Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
40Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Perfil Psicografico - Estilo de Vida

Perfil Psicografico - Estilo de Vida

Ratings: (0)|Views: 6,670 |Likes:
Published by Rodolfo Nakamura
Texto sobre perfil psicográfico publicado no jornal O Estado de São Paulo.
Texto sobre perfil psicográfico publicado no jornal O Estado de São Paulo.

More info:

Published by: Rodolfo Nakamura on Feb 04, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/12/2013

pdf

text

original

 
Matéria O ESTADO DE SÃO PAULO, 05 de março de 2006. Caderno Metrópole, Página 01 e página 04.Estilo de vida. Qual é o seu perfil?Esperançoso? Inconformado? Realizador? Estudo de valores e atitudes é revisto em curso inédito de pós-graduação
Luciana Garbin
Sabe essas pessoas que adoram dizer que em seu tempo tudo era melhor? E as que só pensam emtrabalhar? Ou adoram aparecer? Todas têm algo em comum: encaixam-se em um (ou mais) dos perfispsicográficos, ferramentas de estudo do comportamento que valem ouro no mercado publicitário. Elesacabam de ser revistos, como parte de um curso de pós-graduação inédito no País.A base dos perfis é um estudo sobre valores e estilos de vida que o americano Arnold Mitchell apresentounos anos 80 - Vals (Values and Life Styles). O trabalho ganhou versões no mundo todo. A que serámostrada no curso Ciências do Consumo Aplicadas, que a Escola Superior de Propaganda e Marketing(ESPM) começa na terça-feira, foi assinada pelo coordenador Mario René Schweriner. Tem nove grupos:Esperançosos, Inconformados, Batalhadores, Afiliados, Emuladores, Realizadores, Inquietos, Vivenciais eSocietais. Além deles, há os Miseráveis, que ficam fora da classificação por não fazerem parte domercado.Conhecer valores e estilos de vida é uma ferramenta básica para compreender o comportamentohumano. E isso envolve do lugar onde se vive ao da happy hour. "Há bairros que concentramdeterminados perfis. Na Vila Madalena, estão inquietos, vivenciais e societais. Moema, Tatuapé, Mooca,Vila Mariana, Aclimação e Santana concentram afiliados. Emulador sonha com prédio ou casa de fachadachamativa nos Jardins ou Itaim. Realizador prefere Morumbi e condomínio fechado", diz Schweriner. Equando o assunto é bebida, por exemplo? "Emulador, sem dúvida, vai pedir prosecco; realizador, uísque12 anos; e afiliado, vinho alemão de garrafa azul."Mas sempre se pode mudar de um perfil para outro. Que o diga o italiano Giuseppe Lilli, de 39 anos. Atéos 20, diz, vivia sem muitos questionamentos existenciais em Roma. Como um bom afiliado. Até que ocontato com outras culturas o fez trocar Economia por Astrologia e Fitoterapia. Há dez anos em SãoPaulo, ele hoje é um dos responsáveis pelo Spa Terra Dourada, cuja proposta - "utópica, mas nãoimpossível" - é "dar significado mais nobre à existência humana". "O que me trouxe aqui foi a vontade deviver a vida mais profundamente", diz. Quer coisa mais vivencial que isso?Perfil misto? Relaxe, é naturalÉ raro achar quem se encaixe num só padrão; classificação pode variar do ambiente doméstico para oprofissional
Luciana Garbin
Pode olhar por aí. Com um pouco de atenção, é fácil identificar quem se encaixa num determinado perfil:algumas pessoas quase completamente, outras menos. Especialistas dizem que é difícil quantificar osgrupos, mas têm suas certezas. Uma delas é a de que o mundo está cheio de afiliados. Gente como asimpática dona de casa Dirce Estevale Macrini, que acha que antigamente tudo era diferente. "As famíliaseram mais unidas, os filhos tinham mais consideração pelos pais. Hoje é tudo livre, bagunçado, pais sãobobos dos filhos, liberou geral", lamenta.Os especialistas sabem também que societais, como o artista plástico Eduardo Valarelli, de 43 anos,ainda são minoria. Embora façam diferença na sociedade. Após 25 dias internado num hospital público,ele decidiu em 1996 usar a arte para humanizar o atendimento. E criou o Projeto Carmim. Com a ajuda devoluntários, já deu 30 mil aulas em oito hospitais da cidade e montou uma escola de capacitação de jovens e adultos. "Sempre me preocupei em ver e valorizar o lado positivo do ser humano,independentemente de ser doente, travesti ou presidiário", explica. E de onde veio tal perfil? "Acho que eunasci com isso."Opinião semelhante à de Adrian Ursilli, de 35 anos, diretor comercial de uma empresa italiana. "Isso aquiparece meu horóscopo", diz, referindo-se ao perfil de realizador. Filho de microempresário e hoteleira,sempre teve afinidade com planejamento. Na escola, ganhava elogios pela organização da lancheira; na
 
