 – 2009 / 2010
 
Formador:
Pedro Vitória
1/8
 
A minha casa ideal
A
ideia de casa
não se esgota na noção primária da necessidade dos seres humanos de abrigo e protecção contraas intempéries e perigos de vários tipos. A
nossa casa
é muito mais o espaço, o lugar onde nós centramos muitosdos nossos mais importantes significados, sentimentos, valores ecomportamentos. Quem já não ouviu a expressão ou até disse: “
Lar, doce lar! 
”.
 A casa e a identidade pessoal
Texto 1 – “Minha casa, minha cara.”
Quando penso na casa dos meus sonhos a primeira pergunta que eu me faço é: 
 
O QUE FAZ BEM À MINHA ALMA? 
 Esta questão levanta sempre outras perguntas, que também se vão construindo, dentro da minha cabeça, o imaginário do meu lar ideal. O que realmente me emociona? O que me faz vibrar e sentir prazer? Que tipo de acontecimentos íntimos eu valorizo dentro da minha vida? Quais os objectos, móveis, utensílios com os quais me sinto à vontade e me identifico? Parar e pensar sobre estas questões aparentemente tão simples, fazem-me tomar consciência de mim mesmo e de tudo o que eu realmente dou importância na vida. Aquilo que me acciona emocionalmente de uma maneira positiva, aqueles acontecimentos, objectos e coisas que tem maior significado para mim, terão com certeza poder para ajudar-me nesse contínuo processo de auto-transformação que é a vida.Pode ser morar em prédio histórico ou ter um espaço para desfrutar do sol, pode ser uma árvore no quintal ou quem sabe ter um espaço agradável para estar sempre a receber os amigos. Pode ser ter uma vista magnífica, mas também, aquela mesa que eu estou a namorar há algum tempo e que parece fazer sentido aqui na minha sala de  jantar... Pode ser tudo isso e com certeza muito mais! O que interessa é que eu consiga fazer o inventário completo daquilo que realmente me motiva. Dos aspectos mais gerais e conceptuais, até os mais específicos e objectivos. Demoradamente, detalhadamente...Daí para frente tudo começa a ficar mais claro. Parece que todas as coisas que importam na minha vida, saem de um território nebuloso para colocarem-se num mapa onde consigo visualizá-las juntas. De uma só vez.Passo a olhá-las então de uma outra perspectiva e finalmente começo a conseguir estabelecer relações criativas entre elas, percebendo que agora fazem sentido porque estão umas com as outras, bem na minha frente e fui eu que as coloquei ali.O resto, são pequenos detalhes que vão acontecendo naturalmente de uma maneira espontânea. Cada coisa vai achando o lugar onde quer estar. Tomar decisões difíceis como escolher a cor da sala por exemplo, passa a ser um exercício quase óbvio de intuição explícita porque estará baseado no conjunto de referências que conseguimos reunir sobre nós mesmos, sobre as nossas vidas.
(adaptado) – texto escrito por George Martins, em 17/11/2008
CULTURA LÍNGUA e COMUNICAÇÃO - CLCNúcleo Gerador 6 Urbanismo e mobilidade
Unidade de Competência 6:
 
Intervir em questões relacionadas com mobilidade e urbanismo, mobilizando recursoslinguísticos e comunicacionais no reconhecimento das funcionalidade dos diversos sistemas de ordenamento, daexistência de planeamento urbano, das oportunidades de trabalho em contextos rurais e urbanos e doenriquecimento cultural que os fluxos migratórios geram, interpretando-os como factores que reforçam a qualidade devida.
 RA1 –Contexto Privado- Participar no processo de planeamento e construção de edifícios recorrendoa terminologias próprias e procurando garantir condições para as práticas de lazerTEMA:Construção e arquitectura: as obras
 
Ficha
 
Escola Secundária de Leal da Câmara
 
Curso EFA / Secundário – 2009/10
 
Cultura, Língua e Comunicação UC6/DR1 – 2009 / 2010
 
Formador:
Pedro Vitória
2/8
 
PROPOSTA 1:
Depois de ler otexto 1, acima apresentado, pense sobre o que é nele referido, através dasseguintes questões:1. –
O que nele foi
novo
para si?
2. –
Tem alguma
discordância
quanto ao que nele é dito?
3. –
 Qual é a afirmação que considera mais
relevante
?
4. –
Aumentou em que aspectos a sua
compreensão
do conceito de
casa
?
Resposta:
  ______________________________________________________________________________________________  ______________________________________________________________________________________________  ______________________________________________________________________________________________  ______________________________________________________________________________________________  ______________________________________________________________________________________________  ______________________________________________________________________________________________  ______________________________________________________________________________________________  ______________________________________________________________________________________________  ______________________________________________________________________________________________  ______________________________________________________________________________________________  ______________________________________________________________________________________________ 
 
 Arquitectura e construção
Para se compreender bem o que está em jogo numa casa, perceber a sua importância e projectar a possibilidade deconceber uma casa ideal de um modo correcto e equilibrado, teremos de introduzir alguns
termos
retirados dasáreas da
construção civil
e da
arquitectura
.
PROPOSTA 2:
De seguida serão apresentados uma série determosque deverão ser organizados numglossário técnicopara as áreas
da
construção civil
e da
arquitectura
.
As definições poderão ser distribuídaspor pequenos grupos.GLOSSÁRIO – ARQUITECTURA E CONSTRUÇÃO
    A
 Alicerce Alvará de construção Alvenaria Andaime Ante-projecto Aplique Aquecimento central Ar condicionadoárea cobertaárea total Argamassa Arquitecto
    B
BarroteBetãoBetão armadoBetoneira
    C
Caderno de encargosCaiar CaixilhoCalafetar CalhaCanalizador Carpinteiro
 
Escola Secundária de Leal da Câmara
 
Curso EFA / Secundário – 2009/10
 
Cultura, Língua e Comunicação UC6/DR1 – 2009 / 2010
 
Formador:
Pedro Vitória
3/8
 
CimentoContraplacadoCromadoCroqui
    D
DemãoDeferimento TácitoDrenagem
    E
EdificaçãoEmpreitadaEngenheiro CivilEngenheiro eléctricoEsmalteEstruturaEstudo preliminar Estuque
    F
FachadaFerreiroFissuraFossa séptica
    G 
Galvanizar GessoGranito
    H
Habitação
    I
IluminaçãoImpermeabilizaçãoInfiltraçãoInoxidávelIsolamento
    J
Junta de dilatação
    L
LadrilhoLajeLevantamento topográficoLicença de construçãoLote
    M 
MaqueteMarceneiroMármoreMetro quadradoMassa
    N
NailonNívelNivelar Norma técnica
    O 
Obras de AlteraçãoObras de AmpliaçãoObras de ConservaçãoObras de ConstruçãoObras de DemoliçãoObras de ReconstruçãoOperações de LoteamentoOxidação
    P
ParquetPavimentoPé-direito

Activity (46)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
tisbel7 liked this
Ana Cardoso liked this
Carla Simões liked this
Fatima Oliveira liked this
Elisabete Cruz liked this
Jacinta Pacheco liked this
Carla Silva liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->