Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
350Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Organização do Sistema de Saúde no Brasil

Organização do Sistema de Saúde no Brasil

Ratings:

4.91

(68)
|Views: 82,538 |Likes:
Published by Italo Leite

More info:

Published by: Italo Leite on Apr 30, 2008
Copyright:Traditional Copyright: All rights reserved

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/17/2013

pdf

text

original

 
A organização do Sistema de Saúde no Brasil
(Luis Cordoni Jr e colaboradores)
Objetivo: Apontar os principais fatos ocorridos na conformaçãopolítica da saúde brasileira desde o começo do século XX,passando pelo surgimento da assistência à saúde ligada àprevidência, o movimento pela reforma sanitária, chegando aoprocesso de implantação do SUS
Desde o culo passado o sistema de saúde vem sofrendomudanças que são acompanhadas de transformações
econômicas, socioculturais e políticas;
Trajetória histórica: 4 principais tendências:
1.
SANITARISMO CAMPANHISTA
- as campanhas sanitárias era suaprincipal estratégia (início do século XX até 1945
2.
PERÍODO DE 1945-1960
– período de transição
3.
MODELO MÉDICO-ASSISTENCIAL PRIVATISTA
(hegemônico dosanos 1960 até meados dos anos 1980)
4.
MODELO PLURAL
(vigente) inclui como sistema público o
SistemaÚnico de Sáude-SUS
I.
SANITARISMO CAMPANHISTA Início do século XXaté 1920
(modelo de inspiração militar que consistia no estilo repressivo de intervençãomédica; tinha um caráter coletivo)
Tempo da chamada primeira república (economia: agriculturaexportadora cafeeira)
1
 
Preocupação:
sanear os espaços (portos) e controlar as doençasque prejudicassem as exportações (peste, cólera e varíola);
Serviços públicos de saúde:
dirigido pela Diretoria Geral de SaúdePública (M Justiça e Negócios Interiores); corresponde hoje ao MS
Oswaldo Cruz:
adotou o modelo das campanhas saniriasdestinados a combater endemias urbanas
estudou em Paris(Instituto Pasteur), investigou um surto de peste bunica emSantos-SP
vacinação anti-variólica gerou protestos
Revolta daVacina;
Área assistência individual:
ações de saúde privadas
Assistência hospitalar pública:
cater de assistência social(hanseníase e tuberculose)
II.De 1920 a 1945
sanitarismo campanhista continua como principal característica dapolítica de saúde;
atividades
: campanha contra a tuberculose (1936), combate àsendemias; criação em 1942 do SESP (Serviço Especial de SaúdePública);
surgem os primeiros embriões do modelo médico-assistencial;
surge a assistência previdenciária (
Lei Elói Chaves
/1923) criavauma caixa de aposentadoria (CAP) para os respectivosempregados estrada de ferro;
1926
amplia para portuários e marítimos
características das CAPs:
concessão de benefícios pecuniários(aposentadorias e pensões) e prestação de serviços (assistênciamédica e farmacêutica);
2
 
profundas mudanças a partir de 1930
: GV no poder(ditadura/interventor sobre a sociedade); queda da bolsa de NY;longa crise do café (desvalorização do produto); trabalhadoresassalariados (transporte e indústria); criação do Ministério doTrabalho;
1933: nasce a estrutura de Previdência Social IAPs
(porcategoria de trabalhadores) estrutura da sociedade civil p/ interiordo aparelho de Estado;
implantão do regime de capitalização:
da contribuiçãoprevidenciária, rigidez p/ concessão de benefícios e
dos valoresconcedidos : vultosos recursos sob o controle do Estado;
1930: criação do Min da Educação e Saúde
(coordena ações dsaúde de caráter coletivo)
III.De 1945 a 1966
pós-guerra:
o desemprego e agram-se as condições sociais doBrasil;
Europa: desenvolveram-se concepções do
Estado do Bem-EstarSocial ou Welfare State;
dos gastos estatais na área dasaúde;
formulação de um modelo alternativo de seguridade social;
importância da Previdência Social
(instrumento políticoeleitoral)
final dos anos 50: assistência dica previdenciária: passa aconsumir mais recursos (industrialização do país)
provocaacelerada urbanização e assalariamento de parcelas da população;
aumento dos benefícios não foi acompanhado de
da receita
crise no sistema previdenciário
deficitário a partir de 1960;
3

Activity (350)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred thousand reads
Denio Fonseca added this note
gostei popis e meu trabalha muito bom valeu a força
Nane Carvalho liked this
Nane Carvalho liked this
Nane Carvalho liked this
EnfermBH liked this
Dilcilene Patricia added this note
mto bom
Syndel Tessari liked this
Zanainna Guima liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->