5ª série, decidiu cursar Administração. Seu sonho? Ser presidente de uma grande empresa. Depreferência, "dentro de 15 anos, no máximo".Esse é o mesmo tempo que Maria Angela Mota, de 44 anos, levará para quitar o financiamento doapartamento. O imóvel, na zona sul, é o prêmio por uma vida de luta. Mãe de três filhos, ela é abatalhadora típica. Aos 10 anos, já cuidava do bebê da vizinha em troca de um dinheirinho. Aos 12, viroudoméstica; aos 14, operária de fábrica. Mais tarde, foi inspetora de alunos, professora de ginástica e, denovo, doméstica. Sempre atrás de cursos gratuitos, aprendeu a trabalhar com crianças, idosos edeficientes. Hoje cuida de uma mulher idosa e é massagista. "Sempre tive muita ambição e garra. Vim defamília muito pobre, mas desde criança pensava: um dia ainda vou ser alguém, estudar, trabalhar honestamente."Mudanças na vida são muitas vezes acompanhadas de mudanças de perfil. O coordenador de curso daESPM Mario Rene Schweriner diz, por exemplo, que, ao ganhar dinheiro, um batalhador tem grandeschances de se tornar afiliado. E é fácil alguém ter diferentes estilos de vida, conforme o ambiente. Podeser realizador na empresa e afiliado em casa. "Os perfis são de certa forma universais, mas é raro achar tipos puros. É como signo e ascendente na astrologia", explica.Essa mescla pode ser até saudável. "Ser intensa e exageradamente puro pode significar problemasemocionais", alerta o psicoterapeuta Marco Antonio de Tommaso. "Um contestador com comportamentoexacerbado pode ser bem impopular."
MIGRAÇÃO
Quem migra pode manter características de um perfil e outro. Que o diga o cantor gospel Antonio Oliveira,de 37 anos. Ao conhecer os grupos, disse encaixar-se entre os esperançosos. "Fé tenho demais e, depoisde Deus, primo muito minha família." Mas ele também tem muito dos batalhadores. Estudou até a 5ª sériee, desde a roça de cana em Vitória de Santo Antão (PE), sonhava em cantar em São Paulo. Fiel daAssembléia de Deus, casado há 17 anos, pai de três filhos e morador da Penha, zona leste, tem hojequatro discos gravados. "Creio no prover de Deus, mas também cabe a nós correr atrás."Existem ainda os que parecem, mas garantem que não são. Como a arquiteta e consultora de arte MariaAmália Schmidt de Oliveira, de 51 anos. Amiga de dasluzetes, a especialista em tapeçaria antiga vive embons restaurantes, colunas sociais, ambientes badalados. À primeira vista, parece uma emuladora. Masacha o rótulo preconceituoso. "Por trás de tudo tem muito trabalho. Quando você trabalha com coisas dealtíssimo nível, vestir grife é conseqüência", argumenta. "Vou a tudo quanto é lugar e gosto de aparecer,no sentido de divulgar meu trabalho. Compro coisas boas pela qualidade, mas nunca fui perua decomprar coleção inteira."
CAMPANHAS
Puros ou misturados, os perfis são a bola da vez do mercado publicitário. Sobretudo porque, desde quese tenha um mínimo de renda, valores e estilo de vida podem pesar mais que dinheiro na hora dacompra. "Exemplo clássico é o do vendedor: não se pode medir potencial do cliente pela roupa", diz osociólogo, pesquisador e professor da ESPM Fábio Mariano.Gerente de Inteligência de Mercado e Planejamento da agência Y&R, César Ortiz diz que se podesegmentar público geograficamente, demograficamente (por sexo, idade e classe social) e por perfilpsicográfico, o que ele considera uma evolução. "Em mercados competitivos, como o de cervejas, fala-seem estilo." Os perfis servem também para outras áreas? "Claro. São perfeitos, por exemplo, para umpolítico que quer adaptar seu programa para atingir determinado tipo de eleitor."Descubra seu perfil
ESPERANÇOSOS
Palavras-chave: fé, resignação.Características: É o mais conservador de todos os grupos e pouco afeito a mudanças. Religião, família elar dominam seu universo - provavelmente nesta ordem. São os grandes defensores da ordem, dasautoridades e das instituições. Comum entre pessoas mais velhas e de baixa escolaridade.Predominam: funcionários públicos, professoras primárias, costureiras, alfaiates, marceneiros, barbeiros,zeladores, cozinheiras.
 
