Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
13Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Sistema Financeiro Nacional Definição - Conjunto De

Sistema Financeiro Nacional Definição - Conjunto De

Ratings: (0)|Views: 7,434|Likes:
Published by nefertihelen

More info:

Published by: nefertihelen on Jan 30, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See More
See less

05/25/2013

pdf

text

original

 
SISTEMA FINANCEIRO NACIONAL
Definição - Conjunto de instituições criadas paramanter o fluxo de recursos contínuo entrepoupadores e investidores, coibindo o abuso emantendo a confiança na moeda.
 ORIGENS
Lei 4.357/ 64 - Correção Monetária - indexação dedébitos fiscais e criação de títulos federais p/ORTNLei 4.380/64 - Criado BNH (gestor da poupança efomento de casas e urbanismo)Lei 4595/64 - Criado o CMN e o Bacen, bem comonormas do sistema financeiro.Lei 4728/65 - Normas p/ um sistema deinvestimentos e de crédito ao desenvolvimento.Lei 6385/76 - Criação da CVM, regulamentação efiscalização dos valores mobiliários (antes Bacen)Lei 6404/76 - Lei das S.A - regras aplicáveis às S.Ae sua estrutura societária, estatutária e legal.
ESTRUTURA
 Crédito de curto/ curtíssimo prazo - Bancoscomerciais e Múltiplos, Caixas econômicas,Cooperativas Crédito.Crédito de médio/ longo prazo - Bancos deinvestimentos, de desenvolvimento e Múltiplos,Caixas EconômicasCrédito ao consumidor - Sociedade de Crédito,Financiamento e Investimento (Financeiras) eBancos MúltiplosCrédito habitacional - Caixas Econômicas,Associações de Poupança e Empréstimo, CiaHipotecárias, Sociedades de Crédito. Imobiliário,Bancos Múltiplos.Intermediação de títulos e valores mobiliários -Corretoras e DTVMs, Bancos de Investimento eMúltiplos.Arrendamento mercantil - Sociedades deArrendamento Mercantil e Bancos Múltiplos.Outras: Seguradoras, Companhias deCapitalização, Entidades Previdência Privada,Factorings e Consórcios.
ÓRGÃOS REGULADORES (NORMATIVOS)CMN
Composição: Ministro MF (Pres.), Ministro doMPOG, e Pres.BACEN
Reuniões: 1 p/ mês e extra (convocação do MF)
Por maioria de votos (voto de qualidade do MF)
MF - prerrogativa de deliberar ad referendum(urgência e relevante interesse) submetendo adecisão na 1 reunião pós.
Atos normativos - resoluções / deliberações
Atribuições:
Adaptar meios de pagamento `a economia
Regular moeda (int/ext) e equilíbrio no BP.
Orientar recursos das IF.
Aperfeiçoar IF e instrumentos financeiros
Zelar p/ liquidez e solvência das IF
Coordenar políticas (Monet Cred. Orçam. Fiscal
e Dívida Publica)
Diretrizes/ normas da política cambial
Disciplinar crédito e operações
Regular a constit. funcion. fiscaliz, penalid doagentes financeiros
Normas gerais de contabilidade/estatística p/ IF
Determinar recolhimentos compulsórios / encaixes das IF (função tb do Bacen)
Disciplinar as bolsas e corretores.
CRSFN
 
(Conselho de Recursos do SFN)
Julgar recursos de penalidades adm. doBACEN e CVM (2ª e última instância)
8 Conselheiros (ind.MF) p/ 2 anos (recond1vez), sendo: MF (1), Bacen (1), CEF (1), CVM(1) e 4 de entidades/ classe (Merc.Fin.Cap) (porela indicados em lista tríplice).
1 PFN (observância de leis, normas, etc)
BACEN
Controle da oferta de moeda e crédito (políticamonetária e cambial)
Originou-se da SUMOC (controlava o mercadomonetário e preparava a organização do Bacen)
Sede: Brasília - Repres. Belém, BH, Curitiba,Fortaleza, POA, Recife, RJ, Salvador e SP.
Atribuições
Emitir moeda (papel e metálica)
Serviços do meio circulante
Determinar % recolhimentos compulsórios
Receber os depósitos voluntários à vista das IF
Realizar redesconto e empréstimos às IF
Controlar capitais estrangeiros
Ser depositário (reservas de ouro, moedaestrangeira e direitos especiais de saque)
Fiscalizar IF e aplicar penalidades.
Autorizar IF a funcionar no país, instalar/ transferir sedes (inclusive ext), ser transferida.fundida, incorporada cindida ou encampadas,praticar câmbio, crédito rural, venda de títulospúblicos e de crédito/ mobiliários, ações,debêntures, letras hipotecárias.
Alterar estatutos
Estabelecer condições p/posse na adm de IF eexercício em órgãos consultivos, fiscais, etc(segundo normas da CMN)
Compra e venda de títulos públicos federais(política monetária)
Entender-se com IF estrangeiras/ internacionais
Regular compensação (cheques e papéis)
Vigiar mercado financeiro e de capitais(empresas e suas interferências)
 
