Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
43Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Fibromialgia: Dor Invisivel (Imagem corporal e Depressão)

Fibromialgia: Dor Invisivel (Imagem corporal e Depressão)

Ratings:

4.82

(11)
|Views: 18,370 |Likes:
Published by CDuque
Artigo sobre o síndrome de fibromialgia em que se analisa a imagem corporal e níveis de depressão.
Artigo sobre o síndrome de fibromialgia em que se analisa a imagem corporal e níveis de depressão.

More info:

Published by: CDuque on Apr 05, 2008
Copyright:Traditional Copyright: All rights reserved

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See more
See less

07/02/2013

pdf

 
 
CD/cd
1
 
F
IBROMIALGIA
:
DOR INVISÍVEL
 
Depressão e imagem corporal
© Celeste Duque,
Psicóloga Clínica (celeste.duque@gmail.com
 
)
 RESUMO
O síndroma de fibromialgia é uma doença que só em 1992 foi verdadeiramentediagnosticada e separada das doenças do foro reumatológico.O síndroma de fibromialgia caracteriza-se, entre outros sintomas, por: dores persistentes nosmúsculos e tendões, dores de cabeça intensas, rigidez muscular matinal, alterações no ciclomenstrual, transtornos intestinais, alterações ao nível da memória de curto prazo, dificuldadede concentração, perda de sensibilidade ao nível das mãos, ausência da fase IV do sono(sono profundo).O diagnóstico da fibromialgia faz-se por resposta de dor em pelo menos 11 pontos de entreos 18 pontos de pressão específicos (
tender points
), os exames de análise sanguínea nãoapresentam alterações.A esta doença estão frequentemente associadas depressões graves pelo que se pensou queestas últimas estariam na origem do síndroma. No entanto, a investigação tem vindo ademonstrar que estas são mais uma das inúmeras consequências do síndrome defibromialgia. Nesta investigação, em que participaram três sujeitos diagnosticados com fibromialgia há pelo menos três anos, verificou-se que os níveis de depressão apresentados (usando oInventário de Depressão de Beck) são elevados, verificou-se ainda possuírem baixos níveisde auto-estima e auto-conceito e apresentarem uma imagem corporal negativa.E que mais importante que a doença é a representação que os sujeitos têm sobre a Saúde e adoença que marcam decisivamente a forma como vão reagir às adversidades da vida(dependendo fortemente da personalidade, educação, experiências de vida, meio social ecultural, grupo de amigos mas, também, da sua dimensão espiritualidade) e todos asdimensões influenciam e são influenciadas sendo por isso necessária a análise caso a caso, para se chegar à compreensão do indivíduo na sua globalidade, só após isso se podemestabelecer as melhores estratégias de intervenção e modalidades de aconselhamento.
 
 Definição
A fibromialgia, deriva do grego
 fibro my algia
, e significa: "dor nos tecidos fibrosos dosmúsculos".A fibromialgia é um síndroma que causa dores músculo-esqueléticas (anteriormente chamada de
 fibrositis
) foi descrita pela primeira vez em 1843, como um tipo de reumatismo "com pontoslocalizados altamente dolorosos". Os paciente atingidos por este síndroma foram frequentementerotulados de neuróticos, devido aos seus inúmeros e inexplicáveis sintomas. Não há testes
 
