Welcome to Scribd, the world's digital library. Read, publish, and share books and documents. See more
Download
Standard view
Full view
of .
Look up keyword
Like this
49Activity
0 of .
Results for:
No results containing your search query
P. 1
Questões de Vestibulares II

Questões de Vestibulares II

Ratings: (0)|Views: 10,268 |Likes:
Published by Fava6

More info:

Published by: Fava6 on Mar 01, 2010
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/30/2013

pdf

text

original

 
   F   í  s   i  c  a    3
E1-F3
1
editor 
Questões de Vestibulares II
Termometria
t(°C)t(°x)302520151050-5-1010 20 30
01
.
 
(PUCCAMP)
 
Dois termômetros, um Celsius correto e um fahrenheitincorreto, são colocados dentro de um mesmo líquido. Se o termôme-tro Celsius acusar 40 °C e o Fahrenheit 109,2 °F, o percentual de errocometido pelo termômetro Fahrenheit é de:a) 5,0% b) 5,2% c) 8,4%d) 72% e) 104%
02
. (UFPB) O volume de uma determinada quantidade de gás
ideal, mantida a pressão constante, é usado para a denição de uma
escala termométrica relativa X. Quando o volume do gás é de 20 cm
3
,sabe-se que a temperatura vale 30 °X e, quando o volume é de 80 cm
3
,a temperatura vale 150 °X.a) Qual o volume do gás quando a temperatura na escala X for de 110 °X?b) Qual a temperatura na escala X, correspondente ao zero absoluto?
03
. (UEL) O gráco representa a relação entre a temperatura medida
numa escala X e a mesma temperatura medida na escala Celsius. Pelo
gráco, pode se concluir que o intervalo de 1,0 °C é equivalente a:
a) 0,50°X b) 0,80°X c) 1,0°X d) 1,5°X e) 2,0°X
04
. (MED. SANTOS) Uma criança deu entrada no dia 1º, às 0 h 0 min,
de um dado mês, num hospital de isolamento, com suspeita de meningite,apesar de sua temperatura estar normal (36.5 °C). Sua temperatura foi
plotada, a partir do m do dia 1º, num gráco através de um aparelhoregistrador contínuo. Vericou-se depois, para ns cientícos, que a va
-
riação de sua temperatura (
t) poderia ser dada aproximadamente pela
equação
t = -0,2
θ
2
+ 2,4
θ
- 2,2, válida para
t 0, onde
t é medidoem °C e
θ
é medido em dias do mês.
Pode-se armar que:
a) a máxima temperatura que ela teve foi de 40,5 °C.b) o dia em que ela teve maior febre foi dia 6.c) sua temperatura voltou ao normal a partir do dia 11.d) entre o oitavo e o nono dia do mês ela teve temperatura sempreacima de 40 °C.
e) sabendo-se que temperaturas acima de 43 °C causam transformaçõesbioquímicas irreversíveis, ela cou com problemas cerebrais.
      C      E      F      3      T      1      0      0      2
 
Desafio
01
. Um estudante de Física adquiriu numa loja um termômetro gra-
duado na escala Celsius. Chegando em casa procurou vericar suaexatidão. Observou que no gelo fundente ele assinalava -5 ºC e no pontode vapor 108 ºC. Determine:a) a equação de correção determinada pelo estudante, para esse
termômetro;
b) a indicação desse termômetro quando colocado num líquido a 60ºC.c) a indicação desse termômetro que não requer correção.
02
. (FCC) Registradores de papel com coordenadas polares são co-
mumente usados para obter-se a variação da temperatura de um sistemaem função do tempo. Um disco de papel gira em torno de seu centro O,com velocidade angular ω constante, no sentido anti-horário, e a pontade uma caneta P move-se sobre um trilho xo OD aproximando-se de
O quando a temperatura diminui e afastando-se quando a temperaturaaumenta, de modo que OP = Kt, sendo t a temperatura em °C e K cons-
tante. Dessa forma, a caneta deixa traçada sobre o papel a variaçãoda temperatura em função do tempo. O disco da gura gira uma volta
completa em duas horas.
D
30°20°10°10°10°10°20°20°20°30°30°30°
ω
PO
Pode-se armar que:a) a gura mostra o registrador após 50 minutosb) a temperatura do sistema, no instante mostrado na gura, é de 10 °C.c) de acordo com o gráco, a temperatura manteve-se sempre cres
-cente.
d) no instante correspondente à posição após 30 minutos de funciona
-mento, a temperatura era de 0 °C.e) a temperatura nunca foi inferior a 10 °C no intervalo de tempo cor-
respondente ao gráco.
 
