Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
453Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Manual sobre Noções de Criminalística

Manual sobre Noções de Criminalística

Ratings:

4.9

(136)
|Views: 85,484 |Likes:
Noções sobre Criminalística
Noções sobre Criminalística

More info:

Published by: válter joaquim dos santos on Apr 05, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/25/2014

pdf

text

original

 
NOÇÕES DE CRIMINALÍSTICA
 
CRIMINALÍSTICA APLICADA
IDENTIFICAÇÃO DO PROFESSOR:
VALTER JOAQUIM DOS SANTOSPERITO OFICIAL CRIMINAL/POLITEC/SEJUSP/MT.ATUAÇÃO: PROFESSOR/TUTOR/INSTRUTOR DA DISCIPLINA DE NOÇÕES DECRIMINALÍSTICA EM CURSOS DE FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO DE POLICIAISCIVIS E MILITARES DO ESTADO DE MATO GROSSO.
EXPERIÊNCIAS
:CURSO DE FORMAÇAO DE INVESTIGADOR DE POLÍCIA, 1986 (BARRA DOGARÇAS-MT), CURSOS DE FORMAÇÃO DE PRAÇAS DA POLÍCIA MILITAR DEMATO GROSSO, 1990 a 2005, CURSO DE CAPACITAÇÃO DE INVESTIGADOR EESCRIVÃES DE POLÍCIA, 2000, CURSO DE CAPACITAÇÃO PARA ESCRIVÃESDE POLÍCIA, 2004, PALESTRA: ENCONTRO REGIONAL MINISTÉRIO PÚBLICOE SEGURANÇA PÚBLICA, 2000, CURSO A DISNCIA PELO NÚCLEO DETECNOLOGIA EDUCACIONAL, CURSO DE INCLUSÃO DIGITAL PARA O OFÍCIODE SEGURANÇA PÚBLICA DESTINADOS AOS AGENTES DE SEGURANÇABLICA (POLÍCIA CIVIL, POCIA MILITAR, CORPO DE BOMBEIROS,PALESTRANTE NO VII COMITE BRASILEIRO DE DOCUMENTOSCOPIA-IIENCONTRO INTERNACIONAL DE PERITOS EM DOCUMENTOS, 2006, TUTORDA REDE NACIONAL DE ENSINO A DISTÂNCIA DA SENASP-MJ, 2008 e OBRAPUBLICADA: EVASÃO NO ENSINO A DISTÂNCIA: FORMAÇÃO CONTINUADADOS AGENTES DE SEGURANÇA PÚBLICA, UNEMAT, 2008.
CURRÍCULO
GRADUADO EM CIÊNCIAS, CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (LICENCIATURA),CIÊNCIAS JURÍDICAS (BACHARELADO EM DIREITO), PÓS-GRADUADO EMPSICOPEDAGOGIA
(Lato Sensu
) , S-GRADUADO EM INFORTICAEDUCATIVA (Lato Sensu) E PÓS-GRADUADO EM GESTÃO DE SEGURANÇAPÚBLICA-CURSO SUPERIOR DE POLÍCIA (
Lato Sensu
) e MESTRADO EMCIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO (Stricto Sensu).
SUMÁRIO
1
 
 No prinpio do culo XIX, cabia à medicina legal, além dos exames deintegridade física do corpo humano, toda a pesquisa, busca e demonstração de outroselementos relacionados com a materialidade do crime e demais evidências extrínsecas aocorpo humano.Com o advento de novos conhecimentos e desenvolvimentos das áreas técnicas,como física, química, biologia, matemática, toxicologia, etc., tornaram-se necessidade real acriação de uma nova disciplina para a pesquisa, análise, interpretação dos vestígios materiaisencontrados em locais de crime, tornando-se assim, fonte imperiosa de apoio à polícia e à justiça.Surgiu, destarte, a criminalística como ciência independente em sua ação, como asdemais que a constituem.O nome criminalística foi utilizado pela primeira vez por Hans Gross, consideradoo pai da criminalística, juiz de instruções e professor de direito penal, em 1893, na Alemanha,ao publicar seu livro como sistema de criminalística, Manual do juiz de instrução.
1.1CONCEITOS:
A Criminalística é o conjunto de procedimentos científicos de que se vale a justiçamoderna para averiguar o fato delituoso e suas circunstâncias, isto é, o estudo de todos osvestígios do crime, por meio de métodos adequados a cada um deles.O termo criminalístico foi criado por FRANS VON LISZT, para designar a"Ciência total do Direito Penal".Para Hans Gross criminalística seria "O estudo global do crime".O 1º Congresso Nacional de Polícia Técnica aprovou a definição do Prof. JOSÉDEL PICCHIA FILHO:"Criminastica é a disciplina que tem por objetivo o reconhecimento e ainterpretação dos indícios materiais extrínsecos, relativos ao crime ou à identidade docriminoso".Por outro lado, no Rio Grande do Sul, um dos mais geniais peritos brasileiros, o Dr.ERALDO RABELLO assim definiu a criminalística: "É uma disciplina autônoma integrada pelos diferentes ramos do conhecimento técnico - científico, auxiliar e informativo dasatividades policiais e judiciárias da investigação criminal. Na atual conjuntura uma definição simples e concisa seria:3

Activity (453)

You've already reviewed this. Edit your review.
rocknrolleticia liked this
luanabaixo liked this
DANIELAEGUI liked this
ghostchagas added this note
mto bom
ghostchagas liked this
Renato Godoy liked this
aalinkrios liked this
Regina Bertília liked this
1 hundred thousand reads

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->