Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more ➡
Download
Standard view
Full view
of .
Add note
Save to My Library
Sync to mobile
Look up keyword
Like this
16Activity
×
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
UGB - Geologia. Formação Planeta Terra

UGB - Geologia. Formação Planeta Terra

Ratings: (0)|Views: 4,403|Likes:
Published by Cleber
Aula 02
Aula 02

More info:

Published by: Cleber on Feb 25, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, DOC, TXT or read online from Scribd
See More
See less

01/24/2013

pdf

text

original

 
PLANETA TERRA – FORMAÇÃO, CARACTERÍSTICAS E ESTRUTURA INTERNA.Prof. M.Sc. Cleber M. CastroIntrodução
A Geologia é o campo científico do estudo do Planeta Terra,nossa morada e de outros milhões de organismos, o terceiro planeta dosistema solar. A Terra é estudada milênios, contudo, apenas apartir do século XIX podemos falar de uma geologia e de um estudosistemático; a geologia moderna.A modernidade na geologia e na ciência em geral está alicerçadaem estudos sistemáticos. Na geologia, observações detalhadas em campo,experimentos diversos e coleta de amostras são indispensáveis para aelaboração de hipóteses e um corpo teórico consistente.A chave principal para o estudo do planeta Terra está no estudodo registro geológico, ou seja, a informação preservada nas rochas aolongo do tempo. Olhar para as rochas é como desvendar o passado doplaneta: suas marcas, sua aparência, revelam as condições ambientaisem que foram formadas. Algumas rochas, as sedimentares, ainda guardamum registro inigualável: os fósseis. Com eles foi e é possível amarcação do tempo em escala geológica. Além disso, os fósseis foramresponsáveis por verdadeiras revoluções científicas e paradigmáticas,bem como no embate entre religião e ciência no século XVIII e XIX
1
.É indispensável atualmente que tenhamos uma visão abrangente esistêmica para o estudo do planeta. A Terra é um sistema, possuidiversas partes e estas, por sua vez, mantém inter-relações; Estesistema é aberto, ou seja, troca matéria e energia com o universo. É,pois, um sistema dinâmico.Segundo a perspectiva de Press,
et alii
(2006) o sistema Terra éconstituído por sistemas e sub-sistemas em constante interação regidospela energia solar e do interior do planeta (fig.1 e 2).
Fig.1 Sistema e sub-sistemas da TerraAdaptado de Press,
et alii
(2006:37).
1. A Origem e Formação da Terra
2
Muitas teorias, idéias e modelosevolutivos foram criados pela humanidadepara explicar a origem e formão denosso planeta. Aquelas desenvolvidas ao longo do séc. XX, a partir doavanço científico no campo da física quântica e da químicacontribuíram enormemente para o acúmulo de conhecimento e permitiram a
1
Para o devido aprofundamento acerca da História da Geologia recomendamos a leitura doindispensável e magnífico trabalho de Stephen Jay Gould, intitulado “Seta do Tempo,Ciclo do Tempo. Mito e Metáfora na Descoberta do Tempo Geológico”. São Paulo. Cia. dasLetras. 1991.
2
Adaptado de “Estrutura e Dinâmica da Terra”, elaborado por Fernandes, N.F. & Peixoto,M.N.O. (IGEO/UFRJ), s/d.
SISTEMASSUB-SISTEMAS
Sistema doClimaAtmosferaHidrosferaSistema dasPlacasTectônicasLitosferaAstenosferaManto inferiorSistema doGeodínamoNúcleo externoNúcleo interno
CiclosFonte de Energia
Ciclo daÁguaEnergia solar +energia internaCiclo dasRochasEnergia solar +energia internaCicloTectônicoEnergia interna
 
Fig.2 Ciclos do sistema TerraAdaptado de Murck & Skinner (1999:20)
 