   F   í  s   i  c  a    3
2
E1-F3
editor 
Questões de Vestibulares II
Dilatação Térmica
01
. (UFBA) A gura a seguir representa um balão, de volume V
0
, feito
de material isótropo de coeciente de dilatação linear 
α
. O balão está
completamente cheio de um líquido de coeciente de dilatação volumé
-trico
 γ
e de massa especíca
µ
0
, à temperatura
θ
0
. Quando a temperaturado balão é aumentada de
∆θ
, extravasa o volume V
A
do líquido.
R
Nessas condições, pode-se armar:
01. O raio R diminui, quando a temperatura do balão aumenta.
02. O balão se dilata como se fosse maciço.04. O coeciente de dilatação aparente do líquido é expresso por 
 γ
+ 3
 
α
.
08. Após a variação de temperatura
∆θ
, a massa especíca do líquido
passa a ser expressa por 
µ
0
 
(1 +
 γ∆θ
)
-1
.
16. A dilatação do balão é igual a V
0
 
 
 γ
 
 
∆θ
- V
A
.
02
. (UFPB) Os materiais utilizados na construção civil são escolhidospor sua resistência a tensões, durabilidade e propriedades térmicas comoa dilatação, entre outras. Rebites de metal (pinos de formato cilíndrico),de coeciente de dilatação linear 9,8×10
 –6
°
 –1
, devem ser colocados em
furos circulares de uma chapa de outro metal, de coeciente de dilataçãolinear 2,0×10
 –5
°
 –1
. Considere que, à temperatura ambiente (27°
), aárea transversal de cada rebite é 1,00
cm
2
e a de cada furo, 0,99
cm
2
.
A colocação dos rebites, na chapa metálica, somente será possível se
ambos forem aquecidos até, no mínimo, a temperatura comum de:a) 327°C b) 427°C c) 527°Cd) 627°C e) 727°C
03
. (FUVEST
) Duas barras metálicas nas, uma de zinco e outra de
ferro, cujos comprimentos, a uma temperatura de 300 K valem 5 m e 12,0
m, respectivamente, são sobrepostas e aparafusadas uma à outra emuma de suas extremidades, conforme ilustra a gura. As outras extremi
-dades
B
e
A
das barras de zinco e ferro, respectivamente, permanecem
livres. Os coecientes de dilatação linear do zinco e do ferro valem 3,0
10
-5
K
-1
e 1,0
10
-5
K
-1
, respectivamente. Desprezando as espessurasdas barras, determine:
a) a variação da distância entre as extremidades A e B quando as
barras são aquecidas até 400 K;
b) a distância até o ponto A, de um ponto C da barra de zinco cujadistância ao ponto A não varia com a temperatura.
04
. (UFMG) O pêndulo de um relógio é constituído de uma massa sus
-
pensa por uma haste na de aço, de comprimento L = 1,6 m. O pênduloé ligado aos ponteiros do relógio por um sistema de engrenagens. Esse
sistema funciona de tal modo que, toda vez que o pêndulo completa um
determinado número de oscilações, o relógio marca um minuto a mais.
O período do pêndulo é dado pela expressão:
g/L2T
π=
Considere
π
= 3 e g = 10 m/s
2
para os cálculos que se zerem necessários.a) CALCULE o número de oscilações do pêndulo no intervalo de
tempo de um minuto.
b) RESPONDA se o relógio vai adiantar ou atrasar caso sua tempera
-tura diminua.
05
. (UEL) A barra da gura é composta de dois segmentos: um decomprimento L e coeciente de dilatação
α
A
e outro de comprimento
2L e coeciente de dilatação
α
B
. Pode-se armar que o coeciente dedilatação linear dessa barra é igual a:
2AB
2)a
BA
αα
 
