Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
44Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Dica 29: Sistema LE-Jetronic: Fiat, Ford, Volkswagen

Dica 29: Sistema LE-Jetronic: Fiat, Ford, Volkswagen

Ratings: (0)|Views: 3,798 |Likes:
Published by gilberto barbosa

More info:

Published by: gilberto barbosa on Jan 16, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/04/2012

pdf

text

original

 
Dica 29: Sistema LE-Jetronic: Fiat, Ford, Volkswagen e GM 
12/2001
O sistema Le-Jetronic foi o primeiro sistema de injão eletnica utilizado no Brasil. Nesta edãoconheceremos as principais características desse antigo mas notável sistema.
O sistema de injeção eletrônica Le-Jetronic foi introduzido no Brasil em 1988 com o lançamento pelaVolkswagen do Gol GTI. Posteriormente passou a equipar veículos de outros fabricantes como : Fiat, Ford eGM. O LE-Jetronic é um sistema multiponto - utiliza uma válvula injetora para cada cilindro. No LE-Jetronic amassa de ar admitida pelo motor é calculada pela unidade de comando tendo como principais parâmetros omedidor do fluxo de ar - VAF, o sensor de temperatura do ar - ACT e o sensor de temperatura da água - CTS.Trabalha em malha aberta, ou seja, não utiliza sensor de oxigênio (sonda lambda). É um sistema de injeçãoanalógico. Não "conversa" com aparelhos do tipo SCANNER. Por isso, não possui conector de diagnósticoALDL (conexão entre a UCE e o SCANNER). Seus componentes eletrônicos podem ser revisados somentecom o auxílio de equipamentos como o mulmetro, o analisador de polaridade e o osciloscópio. Estaparticularidade dificulta o diagnóstico de defeitos principalmente nos casos de falhas intermitentes. Os veículosequipados com esse sistema ainda possuem distribuidor. Alguns deles dispensam a utilização dos sistemas deavanço a vácuo e avanço centrífugo, por serem equipados com mais uma unidade de comando (responsávelpelo controle do avanço de ignição) denominada EZK. A unidade EZK controla a lâmpada de manutençãourgente e envia sinal de avanço de ignição para a unidade LE. O controle do primário da bobina é feito por ummódulo eletrônico, interno à unidade LE, denominado módulo TSZ (em alguns veículos como o Gol GTI o TSZ éexterno à Unidade LE). Quando o sistema possui a unidade de comando EZK podem ser acessados códigos dedefeitos através da lâmpada de manutenção - SES; Conforme a dica 1 a seguir :
Dica 1 - Acesso aos códigos de defeitos
Os veículos equipados com unidade de comando EZK possuem auto diagnose. Por isso fornecem os códigosde defeitos, através da lâmpada de manutenção urgente (localizada no painel de instrumentos). Quando aunidade EZK não detecta problemas no sistema, a lâmpada de manutenção se acende ao ser ligada a ignição ese apaga imediatamente quando é dada a partida. Se após a partida a lâmpada de manutenção começar apiscar, será a indicação de problemas, segundo os seguintes códigos:-
Código 02
: Falha no circuito do sensor de temperatura da água – CTS;-
Código 04
: Falha no circuito do sensor de detonação – KS;-
Código 05
: Falha no circuito do sensor de pressão absoluta - MAP (interno à EZK).
 Atenção!! 
 
O código de defeitos, tem a função de facilitar e orientar o diagnóstico. A existência de umdeterminado código, implica na necessidade de se revisar o circuito elétrico apontado e não a simplessubstituição do componente correspondente.
Procedimento de acesso aos códigos defeito:
- Ligar a ignição sem dar partida (a lâmpada de manutenção irá acender);- Dar partida no Motor e mantê-lo acelerado entre 3000 e 4000 RPM por 5 segundos;- Deixar o motor em marcha-lenta. Feito isso a UCE imediatamente emitirá o código de defeito (caso exista)conforme exemplo.
Dica 2 - Tabela de valores operacionais
Rotação de marcha-lenta850 a 950 RPM (com motor aquecido)
Pressão da linha de combustível
2,8 a 3,2Bar (com compensação de vácuo doregulador de pressão desligado)
Resistência elétrica do sensor de temperaturada água - CTS
De 350
a 190
(com o motor aquecido emtemperatura operacional entre 80 e 100ºC)Sinal do interruptor de posição da borboletaAbrindo-se a borboleta a polaridade deve variar depositivo para negativoSinal do sensor de temperatura do ar - ACTEntre 8,50Vdc e 9,50Vdc (em marcha-lenta com omotor aquecido)Sinal do medidor de fluxo de ar - VAFCom a palheta totalmente fechada
1,70VdcCom a palheta totalmente aberta
7,40VdcResistência elétrica das válvulas injetorasEntre 2,00
e 3,00
Resistência elétrica da válvula de ar adicional - VASEntre 35,00
e 70,00
27679836.doc1
 
Sinal do sensor de detonação do motor - KSMenor que 0,050Vac (em marcha-lenta com o motor aquecido)Sinal do sensor de rotação - HALLPulsos que variam proporcionalmente com a rotaçãodo motor 27679836.doc2

Activity (44)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Ricardo Luiz Varani Jr. added this note
muito bom
Muito bom mesmo, gostei.
Gustavo Pagliuso liked this
Sales Junior liked this
Remo Carvalho liked this
Jessika Teodorio liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->