Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
53Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Cartas de Apresentaçã e candidatura espontanea

Cartas de Apresentaçã e candidatura espontanea

Ratings: (0)|Views: 19,862 |Likes:
Published by GeoRamos

More info:

Published by: GeoRamos on Jan 15, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF or read online from Scribd
See more
See less

07/21/2013

pdf

 
Ciadadania e Profissionalidade
Cartas de Apresentação e
 
Uma boa carta de apresentação pode ser o ponto de partida para conseguir oemprego ambicionado. Existem regras para a sua redacção? Como pode ser criada uma carta de apresentação apelativa?
O que são e para que servem?
Se consideras não ser preciso muito esforço para redigir uma carta de apresentação, ou se achas quenão vale a pena redigir uma boa carta porque ninguém a lê, desengana-te. Muitos recrutadores vêem ascartas de apresentação como reveladoras de traços importantes, tais como:- A tua forma de escrita;- o teu nível de profissionalismo;- alguns traços indicadores da tua personalidade;- as tuas orientações e objectivos de carreira.Para que passes a melhor ideia sobre ti mesmo, é necessário, antes de mais, saber o que são cartas deapresentação, para que servem e como fazê-las.Cartas de apresentação o cartas personalizadas que acompanham o envio dum currículo eapresentam uma candidatura, com o objectivo de conseguires um emprego na empresa contactada.Funcionam como uma introdução à acção que está para vir e por isso devem evidenciar algunsaspectos mais relevantes da tua experiência e da tua forma de ser.As cartas de apresentação servem também para demonstrar como organizas os seus pensamentos ese o sabes fazer de forma clara e apropriada; noutras palavras, reflecte a tua capacidade decomunicação e, por sua vez, alguns traços da tua personalidade.Importa distinguir as Cartas de Apresentação simples, das Cartas de Candidatura Espontânea.As primeiras servem para apresentar candidaturas a anúncios de emprego ou a quaisquer recrutamentos que se saibam em aberto. São cartas simples, de cortesia, apenas para enunciar o cargoa que te candidatas e os motivos da candidatura. Destinam-se apenas a acompanhar currículos,desempenhando um papel de muito menos importância em relação a este, que é o que realmente vaiprender a atenção do seleccionador.As cartas de candidatura espontânea são mais elaboradas, pois constituem uma forma de comunicaçãocom potenciais empregadores e como tal devem ser encaradas com a máxima atenção. É através delasque os empregadores tiram as primeiras impressões, as quais são sempre muito importantes, contandoque delas depende a passagem à fase seguinte.Tendo em conta que os objectivos e formas dos dois tipos de cartas são diferentes, embora obedeçama alguns princípios comuns, deve haver um cuidado especial na sua elaboração.
Formadora: Sílvia Ramos1
 
Ciadadania e Profissionalidade
Regras Gerais
Existem bastantes traços comuns entre as cartas de apresentação e as cartas de candidaturaespontânea, sendo que, em geral, ambas obedecem às mesmas regras:Visam o mesmo objectivo: conseguir um emprego na empresa contactada;
Devem obedecer às formalidades da posição do potencial empregador;
Devem ser directas e concisas, independentemente da quantidade de informação incluída;
Devem apresentar uma linguagem simples, mas cuidada;
Devem ser sempre assinadas à mão, independentemente da forma como foram elaboradas (alguns
 empregadores valorizam as cartas de apresentação manuscritas, pois consideram que fornecem maisdados sobre a personalidade do candidato).Devem formatar-se obedecendo às margens do papel e espaçar bem as linhas e parágrafos. O texto
 deve ser disposto de forma homogénea sobre a folha, mantendo uma estrutura equilibrada;Não devem ter grandes destaques ou sublinhados;
Devem ser diferentes e personalizadas para cada caso, de forma a responderem às características
 do emprego e da empresa em questão;
Estrutura e Conteúdos
Tanto as cartas de apresentação como as de candidatura devem ser divididas em três ou quatro partesprincipais:
Introdução
Logo no início da carta deves identificar-te. Convém fazê-lo numa frase curta, do género: “Soulicenciado em Biologia e trabalho como investigador numa Multinacional Farmacêutica”.
Corpo da carta
Esta parte é bastante importante. Deves justificar o porquê de estares a enviar a carta e a forma comotomas-te conhecimento da empresa.Deves incluir a origem da oferta de emprego, com indicação do cargo ao qual concorres, o motivo dacandidatura e a razão pela qual achas ser a pessoa adequada para o cargo. Em caso de resposta aanúncio, deves ainda indicar a referência.No caso de se tratar de candidatura espontânea, deves acrescentar quais os teus objectivos de carreirae como consideras que os irás atingir ao trabalhar para aquela empresa em particular.As frases devem ser claras e concisas, para que a compreensão saia beneficiada.Em caso de candidatura espontânea deves, ainda, integrar na tua carta uma espécie de “discurso deataque”, por forma a convencer o empregador de que tu és um profissional com potencial para integrar os quadros da empresa. Deves mencionar as tuas qualificações e depois entrar mais em detalhe sobrea tua experiência, usando exemplos de funções que tenhas desempenhado. Vê este exemplo: “Comoconsultor sénior, tenho a meu cargo …. tendo, por isso, os seguintes conhecimentos e atributos paraoferecer…”
Formadora: Sílvia Ramos2
 
