Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
1Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
o Arquivo Morto Em Nossas Vidas

o Arquivo Morto Em Nossas Vidas

Ratings: (0)|Views: 2 |Likes:
Published by jostonautoajuda7335
I am a psychologist, and a retired professor of Psychology - University of Brasilia/DF- Brazil, (1964- 1999) with a M.A. title - SUNY, at Stony Brook- N.Y. (1969). I developed an objective approach for dream interpretation and evaluated it for 21 years registering and interpreting 708 dreams. In January 2009,I have put this work in a book with 517 pages including statistics and qualitative interpretation. I ask you to send me your address and I will send the book by mail to have your evaluation and comments. If you are not interested , would you give me a name of an authority on this subjet or an institution with the address, please, I could contact to put the same proposition? Thank you very much- Joston Miguel Silva - jostonediulina@hotmail.com
I am a psychologist, and a retired professor of Psychology - University of Brasilia/DF- Brazil, (1964- 1999) with a M.A. title - SUNY, at Stony Brook- N.Y. (1969). I developed an objective approach for dream interpretation and evaluated it for 21 years registering and interpreting 708 dreams. In January 2009,I have put this work in a book with 517 pages including statistics and qualitative interpretation. I ask you to send me your address and I will send the book by mail to have your evaluation and comments. If you are not interested , would you give me a name of an authority on this subjet or an institution with the address, please, I could contact to put the same proposition? Thank you very much- Joston Miguel Silva - jostonediulina@hotmail.com

More info:

Published by: jostonautoajuda7335 on Dec 27, 2009
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/12/2013

pdf

text

original

 
O ARQUIVO MORTO EM NOSSASVIDAS.Parapsicólogo Joston Miguel.Meu prezado amigo/ Minha prezada amiga.Fico muito feliz porque você mostra interesse em conhecer um de meuslivros. É claro que o tema lhe atrai e conhecê-lo mais profundamente é defato muito bom e importante.Contudo, até o momento você não o comprou. Entendo que não é problemade dinheiro, é um problema de prioridades. Não é isso? Vopodeperfeitamente gastar R$15,00, R$ 20,00 ou R$60,00 com alguma coisa quevai lhe acrescentar algo, mas há as prioridades, elas pesam e creio que vocêas deve respeitar.Há ainda outro fator importante sobre livros e outras publicações, comorevistas e anuários: depois que os lemos eles entram para uma categoriacuriosa, mas muito triste: eles entram para o ARQUIVO MORTO de nossasvidas. Vá até a sua estante e olhe, sim, apenas olhe para os bons livros que você jáleu e até para alguns que você comprou, mas ainda não leu. Não importaporque ainda não o fez: falta de tempo, outras prioridades, etc., etc. Apenasos contemple. É ou não é um ARQUIVO MORTO?Isso consciente ou inconscientemente pesa na decisão de gastar centavosna compra de um novo livro. Sabemos que compramos muita coisa porimpulso, por incentivo de amigos e mesmo por uma sensação de “eu tenhode adquirir” por simpatia com o autor ou porque desfrutou dos drinques eezinhos oferecidos no laamento da obra, isso sem mencionar aimportância da editora e da exigência do professor do curso que você estáfazendo que lhe ordena: você tem de ler esse livro! Essas são prioridadesmomentâneas que pesam, e como pesam, na decisão de adquirir ou não umadeterminada obra!Na minha história pessoal apareceu espontaneamente uma solução para oimpasse: comprar/não comprar um livro; e para o problema: o livro entrarpara o ARQUIVO MORTO em nossa vida. Quero partilhar com você essasvincias. Numa Sociedade Secreta nhamos nossos estudos de liçõesobrigatórias depois partilhadas, discutidas e explicadas em reuniões sob aorientação de um Mestre. Tudo bem. Mas fora dessas leituras havia livrosque nos causavam grande interesse que, à época, eram caros para um denós os adquirir. “Por que não nos cotizarmos para adquiri-los? Os livrosseriam nossos e não de uma só pessoa!” Que grande idéia! E foi o quefizemos. Éramos oito, um dos livros custava, digamos, R$80,00, saiuR$10,00 para cada um. “Ah, por R$10,00 eu compro na hora!” E decidimospor sorteio a ordem dos que o leriam e também a decisão de nos reunirmospara “falar sobre o conteúdo da obra”.Confesso que a idéia foi minha, e esse fato só envolveu dois livros. Sempregostei de ler e tenho ainda hoje cerca de dois mil títulos. Depois comprei oslivros de dois dos colegas,cujos interesses se voltaram para outrosassuntos, pagando-lhes os R$10,00. Para esses que saíram do grupo, elesapenas emprestaram o dinheiro e depois o tiveram de volta. Comoparticiparam da leitura e das conversas sobre o contdo dos livros,ganharam alguma coisa, não é mesmo?

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->