Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
18Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
PRINCÍPIOS EDUCATIVOS EM CRECHE

PRINCÍPIOS EDUCATIVOS EM CRECHE

Ratings: (0)|Views: 1,880|Likes:
Published by Educadora Filipa

More info:

Published by: Educadora Filipa on Jan 28, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/28/2015

pdf

text

original

 
A creche, numa fusão constante de cuidados e educação, podepromover experiências na vida da criança, desenvolvendo efacilitando a sua aprendizagem através das interacções com omundo físico e social.Na creche o principal não são as actividades planeadas, ainda queadequadas, mas sim as rotinas e os tempos de actividades livres.As crianças muito pequenas não se desenvolvem bem emambientes “escolarizados”, onde realizam actividades em grupodirigidas por um adulto, mas em contextos calorosos e atentos àssuas necessidades individuais.Os bebés e as crianças muito pequenas precisam de atenção àssuas necessidades físicas e psicológicas; uma relação com alguémem quem confiem; um ambiente seguro, saudável e adequado aodesenvolvimento; oportunidades para interagirem com outrascrianças; liberdade para explorarem utilizando todos os seussentidos.
Princípio 1 – envolver as crianças nas coisas que lhes dizemrespeito
A criança e o adulto devem estar totalmente presentes e envolvidosnuma mesma tarefa – o principal objectivo da educadora é demanter a criança envolvida na interacção (por exemplo: muda defraldas, vestir, despir, … são tempos educativos).
Princípio 2 – Investir em tempos de qualidade procurando-seestar completamente disponível para as crianças
O tempo de qualidade constrói-se numa rotina diária. A educadoradeve estar totalmente presente, atenta ao que se passa,valorizando o tempo que está junto da criança.
Princípio 3 – aprender a não subestimar as formas decomunicação únicas de cada criança e ensinar-lhe as suas
Durante a interacção a educadora deve articular actos compalavras.
Princípio 4 – Investir tempo e energia para construir umapessoa “total”
Deve-se trabalhar simultaneamente o desenvolvimento físico,
 
emocional, social e cognitivo.São o dia-a-dia, as relações, as experiências, as mudas de fraldas,as refeições, o treino do controlo dos esfíncteres, o jogo, … quecontribuem para o desenvolvimento intelectual. Estas mesmasexperiências ajudam a criança a crescer física, social eemocionalmente.
Princípio 5 – Respeitar as crianças enquanto pessoas de valor e ajudá-las a reconhecer e a lidar com os seus sentimentos
A educadora deve respeitar a criança, respeitando os sentimentosda criança e o direito de ela os expressar. A educadora deve dar apoio sem exagerar e estar disponível.
Princípio 6 - Ser verdadeiro nos nossos sentimentosrelativamente às crianças
A educadora deve verbalizar os seus sentimentos e ligá-losclaramente com a situação e impedir a criança de continuar a fazer o que provocou esses sentimentos.Não se deve culpabilizar a criança como causa do nosso mal-estar  – a criança não é “má”, certos comportamentos é que sãoinaceitáveis.
Princípio 7 – Modelar os comportamentos que se pretendeensinar 
A educadora deve funcionar como modelo de comportamentosaceitáveis tanto para crianças como para adultos dando exemplosde cooperação, respeito, autenticidade e comunicação.Quando a situação envolve agressividade, a educadora devemodelar com gentileza o comportamento que pretende ensinar:
O agressor necessita de ser controlado com gentileza – não sedeve julgar 
A vítima necessita de ser tratada com empatia (compreender asua perturbação) – simpatia e grande quantidade de atençãopodem recompensar as vítimas (aprendem que ao serem vítimasrecebem amor e atenção do adulto)
Princípio 8 – Reconhecer os problemas como oportunidades deaprendizagem e deixar as crianças tentarem resolver as suaspróprias dificuldades
A educadora deve deixar os bebés e as crianças lidar com os seusproblemas na medida das suas possibilidades – deve dar tempo eliberdade para resolver problemas.
Principio 9 – Construir segurança ensinando a confiança

Activity (18)

You've already reviewed this. Edit your review.
Sara Alegria liked this
1 thousand reads
1 hundred reads
Sandra Brites liked this
Janete Silva liked this
Gentil Manuel Xavier added this note
eide rever
Susana Jorge liked this
Andrea Patapoff liked this
Andrea Patapoff liked this
Sara Alegria liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->