Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
34Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
aprendizagem acelerada

aprendizagem acelerada

Ratings:

2.0

(1)
|Views: 1,777 |Likes:
Published by domingues4294

Qualquer pessoa pode aprender mais
e melhor se estiver "condicionada para aprender".

Qualquer pessoa pode aprender mais
e melhor se estiver "condicionada para aprender".

More info:

Published by: domingues4294 on Jan 03, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/24/2014

pdf

text

original

 
APRENDIZAGEM ACELERADA
Qualquer pessoa pode aprender mais e melhor se estiver "condicionada para aprender".E este condicionamento é obtido a partir das técnicas de relaxamento, que abrem os "poros do subconsciente" para a memorização perfeita.
Na década de 60, o médico e educador búlgaro Georgi Lozanov fez uma descoberta interessantíssima.Ele descobriu que
há um "estado mental" propício para a aprendizagem e que qualquer alunoconduzido a este estado mental aprende mais e melhor num espaço de tempo bem menor.
 Fantástico, não é mesmo?Este estado mental foi denominado
estado de vigília relaxada 
e é obtido quando o nosso cérebro passaa operar na faixa de 8 a 12 ciclos por segundo, ou seja, quando o cérebro entra em "alfa".Para abaixar a freqüência mental dos seus alunos, Lozanov experimentou
começar as aulas comsessões de relaxamento bioenergético associado à música barroca.
O resultado foi o melhorpossível.
Seus alunos, livres de tensão e do estresse,
começaram a refletir uma melhora substancialna percepção, processamento, memorização e recuperação das informações aprendidas. Principalmentena aprendizagem de língua estrangeira.
Nota: está cientificamente provado que 80% das dificuldades da aprendizagem estão relacionadas com o estresse e que, reduzindo-se o estresse, melhoramos a qualidade da aprendizagem.
 Entusiasmado com os resultados, Lozanov resolveu utilizar a música (principalmente a música barroca,por causa das suas 60/70 batidas por minuto) como veículo da informação e passou a dividir a sua aulaem três sessões bem definidas:1ª parte) Relaxamento bioenergético (semelhante ao da tradição iogue)2ª parte) Um concerto passivo, onde a matéria era lida de forma sugestiva para os alunos, tendo comofundo musical peças de Handel, Bach e Corelli3ª parte) Um concerto ativo, onde a matéria era lida novamente, de forma sugestiva-expressiva, ao somde peças, como por exemplo, o Concerto nº 7 para violino e orquestra, de Mozart.Lozanov acreditava - e isso veio a ser provado cientificamente - que
a música mantém a informação(por ela canalizada) viva na consciência do aluno até à noite (nas primeiras horas do sono)quando, de fato ocorre, ocorre a aprendizagem.
É exatamente nesta fase do sono que se abrem osporos que ligam o consciente ao subconsciente e onde todas as informações aprendidas (eficazmente),durante o dia, são transferidas para a memória de longo prazo.Esta técnica de Lozanov foi denominada
sugestopedia 
. Através dela, hoje em dia é possível aprender-se uma língua estrangeira em tempo recorde, no máximo em trinta dias, e memorizar capítulos inteirosda História Universal em poucos minutos, como fazem os alunos dos
Supercamps 
americanos e outrossimilares ingleses e neo-zelandeses. É, realmente, fantástico!Na realidade, entretanto, o fator musical na
sugestopedia 
não apresenta uma grande novidade aos olhosdo investigador curioso. Veja: as religiões (todas elas) sempre utilizaram a música como pano de fundopara "estimular a fé" nas pessoas. Há milênios se sabe que a música suave é profundamente relaxante.
E é relaxante porque não cobra "ação intelectual", isto é, não exige raciocínio e isto faz abaixar afreqüência das ondas cerebrais.
Ela é percebida pelo ouvido e não há necessidade de ser"processada" de forma cansativa pela mente. Ora, isto é ótimo para "estimular" as emoções; e a fé, decerta forma, é uma emoção. É preciso que se entenda também, que
o conceito de "informação" nãoabrange somente o campo da comunicação verbal ou visual; as emoções também são
 
