Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Sintese Sessao7

Sintese Sessao7

Ratings: (0)|Views: 16 |Likes:
Published by subranco.tic8831

More info:

Published by: subranco.tic8831 on Dec 21, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/17/2012

pdf

text

original

 
Síntese
 
das
 
actividades
 
do
 
 
tema
 
O
 
Modelo
 
de
 
Auto
Avaliação
 
da
 
BE:
 
Metodologias
 
de
 
Operacionalização
 
(Conclusão).
 
Turma
 
3
 
Sessão
 
(
07
 
a
 
12
 
de
 
Dezembro
)
 
Caros(as)
 
Formandos(as):
 
Em
 
primeiro
 
lugar,
 
queremos
 
felicitar
vos
 
pelo
 
trabalho
 
desenvolvido
 
até
 
à
 
data
 
e
 
registar
 
que
 
reconhecemos
 
o
 
empenho
 
de
 
cada
 
um
 
na
 
realização
 
das
 
tarefas
 
solicitadas
 
para
 
esta
 
 
sessão
 
de
 
formação.
 
O
 
principal
 
objectivo
 
desta
 
sessão
 
procurava
 
que
 
os
 
formandos
 
reflectissem
 
mais
 
uma
 
vez
 
sobre
 
o
 
modelo
 
de
 
auto
avaliação
 
da
 
BE,
 
mas
 
desta
 
feita
 
sobre
 
o
 
modo
 
de
 
transferência
 
e
 
comunicação
 
para
 
o
 
exterior
 
dos
 
resultados
 
de
 
avaliação
 
apurados
 
no
 
processo
 
de
 
auto
avaliação
 
da
 
BE
,
 
utilizando
 
como
 
referencial
 
a
 
estrutura
 
descritiva
 
da
 
IGE.
 
Para
 
este
 
efeito,
 
usou
se
 
como
 
base
 
de
 
trabalho
 
a
 
estrutura
 
do
 
próprio
 
modelo
 
de
 
Auto
Avaliação
 
das
 
Bibliotecas
 
Escolares,
 
e
 
os
 
instrumentos
 
orientadores
 
disponibilizados
 
pelo
 
Ministério
 
da
 
Educação
 
(ME),
 
1
e
e
2
 
que,
 
no
 
quadro
 
da
 
concretização
 
de
 
um
 
processo
 
de
 
avaliação
 
externa
 
a
 
todos
 
os
 
estabelecimentos
 
públicos
 
de
 
ensino,
 
apontam
 
campos
 
de
 
análise
 
e
 
respectivos
 
tópicos
 
com
 
vista
 
a
 
uniformizar
 
e
 
facilitar
 
às
 
escolas
 
a
 
preparação
 
da
 
sua
 
apresentação
 
à
 
equipa
 
de
 
avaliação
 
externa,
 
assim
 
como
 
a
 
composição
 
do
 
texto
 
que
 
lhe
 
serve
 
de
 
suporte
 
e
 
fundamentação,
 
a
 
saber:
 
1.
 
Contexto
 
e
 
caracterização
 
geral
 
da
 
escola
 
2.
 
O
 
Projecto
 
Educativo
 
3.
 
A
 
Organização
 
e
 
a
 
Gestão
 
da
 
Escola
 
4.
 
Ligação
 
à
 
Comunidade
 
5.
 
Clima
 
e
 
ambiente
 
educativos
 
6.
 
Resultados
 
7.
 
Outros
 
elementos
 
relevantes
 
para
 
a
 
caracterização
 
da
 
Escola
 
1.
 
Actividades
 
propostas/cumprimento
 
das
 
tarefas:
 
 
Como
 
primeira
 
tarefa
 
(fórum
 
1
 
 –
 
concretizada
 
por
 
34
 
formandos),
 
solicitou
se
 
que
 
elaborassem
 
um
 
quadro
 
que
 
permitisse
 
cruzar
 
o
 
tipo
 
de
 
informação
 
resultante
 
da
 
auto
avaliação
 
da
 
BE
 
nos
 
seus
 
diferentes
 
Domínios
 
com
 
os
 
Campos
 
e
 
Tópicos
 
estabelecidos
 
pela
 
IGE,
 
nos
 
quais
 
aquela
 
informação
 
deve
 
ser
 
enquadrada.
 