32)b
BA
α+α
 
32)c
BA
α+α
d)
α
A
+ 2
α
B
e) 3(
α
A
+
α
B
)
06
. (ITA) Um bulbo de vidro cujo coeciente de dilatação linear é
3
10
-6
°C
-1
está ligado a um capilar do mesmo material. À temperatura
de –10,0 °C a área da secção do capilar é 3,0
10
-4
cm
2
e todo o mercúrio,
cujo coeciente de dilatação volumétrico é 180
10
-6
°C
-1
, ocupa o volumetotal do bulbo, que a esta temperatura é 0,500 cm
3
. O comprimento dacoluna de mercúrio a 90,0 °C será:a) 270 mm b) 257 mm c) 285 mmd) 300 mm e) 540 mm
07
. (AMAN) Um arame de aço, de coeciente de dilatação linear 1,2
 10
-5
°C
-1
, mantém-se dobrado conforme a gura, com sua extremidade A,
engastada no teto, a uma temperatura de 25 °C. Quando a temperaturase eleva para 100 °C, o ponto E (outra extremidade) move-se:a) 1,8 mm para a esquerda.b) 1,8 mm para direita e 1,88 mm para cima.c) 3,6 mm para a direita e 1,8 mm para baixo.d) 3,6 mm para a esquerda e 3,6 mm para baixo.e) 1,8 mm para a direita e 1,8 mm para baixo.
08
. (UNIV. VIÇOSA) Para que duas barras de materiais diferentes, decomprimentos
1
e
2
e coecientes dedilatação linear 
α
1
e
α
2
, respectivamen-
te, mantenham constante a diferença
entre seus comprimentos, a qualquer 
temperatura, a relação entre seus com
-primentos deverá ser:a)
2
= (
1
α
2
)/
α
1
.b)
1
=
2
· (1 +
α
2
/
α
1
).c)
1
= (
2
α
1
)/
α
2
.d)
2
=
1
· (1 +
α
1
/
α
2
).e)
1
= (
2
α
2
)/
α
1
.
09
. (FCC) A tabela mostra os acréscimos
L no comprimento de três
trilhos de um metal hipotético, que se dilatam à medida que aumenta a
temperatura. A 0 °C, os trilhos medem, respectivamente, 5, 10 e 15 m.As temperaturas foram medidas em graus centígrados e os acréscimosno comprimento dos trilhos foram medidos em milímetros.
EA2 m2 m2 m2 m
      C      E      F      3      T      2      0      0      5
Temperaturas
0 °C10 °C20 °C30 °CAcréscimos em mm:
Trilho de 5 mTrilho de 10 mTrilho de 15 m
000123246369
 
   F   í  s   i  c  a    3
E1-F3
3
editor 
Dessa tabela, pode-se concluir que o coeciente de dilatação linear do
metal de que são feitos os trilhos é de, em °C
-1
:a) 4 · 10
-2
.b) 2 · 10
-2
.c) 4 · 10
-5
.d) 2 · 10
-5
.e) 1 · 10
-5
.
Desafio
01
. Considere duas barras (1 e 2)
paralelas, conforme a gura ao lado,cada uma com os coecientes dedilatação térmica, respectivamente,
iguais a 2
10
-5
°C
-1
e 10
-5
°C
-1
. Elasestão aparafusadas de tal forma que
a distância “d” (d= 60 mm) entre elas
permanece constante e o comprimento inicial é L
0
=15 m. A princípio as
barras encontram-se a 36 °C. Determine o ângulo
θ
, quando o sistemaé aquecido a 350 °C. (
π≈
3,14) (resposta em graus)
02
. (EEM) O aro da roda de uma locomotiva é feito de aço e temdiâmetro interno de 58,45 cm. Ele deve ser montado na “alma” da roda,que é de ferro fundido, e tem diâmetro de 58,55 cm. Esses dois diâme
-
tros foram medidos à mesma temperatura t = 25 °C. Os coecientesde dilatação linear do ferro fundido e do aço, supostos constantes,
são, respectivamente,
α
ferro fundido
= 8 · 10
-6
°C
-1
e
α
aço
= 12 · 10
-6
°C
-1
. As
duas peças são colocadas numa estufa e, após serem aquecidas, são
montadas, formando o conjunto, Qual a menor temperatura para que amontagem seja possível?
dR’’RR’d12L
0
θ
      C      E      F      3      T      2      0      0      7
Questões de Vestibulares II
Propagação do calor
01
. (PUC-SP) Uma placa de alumínio de 1,0 m
2
de área supercial e
10 cm de espessura foi usada para separar dois meios de temperaturas
constantes e iguais a 20ºC e 100ºC. Determine a intensidade da correntetérmica através da placa, após ser atingido o regime estacionário.
Dado: K
A
 