descoberta de novas informações sobre o espaço celeste, a matéria e aenergia que o compõem.Neste sentido, a teoria mais aceita é aquela conhecida comoTeoria do
Big Bang 
. A grande explosão cósmica que dá nome à Teoriatambém é chamado de
singularidade cósmica
. Isto é, a partir de umúnico ponto inimaginavelmente pequeno, de grande densidade etemperatura elevada houve uma explosão que originou o universo. Apartir do exato momento da explosão (15 bi. anos) a maria e aenergia expandiram-se em todas as direções dando origem ao tempo e aoespaço. Esta idéia rompeu com a noção de estabilidade do Universo,dominante anteriormente, que considerava o cosmos mantendo-seinalterado. Em decorrência da expansão do universo aconteceramimportantes mudanças: a matéria muda de temperatura, densidade emovimento; o que permite sua concentração, pela ação da força degravidade. Resumimos as fases de formação do universo:
Fase 1:Após o
Big Bang 
a temperatura era muito elevada não oferecendo condições paraa estabilização da matéria. A expansão do Universo é acompanhada pelo seuresfriamento, criando-se condições para a aglutinação de matéria e formaçãodestas partículas, um processo denominado nucleogênese. Formam-se os elementosmais leves, H e He. A continuidade da expansão do espaço e redução da temperaturafez com que a matéria gerada, sob a ação da força da gravidade, passasse a seconcentrar, dando origem a nuvens difusas de gases e poeira cósmica, chamadas denebulosas
.
Fase 2:A atração gravitacional continuou a dirigir a matéria para o centro dasnebulosas, em um movimento lento de rotação, levando à sua contração. Asprimeiras galáxias surgiram em torno de 13 bilhões de anos atrás, e a Via Láctea,galáxia onde está nosso Sistema Solar, tem aprox. 8 bilhões de anos.
Fase 3:A continuidade da contração gera o aumento da velocidade de rotação daspartículas, e assim as nebulosas inicialmente esféricas tenderam a resultar emformas achatadas, em disco, tornando-se mais aquecidas na sua porção interior(central/onde se a maior concentração de matéria) do que nas regiõesexteriores menos densas. Surgem as estrelas iniciais ou proto-estrelas.
Fase 4:Depois de formadas, as nebulosas com formato de disco começam a resfriar.Assim, em torno da estrela central, os remanescentes gasosos começaram a secondensar. A atração gravitacional fez com que a poeira e a matéria condensada seagregassem e colidissem entre si, formando pequenas esferas de rocha. Com acontinuidade das colisões as esferas aumentam de tamanho e assim exerceram maioratração gravitacional sobre grãos e outros pedaços de metais e rochas. Estecrescimento originou corpos de cerca de 1 km (planetésimos) que ao coalesceremapós sucessivos choques formaram grandes massas rochosas, os proto-planetas. Osplanetas que atraíram e agregaram a matéria de outros permaneceram orbitando emtorno da nova estrela. O Sistema Solar originou-se há cerca de 4,6 bi. de anos.
Fase 5:Comprimidos sob a ação do próprio peso, os materiais da proto-estrela tornam-se densos e quentes, e a temperatura se eleva a tal ponto que cria-se condiçõespara a fusão nuclear. No caso do Sistema Solar, o calor gerado por parte daenergia liberada pela fusão nuclear fez com que os planetas situados próximo aoSol o conseguissem reter grandes quantidades de materiais voteis,contrariamente aos mais afastados: os planetas terrestres e planetas gasosos.
2. A Estrutura Interna da Terra
Conforme já vimos, a Terra é produto dos choques de planetésimosatraídos pela força gravitacional. Entretanto, o que a torna singular,com condões de abrigar a vida em suas diferentes formas demanifestação? Perguntando de uma outra forma: como houve condiçõespara a formação de uma atmosfera, continentes e oceanos?
 
A resposta está no processo de diferenciação, isto é, a formaçãode diferentes camadas concêntricas com materiais mais densos(interior) e mais leves (superfície). A diferenciação só foi possível,acredita-se hoje, pela energia das colies/impactos de corposcelestes com a Terra; energia essa que equivaleria a trilhões debombas nucleares. Tal energia gerou calor suficiente para fundir omaterial terrestre. Outro fator é o processo de desintegraçãoradioativa. O Tório e o Urânio, por exemplo, desintegram-se
3
ao longodo tempo a partir da emissão de partículas subatômicas, que absorvidaspela matéria ao redor, acaba se transformando em calor. De acordo comPress
et alii
(2006:31) o calor radioativo contribuiu para aquecer efundir os materiais da Terra. Apesar de presentes em pequenasquantidades estes elementos cumpriram o importante papel de manter ocalor no interior da Terra. A diferenciação interna aconteceujustamente pela separação dos elementos e compostos que constituem oplaneta, em função da diferença de densidade entre eles.
2.1 As Camadas Internas da Terra
Podemos dividir a Terra em três grandes camadas: a crosta, omanto e o núcleo.Já mencionamos o calor proveniente do decaimento radioativo edos choques dos planetésimos. Estes processos geraram a movimentaçãodos elementos e compostos constituintes da Terra, resultando nadiferenciação das camadas. Os materiais mais pesados (ferro e níquel)situaram-se no interior (núcleo) do planeta, da mesma forma em que osmais leves (silício, alumínio, sódio, cálcio, magnésio, potássio eoxigênio) migraram em direção à superfície. Os materiais mais leves,ao posicionarem-se na superfície ou muito próximos a ela, puderamirradiar calor para o espaço, resfriando-se. Ao perder calor, estasrochas solidificaram-se, formando a fina e rígida camada mais externada Terra, chamada crosta terrestre. Entre esses dois grupos demateriais formou-se uma vasta massa de rochas de densidadeintermediária, ricas em elementos como magnésio, cálcio e titânio,denominada manto.Existem dois tipos de diferenciação em questão:
A diferenciação química (fusão e migração de elementos);
A diferenciação física (variação de temperatura e pressão).
Uma evidência da diferenciação física é o aumento da temperaturaconforme a profundidade. Em escavações subterrâneas pode-se medir o
3
No processo de desintegração (ou decaimento radioativo), os elementos químicosinstáveis transformam-se em estáveis, através de mudanças na estrutura atômica. Avelocidade do processo é constante, mudanças no ambiente não o alteram. O decaimento éutilizado como método de determinação de idade das rochas (cf. Salgado-Laboriau 1994).

Activity (16)

You've already reviewed this. Edit your review.
1 hundred reads
1 thousand reads
anambrito427 liked this
Suzanne Sampaio liked this
Raphaella Grego liked this
ricardo liked this
Mariana Belo liked this
Mariana Belo liked this
Karoline Santos liked this

You're Reading a Free Preview

Download
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->