informações; a dor é uma informação, a sensação de frio ou calor também, o medo idem, etc.
 Esta propriedade da música - a de carregar a informação de forma prazerosa - permite que a usemoscomo "veículo" para passarmos informações muito importantes ao cérebro. As professoras primáriasexploram muito esta "possibilidade didática" com os seus alunos. Contudo, tal técnica não se presta só àcrianças pequenas; adolescentes e até adultos podem e devem usar esta propriedade da música.Por outro lado, sabe-se também que a nossa memória tem uma preferência toda especial pelasinformações recheadas de prazer (quem não lembra do primeiro beijo, da primeira namorada, não émesmo?). Todos nós memorizamos bem os eventos que dão muito prazer. E a música suave propiciaeste prazer. Vale lembrar também que os velhos iogues já associavam a música aos seus exercícios derelaxamento com o propósito de conseguirem a "iluminação" que, no nosso caso, podemos entendercomo "aprendizagem".Ocorre, entretanto, que a aplicação prática da sugestopedia requer a participação de alguém experienteno processo e que funcione como monitor ou orientador. A aplicação auto-didata de tais técnicas não érecomendável, embora dela possamos tirar dois ou três pontos fundamentais que são de grande valiapara quem quer aprender mais rápido e com mais eficácia. São eles:
1 - Uma breve sessão de relaxamento, antes de começar a estudar, pode aumentar em mais de50% a retenção do conteúdo aula na memória;2 - A música barroca pode ser altamente eficaz durante o estudo quando funciona como pano-de-fundo;3 - Fazendo relaxamento, usando a música barroca como suporte e explorando os recursosmnemônicos (que você pode ler na nossa sessão "Memorização") com certeza você poderá livrar-se do estresse, que responde por 80% das dificuldades da aprendizagem, e dos riscos de vir a teraquele terrível Bloqueio Mental por tensão.
Para obter melhores resultados na aprendizagem, recomendamos também visitar o nosso capítulo sobre
Hipnose e Auto-hipnose
onde o leitor poderá encontrar exemplos práticos de formulações que poderãoativar seu potencial criativo, melhorar a memória e manter-se equilibrado nos dias de prova.
HIPNOSE E AUTO-HIPNOSE
Nosso consciente - onde mora a razão - constitui apenas um quinto da nossaexistência. A hipnose e a auto-hipnose, cuja origem, de tão antiga chega até mesmoa ser desconhecida, têm permitido que milhões de pessoas no mundo inteiro achemdiariamente o caminho para os quatro quintos restantes. E quem pode negar queestes quatro quintos não são exatamente os mais interessantes?De nossa parte, pretendemos aqui apresentar aos leitores uma visão bem objetivasobre este assunto tão fascinante, traduzindo da forma mais didática possível algunsprincípios universais desta prática que
PODE TRAZER BENEFÍCIOSINCALCULÁVEIS
para qualquer pessoa. Cabe ressaltar, entretanto, que no Brasil aprática da hipnose é regulamentada por decreto sendo seu exercício profissionalrestrito aos profissionais médicos. Não há, todavia, qualquer restrição legal oumédica para a prática da auto-hipnose, que chega a ser recomendada porpsiquiatras, clínicos e psicólogos, como terapia coadjuvante em diversas patologias,tais como:1 - Dores de cabeça crônicas de natureza conhecida ou não2 - Dores de estômago3 - Dores dos ovários4 - Dores reumáticas e nevrálgicas5 - Insônia6 - Perburbações histéricas (principalmente paralisias das extremidades e afonia -
 
perda da voz)7 - Distúrbios da menstruação8 - Sonambulismo espontâneo9 - Sonhos aflitos10 - Perda assintomática do apetite11 - Alcoolismo12 - Distúrbios da fala, principalmente a gagueira13 - Perturbações nervosas da vista14 - Zumbido nos ouvidos15 - Agorafobia (medo de ficar em grandes lugares abertos e lugares públicos)16 - Cãimbras17 - Distúrbios da aprendizagem18 - Maus hábitos (como roer unhas, por exemplo)19 - Ansiedade20 - Perda da capacidade de concentração etc.Como você pode ver, as possibilidades das técnicas hipnoterápicas são imensas.Particularmente no que diz respeito à "aprendizagem" os resultados chegam a serimpressionantes. Através de um relaxamento bem feito e formulações apropriadas,pode-se em curto espaço de tempo:1) Desenvolver a capacidade criativa2) Melhorar substancialmente a memória3) Aumentar a auto-estima4) Corrigir maus hábitos (como a gula, que leva à obesidade)5) Obter um sono reparador (que é fundamental para a aprendizagem)6) Vencer a timidez7) Vencer determinados medos (até mesmo a síndrome do pânico)8) Acabar com a ansiedade ou reduzi-la a níveis aceitáveis9) Corrigir erros de postura10) Melhorar o raciocínio etc.Para melhor compreensão do assunto, dividimos o capítulo em duas sessões:a)
Hipnose
, onde apresentamos uma visão geral sobre o tema e também algumastécnicas reconhecidamente eficazes para a indução do transe hipnótico. Estasessão, contudo, tem somente caráter informativo. Nosso objetivo é unicamentemostrar ao leitor que hipnotismo é uma ciência e que, como tal, é aceita e vemservindo como terapia coadjuvante para os mais diversos males, em todo o mundo.b)
Auto-hipnose
, onde apresentamos, dentre outros assuntos, uma técnica eficazde relaxamento, ensinamos como auto-induzir-se hipnoticamente e mostramos comodevem ser feitas as formulações pós-hipnóticas. Com certeza, a aprendizagemdestes conhecimentos serão de grande utilidade para você.Boa sorte!
AUTO-HIPNOSE
Vencendo as próprias barreiras
Hoje em dia, ninguém mais duvida que o estudo do hipnotismo aumenta em muito nossacapacidade de viver plenamente sob diversos aspectos; este estudo nos torna capazes desolucionar muitos enigmas que nos têm intrigado. Quando descobrimos que até mesmo

Activity (34)

You've already reviewed this. Edit your review.
GuhMahler liked this
1 thousand reads
1 hundred reads
Matheus Barbieri liked this
gladekarpinski liked this
Eduardo Fagundes liked this
GuhMahler liked this
Geovane Junior liked this
seriguela liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->