INCONFORMADOS
Palavras-chave: revolta,marginalização, desconfiança.Características: Desconfiam do sistema e têm valores que apontam para a ruptura. Dedicam-se menos àfamília que pessoas de outros perfis e buscam parâmetros no grupo de referência (ídolos musicais,esporte, TV) ou em gangues. Vêem a si mesmos com status social baixo e buscam ascensão social, semmedir esforços. Baixa auto-avaliação em felicidade.Predominam entre: office boys, motoboys, rappers, pagodeiros e jogadores de futebol em início decarreira.
BATALHADORES
Palavras-chave: ambição, autoconfiança, sacrifício.Características: Confiam no trabalho e no estudo como os melhores caminhos para a ascensão.Normalmente jovens, têm a família como referência fundamental. A religião tem menos peso.Predominam entre: garçons, dogueiros, microempresários.
AFILIADOS
Palavras-chave: segurança, dignidade, tradição, conservadorismo, convencionalismo, moralismo.Características: Geralmente de classe média, preferem o status quo e cultivam valores ligados apatriotismo, lar, religião, papel da mulher na sociedade brasileira. Muitos são saudosistas e adoramcomeçar uma frase com "no meu tempo..." Seguidores de normas e regras, são refratários a mudanças equestionam novos valores e comportamentos. Têm na família a referência mais importante de sua vida ecostumam professar religiões tradicionais, como o catolicismo. Metódicos, têm baixa tolerância àambigüidade, o que os faz adotar posturas maniqueístas diante de problemas e de complexidades davida. São os últimos, entre todos os grupos, a adotarem novas tendências e modas: qualquer coisa quefor muito original geralmente põe em xeque seu conjunto rígido de valores.Predominam entre: donas de casa, advogados, gerentes de banco, militares, executivos, contadores,auditores.
EMULADORES
Palavras-chave desse grupo: sucesso, status, riqueza, fama, moda, consumismo.Características: Preocupados com questões que envolvem dinheiro, sucesso e bens materiais, seguem(ou produzem) moda a qualquer custo: grife é uma chancela para eles. Precisam ser notados a qualquer preço. Muitas das mulheres são chamadas de patricinhas ou de peruas e têm necessidade de aparecer,procurando, se possível, os "holofotes da mídia". Adoram cartões de crédito, gostam de ostentar e sãogastadores - e às vezes devedores - compulsivos. Sonham ser como as pessoas ricos e de sucesso eadoram senti-se vips. Ambiciosos e exigentes consigo mesmos, não aceitam "ser comuns".Predominam entre: modelos, publicitários, arquitetos de interiores, produtores de moda, cirurgiõesplásticos, personal trainers, donos de galeria de arte, artistas globais.
REALIZADORES
Palavras-chave: liderança, empreendedorismo, trabalho, educação/informação, prosperidade,competição.Características: De posição privilegiada na pirâmide social, os realizadores formam o mais empreendedor de todos os segmentos analisados e parecem ter os olhos voltados sempre para o futuro. O trabalho éuma dimensão fundamental em suas vidas e, paralelamente, uma expressão de seu sucesso, de suacapacidade de realização e de auto-expressão. Por serem líderes natos, os realizadores costumam ser conservadores tanto política quanto socialmente. E, além disso, mostram-se geralmente autoconfiantes,ambiciosos e competitivos.Predominam entre: empresários, altos executivos e profissionais liberais de ponta.

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->