Para
 
este
 
efeito
 
usou
se
 
como
 
bibliografia
 
de
 
consulta,
 
os
 
seguintes
 
documentos:
 
1
 
IGE
 
2
 
IGE
 
Formadoras:
 
Dina
 
Mendes
 
/
 
Helena
 
Duque
 
Dezembro
 
de
 
2009
 
1/12
 
 
1)
 
Tópicos
 
para
 
apresentação
 
da
 
escola:
 
campos
 
de
 
análise
 
de
 
desempenho
”,
 
através
 
do
 
qual
 
se
 
orienta
 
o
 
conteúdo
 
do
 
texto
 
e
 
da
 
apresentação
 
das
 
escolas
 
à
 
IGE;
 
2)
 
Quadro
 
de
 
Referência
 
para
 
a
 
avaliação
 
de
 
escolas
 
e
 
agrupamentos
”,
 
em
 
função
 
do
 
qual,
 
a
 
IGE
 
elabora
 
os
 
seus
 
Relatórios
 
de
 
Avaliação
 
externa;
 
 
Para
 
a
 
segunda
 
parte
 
da
 
Tarefa
 
desta
 
sessão
 
(Fórum
 
2–
 
concretizada
 
por
 
33
 
formandos),
 
pediu
se
 
que
 
escolhessem
 
um
 
conjunto
 
de
 
Relatórios
 
de
 
avaliação
 
externa
 
das
 
escolas
 
e
 
fizessem
 
uma
 
análise
 
e
 
comentário
 
crítico
 
à
 
presença
 
de
 
referências
 
a
 
respeito
 
das
 
BE
 
nesses
 
Relatórios.
 
Para
 
este
 
efeito,
 
usaram
se
 
como
 
base
 
de
 
trabalho
 
os
 
Relatórios
 
de
 
avaliação
 
externa
 
das
 
escolas
 
dos
 
anos
 
2006/07;
 
2007/08
 
e
 
2008/09
 
disponíveis
 
no
 
sítio
 
da
 
IGE
 
(alguns
 
dos
 
quais
 
disponibilizados
 
pelas
 
formadoras
 
tendo
 
em
 
conta
 
os
 
problemas
 
de
 
acesso
 
ao
 
site).
 
 
A
 
grande
 
maioria
 
dos
 
formandos
 
cumpriu
 
os
 
prazos
 
definidos
 
para
 
as
 
tarefas
 
propostas.
 
2.
 
Síntese
 
Global
 
dos
 
trabalhos
 
apresentados
 
Fórum
 
1
Quadro
 
Síntese
 
comparativo
 
O
 
exercício
 
prático
 
proposto
 
nesta
 
fase
 
da
 
unidade
 
sobre
 
a
 
operacionalização
 
do
 
Modelo
 
procurou
 
que
 
os
 
formandos
 
conhecessem
 
e
 
se
 
familiarizassem
 
com
 
os
 
documentos
 
supracitados
 
da
 
IGE
 
e
 
que
 
estabelecessem
 
correlações
 
com
 
os
 
domínios/subdomínios/indicadores
 
do
 
próprio
 
MAABE,
 
atendendo
 
a
 
que
 
se
 
revela
 
de
 
extrema
 
importância
 
que
 
os
 
resultados
 
do
 
processo
 
de
 
auto
avaliação
 
da
 
biblioteca
 
escolar
 
integrem
 
o
 
texto
 
de
 
fundamentação
 
da
 
auto
avaliação
 
da
 
escola
 
a
 
apresentar
 
à
 
IGE.
 
Consideramos
 
que
 
esta
 
tarefa
 
foi
 
um
 
exercício
 
importante
 
nos
 
temas
 
desta
 
formação
 
dado
 
que
 
permitiu
 
rever
 
uma
 
série
 
de
 
conceitos
 
de
 
gestão
 
pedagógica
 
da
 
própria
 
escola,
 
e
 
as
 
formas
 
de
 
perspectivar
 
uma
 
boa
 
integração
 
da
 
BE
 
no
 
contexto
 
da
 
mesma.
 