Atos normativos
Circular (decisões do CMN ou diretoria) - ass.1ou + membros. Assuntos interesse geral e SFN
Carta-Circular (instruções) ass. p/chefe daunidade - interesse SFN
Comunicado - esclarecimentos diversos (ass.Chefe da Unidade) interesse geral.
Comunicado-conjunto - regulamento, instruçãoou esclarecimentos da diretoria do Bacen c/ órgãos (ass. p/ 1 ou + da diretoria e do órgão)
CVM
Regular, controlar, disciplinar os VM eatividades do mercado de capitais
Atribuições:
Disciplinar, fiscalizar nos VM: emissãodistribuição, negociação, intermediação,administração de carteiras, custódia, serviçosde consultor e analista.
Disciplinar e fiscalizar organização efuncionamento da bolsa e auditoria das Ciasabertas.
Regulamentar matérias de VM e das S.A (leis)
Administrar registros de VM
Fixar limites máximos (preços/comissões deintermediários)
Fiscalizar as Cias abertas (e com prioridade asque não pagam dividendos)
Suspender negócios mobiliários
Decretar recesso da Bolsa
Informar e orientar os participantes
Registro p/negociação (bolsa e balcão)
ESPÉCIES DE INSTITUIÇÕESINSTITUIÇÕ
 
ES FINANCEIRAS BANCARIAS (OUMONETARIAS)BANCOS COMERCIAIS
Operações de curto e médio prazos
Capital de giro p/ comércio, indústria, serviços,PF, crédito rural.
Operações ativas, passivas, especiais,acessórias e de prestação de serviços.
Operações ativas
Desconto de títulos
Crédito, simples e em conta-corrente
Crédito rural
Empréstimo p/ capital de giro
Repasses e refinanciamentos
Aplicação em títulos e valores mobiliários
Depósitos interfinanceiros
Operações passivas
Depósitos a vista
Depósitos a prazo
Obrigações no país e exterior (repasses erefinanciamentos)
Emissão de Certificados de Depósitosinterfinanceiros(CDI).
Operações especiais:
operações de câmbio
custódia de títulos e valores
fianças e outras garantias
operações compromissadas (operações demercado aberto ou
open market)
compra e venda no mercado físico de ouro;
administração de fundos de investimento.
Operações acessórias
(atendimento departiculares, governo, empresas estatais/ privadas)
ordens de pagamento e transferência defundos;
cheques de viagem;
cobrança;
serviços de correspondente;
recebimentos e pagamentos de terceiros;
saneamento do meio circulante e fornecimentode troco;
intermediação em títulos federais em leilões;
serviços de câmbio e comércio internacional;
Prestação de serviços (convênios)
recebimento de tributos, FGTS, INSS, PIS,seguro, água, energia, gás e telefone;
pagamento de FGTS, INSS, PIS e segurados
serviços a outras IF e à empresas de atividadescomplementares ou subsidiárias, cartão decrédito, administração de bens eprocessamento de dados;
outros serviços vinculados à arrecadação e aopagamento de interesse público.
COOPERATIVAS DE CRÉDITO
Instituições financeiras privadas epersonalidade jurídica própria
Crédito e serviços a associados
Sociedade de pessoas de natureza civil
Classificação:
singulares: mínimo de 20 cooperados
cooperativas centrais ou federações decooperativas: mínimo de 3 cooperativassingulares
confederação de cooperativas: mínimo de 3cooperativas centrais.
Objetivo ou natureza
Economia e crédito mútuo - PFs com profissãoou atividades comuns ou vinculadas àdeterminada entidade ou PJs (micro e pequenaempresa) com atividades correlatas às PFs, ouainda, sem fins lucrativos com sócios noquadro.
Luzzati ou popular - cotas de pequeno valor eatuação municipal. Vedadas atualmente.
Crédito rural - PFs que desenvolvam atividadesagrícolas, pecuárias ou extrativas, captura etransformação do pescado e, excep-cionalmente, por PJs exclusivas que exerçamas mesmas atividades.
 
