Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
4Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
A ARGUMENTAÇÃO NOS TEXTOS DE OPINIÃO PRODUZIDOS NO ÂMBITO DO JORNAL ESCOLAR E A INFLUÊNCIA DO CONHECIMENTO ARQUITEXTUAL

A ARGUMENTAÇÃO NOS TEXTOS DE OPINIÃO PRODUZIDOS NO ÂMBITO DO JORNAL ESCOLAR E A INFLUÊNCIA DO CONHECIMENTO ARQUITEXTUAL

Ratings: (0)|Views: 1,045 |Likes:
Published by fdvc13

More info:

Published by: fdvc13 on Dec 20, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/24/2012

pdf

text

original

 
A ARGUMENTAÇÃO NOS TEXTOS DE OPINIÃO PRODUZIDOS NOÂMBITO DO JORNAL ESCOLAR E A INFLUÊNCIA DOCONHECIMENTO ARQUITEXTUAL
Fábio Delano Vidal Carneiro
*
Eulália Vera Lúcia Fraga Leurquin (orientadora)
**
RESUMO:O objetivo do presente trabalho é analisar a influência do conhecimento arquitextual na produção detextos de opinião dos alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, no âmbito do jornal escolar “PrimeirasLetras”, especificamente, em relação às seqüências argumentativas. Também buscamos analisar deque forma o agir do professor influencia as representações que o aluno tem da situação de produção,considerando a escolha genérica e a estruturação da seqüência argumentativa. O InteracionismoSociodiscursivo é a teoria de base que fundamenta o trabalho. Nesta concepção, os textos são amaterialização lingüística das ações de linguagem, constituindo-se, portanto, em “produtos daatividade humana” (BRONCKART, 1999), em articulação com as redes de interesses, propósitos dasrelações e situações sociais que suscitam sua produção. Nosso trabalho consistirá em um estudocomparativo-interpretativista de base etnometodológica, a partir da análise do processo de produção edos textos de opinião elaborados por alunos no 5º ano do ensino fundamental, no âmbito do jornalescolar “Primeiras Letras”. A etnometodologia, através dos conceitos por ela desenvolvidos, permiteuma fundamentação epistemológica que abarque esse “agir linguageiro” (LEURQUIN, 2001;BRONCKART, 2008). O trabalho abrange escolas da rede pública e privada do Município deFortaleza. Ao final do trabalho, esperamos apresentar uma categorização completa dos textos deopinião presentes nos jornais escolares das escolas pesquisadas, contribuindo para a definição de suaestruturação, considerando suas condições de produção, e possibilitando a análise de outrasexperiências similares referentes ao ensino da língua portuguesa, no que tange ao trabalho comgêneros na escola. No momento serão apresentados os dados coletados na fase inicial da pesquisa.PALAVRAS-CHAVE: Jornal escolar, conhecimento arquitextual, argumentação.ABSTRACT:The goal of this work is to analyze the influence of arquitextual knowledge in the production of argumentative texts of K-5 students within the context of the school newspaper “Primeiras Letras”,specifically, regarding the argumentative sequences. We also strive to analyze how the teachers’actions influences the representations that students have about the situation of production, consideringthe generic choice and the structure of the argumentative sequences. The SociodiscursiveInteractionism is the background theory that supports our work. In this theory, the texts are thelinguistic materialization of linguistic activities; therefore, texts are the “product of human activity”(BRONCKART, 1999) in articulation with interest networks, relationships purposes and social
*
Doutorando em Lingüística pela UFC. Membro do Grupo de Pesquisa GEFORP – Gêneros, ensino eformação de professores do PPGL/UFC. Professor da Faculdade 7 de Setembro.
**
Doutora em Linguística, coordenadora do Grupo de Pesquisa GEFORP – Gêneros, ensino e formaçãode professores do PPGL/UFC.Coordenadora do PPGL/UFC. Professora da Universidade Federal do Ceará.
 