Pela
 
análise
 
das
 
tarefas
 
realizadas
 
percepcionou
se,
 
na
 
globalidade,
 
que
 
os
 
formandos
 
reflectiram
 
sobre
 
a
 
importância
 
da
 
integração
 
dos
 
resultados
 
da
 
auto
avaliação
 
da
 
BE
 
no
 
próprio
 
processo
 
de
 
auto
avaliação
 
da
 
escola.
 
Constatámos
 
que,
 
no
 
que
 
se
 
refere
 
à
 
apresentação
 
da
 
tarefa,
 
utilizaram
 
as
 
formas
 
mais
 
diversificadas.
 
Se
 
alguns
 
optaram
 
pela
 
execução
 
de
 
uma
 
grelha
 
de
 
dupla
 
entrada,
 
ainda
 
que
 
organizadas
 
de
 
forma
 
diversa,
 
outros
 
preferiram
 
uma
 
apresentação
 
em
 
texto
 
corrido.
 
Se
 
maioritariamente
 
os
 
formandos
 
cruzaram
 
o
 
modelo
 
(MAABE)
 
com
 
o
 
 
documento
 
(“
Tópicos
 
para
 
apresentação
 
da
 
escola:
 
campos
 
de
 
análise
 
de
 
desempenho
”),
 
como
 
solicitado,
 
alguns
 
Formadoras:
 
Dina
 
Mendes
 
/
 
Helena
 
Duque
 
Dezembro
 
de
 
2009
 
2/12
 
 
procuraram
 
cruzar
 
com
 
ambos
 
os
 
documentos
 
da
 
IGE.
 
Verificámos
 
ainda
 
que
 
nos
 
casos
 
em
 
que,
 
como
 
se
 
pediu,
 
foi
 
feito
 
o
 
cruzamento
 
do
 
MAABE
 
com
 
o
 
primeiro
 
documento,
 
alguns
 
apenas
 
se
 
referiram
 
aos
 
grandes
 
Campos,
 
omitindo
 
um
 
olhar
 
mais
 
detalhado,
 
como
 
seria
 
desejável,
 
sobre
 
os
 
respectivos
 
Tópicos
 
e
 
correspondente
 
correlação
 
com
 
indicadores
 
específicos
 
de
 
domínio(s)/subdomínio(s)
 
do
 
MAABE.
 
Globalmente
 
foram
 
identificando,
 
com
 
maior
 
ou
 
menor
 
especificidade
 
os
 
indicadores
 
de
 
cada
 
domínio
 
do
 
MAABE,
 
fazendo
os
 
corresponder
 
aos
 
tópicos
 
descritores
 
dos
 
campos
 
de
 
análise
 
da
 
IGE.
 
Houve
 
contudo
 
formandos
 
que
 
apenas
 
fizeram
 
corresponder
 
aos
 
tópicos
 
descritores
 
do
 
IGE
 
(na
 
generalidade)
 
os
 
domínios
 
ou
 
subdomínios
 
do
 
MAABE,
 
e
 
outros
 
que
 
fizeram
 
a
 
correlação
 
somente
 
entre
 
o
 
campo
 
de
 
análise
 
e
 
o
 
domínio
 
do
 
MAABE,
 
não
 
identificando
 
indicadores.
 
Facto
 
que
 
não
 
evidencia
 
uma
 
análise
 
detalhada,
 
porquanto
 
será
 
sempre
 
uma
 
visão
 
mais
 
redutora.
 
