Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
3Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Declaração de Estocolmo

Declaração de Estocolmo

Ratings: (0)|Views: 36 |Likes:
Published by sanndr
Declaração do I Congresso Mundial de Combate a Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes
Declaração do I Congresso Mundial de Combate a Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes

More info:

Categories:Types, Brochures
Published by: sanndr on Jan 08, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/20/2012

pdf

text

original

 
Declaração de EstocolmoDeclaração de EstocolmoComo resultado do Congresso Mundial sobre Exploração Sexual de Crianças eAdolescentes, realizado em Estocolmo, em 1998, foi apresentada uma Declaração euma Agenda de Ação as quais transcrevemos a seguir:DECLARAÇÃOTodo menino ou menina tem direito a uma plena proteção contra todas as formasde exploração e abuso sexual (Convenção Sobre os Direitos da Criança).Combater o fenômeno da exploração sexual comercial de crianças, mediante umaação integrada em todos os níveis: local, nacional e internacional.Todas as ações relacionadas com a infância devem ter como prioridade ointeresse da criança e os seus direitos, devem ser garantidos sem qualquerdiscriminação (Convenção dos Direitos da Criança).A exploração Sexual Comercial de Crianças é uma violação fundamental dos seusdireitos.Constitui-se em uma forma de coerção e violência contra as crianças, que podeimplicar em trabalho forçado e formas contemporâneas de escravidão.São vários os fatores que contribuem para a exploração sexual comercial decrianças, dentre os mais complexos temos as disparidades econômicas; asestruturas sócio-econômicas injustas; a desintegração familiar; a questão daeducação, consumismo; a migração rural-urbana; a discriminação de gênero; aconduta sexual masculina irresponsável; as práticas tradicionais nocivas e otráfico de crianças. Portanto, a pobreza não pode ser considerada como o únicofator determinante do fenômeno. Todos esses fatores aumentam a vulnerabilidadede meninas e meninos, frente àqueles que buscam utilizá-los para fins deexploração sexual comercial.Existem também fatores adicionais que conduzem direta ou indiretamente aexploração sexual comercial de crianças, como: corrupção, ausência de leis ou aexistência de leis inadequadas, o descumprimento da lei e a limitadasensibilidade da pessoa encarregada da aplicação dessas leis sobre os efeitosnocivos nas crianças. Isso favorece a exploração sexual comercial pelas redescriminais, por indivíduos e famílias.A exploração sexual de crianças é um fenômeno transversal, atingindo todas asclasses sociais e grupos na Sociedade, os quais podem contribuir para aexploração, através da indiferença, o desconhecimento das conseqüências nocivassofridas pelas crianças e pelos valores que consideram crianças comomercadorias.A exploração sexual comercial de crianças pode ter conseqüências graves,inclusive mortes. Compromete: o desenvolvimentofísico/psicológico/espiritual/moral e social das crianças; favorece oaparecimento de gravidez precoce; mortalidade materna; lesões; atraso nodesenvolvimento; incapacidade física, doenças sexualmente transmissíveis;HIV/AIDS.É necessário uma vontade política dos Governos, medidas de implementação mais
 
