Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
74Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
A Pedagogia de Jerome Bruner

A Pedagogia de Jerome Bruner

Ratings:

4.86

(21)
|Views: 21,010 |Likes:
Published by José Paulo Santos
Jerome S. Bruner nasceu em 1915. Doutorou-se em Psicologia, em 1941, na Harvard University, após ter concluído, em 1937, a licenciatura na Duke University. Foi, durante muitos anos, professor na Harvard University. Ensinou e fez investigação, também, na New School for Social Research. Actualmente é professor na New York University. Possui doutoramentos “honoris causa” pelas Universidades de Yale, Columbia, Sorbonne, Berlim e Roma, entre outras. É membro da Society for Research in Child Development e da American Psychological Association. Possui uma obra muito diversificada e traduzida na área da educação, pedagogia e psicologia. Principais livros: The Process of Education; Toward a Theory of Instruction; Acts of Meaning.

Artigo de Ramiro Marques

Jerome S. Bruner nasceu em 1915. Doutorou-se em Psicologia, em 1941, na Harvard University, após ter concluído, em 1937, a licenciatura na Duke University. Foi, durante muitos anos, professor na Harvard University. Ensinou e fez investigação, também, na New School for Social Research. Actualmente é professor na New York University. Possui doutoramentos “honoris causa” pelas Universidades de Yale, Columbia, Sorbonne, Berlim e Roma, entre outras. É membro da Society for Research in Child Development e da American Psychological Association. Possui uma obra muito diversificada e traduzida na área da educação, pedagogia e psicologia. Principais livros: The Process of Education; Toward a Theory of Instruction; Acts of Meaning.

Artigo de Ramiro Marques

More info:

Published by: José Paulo Santos on Apr 13, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/31/2013

pdf

text

original

 
A Pedagogia de Jerome Bruner
Ramiro MarquesJerome S. Bruner nasceu em 1915. Doutorou-se em Psicologia, em 1941, naHarvard University, após ter concluído, em 1937, a licenciatura na Duke University.Foi, durante muitos anos, professor na Harvard University. Ensinou e fez investigação,também, na New School for Social Research. Actualmente é professor na New YorkUniversity. Possui doutoramentos “honoris causa” pelas Universidades de Yale,Columbia, Sorbonne, Berlim e Roma, entre outras. É membro da Society for Researchin Child Development e da American Psychological Association. Possui uma obramuito diversificada e traduzida na área da educação, pedagogia e psicologia. Principaislivros:
The Process of Education
;
Toward a Theory of Instruction
;
Acts of Meaning
. Embora Bruner seja um psicólogo por formação e tenha dedicado grandeparte das suas obras ao estudo da psicologia, ganhou grande notoriedade no mundo daeducação graças à sua participação no movimento de reforma curricular, ocorrido, nosEUA, na década de 60.
Desenvolvimento
Bruner apelida a sua teoria de instrumentalismo evolucionista, uma vez que, parao psicólogo e pedagogo norte-americano, o homem depende das técnicas para arealização da sua própria humanidade. Embora, à semelhança de Jean Piaget, coloque amaturação e a interacção do sujeito com o ambiente no centro do processo dedesenvolvimento e de formação da pessoa, Bruner acentua o carácter contextual dosfactos psicológicos. A abertura à influência do contexto e do social no processo dedesenvolvimento e de formação torna a teoria de Jerome Bruner mais abrangente do quea teoria de Jean Piaget e fazem com que aquele consiga incorporar a transmissão social,o processo de identificação e a imitação no processo de desenvolvimento e formação. Ocarácter desenvolvimentista da teoria de Bruner mantém-se graças à tónica que elecoloca no papel da equilibração, ou seja, a capacidade que cada pessoa tem de se auto-regular.Um outro aspecto que diferencia a teoria de Bruner da teoria de Piaget é o papelque o primeiro concede à cultura, à linguagem e às técnicas como meios quepossibilitam a emergência de modos de representação, levando-o a afirmar que odesenvolvimento cognitivo será tanto mais rápido quanto melhor for o acesso da pessoaa um meio cultural rico e estimulante.O papel que Bruner concede à linguagem no processo de desenvolvimento e deformação obriga-nos, também, a diferenciar o seu pensamento da teoria doepistemólogo genebrino. Para Bruner, à semelhança de Chomsky, a linguagem tem umpapel amplificador das competências cognitivas da criança, ajudando-a a uma maiorinteracção com o meio cultural.A teoria de Bruner incorpora, de uma forma coerente, quer as contribuições domaturacionismo quer os contributos do ambientalismo, pois é através de uns e de outrosque a criança organiza os diferentes modos de representação da realidade, utilizando astécnicas que a sua cultura lhe transmite. O desenvolvimento cognitivo da criançadepende da utilização de técnicas de elaboração da informação, com o fim de codificar aexperiência, tendo em conta os vários sistemas de representação ao seu dispor.Bruner, à semelhança de Piaget, procurou tipificar o desenvolvimento cognitivonuma série de etapas: até aos 3 anos de idade, a criança passa pelo estádio das respostasmotoras, dos 3 aos 9 anos, faz uso da representação icónica, e a partir dos 10 anos deidade, acede ao estádio da representação simbólica. No primeiro estádio, a criança
1
 
