Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Save to My Library
Look up keyword
Like this
27Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Etnopedologia - Topicos Em Ciencia Do Solo v4 p321-344 [2005]

Etnopedologia - Topicos Em Ciencia Do Solo v4 p321-344 [2005]

Ratings: (0)|Views: 1,171 |Likes:
Published by chavesalves
ALVES, A. G. C.; MARQUES, J. G. W. 2005. Etnopedologia: uma nova disciplina? Tópicos em Ciência do Solo 4: 321-344.
ALVES, A. G. C.; MARQUES, J. G. W. 2005. Etnopedologia: uma nova disciplina? Tópicos em Ciência do Solo 4: 321-344.

More info:

Published by: chavesalves on Feb 20, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/17/2014

pdf

text

original

 
E
TNOPEDOLOGIA
: U
MA
N
OVA
D
ISCIPLINA
?
321
Tópicos Ci. Solo, 4:321-344, 2005
ETNOPEDOLOGIA: UMA NOVA DISCIPLINA?
Ângelo Giuseppe Chaves Alves
(1)
& JoséGeraldo Wanderley Marques
(2)
Introdução................................................................................................................................321A Etnociência Clássica...........................................................................................................324Denominações para o Saber Pedológico.............................................................................325Etnopedologia e Abordagens Correlatas..............................................................................328Etnopedologia no Brasil.........................................................................................................331Considerações Finais.............................................................................................................338Literatura Citada......................................................................................................................339
(1)
Professor Adjunto do Departamento de Biologia, Área de Ecologia, Universidade FederalRural de Pernambuco – UFRPE. Laboratório de Etnoecologia. Rua Manoel de Medeiros s/ n, Dois Irmãos, CEP 52171-900. Recife, (PE). E-mail: agcalves@ufrpe.br
(2)
Professor Titular do Departamento de Ciências Biogicas, Universidade Estadual de Feirade Santana – UEFS. Rodovia BR 116, Km 3. Campus Universitário. CEP 44031-460 Feirade Santana (BA).
(3)
Usa-se “etnociência clássica”, nesse contexto, para referir-se à etnociência praticada nosEUA a partir da segunda metade do século XX, diferenciando-a de outras abordagenssemelhantes (e aproximadamente simultâneas) desenvolvidas por europeus como ClaudeLévi-Strauss e André-Georges Haudricourt (Toledo, 1992; Marques, 2002; Campos, 2002).
INTRODUÇÃO
Em razão do crescente interesse pela etnopedologia no Brasil, torna-senecessário compreender e definir melhor o seu campo de abrangência. Otermo “etnopedologia”, concebido como uma abordagem associada àetnociência clássica
(3)
, foi introduzido por Williams & Ortiz Solorio (1981),em seu estudo sobre a etnotaxonomia de solos entre camponeses deTepetlaoztoc, México (Quadro 1). Em trabalhos anteriores, Williams (1972,1975) já havia discutido alguns temas etnopedológicos. Com base emdocumentos do século XVI, a autora analisou o “sistema taxonômico astecapara materiais de solo” e buscou esclarecer as contribuições etno-históricasque o estudo da “pedologia asteca” poderia trazer.
 
322
Ângelo Giuseppe Chaves Alves
 
& José Geraldo Wanderley Marques
Tópicos Ci. Solo, 4:321-344, 2005
Quadro 1. Definições e comentários de diversos autores sobre etnopedologiae enfoques correlatos
TermosDefinições e comentáriosAutores
Etnopedologia“Percepção ‘folk’ de propriedades e processos do solo; classificação etaxonomia ‘folk’ de solos; teorias e explicações ‘folk’ sobrepropriedades e dinâmica de solos; manejo ‘folk’ de solos; percepção‘folk’ das relações solo-planta; comparações entre os conhecimentos‘folk’ e técnicos sobre solos; e avaliação do papel da percepção ‘folk’dos solos nas práticas agrícolas e em outros campos do comportamento,tudo isso pode ser contemplado sob a denominação ‘etnopedologia’.O termo é usado aqui num sentido mais amplo do que usualmente seaplica em etnociência, ou nas denominações etno + disciplinaacadêmica (por exemplo: etnoictiologia, etnoornitologia,etnobotânica)”.Williams &OrtizSolorio(1981)Etnoecologia“Etnoecologia pode ser definida como percepções indígenas dasdivisões ‘naturais’ no mundo biológico e das relações planta-animal-homem dentro de cada divisão. Essas categorias ecológicas,cognitivamente definidas, não existem isoladamente; portanto, aetnoecologia deve também lidar com as percepções das inter-relaçõesentre as divisões naturais”.Posey(1983);Posey et al.(1984)Etnobiologia eetnopedologia“A etnobiologia é essencialmente o estudo do conhecimento e dasconceituações desenvolvidas por qualquer sociedade a respeito dabiologia. Em outras palavras, é o estudo do papel da natureza nosistema de crenças e de adaptação do homem a determinadosambientes. Neste sentido, a etnobiologia relaciona-se com a ecologiahumana, mas enfatiza as categorias e conceitos cognitivos utilizadospelos povos em estudo. [...] Uma vez descobertas as categoriasindígenas definidoras dos fenômenos naturais, os especialistas nosdiversos campos científicos podem dar início à coleta de dadosreferentes às suas especialidades, tais como: à etnoentomologia,etnobotânica, etnofarmacologia, etnopedologia, etnogeologia,etnoapicultura, etc”.Posey(1986)Etnoedafologia“Este ramo das etnociências estuda a percepção camponesa daspropriedades e processos no solo, sua nomenclatura e taxonomia, suarelação com outros fatores e fenômenos ecológicos, assim como seumanejo na agricultura e seu aproveitamento em outras atividadesprodutivas. Analisa também sua correspondência com aquilo que seconsidera ‘verdadeiramente científico’ no mundo ocidental”.BarreraBassols(1988)Etnobiologia eetnopedologia“Etnopedologia [...] é o campo da etnobiologia que se volta maisespecificamente para o conhecimento adquirido por determinadosgrupos humanos, no que se refere ao uso do solo e suas relaçõescom as alterações do ambiente”.Oliveira(1988)EtnopedologiaAnálises emicistas sistemáticas de solos.Hecht &Posey(1989)Etnobiologia“... estudo, no sentido mais amplo possível, do conjunto complexo derelações de plantas e animais com sociedades humanas passadas epresentes”.Berlin(1992)
Continua...
 
