Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
16Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
dr3.migraçao forçada

dr3.migraçao forçada

Ratings: (0)|Views: 2,935 |Likes:
Published by formiga_noite8275

More info:

Published by: formiga_noite8275 on Jan 29, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/07/2013

pdf

text

original

 
Migração
forçada é o nome que se costuma atribuir ao refugiado que éuma pessoa que, receando com razão ser perseguida em virtude da suaetnia, religião, nacionalidade, filiação em certo grupo social ou das suasopiniões políticas, se encontra fora do seu país. Ninguém gosta de ser umrefugiado nem escolhe sê-lo. Ser um refugiado significa muito mais do queser apenas um estrangeiro. Significa viver no exílio e depender comfrequência dos outros para satisfazer as suas necessidades básicas dealimentos, vestuário e abrigo. As pessoas convertem-se em refugiadosquando um ou mais dos seusdireitos humanos fundamentaisé violado. Muitas são vítimas daguerra ou de perseguiçãopotica, religiosa ou de outrotipo. No caos inicial da fuga eda busca de segurança noutropaís, a maior parte das vítimasperde praticamente todos osdireitos e bens materiais queconstituem a pedra angular dequalquer sociedade civilizada –as suas casas, os seus haverespessoais, a frequência daescola e os cuidados de saúde, os familiares mais próximos e, por vezes, atéa própria identidade. As mulheres refugiadas e os seus filhos, juntamentecom as pessoas idosas, são os mais vulneráveis.
 
Com
base em estatísticas dramáticas, para o nosso mundo aqui ficamalguns meros de movimentões em massa de população que poralguma razão se viu obrigada a abandonar o seu país (contudo tambémexistem migrações dentro do próprio pais).
Estatísticas Fundamentais
• No total, cerca de 50 milhões de pessoas no mundo inteiro poderiam serdescritas como vítimas de deslocação forçada.• Cerca de 14 milhões de pessoas são refugiados no sentido convencionalda palavra: pessoas que deixaram o seu próprio país para fugir daperseguição, de um conflito armado ou da violência. A este númeropode somar-se o grande mero de pessoas deslocadas que orecebem qualquer tipo de protecção ou assistência internacional, amaioria das quais permanece dentro das fronteiras do seu próprio país.• Quase dois terços dos refugiados do mundo se encontram no MédioOriente e em África. Embora os fluxos de refugiados se encontremespalhados pelo mundo, uns quantos países são a sua principal fonte.Metade do total de refugiados é palestinos e pessoas procedentes doAfeganistão e do Iraque. A lista das 10 principais fontes de refugiados incluitambém a Serra Leoa, a Somália, o Sudão, a Jugoslávia, Angola, a Croácia ea Eritreia
As migrações
também nos referem casos trágicos de pessoas que lutampela sua sobrevivência. Estes fazem o possível e o impossível para fugir aum trágico destino, contudo nem todos chegam às terras prometidas.Seguem duas notícias referentes a esta luta pela sobrevivência:“124 Imigrantes clandestinos foram encontrados, na manhã desta sexta-feira, numa praia da Córsega.Nenhuma embarcação foi descoberta junto ao local, mas as autoridadessuspeitam que um barco tenha depositado as pessoas na praia deParagnano, perto de Bonifácio, no sul da ilha.O grupo inclui 38 crianças e 29 mulheres, cinco das quais grávidas. Algunsdizem ser provenientes da Síria, do Iraque e da Tunísia. Mas poucos falaminglês e só a chegada de tradutores poderá esclarecer o que aconteceu. Porenquanto, o grupoestá num ginásio, onde é assistido por médicos e associações.As autoridades iniciaram uma operação de buscas, para verificar se não háoutros refugiados deixados noutros locais ou em embarcações. O dispositivoconta com um avião Falcon 50 da marinha francesa, dois helicópteros ealguns navios.”
 
“Naufrágio de embarcações clandestinas provoca mortede 21 pessoas
·
Hoje às 06:31·Pelo menos 21 pessoas perderam a vida depois do afundamento de doisbarcos com clandestinos que tentavam chegar a Itália. As autoridades líbiasdizem ter resgatado 23 pessoas de uma destas embarcões, masdesconhecem o que aconteceu a muitas outras. Pelo menos 21 pessoas morreram na sequência do afundamento de doisbarcos de emigrantes ilegais que tentavam aportar em território italianovindos da Líbia nos últimos dois dias, indicaram as autoridades líbias. Segundo estas autoridades, os 21 cadáveres foram recuperados após umbarco que transportava 253 pessoas, tendo outras 23 pessoas sido salvasde um segundo barco, não se sabendo o que terá acontecido com outras342 pessoas que estavam a bordo desta segunda embarcação.Entre os clandestinos nestas duas embarcações estavam pessoas de váriospaíses do norte de África bem como subsarianos, incluindo 10 cidadãos doEgipto, confirmou um ministério egípcio dos Negócios Estrangeiros.Em Fevereiro, a Líbia, país que acolhe muitas pessoas que tentam partirdeste país rumo à Europa, assinou um acordo com as autoridades italianaspara reforçar os esforços para minorar a emigração ilegal para o sul doVelho Continente.”
Um
caso bem recente de migração forçada na nossa sociedade, é o facto deum desastre natural que ocorreu no Haiti, um sismo que destruiu por

Activity (16)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Brenda Monteiro liked this
Beatriz Martins liked this
Dany Gomes liked this
Mariana Santos liked this
Bento Paim liked this
Woori Go liked this
marionothing liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->