Ciadadania e Profissionalidade
Deves também fazer referência ao porquê de estares interessado na empresa. Não exageres noselogios, comenta apenas algo que consideres positivo na organização da empresa, explicando o porquêde lá quereres trabalhar. Podes mencionar a reputação da empresa, o volume de vendas, o tamanho, acultura de empresa, a política de gestão ou outro qualquer motivo de orgulho para a entidade. Osempregadores gostam de saber o motivo pelo qual a sua empresa foi escolhida e não sentirem que sãomais um dos muitos a quem enviou cartas de apresentação em série.
Conclusão
Neste parágrafo não se trata apenas de agradecer ao leitor do tempo que dispensou à tua carta ouagradeceres por seres considerado um potencial candidato ao lugar. É também aqui que se abrem asportas para um futuro contacto. Poderás sugerir que aguardarás a marcação de uma entrevista ouentão tomar a iniciativa de fazer, por ti próprio, o follow up, indicando que mais tarde ligarás ou enviarásum email para saber se é possível agendarem um encontro.Quando todos estes ítens estiverem cumpridos, a tua carta está pronta a ser assinada depois de umcordial “atentamente”.Faz sempre uma revisão atenta, poderá haver algo que mereça ser corrigido.
Dicas e Tricas
Nunca te aconteceu ficares bloqueado no “Ex.mo Senhor” e não conseguir avançar para o corpo dacarta? Não desesperes – mergulha na escrita só depois de teres esquematizado o melhor possível astuas ideias.Coloca algumas questões a ti próprio.Por exemplo:Quais as necessidades do empregador? Que conhecimentos, características e experiência são
 necessários para a função a desempenhar?Quais são os teus objectivos? Estás a candidatar-te a uma função em particular, a tentar conseguir 
 uma entrevista ou apenas a averiguar as oportunidades existentes dentro da empresa?Enumera três a cinco características tuas que podem tornar-se numa mais valia para a empresa.
 Caso estejes a responder a um anúncio em particular, essas características deveriam corresponder aosrequisitos para a função.No caso de estares apenas a tentar uma oportunidade dentro de uma empresa, então pensa quaisserão os talentos, experiências ou conhecimentos que poderão ser valorizados.Como tornar-se a pessoa certa para as funções? Pensa em pelo menos duas características que tu
 tenhas e que sejam necessárias para o desempenho da função ou que possam ser úteis à empresa emparticular.Qual a razão que te leva a querer trabalhar para essa empresa em particular e não outra? O que
 sabes sobre a organização? A cultura da empresa, os objectivos e necessidades, os serviços quepresta, adequam-se aos teus valores?Quando tiveres estruturado estes pontos, considere-te apto para pôr mãos à obra.
Boa Sorte!
Fonte: Adaptado de www.emprego.univeria.pt 
Formadora: Sílvia Ramos3

Activity (53)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Fabio Oliveira liked this
Sara Costa liked this
Daniel Pimenta liked this
Soraiaa Saraiva liked this
Bruno Nunes liked this
Daniel Pimenta liked this
Daniel Pimenta liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->