E
TNOPEDOLOGIA
: U
MA
N
OVA
D
ISCIPLINA
?
323
Tópicos Ci. Solo, 4:321-344, 2005
A denominação “etnoedafologia” foi apresentada por Barrera Bassols(1988), significando “conhecimento camponês dos solos”. Numa definiçãomais ampla, o mesmo autor relacionou esse conhecimento com aspectosprodutivos (manejo) e com o que se considerava “científico” (Quadro 1).
Quadro 1. Cont.
TermosDefinições e comentáriosAutores
Etnobiologia“A etnobiologia pode ser definida como um campo interdisciplinardedicado à interação entre os seres humanos e seu ambiente vegetal,animal e fúngico. Embora os estudos etnobiológicos sejamsupostamente restritos ao conhecimento, classificação, uso e manejodos seres vivos (plantas, animais e fungos), isto não tem impedidoque muitos etnobiólogos transgridam seus próprios limites, realizandopesquisas para além da biologia. São notáveis, nesse aspecto, asmudanças de enfoque de alguns etnobiólogos, que têm praticado umaespécie de etnoecologia disfarçada ou secreta, dentro do âmbito daetnobiologia, e a publicação de artigos no ‘Journal of Ethnobiology’que não se limitam precisamente ao universo biótico. Esse é o casoda etnobotânica J. Alcorn e do etnozoólogo D. Posey”.Toledo(1992)Etnoecologia“... o estudo das interações entre a humanidade e o resto da ecosfera,através da busca da compreensão dos sentimentos, comportamentos,conhecimentos e crenças a respeito da natureza, característicos deuma espécie biológica (
Homo sapiens 
) altamente polimórfica,fenotipicamente plástica e ontogeneticamente dinâmica, cujas novaspropriedades emergentes geram-lhe múltiplas descontinuidades com oresto da natureza. Sua ênfase, pois, deve ser na diversidadebiocultural e o seu objetivo principal a integração entre oconhecimento ecológico tradicional e o conhecimento ecológicocientífico”.Marques(1995)Etnoecologia“um enfoque interdisciplinar que estuda as formas pelas quais osgrupos humanos vêem a natureza, através de um conjunto deconhecimentos e crenças; e como os humanos, a partir de seuimaginário, usam e, ou, manejam os recursos naturais”.Toledo(2000)Etnoecologia“...o campo de pesquisa (científica) transdisciplinar que estuda ospensamentos (conhecimentos e crenças), sentimentos ecomportamentos que intermediam as interações entre as populaçõeshumanas que os possuem e os demais elementos dos ecossistemasque as incluem, bem como os impactos ambientais daí decorrentes”.Marques(2001)Etnopedologiae etnoecologia“Etnopedologia é uma parte da etnoecologia, o estudo do saberambiental indígena (Toledo, 1992, 2000). Ela é uma disciplina híbrida,estruturada a partir da combinação de ciências naturais e sociais, taiscomo ciência do solo e levantamento geopedológico, antropologiasocial, geografia rural, agronomia e agroecologia. [...] Idealmente, aetnopedologia engloba todos os sistemas empíricos de conhecimentodo solo e das terras por populações rurais, desde as mais tradicionaisàs modernas. Ela analisa o papel do solo e das terras no processo demanejo de recursos naturais, como parte de uma racionalidadeeconômica e ecológica”.BarreraBassols &Zinck(2003a)

Activity (27)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 thousand reads
1 hundred reads
Mariana Targino liked this
JoJoLima liked this
Zé Oliveira liked this
Zé Oliveira liked this
Zé Oliveira liked this
Joice Seles liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->