Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
350Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Organização do Sistema de Saúde no Brasil

Organização do Sistema de Saúde no Brasil

Ratings:

4.91

(68)
|Views: 171,058|Likes:
Published by Italo Leite

More info:

Published by: Italo Leite on Apr 30, 2008
Copyright:Traditional Copyright: All rights reserved

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

08/17/2013

pdf

text

original

 
A organização do Sistema de Saúde no Brasil
(Luis Cordoni Jr e colaboradores)
Objetivo: Apontar os principais fatos ocorridos na conformaçãopolítica da saúde brasileira desde o começo do século XX,passando pelo surgimento da assistência à saúde ligada àprevidência, o movimento pela reforma sanitária, chegando aoprocesso de implantação do SUS
Desde o culo passado o sistema de saúde vem sofrendomudanças que são acompanhadas de transformações
econômicas, socioculturais e políticas;
Trajetória histórica: 4 principais tendências:
1.
SANITARISMO CAMPANHISTA
- as campanhas sanitárias era suaprincipal estratégia (início do século XX até 1945
2.
PERÍODO DE 1945-1960
– período de transição
3.
MODELO MÉDICO-ASSISTENCIAL PRIVATISTA
(hegemônico dosanos 1960 até meados dos anos 1980)
4.
MODELO PLURAL
(vigente) inclui como sistema público o
SistemaÚnico de Sáude-SUS
I.
SANITARISMO CAMPANHISTA Início do século XXaté 1920
(modelo de inspiração militar que consistia no estilo repressivo de intervençãomédica; tinha um caráter coletivo)
Tempo da chamada primeira república (economia: agriculturaexportadora cafeeira)
1
 
Preocupação:
sanear os espaços (portos) e controlar as doençasque prejudicassem as exportações (peste, cólera e varíola);
Serviços públicos de saúde:
dirigido pela Diretoria Geral de SaúdePública (M Justiça e Negócios Interiores); corresponde hoje ao MS
Oswaldo Cruz:
adotou o modelo das campanhas saniriasdestinados a combater endemias urbanas
estudou em Paris(Instituto Pasteur), investigou um surto de peste bunica emSantos-SP
vacinação anti-variólica gerou protestos
Revolta daVacina;
Área assistência individual:
ações de saúde privadas
Assistência hospitalar pública:
cater de assistência social(hanseníase e tuberculose)
II.De 1920 a 1945
sanitarismo campanhista continua como principal característica dapolítica de saúde;
atividades
: campanha contra a tuberculose (1936), combate àsendemias; criação em 1942 do SESP (Serviço Especial de SaúdePública);
surgem os primeiros embriões do modelo médico-assistencial;
surge a assistência previdenciária (
Lei Elói Chaves
/1923) criavauma caixa de aposentadoria (CAP) para os respectivosempregados estrada de ferro;
1926
amplia para portuários e marítimos
características das CAPs:
concessão de benefícios pecuniários(aposentadorias e pensões) e prestação de serviços (assistênciamédica e farmacêutica);
2
 
profundas mudanças a partir de 1930
: GV no poder(ditadura/interventor sobre a sociedade); queda da bolsa de NY;longa crise do café (desvalorização do produto); trabalhadoresassalariados (transporte e indústria); criação do Ministério doTrabalho;
1933: nasce a estrutura de Previdência Social IAPs
(porcategoria de trabalhadores) estrutura da sociedade civil p/ interiordo aparelho de Estado;
implantão do regime de capitalização:
da contribuiçãoprevidenciária, rigidez p/ concessão de benefícios e
dos valoresconcedidos : vultosos recursos sob o controle do Estado;
1930: criação do Min da Educação e Saúde
(coordena ações dsaúde de caráter coletivo)
III.De 1945 a 1966
pós-guerra:
o desemprego e agram-se as condições sociais doBrasil;
Europa: desenvolveram-se concepções do
Estado do Bem-EstarSocial ou Welfare State;
dos gastos estatais na área dasaúde;
formulação de um modelo alternativo de seguridade social;
importância da Previdência Social
(instrumento políticoeleitoral)
final dos anos 50: assistência dica previdenciária: passa aconsumir mais recursos (industrialização do país)
provocaacelerada urbanização e assalariamento de parcelas da população;
aumento dos benefícios não foi acompanhado de
da receita
crise no sistema previdenciário
deficitário a partir de 1960;
3

Activity (350)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred thousand reads
Nane Carvalho liked this
Nane Carvalho liked this
Nane Carvalho liked this
Denio Fonseca added this note|
gostei popis e meu trabalha muito bom valeu a força
EnfermBH liked this
Syndel Tessari liked this
Zanainna Guima liked this
Paula Taisa liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->