Mas
 
sendo
 
um
 
ponto
 
de
 
partida,
 
devem
 
procurar,
 
agora,
 
efectuar
 
uma
 
correspondência
 
mais
 
assertiva,
 
uma
 
vez
 
que,
 
dentro
 
de
 
cada
 
domínio/subdomínio
 
há,
 
pela
 
sua
 
especificidade,
 
indicadores
 
que
 
respondem
 
mais
 
capazmente
 
a
 
determinado
 
tópico
 
descritor
 
dos
 
campos
 
de
 
análise
 
da
 
IGE,
 
permitindo
 
estabelecer
 
conexões
 
directas
 
que
 
ajudarão,
 
decerto,
 
na
 
selecção
 
da
 
informação
 
pertinente
 
a
 
constar
 
da
 
avaliação
 
da
 
própria
 
escola.
 
Em
 
síntese,
 
e
 
de
 
um
 
modo
 
geral,
 
quase
 
todos,
 
nuns
 
casos
 
de
 
uma
 
forma
 
mais
 
autónoma,
 
noutros
 
de
 
um
 
modo
 
mais
 
“apoiado”
 
nos
 
trabalhos
 
de
 
outros
 
colegas,
 
foram
 
capazes
 
de
 
estabelecer
 
conexões
 
que
 
viabilizam
 
uma
 
integração
 
da
 
avaliação
 
da
 
BE
 
na
 
avaliação
 
geral
 
da
 
escola,
 
sem
 
que
 
daí 
 
advenha
 
a
 
necessidade
 
de
 
criar
 
uma
 
espécie
 
de
 
capítulo
 
à
 
parte
 
para
 
a
 
BE
 
que,
 
 julgamos,
 
a
 
todos
 
pareceria
 
despropositada.
 
Parece
nos
 
oportuno
 
relembrar
 
que
 
constituindo
se
 
este
 
exercício
 
como
 
uma
 
tentativa
 
de
 
enquadramento
 
da
 
auto
avaliação
 
da
 
BE
 
na
 
informação
 
sobre
 
a
 
auto
avaliação
 
da
 
escola,
 
a
 
prestar
 
à
 
equipa
 
da
 
Inspecção,
 
deve
 
usar
se
 
de
 
alguma
 
moderação
 
e
 
economia
 
de
 
elementos
 
e
 
palavras,
 
sob
 
pena
 
de
 
comprometermos
 
este
 
objectivo
 
e
 
não
 
sermos
 
eficazes
 
na
 
nossa
 
comunicação.
 
Tanto
 
pode
 
ser
 
prejudicial
 
incorporar
 
informação
 
a
 
menos,
 
como
 
pretender
 
incluir
 
informação
 
a
 
mais,
 
eventualmente
 
desnecessária.
 
Para
 
sistematizar
 
apresentamos,
 
em
 
anexo
,
 
um
 
quadro
 
síntese
 
em
 
que
 
é
 
visível
 
uma
 
possível
 
articulação/intersecção
 
entre
 
os
 
cinco
 
Domínios
 
do
 
quadro
 
de
 
referência
 
para
 
avaliação
 
das
 
escolas
,
 
os
 
sete
 
Campos
 
de
 
Análise
 
da
 
IGE
 
(e
 
respectivos
 
tópicos
 
descritores)
 
e
 
os
 
quatro
 
Domínios
 
do
 
MAABE
.
 
Embora
 
salientemos
 
os
 
principais
 
indicadores
 
na
 
coluna
 
ME
 
 –
 
RBE
 
 –
 
MAABE,
 
consideramos
 
que
 
essa
 
identificação
 
não
 
é
 
exaustiva.
 
De
 
facto,
 
pretende
se
 
apenas
 
abrir
 
caminhos
 
para
 
uma
 
reflexão
 
mais
 
profunda
 
que
 
possam
 
fazer
 
com
 
a
 
equipa,
 
da
 
vossa
 
escola,
 
associada
 
à
 
avaliação
 
interna.
 
Encontrarão
 
decerto,
 
tendo
 
em
 
conta
 
práticas
 
 já
 
instituídas
 
em
 
cada
 
estabelecimento,
 
outras
 
ligações
 
e/ou
 
intersecções
 
que
 
não
 
estão
 
nesta
 
sistematização.
 
Formadoras:
 
Dina
 
Mendes
 
/
 
Helena
 
Duque
 
Dezembro
 
de
 
2009
 
3/12
 

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->