 
CD/cd
2
 laboratoriais para o diagnóstico do síndroma fibromiálgico. A fibromialgia foi reclassificada em1992, tendo sido incorpora na WHO (
World Health Organization
), 10ª revisão da InternationalStatistical Classification of Diseases and Related Health Problems (ICD-10) que entrou em vigor em 1 de Janeiro de 1993.O novo documento define a fibromialgia como uma doença dolorosa que envolve predominantemente os músculos. A dor muscular-esquelética irradiada é a causa mais comum dasua cronicidade. Exclui assim, hipótese de se tratar de uma doença das articulações, pelo que foiseparada das doenças do foro reumatológico, tendo ganho estatuto próprio de doença (até aímuitas vezes considerada uma falsa doença, com falsos sintomas).
Sinais e sintomas mais evidentes da Fibromialgia
Clinicamente, podemos dizer que os pacientes apresentam, para além da dor difusa e dos pontosfibromiálgicos (
tender points
), fadiga e sono não reparador/restaurador e outros sintomas como parastesias, sensação subjectiva de inchaço ("
os anéis deixaram de me servir 
"), rigidez muscular matinal, tonturas, palpitações, fenómeno de Raynaud (mãos e pés inchados e frios, dedos comextremidades brancas), cefaleia, perturbações da memória a curto termo e dificuldade deconcentração, cólon irritável e distúrbios da afectividade (depressão e ansiedade).De seguida apresenta-se no quadro 1 a lista dos sinais e sintomas mais frequentes associados àfibromialgia.Quadro 1
Sinais e sintomas associados à fibromialgia
(Wolfe, 1990)
Sinais/Sintoma % PacientesDores difusas 97,6%Sensibilidade dolorosa em pelo menos 11 dos 18
 pontos fibromiálgicos
90,1%Fadiga 81,4%Rigidez muscular matinal 77,0%Distúrbios do sono 74,6%Parastesias 62,8%Cefaleias 52,8%Ansiedade 47,8%Síndroma pré-menstrual 40,6%Síndroma de Sicca (boca e olhos secos) 35,8%Depressão prévia 31,5%Cólon irritável 29,6%Infecções urinárias 26,3%Fenómeno de Raynaud (mãos e pés ficam dormentes, brancos, e frios 16,7%
 
 
CD/cd
3
 
 Nota.
Outros sintomas presentes nos pacientes com fibromialgia como: tonturas, perturbações damemória (a memória a curto prazo fica fortemente comprometida) e concentração, comichão eerupção cutânea crónica (dados não publicados), no homem impotência, na mulher cãibrasdurante o coito.A maioria dos pacientes com fibromialgia são do sexo feminino (80-90%) e, embora atinjaambos os sexos e todas as faixas etárias é, no entanto, mais predominante nas mulheres entre os35 e os 50 anos de idade. A idade mais usual do aparecimento da fibromialgia é entre os 20 e os40 anos, pode, no entanto, aparecer por volta dos 2 anos ou ainda a partir dos 65 anos.Wolfe (1993) considera que a fibromialgia afecta 2 a 4% da população geral dos Estados Unidos. Não há dados estatísticos oficiais para Portugal, mas tudo leva a crer que a percentagem deveráser idêntica, dado que esta permanece semelhante no Canadá e em vários países da Europa. No quadro 2 apresenta-se esquematicamente a caracterização geral da fibromialgia.Quadro 2
Caracterização geral da fibromialgia
Idade de aparecimento 20-40 anosSexo mais atingido FemininoPrevalência na população geral ComumCausa DesconhecidaCrónica SimSensibilidade dolorosa em 11 dos 18 pontos fibromiálgicos SimDores difusas, fadiga, perturbação do sono SimResultados dos Estudos Laboratoriais NormalPatologia NenhumaIncapacitante Sim
 Etiologia
A etiologia da fibromialgia permanece desconhecida.Inicialmente classificada como uma doença inflamatória e catalogada como reumatológica,Durante algum tempo pensou tratar-se de uma doença psicogénica (os sintomas não sãoconfirmados por exames médicos complementares de diagnóstico), actualmente osinvestigadores são unânimes em considerar que a depressão, se e quando presente, é mais umadas consequências e não a causa da doença. Tendo sido, deste modo, excluída a hipótese de setratar de uma doença psiquiátrica.

Activity (43)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Elza Brito Silva added this note
FOI o melhor esclarecimento que eu obtive sobre a fibromialgia.Agradeço de todo coraçao,e tenho certesa que muintos que sofrem disso adoraram tambem.
Fisiorangel liked this
Mariana Fontes liked this
Iana Mapurunga liked this
Lucas Pol liked this
Mariana Fontes liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->