Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
56Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Simbologia Instrumentação

Simbologia Instrumentação

Ratings: (0)|Views: 15,561|Likes:
Published by carloswliotto

More info:

Categories:Types, Brochures
Published by: carloswliotto on Jan 28, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

08/12/2013

pdf

text

original

 
2
Símbolos e Identificação
Introdução
A simbologia de instrumentaçãoanalógica e digital, compartilhada eintegral, distribuída e centralizada sebaseia nas seguintes normas americanas(geralmente traduzidas para o português) :1.ISA S5.1,
Instrumentation Symbolsand Identification,
19842.ISA S5.3,
Graphic Symbols for Distributed Control/Shared Display Instrumentation, Logic and Computer Systems
, 1983
Aplicações
Os símbolos de instrumentação sãoencontrados principalmente em1.fluxogramas de processo e deengenharia,2.desenhos de detalhamento deinstrumentação instalação,diagramas de ligação, plantas delocalização, diagramas lógicos decontrole, listagem de instrumentos,3.painéis sinópticos e semigráficos nasala de controle,4.diagramas de telas de vídeo deestações de controle.
Geral
Cada instrumento ou função a ser identificada é designado por um conjuntoalfanumérico ou número de tag. A parte deidentificação da malha correspondente aonúmero é comum a todos os instrumentosda mesma malha. O tag pode ainda ter sufixo para completar a identificação.
Número de tag típico
TIC 103
Identificação do instrumento ou tagdo instrumento
T 103
Identificação da malha (malha detemperatura, número 103)
TIC
Identificação funcional Controlador Indicador de temperatura
T
Primeira letra (variável da malha)
IC
Letras subsequentes (função doinstrumento na malhaO número da malha do instrumento podeincluir o código da informação da área .Por exemplo, o TIC 500-103, TIC 500-104,aos dois controladores indicadores detemperatura, ambos da área 500 e osnúmeros seqüenciais são 103 e 104.
Identificação funcional
A identificação funcional do instrumentoou seu equivalente funcional consiste deletras da Tab. 1 e inclui uma primeira letra,que é a variável do processo medida ou deinicialização. A primeira letra pode ter ummodificador opcional. Por exemplo, PT é otransmissor de pressão e PDT é otransmissor de pressão diferencial.A identificação funcional do instrumentoé feita de acordo com sua função e não desua construção.
Identificação da malha
A identificação da malha geralmente éfeita por um número, colocado ao final daidentificação funcional do instrumentoassociado a uma variável de processo. Anumeração pode ser serial ou paralela.Numeração paralela começa de 0 ou paracada variável, TIC-100, FIC-100, LIC-100 eAI-100. Numeração serial usa uma únicaseqüência de números, de modo que se2.1
 
tem TIC-100, FIC-101, LIC-102 e AI-103. Anumeração pode começar de 1 ouqualquer outro número conveniente, como101, 1001, 1201.Quando a malha tem mais uminstrumento com a mesma função,geralmente a função de condicionamento,deve-se usar apêndice ou sufixo aonúmero. Por exemplo, se a mesma malhade vazão tem um extrator de raiz quadradae um transdutor corrente para pneumático,o primeiro pode ser FY-101-A e o segundoFY-101-B. Quando se tem um registrador multiponto, com n pontos, é comumnumerar as malhas como TE-18-1, TE-18-2, TE-18-3 até TE-18-n.Quando um registrador tem penasdedicadas para vazão, pressão,temperatura, seu tag pode ser FR-2, PR-5e TR-13. Se ele registra três temperaturasdiferentes, seu tag pode ser TR-7/8/9.Acessórios de instrumentos, comomedidores de purga, regulador de pressão,pote de selagem e poço de temperatura,que às vezes nem é mostradoexplicitamente no diagrama, precisam ser identificados e ter um tag, de acordo comsua função e deve ter o mesmo número damalha onde é utilizado. Esta identificaçãonão implica que o acessório deva ser representado no diagrama. Também podeusar o mesmo tag da malha e colocando-se a palavra de sua função, como SELO,POÇO, FLANGE, PURGA. Há acessórioque possui letra correspondente, como Wpara poço termal.Pode haver diferenças de detalhes deidentificação. Por exemplo, para a malha301 de controle de temperatura, pode-seter a seguinte identificação:
TE-301
sensor de temperatura
TT – 301
transmissor de temperatura
TIC-301
controlador de temperatura
TCV-301
válvula controladora (ou decontrole) de temperaturaPorém, há quem prefira e use:
TIC-301-E
sensor de temperatura
TIC – 301-T
transmissor de temperatura
TIC-301-C
controlador de temperatura
TIC-301-V
válvula controladora (ou decontrole) de temperaturaTambém é possível encontrar emdiagramas o tag de
TIC
ou
TC
para ocontrolador de temperatura. Comopraticamente todo controlador é tambémindicador, é comum simplificar e usar 
TC
.Alguns projetistas usam pequenasdiferenças de tag para distinguir válvulasauto controladas (reguladoras) de válvulasconvencionais que recebem o sinal docontrolador. Assim, a válvula autocontrolada de temperatura tem tag de
TCV
e a válvula convencional de
TV
.
Simbologia de Instrumentos
A normalização dos símbolos eidentificações dos instrumentos demedição e controle do processo, que incluisímbolos e códigos alfa numéricos, tornapossível e mais eficiente a comunicação dopessoal envolvido nas diferentes áreas deuma planta manutenção, operação, projetoe processo. Mesmo os não especialistasem instrumentação devem saber aidentificação dos instrumentos.
Parâmetros do Símbolo
A simbologia correta da instrumentaçãodeve conter os seguintes parâmetros1.identificão das linhas deinterligação dos instrumentos, p.ex.., eletrônica física , eletrônica por configuração, pneumática.2.determinação do local de instalaçãodos instrumentos, acessível ou nãoacessível ao operador de processo.3.filosofia da instrumentação, quantoao instrumento ser dedicado a cadamalha ou compartilhado por umconjunto de malhas de processo4.identificação (tag) do instrumento,envolvendo a variável do processo,a função do instrumento e o numeroda malha do processo.5.outras informações adicionais.2.2
 
Tab. 1.2.1. Válvulas de controle
Válvula de controlecom atuador pneumáticoVálvula atuada por cilindro (ação dupla)Válvula autoregulada oureguladoraReguladora comtomada de pressãoexternaReguladora de vazãoautocontidaVálvula solenóidecom três vias comresetAtuada por diafragma compressão balanceadaVálvula com atuador a diafragma eposicionador Ação da válvulaFC – Falha fechadaFO – Falha abertaVálvula de controlecom atuador manual
Tab. 1.2.2. Válvulas manuais
(*)
Válvula gaveta
(*) Pode seracoplado atuadorao corpo
(*)
Válvula globoVálvula retençãoVálvula plugVálvula controlemanual
(*)
Válvula esfera
(*)
Válvula borboleta oudamper Válvula de retençãoe bloqueioVálvula de
blowdown
(*)
Válvula diafragma
(*)
Válvula ângulo
(*)
Válvula três viasVálvula quatro viasCorpo de válvulaisoladoVálvula agulhaOutras válvulas comabreviatura sob ocorpo
2.3
 
SRFO ou FCIhVNVTSO

Activity (56)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
ivankn9376 liked this
Wesley Passos liked this
dubequimao liked this
Joao Silva liked this
Fabiana Alves liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->