situations that bring out their production. Our work consists of an interpretative-comparative researchin an ethnomethodological background obtained through the analysis of the process of production of argumentative texts written by k-5 students to the school newspaper project named “Primeiras Letras”.The ethnomethodology provides the epistemological background necessary to understand this“langagière” action (LEURQUIN, 2001; BRONCKART, 2008). The work encompasses public and private schools in Fortaleza, Ceará. By the end of the work, we aim to fully categorize theargumentative texts presented in the school newspaper considering their production conditions andfostering the analysis of similar situations regarding Portuguese Language teaching, mainly on theteaching of genres at school. At this moment we will present the data collected in the beginning of theresearch.KEY-WORDS: School newspaper, arquitextual knowledge, argumentation.
Introdução
O Interacionismo Sociodiscursivo (doravante ISD) se caracteriza por abordar ofenômeno lingüístico dentro da sua dinamicidade sócio-histórica, considerando a língua comoferramenta de interação social, enfoca em suas investigações a relação entre as atividadeshumanas, os textos e os discursos, aprofundando o estudo sobre a interação entre linguagem, pensamento e o agir humano (BRONCKART, 2007)O ISD integra em sua análise as dimensões sociais, discursivas e comunicativas dasatividades de linguagem. Dessa forma, postula como necessário ao entendimento da expressãoe dos processos lingüísticos a reflexão acerca do agir humano e da sua relação com asatividades linguageiras que tornam possível o agir coletivo, dando especial ateão àsintervenções formativas sejam elas naturais, espontâneas ou formais. O ISD considera estasintervenções como as impulsionadoras de uma aprendizagem social de longo prazo através daqual os seres humanos são inseridos por seus pares nas formações e práticas sociais e nasatividades linguageiras pertinentes a estas práticas.Esta preocupação com a dimensão sócio-formativa nos faz refletir sobre o ensino dalíngua materna, especialmente quando observamos o ensino dos gêneros textuais na escola. Oaprendizado dos gêneros textuais públicos orais e escritos se caracteriza como uma das principais necessidades formativas dos alunos de língua materna. Aprender a “agir” nomundo, comunicando-se através de textos passa pelo acesso às capacidades linguageiras que“dizem” e formatam o agir humano, principalmente, através da sua estreita conexão com ascapacidades cognitivas e com os pré-construtos sócio-semióticos.Aprender a língua é aprender a “movimentar-se” pelas práticas linguageiras cotidianasque perpassam as práticas sociais e que simultaneamente, permitem e “guiam” estas práticasao articularem coordenadas físicas e sociosubjetivas. Estas práticas sociais semiotizadas esituadas no mundo da vida e das conversações humanas parecem estar ainda muito distantesdas ações formativas escolares e do fazer pedagógico dos professores e alunos no que2
 
concerne ao ensino-aprendizagem da língua materna. (BRONCKART, 1999, 2006, 2007,2008) Nosso trabalho decorre da necessidade de permitir a “colocação em cena” deatividades formativas formais que exerçam de forma sistemática e aberta a função de preparar actantes linguageiros, produtores de textos que não percebam a língua apenas como conjuntoidealizado de normas, mas que a utilizem pragmática e conscientemente, na medida do possível, para entrarem e participarem do fluxo comunicativo humano. Dessa forma, nessetrabalho, buscamos fazer uma reflexão sobre a atividade de produção de textos de opinião nocontexto escolar. Para tanto, iremos analisar uma atividade de linguagem específica: a produção de textos de opinião para o jornal escolar. Devido a reduzida extensão destetrabalho, optamos por enfocar um aspecto da estrutura destes textos: as seênciasargumentativas presentes nos textos de opinião produzidos pelos alunos no âmbito do jornalescolar “Primeiras Letras”. 
1 Como os textos são produzidos: discursividade e sequencialidade no ISD1.1 As condições de produção dos textos e o arquitexto
 Na proposta interacionista sociodiscursiva, Bronckart (1999), propõe um modelo deanálise de textos a partir das ações de linguagem que o originam. Do ponto de vista psicológico ou das representões, as ões de linguagem ensejariam um contexto de produção definido da seguinte forma por Bronckart (1999, p.93): “o conjunto dos parâmetrosque podem exercer uma influência sobre a forma como um texto é organizado”. Estes fatoresestariam divididos em três aspectos ou mundos: o mundo físico, o social e o subjetivo. No mundo físico, os parâmetros ou fatores que influenciariam a produção dos textosseriam o
lugar de produção
, o
momento de produção
, o
emissor
(pessoa ou máquina) que produz o texto e o
receptor
. Todos estes aspectos correspondem a um posicionamento situadodo agente verbal no tempo-espaço. O segundo e terceiro mundos, o social e o subjetivo,corresponderiam a um segundo plano de produção dos textos, que envolveria uma interaçãocomunicativa ou formação social na qual se inclui a ação de linguagem que promoveu a produção do texto.Os parâmetros desse mundo sociosubjetivo são descritos por Bronckart:
O
lugar social
[...] em que modo de interação o texto é produzido: escolafamília, exército, interação comercial, interação informal, etc.A
posição social
do emissor [...]: papel de professor, de pai, de cliente, desuperior hierárquico, de amigo, etc.
3

Activity (4)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Katia Paula liked this
Rose.edu liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->