= 0,50 cal/s · cm · °C
02
. (FUVEST) Um recipientede isopor, que é um isolante tér-mico, tem em seu interior água egelo em equilíbrio térmico. Numdia quente, a passagem de calor por suas paredes pode ser es-timada medindo-se a massa degel Q presente no interior do isopor, ao longo de algumas horas, como
representado no gráco. Esses dados permitem estimar a transferência
de calor pelo isopor, como sendo, aproximadamente, de :a) 0,5 kJ/hb) 5 kJ/hc) 120 kJ/hd) 160 kJ/he) 320 kJ/h
201612840 4 8 12 14 16 24t(h)Q (kg)
Calor latente de fusão do gelo 320 kJ/kg
      C      E      F      3      T      3      0      0      5
03
. (PUCCAMP) Três barras cilíndricas idênticas em comprimento e
secção são ligadas formando um única barra, cujas extremidades sãomantidas a 0ºC e 100ºC. A partir da extremidade mais fria, as conduti
-bilidades térmicas dos materiais das barras valem:(0,20); (0,50) e (1,0) kcal.m/h.m
2
.ºC
Supondo que em volta das barras exista um isolamento de vidro edesprezando quaisquer perdas de calor, calcular as temperaturas nas
 junções onde uma barra é ligada à outra.
04
. (UNB) Para a construção de prédios termicamente isolados,
é necessário o estudo de processos que envolvem transferência de
calor. A gura a seguir ilustra duas paredes – a e b – construídas com
diferentes materiais.
Do ponto de vista termodinâmico, a taxa de transferência de calor H – , em regime estacionário, é diretamente proporcional à diferençade temperatura – ∆T – nas interfaces da parede e inversamente pro
-
porcional à resistência térmica da parede – R – , de acordo com asequações a seguir:
H
a
= (K
a
.A/L
a
). (T
1
– T
2
) = ∆T
a
/R
a
e H
b
= (K
b
.A/L
b
). (T
2
– T
3
) = ∆T
b
/R
b
.
Nessas condições, A é a área das interfaces de cada parede, K
a
e K
b
sãorespectivamente, as suas condutividades térmicas, e T
1
, T
2
e T
3
são astemperaturas das interfaces entre o interior e a parede
a
, entre a parede
a
e a parede
b
e entre a parede
b
e o exterior, respectivamente.
Com base nas informações acima e nas leis da termodinâmica, julgue
os seguintes itens:1. No equilíbrio térmico, quando todas as interfaces das paredes
estiverem à mesma temperatura, as taxas de transferência de
calor H
a
e H
b
poderão ser diferentes de zero.2. Se T
3
> T
2
> T
1
, o calor uirá do interior para o exterior, indepen
-dentemente do material de que é feita cada parede.3. Maximizar o isolamente térmico das paredes envolve a procura demateriais de maiores valores de condutividade térmica4. Fazendo-se uma analogia do sistema de duas paredes apresentado
na gura com um circuito elétrico formado por dois resistores emsérie, então a diferença de temperatura corresponde à diferençade potencial e a taxa de transferência de calor corresponderia à
corrente elétrica.
05
. (UNB) Na questão anterior, o mesmo isolamento termodinâmico
poderia ser conseguido no prédio se substituíssemos os dois materiaispor um outro de condutividade k e espessura L
a
+ L
b
? Se isso for possível,determine k.
06
. (FUVEST) Tem-se uma barra cilíndrica de comprimento L = 50cme base com área S = 10cm
2
. Uma de suas bases (A) é mantida a umatemperatura constante T
A
= 100ºC e a outra (B) é mantida em contatocom uma mistura de água e gelo à temperatura T
B
=0ºC. Se o coeciente
de condutibilidade termica vale 0,5 cal/s . Cm . °CCalcule:a) a quantidade de calor que passa em 1 segundo;b) quantos gramas de gelo se derretem em 40s.
      C      E      F      3      T      3      0      0      6

Activity (49)

You've already reviewed this. Edit your review.
Vinicius Zoletti added this note
Alguem tem a resposta da questão 9 da pagina 4?
1 thousand reads
1 hundred reads
Bruno Dorneles liked this
Andre Cardoso liked this
Roger Freitas liked this
Tais Almeida liked this
Fernanda Losada liked this

You're Reading a Free Preview

Download
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->