Capital social
Cotas-partes e nenhum associado podesubscrever + 1/3 do capital social.
Operações ativas
Desconto de títulos
Abertura de crédito, simples e em conta-corrente
Empréstimos para capital de giro
Crédito rural
Repasses e refinanciamentos
Operações passivas
Depósitos a vista
Depósitos a prazo fixo
Obrigações contraídas junto à instituiçõesfinanceiras
Operações acessórias
Cobrança de títulos
Recebimentos e pagamentos (conveniados)
Correspondente e a custódia.
INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS NÃO BANCARIAS(OU NÃ
 
O MONETARIAS)BANCO DE INVESTIMENTO
Operações de médio e longo prazos
Ativas
Financiamento de capital fixo
Financiamento de capital de giro
Repasse de empréstimos externos
Repasse de recursos oficiais
Arrendamento mercantil
(Iease back)
Aquisição de direitos creditórios
Subscrição ou
 
aquisição de Títulos e ValoresMobiliários
Crédito rural
Depósitos inter-financeiros
Passivas
Depósitos a prazo
Empréstimos externos
Empréstimos no país, oriundos de recursos deinstituições financeiras oficiais
Emissão de Certificados de Depósitos inter-financeiros (CDI)
 Especiais
administração de fundos de investimento
distribuição, intermediação ou colocação nomercado de títulos e VM
operações compromissadas
concessão de fiança e aval
operações de câmbio
compra e venda no mercado físico de ouro.
BANCOS DE DESENVOLVIMENTO (BD)
Instituições financeiras estaduais
Operações de médio e longo prazos (recursospara projetos e programas p/ desenvolvimentoeconômico e social do estado)
Operações ativas
Financiamento de capital fixo
Financiamento de capital de giro
Aquisição de direitos creditórios
Repasse de empréstimos externos
Repasse de recursos oficiais
Arrendamento mercantil
(Iease back)
Crédito rural
Depósitos inter-financeiros
Operações passivas
Depósitos a prazo
Operações de repasse/contribuições do setorpúblico
Empréstimos externos
Empréstimos no país, oriuiidos de recursos deinstituições financeiras oficiiis
Emissão de Certificados de Depósitoslnterfinanceiros (CDI)
SOCIEDADES DE ARRENDAMENTOMERCANTIL (LEASING)
 
Recursos de empréstimos contraídos no exterior;emissão de debêntures; instituições financeirasoficiais, destinados a repasses dentro deprogramas específicos; cessão de direitoscreditórios de contratos de arrendamento mercantil;cessão de contratos de arrendamento mercantil eemissão de CDI. Aplicação das disponibilidades emtítulos da dívida pública e CDI.
Operações ativas
arrendamento mercantil (bens móveisnacionais ou estrangeiros, imóveis adquiridospela arrendadora, para uso da arrendatária naatividade econômica.
Contratos de arrendamento mercantil
Dados mínimos obrigatórios:
descrição dos bens objeto do contrato, comtodas características para identificação;
prazo de arrendamento;
valor das contraprestações ou fórmula decálculo, e critério de reajuste;
condições de exercício, por parte daarrendatária, do direito de optar depois doprazo de arrendamento, pela renovação docontrato, devolução ou aquisição dos bens ar-rendados.
Operações
prazo mínimo de 2 anos (bens c/ vida útil = ou< 5 anos;
3 (três) anos, para o arrendamento de outrosbens.

Activity (13)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Josi Thayane liked this
Avelino Zimila liked this
Rhuan Gomes liked this
Bruna P de Souza liked this
André Paz liked this
Nara Castro liked this
Antonia Araujo liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->