Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword or section
Like this
75Activity

Table Of Contents

0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Apostila de Financeira 2 - Bira

Apostila de Financeira 2 - Bira

Ratings:

4.64

(11)
|Views: 5,483 |Likes:
Published by prbravo

More info:

Published by: prbravo on Sep 01, 2007
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/17/2013

pdf

text

original

 
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS
ESCOLA DE CIÊNCIAS ECONÔMICO-EMPRESARIAIS
FINANÇAS CORPORATIVAS
(Apostila 02)
I N D I C EI N D I C E ................................................................................................................11 A ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA CORPORATIVA .......................................................3
F
E
A
E
E
O
A
F
S
F
A
F
A
F
I
G
E
F
E
T
F
A
C
E
I
C
E
O
F
C
.
 
 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA - 2003/1
 
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS
ESCOLA DE CIÊNCIAS ECONÔMICO-EMPRESARIAIS
S
O
F
C
E
M
O
C
F
C
A
F
C
H
F
C
C
O
P
P
L
P
I
R
.
 
 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA - 2003/1
2
 
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS
ESCOLA DE CIÊNCIAS ECONÔMICO-EMPRESARIAIS
1A ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA CORPORATIVA
1.1Administração Financeira e Áreas Afins
A Administração Financeira está estritamente ligada à Economia e à Contabilidade, podeser vista como uma forma de Economia aplicada, que se baseia amplamente em conceitos econômicos eem dados contábeis para suas análises. No ambiente macro a Administração Financeira enfoca o estudodas instituições financeiras e dos mercados financeiros e ainda, de como eles operam dentro do sistemafinanceiro nacional e global. A nível micro aborda o estudo de planejamento financeiro, administração derecursos, e capital de empresas e instituições financeiras.É necessário conhecimento de Economia para se entender o ambiente financeiro e asteorias de decisão que constituem a base da Administração Financeira contemporânea. A Macroeconomiafornece ao Administrador Financeiro uma visão clara das políticas do Governo e instituições privadas,através da quais a atividade econômica é controlada. Operando no “campo econômico” criado por taisinstituições, o Administrador Financeiro vale-se das teorias Microeconômicas de operação da firma emaximização do lucro para desenvolver um plano que seja bem-sucedido. Precisa enfrentar não só outrosconcorrentes em seu setor, mas também as condições econômicas vigentes.As teorias microeconômicas fornecem a base para a operação eficiente da empresa. Sãoextraídos daí os conceitos envolvidos nas relações de oferta e demanda e as estratégias de maximizaçãodo lucro. A composição de fatores produtivos, níveis ótimos de vendas e estratégias e determinação depreço do produto são todas afetadas por teorias do nível Microeconômico.A mensuração de preferências através do conceito de utilidade, risco e determinação devalor está fundamentada na teoria Microeconômica. As razões para depreciar ativos derivam dessa áreada Economia. A análise marginal é o princípio básico que se aplica em Administração Financeira; apredominância desse princípio sugere que apenas se deve tomar decisões e adotar medidas quando asreceitas marginais excederem os custos marginais. Quando se verificar essa condição, é de se esperar que uma dada decisão ou ação resulte num aumento nos lucros da empresa.Alguns consideram
 
a
função financeira
e a
contábil
dentro de uma empresa
como sendo
virtualmente
a mesma
. Embora haja uma relação íntima entre essas funções, exatamente como há umvínculo estreito entre a Administração Financeira e Economia, a função contábil é visualizada como uminsumo necessário à função financeira – isto é, como uma subfunção da Administração Financeira.O Administrador financeiro está mais preocupado em manter a solvência da empresa,proporcionando os fluxos de caixa necessários para honrar as suas obrigações e adquirir e financiar osativos circulantes e fixos, necessários para atingir as metas da empresa.Ao invés de reconhecer receitas na hora da venda e despesas quando incorridas,reconhece receitas e despesas somente com respeito às entradas e saídas de caixa. É justamente essa adiferença principal entre as duas, O Contador usando certos
princípio
padronizados e
geralmenteaceitos
, prepara as demonstrações financeiras com base na premissa de que as receitas devem ser reconhecidas por ocasião das vendas e as despesas quando incorridas.Esse
todo contábil é geralmente chamado de Regime de Competência dosexercícios contábeis
, enquanto em finanças, o enfoque está em
fluxos monetários
, equivalente ao
regime de caixa
.O significado dessa diferença pode ser ilustrado com o exemplo simples a seguir:
.
 
 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA - 2003/1
3

Activity (75)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
Antonio Quirino liked this
Sarah Waichert liked this
Carlos Alexandre liked this
allinedm liked this
dreiaraf liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->