Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
43Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Prova de Sociologia 1º ano 4ºB

Prova de Sociologia 1º ano 4ºB

Ratings: (0)|Views: 6,610 |Likes:
Published by Profº Claudio

More info:

Published by: Profº Claudio on Jan 06, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/26/2013

pdf

text

original

 
Sociologia 1º ano/ 41)No estado atual de nossas sociedades, o trabalho não é apenas útil, é necessário; todomundo o sente bem, e já faz muito tempo que essa necessidade é sentida. No entanto, aindasão relativamente raros os que encontram seu prazer num trabalho regular e persistente.Para a maioria dos homens, o trabalho ainda é uma servidão insuportável; o ócio dostempos primitivos não perdeu para ele seus antigos atrativos. Essas metamorfoses custammuito, pois, durante muito tempo, sem proporcionar ganho algum. As gerações que asinauguram não colhem seus frutos, se houver, porque eles chegam demasiado tarde.(. São Paulo, Martins Fontes, 1999, p. 233). <BR A partir da teoria de Durkheim, o que obriga as pessoas a trabalharem ou a exerceremfunções que não dependem da sua escolha ou vontade, chama-se:a) coerção social. b) vocação política.c) proletariado.d) organização sindical.e) cultura.2)No final do século XVIII e começo do século XIX [...] no Brasil, a elite dominante, comraízes no Velho Mundo, procurou impor seus padrões e seus fins a uma natureza e a populações que tratava como meros instrumentos de seus projetos maiores. Seus recursos para efetivar esses fins eram códigos rígidos e sistemas de racionalidade, aplicados comvistas a modelar os comportamentos e as práticas, desde o âmbito geral até os recônditos daintimidade e da consciência de cada habitante do país [...].(SEVCENKO, Nicolau. História da vida privada no Brasil. Vol. 3, São Paulo, Companhiadas Letras, 1998, os. 39, 40)Como se pode ver, a industrialização trouxe consigo grandes transformações sociais,econômicas, políticas e culturais, não somente sobre os bens materiais produzidos por elaapresentando aumento no consumo, mas também sobre os bens culturais. Considerandoeste ponto, assinale a única resposta que não está de acordo com a indústria cultural e acultura de massas: a)A presença do aparelho de tevê no cotidiano da população é tão forte que muitos pensamque ela é o seu único lazer. b) Diversos estudos de orçamento-tempo mostraram que, efetivamente, quase a metade dotempo livre de nossa população é gasta com um lazer produzido pela indústria cultural,vindo principalmente da televisão, seguida de longe pelo rádio e, mais de longe ainda, peloslivros, jornais, CDs e revistas.c) Os meios de comunicação de massa nada mais são do que a reprodução de conteúdos deoutras práticas de lazer, tais como espetáculos artísticos e para o esporte, a ginástica, a jardinagem, a culinária, a informação em geral. Trata-se de um consumo de lazer e não de prática ativa de lazer;d) Há indícios de que a indústria cultural e sua conseqüência, a cultura de massa, existiram
 
em todos os tempos históricos, inclusive são anteriores à Revolução Industrial.e) Cada povo produz uma arte peculiar, reflexo de suas específicas qualidades,necessariamente diversa das artes de outros povos.3)Dentre os movimentos existentes na dinâmica social, segundo Comte, identifiquecorretamente a alternativa:a)estático e de retrocesso; b)dinâmico e estático;c)imóvel e repetitivo;d)repetitivo e recompensa;e)convergente e divergente.4)Charles Darwin associou-se à sociologia em função de:a)produzir a teoria da relatividade entre os corpos celestes e o movimento das marés; b)transposição da seleção natural entre espécies para o campo da observação social;c)em suas viagens, o naturalista inglês produziu profundas reflexões comparativas entrediferentes sociedades;d)produziu o primeiro grande estudo científico da sociologia chamado de
Contrato Social;
e)NRA.5)Para Durkheim, o papel reservado à Educação era proveniente:a)da transmissibilidade de padrões e regras entre as gerações e grupos; b)da divisão entre conhecimento – reservado às escolas – e ética, atribuída às famílias;c)da inclusão de novos conteúdos destinando-se, assim, à ampliação do saber humanomédio;d)da delegação ao Estado da definição dos conteúdos ministrados, produzindo-se assimcoletividades passivas e não-cidadãs;e)todas as alternativas estão corretas e se completam.6)Quando um evento qualquer atinge a maioria ou totalidade de uma comunidade, podemosdenominá-lo segundo Durkheim como:a)um espetáculo social; b)um exemplo da crise das sociedades contemporâneas;c)generalidade, embora não envolva necessariamente a totalidade do corpo social;d)passividade, posto que à exceção dos que são diretamente envolvidos, os demais sãomeros espectadores;e)coerção, já que os indivíduos são compulsoriamente expostos ao evento.7)No estudo dos diferentes fenômenos sociais convinha a Durkheim que se mantivesse umcerto distanciamento, evitando-se que as concepções prévias do estudioso de alguma formainfluíssem no resultado final. A isto, ele designava como:a)participacionismo; b)evolucionismo;c)comparativismo;d)corporativismo;e)objetividade.
 
8)”Durkheim estudou profundamente o suicídio...Considerou-o fato social por sua presençauniversal em toda e qualquer sociedade e por suas características exteriores e mensuráveis,completamente independentes das razões que levam cada suicida a acabar com a própriavida.” Pelo fragmento de texto podemos deduzir:a)que apenas o suicídio é um fato social; b)que o suicídio está presente em todas as sociedades atuais;c)que comportamentos assumem características de fato social;d)todo o suicídio reflete uma concepção religiosa de martírio;e)não existem relações entre suicídio e sociologia.9)Segundo a diferenciação durkheiniana entre patologias e normalidades sociais, o altonível de suicídios no Japão seria visto como:a)normal para a sociedade japonesa, onde as noções de compromisso e sucesso sãoelementos culturais fundamentais, e o fracasso uma desonra; b)normal e natural;c)patológico, pois deriva de um desvio de comportamento coletivo;d)patológico, pois nas demais sociedades civilizadas este comportamento é reprovável à luzda religião;e)normal, pois se apóia em elementos culturais milenares aceitos, embora desestimulados.10)Identificando comparativamente sociedades em diferentes estágios de desenvolvimento, podemos perceber a influência:a)do iluminismo; b)do evolucionismo;c)do marxismo;d)do liberalismo;e)todas estão corretas e se completam.11)”...a evolução social começa por pequenos agregados simples; que ela progride pelaunião de alguns destes agregados em agregados maiores e que, após se consolidarem, essesgrupos se unem com outros semelhantes a eles para formar agregados ainda maiores.” Otexto está descrevendo:a)o conteúdo principal do positivismo; b)a base do materialismo histórico;c)uma sociedade pré-industrial moderna;d)uma sociedade pós-industial;e)uma horda.12)Obras como
O Príncipe
, de Maquiavel, ou
 A Utopia
, de Morus, apresentam-se comotextos da modernidade européia em virtude:I - da visão leiga neles expressa;II - por difundirem o catolicismo entre as populações ameríndias;III – por representarem suas sociedades como resultado de condições históricas, sociais eeconômicas;IV – por valorizarem o talento individual como principal requisito do governante, acima dosangue ou linhagem.

Activity (43)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Sandra Aziago liked this
Tati Nascimento liked this
jasimen liked this
Manoel Moura liked this
Maira C. Conde liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->