Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
236Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Código de Ética de Enfermagem

Código de Ética de Enfermagem

Ratings:

4.83

(23)
|Views: 100,940 |Likes:
Published by rico.ferr

More info:

Published by: rico.ferr on Apr 27, 2008
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/23/2013

pdf

text

original

 
ConselhoRegionaldeEnfermagemdePernambuco
Rua Barão de São Borja, 243 – Boa Vista – Recife – PE – CEP 50070.310
DIGO DE ÉTICA DOSPROFISSIONAISDE ENFERMAGEM 
PREÂMBULO
A Enfermagem compreende um componente próprio de conhecimentos científicos e técnicos,construído e reproduzido porum conjunto de práticas sociais, éticas e políticas naprestação deserviçosao ser humano, no seu contexto e circunstância de vida.O aprimoramento do comportamento ético do profissional passa pelo processo de construção de umaconsciência individual e coletiva, pelo compromisso social e profissional, configurado pelaresponsabilidade do plano das relações de trabalho com reflexos nos campos técnico, científico epolítico.A Enfermagem Brasileira, face às transformações sócio-culturais, científicas e legais, entendeu terchegado o momento de reformular o Código de Deontologia.A trajetória de reformulação, coordenada pelo Conselho Federal de Enfermagem, com a participaçãodos Conselhos Regionais de Enfermagem e demais Entidades, inclui consultas aos Profissionais deEnfermagem e discussões até a elaboração do presente Código, que passa a denominar-se Código deÉtica dos Profissionais de Enfermagem.O Código de Ética Profissional reúne normas e princípios, direitos e deveres, pertinentes a consultaética do profissional que deverá ser assumido por todos.O Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem leva em consideração, prioritariamente, anecessidade e o direito de Assistência de Enfermagem a população, os interesses do profissional e desua organização. Está centrado na clientela e pressupõe que os agentes de Trabalho da Enfermagemestejam aliados aos usuários na luta por uma assistência de qualidade sem riscos e acessível a toda apopulação.O presente Código teve como referência os postulados da Declaração Universal dos Direitos doHomem, promulgada pela Assembléia Geral das Nações Unidas (1948) e adotada pela Convenção deGenebra da Cruz Vermelha (1949), contidos no Código de Ética do Conselho Internacional deEnfermeiros (1953) e no Código de Ética da Associação Brasileira de Enfermagem (1975). Teve comoreferência, ainda, o Código de Deontologia de Enfermagem do Conselho Federal de Enfermagem(1976) e as Normas Internacionais e Nacionais sobre Pesquisa em Seres Humanos ( Declaração deHelsinque, 1964, revista em Tóquio, 1975 e Resolução nº 1, do Conselho Nacional de Saúde,MS,1988).
 
ConselhoRegionaldeEnfermagemdePernambuco
Rua Barão de São Borja, 243 – Boa Vista – Recife – PE – CEP 50070.310
CapituloIDOSPRINCÍPIOSFUNDAMENTAIS
Art.1º- A Enfermagem é uma profissão comprometida com a saúde do ser humano e da coletividade.Atua na promoção, proteção, recuperação da saúde e reabilitação das pessoas, respeitando os preceitoséticos e legais.Art.2º - O Profissional de Enfermagem participa, como integrante da sociedade, das ações que visemsatisfazer às necessidades de saúde da população.Art.3º - O Profissional de Enfermagem respeita a vida, a dignidade e os direitos da pessoa humana, emtodo o seu ciclo vital, sem discriminação de qualquer natureza.Art.4º - O Profissional de Enfermagem exerce suas atividades com justa competência,responsabilidade e honestidade.Art.5º - O Profissional de Enfermagem presta assistência à saúde visando a promoção do ser humanocomo um todo.Art.6º - O Profissional de Enfermagem exerce a profissão com autonomia, respeitando os preceitoslegais da Enfermagem.
CapituloIIDOSDIREITOS
Art.7º - Recusar-se a executar atividades que não sejam de sua competência legal.Art.8º - Ser informado sobre o diagnóstico provisório ou definitivo de todos os clientes que estejam sobsua assistência.Art.9º - Recorrer ao Conselho Regional de Enfermagem, quando impedido de cumprir o presenteCódigo de Lei do Exercício Profissional.Art.10º - Participar de movimentos reivindicatórios por melhores condições de assistência, de trabalhoe remuneração.Art. 11º - Suspender suas atividades, individual ou coletivamente, quando a instituição pública ouprivada para a qual trabalhe não oferecer condições mínimas para o exercício profissional, ressalvadasas situações de urgência e emergência, devendo comunicar imediatamente sua decisão ao ConselhoRegional de Enfermagem.
 
ConselhoRegionaldeEnfermagemdePernambuco
Rua Barão de São Borja, 243 – Boa Vista – Recife – PE – CEP 50070.310
Parágrafo único - Ao cliente sob sua responsabilidade, deve ser garantida a continuidade da assistênciade Enfermagem.Art.12º - Receber salários ou honorários pelo seu trabalho que deverá corresponder, no mínimo, aofixado por legislação específica.Art. 13º - Associar-se, exercer cargos e participar das atividades de Entidades de Classe.Art. 14º - Atualizar seus conhecimentos técnicos, científicos e culturais.Art. 15º - Apoiar as iniciativas que visem o aprimoramento profissional, cultural e a defesa doslegítimos interesses da classe.
CapítuloIIIDASRESPONSABILIDADES
Art.16º - Assegurar ao cliente uma Assistência de Enfermagem livre de danos decorrentes de imperícia,negligência ou imprudência.Art.17º - Avaliar criteriosamente sua competência técnica e legal e somente aceitar encargos ouatribuições, quando capaz de desempenho seguro para si e para a clientela.Art.18º - Manter-se atualizado ampliando seus conhecimentos técnicos, científicos e culturais, embenefício da clientela, coletividade e do desenvolvimento da profissão.Art. 19º - Promover e/ou facilitar o aperfeiçoamento técnico, científico e cultural do pessoal sob suaorientação ou supervisão.Art. 20º - Responsabilizar-se por falta cometida em suas atividades profissionais, independente de tersido praticada individualmente ou em equipe.
CapítuloIVDOSDEVERES
Art.21º- Cumprir e fazer cumprir os preceitos éticos e leais da profissão.Art.22º- Exercer a Enfermagem com justiça, competência, responsabilidade e honestidade.Art.23º- Prestar Assistência de Enfermagem à clientela, sem discriminação de qualquer natureza.

Activity (236)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
1 hundred thousand reads
Layane Santos liked this
Gilda Maria da Silva added this note
e bom relembrar pra fazer o certo!
Sâmara Lopes liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->