representa os acontecimentos passados através de respostas motoras apropriadas eprivilegia a acção como forma de representação do real, sendo por isso que a criançadessa faixa etária aprende, sobretudo, através da manipulação de objectos. Nesta fase, acriança age com base em mecanismos reflexos, simples e condicionados até conseguirdesenvolver automatismos. A segunda etapa, a representação icónica, baseia-se naorganização visual, no uso de imagens sinópticas e na organização de percepções eimagens. A criança é capaz de reproduzir objectos, mas está fortemente dependente deuma memória visual, concreta e específica. A terceira etapa, a representação simbólica,constitui a forma mais elaborada de representação da realidade porque a criança começaa ser capaz de representar a realidade através de uma linguagem simbólica, de carácterabstracto e sem uma dependência directa da realidade. Ao entrar nesta etapa, a pessoacomeça a ser capaz de manejar os símbolos em ordem não só a fazer a sua leitura darealidade mas também a transformar a realidade. A passagem por cada uma destas trêsetapas pode ser acelerada através da imersão da criança num meio cultural e linguísticorico e estimulante.Da sua vasta obra, é possível destacar os seguintes livros:
Acts of Meaning
,Harvard University Press, 1990;
Actual Minds, Possible Words
, Harvard UniversityPress, 1986;
On Knowing
, Harvard University Press, 1979;
The Process of Educati
on,Harvard University Press, 1960;
Toward a Theory of Instruction
, Harvard UniversityPress, 1966.No livro
Acts of Meaning
, Bruner defende que a revolução cognitiva tem sidoincapaz de revelar os mistérios da mente e tem oferecido propostas educacionais dealcance muito limitado, sendo necessário que a psicologia volte a acentuar o papel dacultura na formação da nossa linguagem e dos nossos pensamentos. Embora, neste livro,Bruner se aproxime de algumas propostas avançadas pelos teóricos da aprendizagemsocial, nomeadamente na importância dada aos contextos culturais no desenvolvimentodo processo de aprendizagem e na crítica que estes têm feito à regidez dos estádios dodesenvolvimento cognitivo, Bruner procura superar as limitações e a rigidez da teoriacognitivista, levando-a por caminhos de maior abrangência.No livro
Actual Minds, Possible Words
, Bruner desenvolve uma síntesebrilhante da psicologia, antropologia, sociologia e filosofia contemporâneas, abordandoos limites do estruturalismo, do pragmatismo e do desconstrucionismo. Assuntos comoo papel da narrativa no processo de aprendizagem e a relação entre o construtivismocognitivo e a educação são, igualmente, abordados nesta obra. Bruner procede à críticada abordagem experimentalista, chamando a atenção para o facto da diversidade e daprofundidade do pensamento e da inteligência humanas não poderem ser reproduzidasem laboratório, antes necessitando do concurso das abordagens qualitativas ehumanistas.No livro
On Knowing
, Bruner oferece-nos um conjunto de ensaios curtos sobrediversos tópicos da psicologia e da educação. Assuntos como a educação para além dateoria de John Dewey, o ensino da Matemática, o controlo do comportamento e o papelda criatividade na construção do conhecimento, constituem o cerne desta colecção deensaios. À semelhança das suas restantes obras, Bruner acentua a importância dadescoberta no processo de construção do conhecimento e a relação entre oconhecimento e a acção.No livro
The Process of Education
, Bruner apresenta uma teoria daaprendizagem, fortemente influenciada pela teoria cognitiva, mas ligada intimamenteaos contextos culturais onde a aprendizagem ocorre. Este livro foi escrito na sequênciadas célebres conferências de Woods Hole, sobre reforma curricular, realizadas em 1959,sob a coordenação de Bruner. Central na teoria da aprendizagem apresentada por
2
 