efetivas e adequação de recursos, para se lograr a plena eficácia das leis,políticas e programas.A tarefa primordial de combater a exploração sexual comercial de crianças é umaresponsabilidade do Estado e da família. A sociedade civil desempenha também umpapel essencial na prevenção e proteção das crianças, frente à exploraçãosexual comercial. Por esta razão, é imperativo a construção de uma sólidaintegração entre os governos, as organizações internacionais e todos os setoressociais para o enfrentamento da exploração.DIRETRIZESa) - O Congresso Mundial tem como referência a Convenção sobre os Direitos daCriança; reitera seu compromisso em favor dos direitos da criança e convocatodos os Estados em cooperação com as organizações nacionais e internacionais ea sociedade civil para:Conceder máxima prioridade de ação contra a exploração sexual e comercial decrianças, e designar recursos adequados para este fim;Promover uma sólida cooperação entre os países e todos os setores sociais paraprevenir a participação de crianças no comércio sexual e reforçar o papel dafamília na proteção das crianças contra a exploração sexual e comercial;Divulgar, como matérias delituosas, criminosas, a exploração sexual e comercialde crianças, assim como outras formas de exploração sexual, condenando ecastigando todos os delinqüentes envolvidos, sejam estes locais ouestrangeiros, e garantir que as vítimas infantis dessas práticas fiquem livresde toda culpa;Examinar e Revisar, quando possível, a legislação, as políticas, os programas eas práticas vigentes com o intuito de eliminar a exploração sexual e comercialde crianças;Aplicar a legislação, as políticas e os programas para proteger as criançasdiante da exploração sexual e comercial e reforçar a comunicação e cooperaçãoentre as autoridades encarregadas da execução da lei;Promover a adoção, implementação e disseminação das leis, políticas e programascom o apoio dos mecanismos pertinentes em nível local, nacional e regional,contra a exploração sexual e comercial de crianças;Desenvolver e implementar planos e programas integrais, que incluam asdiferenças de gênero, para prevenir a exploração sexual e comercial decrianças, protegendo e assistindo às vítimas infantis com o intuito defacilitar sua recuperação e reintegração dentro da sociedade;Criar uma situação adequada através da educação, mobilização social eatividades de desenvolvimento para garantir que os pais e responsáveis possamcumprir seus direitos, obrigações e responsabilidades para proteger as criançascontra a exploração sexual e comercial;Mobilizar os políticos e outros aliados importantes, as comunidades nacionais einternacionais, englobando as organizações intergovernamentais e as ONGs, paraajudar aos países na eliminação da exploração sexual e comercial de crianças; eRessaltar a importância do papel da participação popular, que engloba aspróprias crianças, na prevenção e eliminação sexual e comercial de crianças.b) - O Congresso Mundial adota a Declaração e Agenda de Ação para a proteçãodos direitos da criança, em particular a aplicação da "Convenção Sobre os
 
Direitos da Criança" e outros instrumentos pertinentes, com o fim de erradicara exploração sexual comercial de crianças em todo o mundo.PROGRAMA DE AÇÃOO Programa de Ação propõe-se destacar os compromissos internacionaisexistentes, identificar as prioridades para ação e ajudar na aplicação dosinstrumentos internacionais pertinentes. A respeito disso, faz um chamamentopara a ação dos países, de todos os setores sociais e das organizaçõesnacionais, regionais e internacionais contra a exploração sexual e comercial decrianças.COORDENAÇÃO E COOPERAÇÃO1- Nível local e nacionala) Reforçar urgentemente medidas, estratégias integradas e intersetoriais decaráter compreensivo, de modo que se possam estabelecer programas nacionais deação e indicadores de progresso para o ano 2000, com adoção de metas e prazotemporal de aplicação, com o objetivo de reduzir o número de criançasvulneráveis à exploração sexual comercial e de promover um retorno às atitudese práticas favoráveis aos direitos das crianças.b) Desenvolver urgentemente mecanismo(s) de implementação e supervisão daproblemática em nível local e nacional, em cooperação com a sociedade civil, demodo que no ano 2000 possamos dispor de dados sobre as crianças vulneráveis àexploração sexual e comercial e sobre seus exploradores, realizandoinvestigações significativas e concedendo uma especial atenção à obtenção dedados separados por idade, gênero, etnia, raça, circunstâncias que influem naexploração sexual e comercial, a respeito do sigilo das vítimas infantis,especialmente no que se refere à exposição pública.c) Fomentar articulação e cooperação entre os setores governamentais e nãogovernamentais para o planejamento, aplicação e evolução das medidas contra aexploração sexual e comercial de crianças, complementando com campanhas demobilização das famílias e das comunidades para a proteção de crianças dianteda exploração sexual e comercial e uma alocação adequada dos recursos.2- Nível regional/internacionald) Promover a cooperação entre os países e as organizações internacionais,abrangendo as organizações regionais e outras entidades catalisadoras quetenham uma função chave na eliminação da exploração sexual e comercial decrianças, entre elas: o Comitê sobre os Direitos da Criança, o UNICEF, a OIT, aUNESCO, o PNUD, a OMS, a ONU/AIDS, o ACNUR, a OIM, o Banco Mundial/FMI,aINTERPOL, a Divisão de Justiça e Prevenção do Delito das Nações Unidas, oFNUAP, a Organização Mundial do Turismo, o Alto Comissionado dos DireitosHumanos das Nações Unidas, o Centro para os Direitos Humanos das Nações Unidas,a Comissão sobre Direitos Humanos das Nações Unidas e o Relator Especial sobre

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->