Bruner, neste livro, é a ideia de que é possível ensinar tudo aos alunos desde que seutilizem procedimentos adaptados aos estilos cognitivos e às necessidades dos alunos.Assuntos como a natureza da aprendizagem, a estrutura do conhecimento, e os meiospelos quais um e outro são adquiridos, constituem as grandes linhas de força desta obra.No livro
Toward a Theory of Instruction
, Bruner desenvolve os tópicosdiscutidos na obra
The Process of Education
e apresenta, de uma forma estruturada, asua teoria da aprendizagem.A influência que o livro
The Process of Education
teve nas reformascurriculares, ocorridas nos EUA, na década de 60, foi enorme. Interessado, em primeirolugar, no estudo dos processos de desenvolvimento psicológico e nos diferentes modosde pensamento, Bruner desenvolveu um conjunto de teorias sobre a aprendizagem, alinguagem, o currículo, a pedagogia e antropologia que tiveram uma enorme influência,nos EUA e na Europa, durante as décadas de 60, 70 e 80.A ligação de Bruner ao “Academic Reform Movement” coincidiu como umperíodo da guerra fria caracterizado pela rivalidade científica entre os EUA e a RússiaSoviética, cujo ponto alto ocorreu com o lançamento do “Sputnik”, em 1956. A reacçãoamericana aos avanços soviéticos na corrida ao espaço teve um forte impacto narefroma curricular forte e visou reforçar o ensino das Ciências e da Matemática nasescolas básicas e secundárias. A teoria da aprendizagem de Bruner oferecia umamoldura inspiradora para tais reformas curriculares, não admirando, portanto, que opsicólogo de Harvard se visse envolvido nesse movimento de reforma curricular, desdeo início. A obra
The Process of Education
, escrita na sequência das Conferências deWoods Hole, realizadas sob os auspícios da National Academy of Sciences, tornou-se aprincipal referência das reformas curriculares dessa época. Dos muitos projectoscurriculares desenvolvidos no âmbito desse movimento, convém destacar dois pelainfluência que tiveram, respectivamente no ensino das Ciências Matemáticas e Naturaise no ensino das Ciências Sociais: Science – A Process Aproach e Man: A Course of Study.Central na reforma curricular inspirada na teoria da aprendizagem de Bruner foio reconhecimento do valor da ciência como a forma mais sofisticada do conhecimentohumano e, em consequência, o relevo que o ensino das matérias científicas deveria terno currículo escolar. Perante o avanço rápido das Ciências, seria necessária umaabordagem diferente ao seu ensino. Em vez da exposição aos factos, fenómenos eteorias, Bruner defendia a necessidade de os alunos compreenderem o próprio processode descoberta científica, familiarizando-se com as metodologias das Ciências de modo aassimilarem os princípios e estruturas das diversas Ciências. Assim sendo, “os conceitosde estrutura, princípio fundamental e transferência são fundamentais e estão interligadosna concepção teórica de Bruner” (Roldão, 1994: 61).Um outro aspecto central na teoria da aprendizagem de Bruner é a importânciaconcedida ao método da descoberta, com base na ideia de que o conhecimento daestrutura das disciplinas exige a utilização das metodologias das Ciências que suportamas várias disciplinas do currículo. Com esta ideia, Bruner faz a crítica da metodologiasexpositivas, considerando, ao invés, que a aprendizagem das Ciências se faz melhoratravés do envolvimento dos alunos no processo de descoberta e no uso dasmetodologias científicas próprias de cada ciência: “Julgamos que, logo de início, oaluno deve poder resolver problemas, conjecturar, discutir da mesma maneira que se fazno campo científico da disciplina” (Bruner, 1965: 1014).Um outro importante contributo teórico de Bruner para a teoria da aprendizagemsão os conceitos de prontidão e de aprendizagem em espiral, desenvolvidos ao longo dolivro
The Process of Education
. No essencial, o conceito de prontidão pode ser
3

Activity (74)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Hiago de Souza liked this
Karla Mendes liked this
Thaíse Nardim liked this
muito bom
Jackie Love added this note
Gostei muito; me esclareceu muito.
Jó Sampaio liked this
Rita Veiga liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->